Próximos Workshops
Lisboa 6 de Maio de 2017
Sábado:
14h00 - 18h00      Vamos fazer pão?
Inscrições: escola@istofaz-se.pt   218 078 640 IstoFaz-se

sexta-feira, 29 de dezembro de 2006

Flan de tangerina e manga

Ingredientes
1 lata de leite condensado
5 dl de sumo de tangerina
1 colher de chá de raspa de casca de tangerina
2 dl de polpa de manga de lata
12 folhas de gelatina
Óleo

Colocar as folhas de gelatina a demolhar em água fria, aproximadamente 10 minutos.

Deitar o leite condensado, o sumo de tangerina, a polpa de manga e a raspa de tangerina no liquidificador. Ligar bem até ter uma consistência uniforme.

Escorrer a gelatina. Colocar num recipiente e levar ao microondas para que fique líquida.

Juntar a gelatina ao preparado anterior. Bater mais um pouco.

Untar uma forma com um pouco de óleo. Deitar o preparado e levar ao frigorífico durante 2 horas para solidificar. Desenformar para um prato e decorar a gosto.

quinta-feira, 28 de dezembro de 2006

Vendedores de castanhas

Que bom que é o cheirinho a castanhas assadas. Com este frio, sabe bem umas castanhas bem quentinhas, compradas e comidas na rua.

No S. Martinho, tenho também por hábito assar castanhas cá em casa, mas não ficam iguais às da foto, devido ao modo como assadas.

"- Senhor vendedor, uma dúzia de castanhas, se faz favor."

quarta-feira, 27 de dezembro de 2006

Abóbora

Todos os anos procuro uma abóbora para os fritos de natal que se distinga por alguma particularidade, por exemplo, pela forma, pela cor ou pelo tamanho.

A deste natal é a que está na fotografia. Tinha um tom alaranjado fora do vulgar e pesava mais de 16 kg.

sábado, 23 de dezembro de 2006

Sonhos de limão


Ingredientes:
300 g de farinha
7 ovos
80 g de margarina
0,5 L de água
1 pitada de sal
1 pau de canela
casca de 1 limão
açúcar e canela para polvilhar


1. Num tacho colocar, a casca de limão, a água, a margarina e o pau de canela. Levar ao lume e deixar ferver um pouco. Retirar o pau de canela e a casca de limão. Deitar a farinha e mexer bem até formar uma bola. Retirar do lume. Retirar a massa para outro recipiente e deixar arrefecer.

2. Juntar os ovos um a um e bater muito bem entre cada ovo.

3. Fritar às colheradas em óleo bem quente. Não colocar muitos sonhos na frigideira ao mesmo tempo, pois eles crescem bastante.

4. Depois de fritos polvilhar com açúcar e canela a gosto.


Adorei esta receita de sonhos, pois ficam grandes e fofos por dentro. Agradeço ao Sr. Luciano, que amavelmente me passou esta receita.

domingo, 17 de dezembro de 2006

Nacos de porco com presunto


Ingredientes
800g de lombo ou lombinhos de porco
150g de presunto
1 colher de sopa de banha
50g de margarina
2 cebolas
2 dentes de alho
1 colher de sopa de polpa de tomate
1 dl de vinho branco
200 ml de natas
sal & pimenta

Cortar a carne em pedaços iguais, mais ou menos 8 pedaços. Temperar com sal e pimenta.

Cortar o presunto em tiras. Furar a carne e introduzir uma fatia de presunto por pedaço.

Numa frigideira, levar ao lume a banha e quando esta estiver bem quente, coloque a carne e deixe-a alourar. De seguida retire a carne e reserve.

Num tacho, colocar a margarina, as cebolas cortadas às rodelas, os alhos picados e levar ao lume. Deixar estufar um pouco até a cebola estar cozinhada.

Juntar a carne, a polpa de tomate e o vinho branco. Deixar estufar cerca de 20 minutos.

Por fim, adicionar as natas e deixar apurar o molho.

Para este prato usei lombinhos de porco, para além de ser uma carne muito saborosa é também muito fácil de rechear com o presunto. Para acompanhamento sugiro arroz branco e legumes cozidos.


P.S.1 Obrigada, Luísa Gomes por esta ideia muito saborosa.
P.S.2 Nesta receita usei presunto já fatiado.

terça-feira, 12 de dezembro de 2006

Quiche de castanhas e espinafres

Ingredientes:
1 embalagem de massa quebrada
1 cebola picada
4 colheres de sopa de azeite
400g de castanhas
300g de espinafres
4 ovos
1 embalagem de natas (200 ml)
100g de queijo mozzarella ralado
Sal, pimenta e noz moscada

Saltear a cebola no azeite em frigideira anti-aderente. Juntar os espinafres e deixar cozinhar um pouco, mexendo de vez em quando.

Juntar as castanhas cortadas ao meio. E deixar cozinhar mais um pouco. Temperar com sal, pimenta e noz moscada a gosto.

Bater os ovos com as natas. Adicionar o preparado anterior e o queijo mozzarella.

Colocar a massa quebrada num recipiente de tartes como indicado na embalagem. Verter o preparado anterior e levar ao forno. Antes de retirar verificar se está cozido.

Para acompanhamento sugiro arroz branco e salada.

Esta quiche torna-se um pouco diferente do habitual por causa das castanhas.
P.S. Nesta receita utilizei castanhas e espinafres congelados.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

A cozinha e a arte

Natureza Morta, 1907
Ellen Jolin (1854-1939)

domingo, 10 de dezembro de 2006

Pão Caseiro

Em algumas aldeias, na zona de Santarém, ainda encontramos pão caseiro. E é uma verdadeira maravilha, acabado de sair do forno com um pouco de manteiga, nem vos digo! Já cheguei a comer pão quente com azeite e açúcar. Assim, parece uma mistura um pouco estranha, mas é muito bom.

Estas tradições acabam por se perder pois é um trabalho muito duro. Com a força de braços amassam, quase sempre mais de 5 kg de farinha num alguidar de barro. É aproximadamente 1 kg por pão.

A amassadura fica algumas horas a levedar. Este processo é dificultado nesta altura do ano devido ao frio. No entanto, o alguidar é bem tapado com uma manta grossa, que ajuda a conservar o calor.

Todo este processo envolve sabedoria e muito saber fazer, desde o amassar o pão, pois não se pode colocar água a mais e tem que se perceber se a massa já está boa ou não, o fermento (antigamente as pessoas faziam o seu próprio fermento), o acender o forno, o próprio tender o pão, deitá-lo, vê-lo a crescer, tapar ou não a boca do forno para que não fique queimado, tudo isto envolve muita técnica.

No final, o resultado vale a pena! O cheirinho a pão acabado de cozer é inesquecível e, para quem não sabe, pão quente não se corta com faca, pois como diz a sabedoria popular "corta as forças à amassadeira".

São servidos?

terça-feira, 5 de dezembro de 2006

Salada de couve-flor com molho de iogurte e cebolinho

Hoje para o jantar fiz esta salada. Aproveitei couve-flor que tinha previamente cozido, juntei tomate cereja cortado ao meio, 1 lata de atum a que escorri o molho, 2 ovos cozidos cortados e umas azeitonas pretas. Para o molho, juntei um iogurte natural com um pouco de molho de alho da Calvé, pimenta e cebolinho picado. Uma delícia!

domingo, 3 de dezembro de 2006

Pudim de cenoura

Ingredientes:
750g de cenouras
200g de açúcar amarelo
3 ovos
1 colher de sopa de manteiga ou margarina
1 colher de sopa de farinha
50g de queijo ralado

Cozer as cenouras, previamente descascadas, e depois triturá-las.

Levar o puré de cenoura ao lume brando para que seque um pouco. Retirar do lume e adicionar as gemas, a farinha, o açúcar amarelo e a margarina.

Bater as claras em castelo bem firme.

Adicionar as claras ao preparado, alternando com o queijo ralado.

Deitar numa forma untada com margarina e polvilhada com farinha. Levar ao forno para cozer.

Servir com molho de chocolate quente.

A receita indicava para o molho de chocolate o seguinte: chocolate em pó ou em barra, manteiga, açúcar a gosto e 2 colheres de sopa de leite. Eu fiz um pouco diferente. Coloquei uma tablete de chocolate negro num recipiente e juntei um pacote de natas. Levei ao microondas e, depois mexi de modo a juntar muito bem estes dois ingredientes.

Este pudim foi o delírio do jantar de sábado à noite!

P.S. 1 Na minha receita acabei por colocar duas colheres de farinha.

P.S.2 Um beijinho à Sandra Barqueta que amavelmente me fez chegar esta receita.

quinta-feira, 30 de novembro de 2006

Bolo de maçã e coco ralado


Ingredientes:
4 chávenas de chá de farinha de trigo com fermento
3 chávenas de chá de maçã reineta cortada aos pedaços
3 chávenas de chá de açúcar
1 chávena de chá de coco ralado
1 chávena de chá de leite
1 chávena de chá de óleo
6 ovos


1. Num recipiente, juntar a farinha com o açúcar, o óleo, os ovos, o leite e o coco. Adicionar as maçãs descascadas e cortadas aos cubos. Envolver bem.

2. Levar ao forno em tabuleiro untado com margarina e polvilhado com farinha.

3. Quando o bolo estiver cozido retirar e polvilhar abundantemente com coco ralado. Deixar arrefecer e depois cortar aos pedaços.

Para a próxima vez vou colocar um pouco mais de maçã, acho que o bolo a aguenta. É um bolinho óptimo para um lanchinho. Acompanhar com chá ou café.

P.S.: Receita retirada da embalagem de coco.

terça-feira, 28 de novembro de 2006

Sopa de Castanhas

Ingredientes
300g de castanhas piladas
1 cebola
150g de presunto
150g de chouriço
200g de massa de cotovelos
1 lata de feijão encarnado das pequenas
Sal & Azeite
2 L de água para a sopa

Colocar as castanhas de molho de um dia para o outro.

No dia seguinte, retirar-lhes as peles.

Levar 2 L de água ao lume numa panela. Quando ferver coloque as castanhas e o feijão. Deixar cozer.

Cortar o presunto aos pedaçinhos e o chouriço às rodelas. Picar a cebola e juntar à sopa. Deixar cozinhar e mexer de vez em quando. Temperar com sal e azeite a gosto.

Assim que os enchidos e a cebola estejam cozidos juntar a massa e mexer de vez em quando.

Quando a massa estiver cozida servir imediatamente sem triturar nada.

Está sopa é uma verdadeira refeição! Não experimentei, mas acho que se colocarmos um raminho de hortelã não deve ficar mal. Fica para a próxima.

Fruta da época

segunda-feira, 27 de novembro de 2006

Sericá ou Sericaia?

Ingredientes
5 dl de Leite
5 Ovos
250 gr. de açúcar
8 colheres de sopa de farinha

Desfazer a farinha em leite frio, juntar o açúcar e levar ao lume com os 5 dl de leite a engrossar. Mexer sempre. (Se por acaso formar grumos, passar a varinha mágica para uniformizar a massa.)

Quando arrefecer, deitar as gemas e mexer bem. Vai ao lume para aquecer sem ferver.

Incorporar as claras batidas em castelo ( misturar sem bater).

Colocar o preparado num pirex ou recipiente de barro e polvilhar a superfície com canela. Levar ao forno. Vai crescer bastante. Assim que crescer e abrir fendas confirmar se está cozido.

Em Portalagre comi Sericá ou Sericaia acompanhada com ameixas de Elvas em calda. Uma delícia.

domingo, 26 de novembro de 2006

Lulas no tacho com tomate e pimentos


Ingredientes
1 kg de lulas inteiras já limpas
3 tomates maduros sem pele
1 pimento vermelho
1 pimento verde
4 dentes de alho
8 colheres de sopa de azeite
1 a 2 piripiris
Sal & pimenta

Colocar num tacho o azeite e os alhos esmagados. Levar ao lume. Deixar frigir um pouco os alhos.

De seguida, juntar o tomate sem pele e cortado em pedaços, os pimentos cortados em tiras longitudinais e o piripiri a gosto. Deixar cozinhar um pouco. Mexer de vez em quando.

Juntar as lulas. Temperar com sal e pimenta. Deixar cozinhar em lume brando.

Acompanhar com arroz branco e/ou vegetais cozidos.

Esta receita é da minha amiga Paula Borralho que, nestas férias de verão, a partilhou comigo. Estava com um pouco de receio por causa da quantidade de pimento, pois poderia tornar-se um pouco indegesto, mas foi coisa que não aconteceu. Ainda bem que experimentei, gostei bastante.

quinta-feira, 23 de novembro de 2006

A cozinha e a arte

Pequeno-almoço, 1887
Hanna Pauli (1864 - 1940)

terça-feira, 21 de novembro de 2006

Medalhões de pescada no tacho com coentros


Ingredientes:
1 kg de medalhões de pescada
Sumo de 1 limão
8 colheres de sopa de azeite
7 a 8 dentes de alho picadinhos
Sal e pimenta a gosto
Ramo de coentros

Temperar os medalhões com sal, pimenta e sumo de limão.

Num tacho colocar o azeite e o alho. Levar ao lume e deixar frigir um pouco o alho.

Adicionar os medalhões de pescada e o molho. Tapar o tacho e deixar cozinhar em lume brando.

Quando os medalhões estiverem cozinhados juntar um raminho de coentros picados.

Servir com arroz branco.

Tenho o hábito de fazer os medalhões em papelote mas, esta receita também é muito boa, para além de ser rápida e fácil de confeccionar.


P.S. Um beijinho à Dina Potes por esta óptima sugestão.

segunda-feira, 20 de novembro de 2006

Sabe sempre bem quando ....

Somos reconhecidos. Aqui.
Obrigada!

Massa chinesa com vegetais

Ingredientes:
1 pacote de massa chinesa
7 colheres de sopa de óleo de amendoim
1 embalagem de cogumelos laminados frescos
1 embalagem de rebentos de soja frescos
3 cenouras
Alho francês
2 cebolas picadas
Molho de soja
Molho de ostra
Açúcar (aprox. 8 a 9 gr)
Sal

Escaldar a massa chinesa em água a ferver durante 4 minutos. Escorrer e reservar.

Descascar as cenouras e cortá-las em pequenas tiras. Cortar o alho francês às rodelas.

Numa frigideira funda ou num wok aquecer o óleo de amendoim. Saltear primeiro um pouco as cenouras e de seguida juntar os restantes legumes. Mexer de vez em quando. Temperar com o açúcar e o sal.

Juntar a massa e molho de soja. Retirar do lume. Adicionar molho de ostra a gosto e está pronto a servir.

Bom Apetite!

quinta-feira, 16 de novembro de 2006

Bolo rápido de chocolate II

Ingredientes:
1 copo de açúcar
2 ovos
1/2 copo de óleo
1 copo de farinha
1 copo de leite
50g de chocolate em pó
1 pitada de bicabornato de sódio
1 pitada de canela em pó

1. Bater muito bem os ovos inteiros com o açúcar, juntar o óleo e continuar a mexer.

2. Aquecer o leite com o chocolate e juntar ao preparado.

3. Juntar a farinha, o bicabornato e a canela. Bater muito bem.

4. Cozer em forno brando previamente aquecido.

5. Decorar a gosto.

Como não estive para grandes decorações acabei por fazer um molho de chocolate com que cobri o bolo. Coloquei num recipiente chocolate em barra, um pouco de leite e manteiga que levei ao microondas para que o chocolate derrete-se. Depois do chocolate derretido, juntei uma colher de sopa de caramelo e voltei a mexer.

Ainda não provei, mas pelo cheirinho deve ser uma delícia, especialmente para apreciadores de bolos de chocolate. Este tem mais uma vantagem, é muito rápido de confeccionar.

P.S. Este bolo deve ser batido com uma vara de arames. O copo que usei leva aproximadamente 3 dl.

terça-feira, 14 de novembro de 2006

Arroz de pato


Arroz de pato

Ingredientes:
1 pato
2 chouriços médios
2 cebolas
2 ramos de salsa
2 tomates grandes maduros
3 dentes de alho
500g de arroz
Couve lombarda
1 cenoura cortada às rodelas
1 ramo de hortelã
Bacon
Sal q.b.


1. Cozer o pato com água, sal, um pedaço de bacon, os chouriços, a salsa e uma cebola.

2. Depois das carnes cozidas, retirá-las e desfiar o pato, retirando a pele, e cortar o bacon e um dos chouriços.

3. Coar o caldo e reservar no frigorífico.

4. No dia seguinte, retirar a camada de gordura do caldo e colocar numa panela, juntamente com uma cebola picada, os alhos, os tomates sem pele e um ramo de salsa. Levar ao lume e deixar refogar um pouco. Depois triturar com a ajuda da varinha mágica.

5. A este preparado juntar o caldo do pato. Quando levantar fervura adicionar 500g de arroz, a couve lombarda cortada grosseiramente e a cenoura às rodelas. Deixar cozer e verificar o sal.

6. Depois do arroz cozido, retirar do lume e adicionar um ramo de hortelã.

7. Num recipiente que possa ir ao forno colocar uma camada de arroz com cenoura e lombarda (retirar da panela com uma escumadeira para perder o excesso de caldo), de seguida, uma camada com as carnes e por fim, terminar com uma camada de arroz.

8. Decorar a gosto com rodelas de chouriço ou com rodelas de chouriço e pedaços de bacon.

9. Levar ao forno até ficar douradinho.


Neste arroz de pato a couve lombarda faz a diferença. Muito bom! A receita é da Luísa Gingado que amavelmente me ensina e partilha muitas das suas receitas.

Outra receita:
- Arroz de pato.

domingo, 12 de novembro de 2006

Frango assado no forno

Colocar um frango partido aos pedaços num tabuleiro que possa ir ao forno. Temperar com sal, pimenta, colorau, 3 dentes de alho esmagados,2 a 3 folhas de louro, piripiri a gosto, um fio de azeite, vinho branco, salsa e coentros picados.

Levar ao forno. A meio da cozedura virar os pedaços de frango.

Bom apetite!

sexta-feira, 10 de novembro de 2006

A cozinha e a arte

A cozinheira, 1715
Willem van Mieris (1662 - 1747)

quarta-feira, 8 de novembro de 2006

Arroz com lentinhas, cenoura e couve lombarda

Ontem, para o jantar, como acompanhamento, fiz este arroz, que achei delicioso. Cozi duas chávenas de chá de arroz vaporizado em água e um pouco de sal. Depois de cozido, escorrer o arroz.

Levei uma frigideira funda ao lume com um pouco de azeite, onde salteei 2 cenouras raladas, lentilhas previamente cozidas e couve lombarda cortada. Temperei com um pouco de sal e pimenta a gosto. Por fim, adicionei o arroz e mexi tudo muito bem.

P.S. Sandra Marques um grande beijinho pela sugestão deste arroz delicioso. Vou fazer mais vezes!

terça-feira, 7 de novembro de 2006

Bolo rápido de chocolate



Ingredientes:
200g de chocolate em barra
200g de farinha sem fermento
200g de açúcar
200g de manteiga derretida
4 ovos inteiros


1. Derrete-se o chocolate e adiciona-se a todos os outros ingredientes já, previamente, misturados.

2. Leva-se a cozer, numa forma de bolo inglês forrada com papel vegetal, em forno pré-aquecido a 200º durante 15 a 20 minutos. Eu como ainda tenho um forno a gás, normalmente, tenho algumas dificuldades em controlar a temperatura.

segunda-feira, 6 de novembro de 2006

Lombos de salmão com presunto em papelote

Ingredientes:
1 embalagem de lombos de salmão (400g)
1 embalagem de cogumelos frescos já cortados
folhas de espinafres frescas
Fatias de presunto finas
Sal & Pimenta
Azeite e óregãos

Dispor em cada papelote, folhas de espinafre e cogumelos. Enrolar uma fatia de presunto em cada lombo de salmão e colocar um lombo por papelote, em cima da cama de espinafres e cogumelos. Temperar com um pouco de sal, pimenta, um fio de azeite e óregãos. Fechar os papelotes e levar ao forno para cozinhar.

Os papelotes devem ser tantos quantos os lombos de salmão. Eu costumo, para fazer os papelotes, dispor um pedaço de papel de alumínio e por cima colocar papel vegetal. O papel vegetal ajuda a manter o suco libertado pelo peixe e vegetais.

Esta é uma receita rápida e muito saborosa. Acompanhar com arroz branco e salada mista.

sexta-feira, 3 de novembro de 2006

Broas


Ingredientes:
750g de farinha de trigo
400g de farinha de milho
500g de açúcar
Raspa de limão
3 colheres de sopa de erva doce
Pimenta, sal e bicarbonato de sódio
Água para amassar


1. Num recipiente coloca-se 300g de margarina, 1 pau de canela, casca de limão e água (aprox. 2 dl). Leva-se ao lume até levantar fervura.

2. Colocam-se todos os ingredientes num recipiente e amassam-se com a água. A água deve ir sendo colocada aos poucos. A massa está boa, assim que se consiga moldar as broas sem que a massa pegue às mãos.

3. Moldar as broas e decorar a gosto. Podem ser pinceladas com gema de ovo, ou neste caso optei por colocar uma amêndoa. Levar ao forno em tabuleiro com a base forrada com papel vegetal. É conveniente deixar algum espaço entre as broas para que durante a cozedura não peguem. À saída do forno polvilhei com açúcar.

Estas broas são óptimas nos lanchinhos de Inverno para acompanhar chá ou café.

quarta-feira, 1 de novembro de 2006

Sopa de Cozido

Gosto imenso de sopas e tenho postado algumas delas. E, também gosto da sopa que se faz a partir do caldo do Cozido. Antigamente, na maior parte das nossas aldeias o dia da matança do porco e o dia a seguir eram, normalmente, dias de festa. Era uma forma de juntar a família e alguns amigos. Um dos pratos que se costumava fazer era o Cozido à Portuguesa e a respectiva sopa. A sopa era feita com o caldo de cozedura das carnes e, posteriormente, dos legumes, com massa esparguete e um ramo de hortelã.

Com a minha sogra aprendi a fazer uma sopa de cozido mais rica. Ao contrário do que antigamente se fazia, não se cozinha e, consequentemente, não se come no dia em que se faz o cozido. É feita depois e é uma forma de aproveitar as sobras.

Aproveita-se, na mesma, o caldo da cozedura e junta-se os legumes e a carne que sobrou tudo cortado em pedaços. Leva-se ao lume, quando levantar fervura adiciona-se massa esparguete (ou outra) partida em pedaços. Quando a massa estiver quase cozida junta-se alguns enchidos cortados às rodelas e deixa-se acabar de cozinhar. Rectificar o sal. Antes de servir, adicionar um ramo de hortelã.

segunda-feira, 30 de outubro de 2006

Costeletas de cebolada

Descascar e cortar às rodelas, para um tacho, 2 cebolas. Juntar 3 alhos esmagados. Regar com azeite e levar ao lume até a cebola "quebrar". Adicionar 1 lata (400g) de tomate em pedaços e deixar cozinhar um pouco.

Juntar as costeletas de porco (eu fiz com 6 costeletas do lombo), temperar com sal, pimenta, 1 piripiri, uma folha de louro e um pouco de vinho branco a gosto. Tampar e deixar cozinhar. É conveniente ir vigiando a cozedura.

Eu como gosto do sabor do pimento na comida, juntei, quando coloquei o tomate, 1/2 pimento cortado às tirinhas.

Acompanhar com batata cozida e outros vegetais a gosto.

Já há muito que não fazia as costeletas assim. É um prato de confecção rápida e torna-se muito agradável comer os vegetais com o molho da carne.

Este prato faz-me lembrar os cozinhados que a minha mãe fazia quando eu era miúda. As costeletas de cebolada, o arroz de coelho, as sopas de carne, eram alguns dos seus pratos do dia-a-dia, que recordo de modo bastante agradável.

domingo, 29 de outubro de 2006

A cozinha e a arte

O Merceeiro, 1731
Willem van Mieris (1662 - 1747)

segunda-feira, 23 de outubro de 2006

Lacinhos com roquefort e nozes


Ontem para o jantar fiz esta massa que achei deliciosa.

1. Coloquei 250g de massa em laços a cozer em água com um pouco de sal.

2. Numa frigideira larga coloquei 2 colheres sopa de azeite e levei ao lume.

3. Quando o azeite estava quente, coloquei 50g de bacon e 30 g de presunto tudo cortado em tiras pequenas e deixei saltear um pouco. De seguida juntei uma lata das grandes de cogumelos previamente escorridos e deixei cozinhar um a dois minutos, mexendo de vez em quando.

4. Juntei um pacote de natas de soja, 150g de queijo Roquefort cortado aos pedaços e aproximadamente 100g de nozes aos pedaços grosseiros. Temperei com um pouco de pimenta e sal a gosto. Mexi e deixei cozinhar mais um pouco.

5. Antes de servir juntei um raminho de coentros picados e polvilhei com queijo parmesão.

Só vos digo, uma verdadeira delícia.

Este prato foi acompanhado com um Vinho da Defesa tinto da Herdade do Esporão.

domingo, 22 de outubro de 2006

Lulas Salteadas com legumes e algas

Ingredientes:
50 g de algas pretas
água
4 colheres de sopa de azeite
800g de lulas limpas e cortadas
1 embalagem de mistura chinesa de vegetais
2 colheres de sopa de molho de soja
1 colher de chá de farinha Maizena
60g de açúcar
Molho de ostra

1. Colocar as algas de molho, em água, para hidratarem.

2. Colocar uma frigideira larga ao lume com o azeite. Deitar as lulas e deixá-las saltear, mexendo de vez em quando, até já estarem macias.

3. Escorrer o líquido que as lulas deitaram para uma taça. Levar novamente a frigideira ao lume, agora com os legumes e as algas escorridas. Deixar cozinhar até os legumes estarem cozidos, mexendo de vez em quando.

4. Juntar ao caldo das lulas o molho de soja, o açúcar e a farinha Maizena. Juntar um pouco de água para ajudar a farinha a dissolver-se. Mexer bem.

5. Adicionar o molho ao legumes, mexer e deixe cozinhar mais um pouco, 5 minutos no máximo.

6. Colocar as lulas num recipiente que possa ir à mesa, junte o preparado de legumes, adicione molho de ostra a gosto, mexer e está pronto a servir.

Estas lulas são óptimas acompanhadas com arroz branco.

P.S. 1 As algas encontram-se à venda no El Corte Inglés.

P.S.2 Receita com muita inspiração Vaqueiro. Um beijinho ao Pedro Duarte por esta e muitas outras ideias.

quinta-feira, 19 de outubro de 2006

Borrego no forno com marmelos

Ingredientes
1 kg de carne de borrego (preferencialmente perna ou mão)
1 cebola
3 dentes de alho
4 marmelos
3 colheres de sopa de azeite
1 dl de vinho branco
1/2 chávena de água
4 colheres de chá de açúcar
2 folhas de louro
3 cravinhos
1 colher de sopa de massa de pimentão
1 colher de chá de colorau
Sal & pimenta

Preparar uma mistura com os alhos esmagados, o sal, o colorau, o pimentão, o louro em pedaços e o azeite. Barrar a carne com esta papa e deixar a marinar com o vinho branco de um dia para o outro.

Para assar o borrego, coloque-o num recipiente que possa ir ao forno. Espalhe por cima a cebola cortada às rodelas e os cravinhos. Temperar com pimenta a gosto e mais um pouco de azeite. Levar a assar.

Entretanto, lavar muito bem os marmelos e retirar-lhes as sementes, sem os abrir, com a ajuda da ponta de uma faca. Cozê-los em água até começarem a engelhar.

Deixar arrefecer um pouco os marmelos e coloque o açúcar no orifício feito anteriormente.

Na altura de virar a carne, juntar os marmelos e deixar acabar de cozinhar.

P.S. Receita Pingo Doce, com algumas alterações minhas.

quarta-feira, 18 de outubro de 2006

Marmelada com Vinho do Porto


Lavar muito bem 2 kg de marmelos. De seguida, retirar as sementes, mas não descascar os marmelos e cortá-los em pedaços. Colocar os pedaços numa panela, onde já colocámos um pouco de água (que tape o fundo) e de seguida juntamos 2 kg de açúcar amarelo e vinho do Porto a gosto. Levamos ao lume. Quando o marmelo estiver cozido, trituramo-lo e deixamos o preparado ao lume para "apurar". É conveniente ir vigiando, pois este doce facilmente pode pegar ao fundo da panela.

Quando estiver pronto, retirar e colocar logo em recipientes. Não aconselho o uso de frascos, pois gosto de cortar a marmelada em tiras.

Aprendi esta receita numa aldeia na zona de Santarém.

P.S. Usei aproximadamente um cálice de Vinho do Porto nesta receita.

sexta-feira, 13 de outubro de 2006

A cozinha e a arte


Os Quatro Elementos: Água
Joachim Beuckelaer

quarta-feira, 11 de outubro de 2006

Folhados de marmelos e queijo chèvre


Ingredientes:
3 marmelos
40g de margarina
6 colheres de sopa de açúcar
1 pau de canela
8 quadrados de massa folhada
4 rodelas de queijo chèvre
2 colheres de sopa de mel
Água


1. Lavar, descascar e cortar os marmelos em gomos. Num recipiente que possa ir ao lume colocar a margarina, o açúcar, a canela e os marmelos borrifados com água. Deixar cozinhar até os marmelos estarem macios.

2. Ligar o forno e regulá-lo para os 220ºC.

3. Colocar quatros quadrados de massa folhada sobre um tabuleiro aproveitando como base o papel vegetal. Distribuir os marmelos cozinhados pelos quadrados de massa, por cima dos marmelos colocar 1 rodela de queijo chèvre e um pouco de mel. Pincelar a margem da massa com um pouco de água e cobrir com os outros quadrados de massa, fechando os quadrados. Abrir uns cortes na superfície da massa com uma faca.

4. Levar ao forno entre 20 a 25 minutos.


Estes folhados podem ser uma original entrada, óptima para esta altura, pois facilmente encontramos marmelos à venda. Gosto do contraste de sabores, entre o chèvre e o ácido do marmelo. Retirei esta receita da revista Saberes & Sabores, nº 140, de Outubro de 2005.

terça-feira, 10 de outubro de 2006

Chèvre em massa folhada

Ingredientes:
Massa folhada
Azeitonas pretas sem caroço
Alcaparras
Sal
Pimenta
Mostarda
1 Queijo Chèvre
Molho Reggiana com tomate e cogumelos

Utilizar massa folhada em quadrados, à venda nos supermercados. Cortar cada folha de massa ao meio, de modo a fazer rectângulos. Colocar a massa num tabuleiro e levar a cozer com outro tabuleiro em cima, para que a massa não cresça.


Entretanto prepara-se o molho. Num recipiente colocar azeitonas pretas sem caroço, alcaparras, sal, pimenta e mostarda, e triturar tudo com a varinha mágica.

Retirar a massa do forno e deixar arrefecer um pouco. Barrar cada fatia de massa folhada com a pasta de azeitonas, de seguida com o molho de tomate e cogumelos e, por fim, dispor as rodelas de Chèvre.


Levar novamente ao forno para gratinar um pouco.

Servir com salada e, quem gostar pode servir as tostas com um pouco de redução de vinagre balsâmico (crema all aceto balsamico di Modena) que coloquei no prato de apresentação.


P.s. Receita do Pedro Duarte e do Marco.

segunda-feira, 9 de outubro de 2006

Sangria branca


Ingredientes:
1 maçã
2 l vinho branco
1,5l gasosa
6 colheres de sopa açúcar
2 paus de canela
1 ramo de hortelã

1. Num recipiente colocar 1 maçã cortada aos pedaços, sem caroço, mas com a casca.

2. Juntar o vinho branco fresco, a gasosa fresca, o açúcar (provar quando estiver a fazer, pois o açúcar deve ser colocado a gosto), os paus de canela e mexer o preparado muito bem.

3. Por fim, juntar um ramo de hortelã.


A sangria deve ser bebida bem fresquinha. Para além da maçã pode levar outras frutas (kiwi, pêssego, laranja, limão, etc.) portanto, frutas que não alterem a cor da sangria. Há também quem goste de colocar pimenta em grão, mas nunca experimentei.

sábado, 7 de outubro de 2006

Muffins de chocolate com After Eigth e gelado de baunilha


Ingredientes:
2 dl de natas
60g de chocolate em barra
60g de margarina
80g de açúcar
200g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
1 ovo
6 After Eigth ou bombons de ginja


Derreter as natas com o chocolate partido em pedaços, a margarina e o açúcar no microondas.

Mexer este preparado e colocá-lo sobre a farinha com o fermento. Mexer com a batedeira até obter um creme homogéneo.

Juntar um ovo e mexer.

Untar com margarina e polvilhar com farinha 6 forminhas. Distribuir a massa pelas formas. No centro colocar um After Eight partido em 4.


Levar ao forno, previamente aquecido, durante 15 minutos.

Desenformar e servir com gelado de baunilha.

quarta-feira, 4 de outubro de 2006

A cozinha e a arte

Os Quatro Elementos: Fogo
Joachim Beuckelaer

sábado, 30 de setembro de 2006

Hoje o meu almoço foi ...

Sopa Primavera


Ingredientes:
50 g de cogumelos lavados e cortados em fatias
1 alho francês pequeno cortado às rodelas
50g de margarina
200g de juliana de couve lombarda e cenoura
1,7 L de água
2 cubos de caldo de galinha
50g de ervilhas congeladas
50g de milho congelado
100g de ravioli frescos recheados com carne

Colocar a margarina numa panela, levar ao lume para derreter.

Juntar o alho francês e os cogumelos e deixar saltear durante cerca de 5 minutos.

Adicionar a juliana de couve lombarda e de cenoura, previamente lavada e escorrida.

Tapar a panela e deixar suar, mexendo de vez em quando até a couve estar mole. Regar com a água a ferver e juntar o caldo de galinha. Deixar ferver 10 a 15 minutos.

Por fim, introduzir os ravioli, o milho e as ervilhas e deixar ferver 5 minutos.


Medalhões de peixe com ervilhas


Ingredientes:
600g de lombinhos ou medalhões de pescada
sal e pimenta
Sumo e casca de limão
1 cebola pequena picada
Vaqueiro com alho ou margarina e dois alhos esmagados
50g de bacon picadinho
300g de ervilhas
1/2 copo de água
1/2 copo de vinho branco
açúcar
1 raminho de hortelã

Temperar o peixe com sal, pimenta e sumo de limão.

Levar a alourar a cebola picada com a margarina com alho.

Adicionar as ervilhas e regar com a água e o vinho branco.

Deixar ferver aproximadamente 10 minutos e introduza os lombos de peixe. Tape e deixe cozinhar cerca de 15 minutos.

Antes de retirar do lume rectificar os temperos e juntar o raminhos de hortelã.

Lombinhos no tacho

Ingredientes:
2 lombinhos de porco
6 dentes de alho
1 colher de chá de grãos de coentros
1 colher de chá de grãos de pimenta
1 colher de chá de colorau
80g de Vaqueiro com azeite
sal
1 cebola grande
1 dl de vinho branco

Esmagar, num almofariz, os dentes de alho com os grãos de coentros, pimenta, o colorau e um pouco de sal.

Esfregar os lombinhos com esta pasta.

Colocar a Vaqueiro num tacho e levar ao lume para derreter. Quando estiver derretida colocar a carne e deixa alourar dos dois lados.

Entretanto, descascar a cebola e cortá-la às rodelas. Juntar à carne.

Refresque com um pouco de vinho branco e tape o tacho.

Deixar cozinhar em lume branco e ir virando a carne até estar cozinhada (aproximadamente 20 a 30 minutos). Se for necessário pode ir regando com um pouco de vinho branco.

Couves de Bruxelas estufadas com Bacon


Ingredientes:
70g de Vaqueiro Refogado
50g de bacon
300g de couves de bruxelas congeladas
1/2 copo de água
sal
pimenta

Levar ao lume num tacho a Vaqueiro. Quando estiver derretida juntar o bacon, previamente cortado em tirinhas. Deixar alourar um pouco.

Juntar as couves-de-Bruxelas,regar com a água e temperar com sal e pimenta.

Tapar o tacho e deixe cozinhar em lume brando. Mexer de vez em quando para ir controlando a cozedura.

Pêras em Vinho Tinto

Ingredientes:
250g de açúcar
2,5 dl a 3dl de vinho tinto de boa qualidade
1 dl de água
1 pau de canela
1 casca de limão
8 pêras

Levar o açúcar ao lume num tacho (onde as pêras consigam caber em pé, lado a lado) com o vinho, a água, o pau de canela e a casca de limão. Deixar ferver sobre lume brando cerca de 10 a 15 minutos.

Descascar as pêras, mas com o cuidado de lhes deixar os pés. Introduzir as pêras na calda de açúcar e vinho tinto.

Tapar e deixar ferver, em lume brando, até as pêras estarem macias. É importante ir regando as pêras com o molho.

Servir as pêras polvilhas com açúcar em pó e bolas de gelado de amêndoa.


Neste maravilhoso repasto, eu fiz os lombinhos no tacho e as couves de Bruxelas. As pêras foram da responsabilidade da Erika, a sopa do Rui e o prato de peixe do Marco. Sempre sob a supervisão do Chefe Pedro Marques e com muita, muita inspiração Vaqueiro.

E, como não podia deixar de ser, repeti a sobremesa!