sexta-feira, 25 de Setembro de 2009

Carne de porco no tacho à moda da minha mãe

Quando era miúda, na minha casa havia quase sempre chouriços caseiros. Na casa dos meus avós maternos, na altura da matança do porco parte da carne ia para os enchidos, era feito presunto e tudo se aproveitava, até o courato. A matança era sinal de festa e de abundância. Havia almoço para quem ajudava e depois jantar para toda a família.

A minha mãe também chegou a fazer chouriços. Cortava a carne de porco, eu às vezes ainda dava uma ajuda, temperava, enchia as tripas e colocava ao fumeiro. Um trabalho árduo que só é feito por quem tem muita estima pelo que come. Lembro-me que ela umas vezes dividia a carne temperada em dois pequenos alguidares, num colocava picante e no outro não. Segundo ela, para assar é sempre melhor com um pouquinho de picante. Entretanto, já se passaram muitos anos e esse hábito foi-se perdendo.
Um destes dias quando a fui visitar, disse-me que tinha uma surpresa. Temperou carne para fazer chouriços, a pedido do meu pai que tinha saudades de a comer no tacho. A carne é temperada como para os chouriços, só que se acrescenta também entrecosto e folhas de louro. A carne depois de cortada em pequenos cubos, é temperada com sal, dentes de alho cortados, colorau, pimenta, folhas de louro e vinho branco. Quem gostar também pode acrescentar piripiri. Deixa-se a marinar.

A minha mãe quando fazia esta carne temperada e cozinhada no tacho acompanhada de feijão verde, cenouras e batatas era uma perdição. Percebo muito bem o pedido do meu pai e como calculam, fui presenteada com alguma desta carninha.


Ingredientes:
carne de porco temperada
vinho branco

1. Colocar a carne temperada num tacho. Adicionar um pouco de vinho branco e deixar cozinhar a carne, em lume médio e com o tacho tapado.

2. Acompanhar com feijão verde, cenouras e batatas cozidas.

Este foi o meu almoço num domingo solarengo no quintal. Delicioso. A carne fica tenra e muito saborosa. Acompanhámos esta refeição com um vinho branco da Casa Ermelinda Freitas do Pingo Doce.

13 comentários:

  1. Tem piada, não sabia desta coisa da carne dos chouriços, mas em minha casa sempre se fez este prato, só que nós acompanhavamos com arroz branco e couve cozida!

    ResponderEliminar
  2. 11h da manha e eu fiquei cheia de fome................ Ahhhhh!!!!

    beijokas e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Olá!
    Dá para encomendar e virem entregar no trabalho.É que pronto,acho que vou antecipar a hora de almoço.
    Sabe uma coisa,este texto daria um belo texto para a blogagem de Outubro do blog www.aldeiadaminhavida.blogspot.com
    Pois,o tema é "Na Minha terra,come-se bem".Tem tudo a ver.Se quiser,pode enviar o texto máx.25 linhas e 1 foto até dia 8 de Outubro,para aminhaldeia@sapo.pt.A blogagem começará dia 10 e termina a 30,há votações e prémios.Esteja à vontade.
    Jocas gordas,
    Lena

    ResponderEliminar
  4. Parece divinal, fiquei com água na boca...

    ResponderEliminar
  5. Tem cá um aspecto! Eu não sou muito carnívora, mas a uma carninha assim, bem temperada, também não resisto. E ao chouricinho de vez em quando ainda menos! :)

    Beijoca *
    Mariana

    ResponderEliminar
  6. Minha amiga,

    O texto está belíssimo e essa carninha faz mesmo o meu género. Como se diz na minha terra, "pelava-me" para comer uma refeição assim.

    beijos

    ResponderEliminar
  7. Quando era pequena também na casa dos meus pais, havia a matança e tudo o que vai com ela,a carninha da tua mãe tem um aspecto delicioso
    bjs

    ResponderEliminar
  8. que carninha tao deliciosa!!! já jantei mas provava este pratinho:)))
    bjs

    ResponderEliminar
  9. Mas que belo prato.....................XD

    ResponderEliminar
  10. as fotos (como sempre) estão de babar!!!

    ResponderEliminar
  11. Esta carne e a respectiva história fazem crescer água na boca...
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  12. ca em casa fazemos sempre chouriças:-)
    aldeias e mesmotradiçao ser assim.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Cá ainda fazemos chouriços...torresmos (que é oq ue falas na receitas) e muitas outras coisas da matança de porco.

    Adoro chouriços caseiros, nunca me lmebro até hoje de comprar um! ;)

    Beijinhoss

    ResponderEliminar