Próximos Workshops
Lisboa 8 de Dezembro de 2016
5a-feira:
17h00 - 18h00      Entradas e Petiscos para a Ceia de Natal na loja Maria Granel
Lisboa 10 de Dezembro de 2016
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas para a Mesa de Natal
 
 
14h30 - 17h30      Presentes de Natal
Inscrições: formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP
Lisboa 11 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 11h30      Pequeno-almoço no dia de Natal na loja Maria Granel

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Uma viagem pelos sabores da Ucrânia

Este domingo, 13 de Setembro, e no âmbito da iniciativa Todos teve lugar, numa das salas do edifício do Colégio dos Meninos Órfãos a aula sobre cozinha ucraniana. Ia cheia de expectativas. Os meus conhecimentos sobre a gastronomia deste país eram praticamente nulos.

A aula começou com a apresentação da Lyudmyla Kachuk e do seu marido Khotin, que nos guiaram nesta viagem pelos sabores de alguns pratos tradicionais da Ucrânia.

Depois da apresentação começámos por ajudar a preparar os ingredientes. A minha tarefa foi picar as cebolas. Teve piada não teve? Mas por sorte nem me fizeram chorar.

Começámos por preparar as entradas: pratos com enchidos e queijo fumado e pepinos em picles e tomates de conserva que se revelaram deliciosos. Depois passámos à confecção de uma receita de borscht (sopa) tradicional de vários países da Europa de Leste, incluindo a Ucrânia.

Para confeccionar esta sopa, os nossos anfitriões começaram por:

i) cozer entrecosto de porco e chamaram a atenção para cozer a carne sem sal;

ii) depois da carne cozida colocaram-na numa outra panela com água e adicionaram também o caldo de cozedura da carne;

iii) adicionaram batatas cortadas em cubos e couve repolho coração de boi cortada fina;

iv) à parte colocaram num tacho óleo de girassol e cebola picada grosseiramente. Deixaram refogar. Depois acrescentaram beterraba cozida e previamente ralada e, polpa de tomate. Deixaram cozinhar mais um pouco;

v) adicionaram feijão cozido com um pouco de caldo da cozedura e o refogado de beterraba;

vi) temperaram com sal, folhas de louro, pimenta a gosto e alho laminado. Deixaram cozinhar;

vii) antes de servir colocaram na sopa salsa picada;

viii) os pratos de sopa foram servidos com um pouco de natas.

Esta sopa é robusta, por si só dá uma excelente refeição e é deliciosa.

Depois da sopa passámos à explicação das almôndegas de batata:

i) começaram por ralar batatas cruas descascadas que ficaram tipo puré;

ii) de seguida adicionaram ao preparado anterior farinha, ovos, sal, pimenta, bicabornato de sódio e um fio de óleo de girassol. Mexeram bem com uma colher de pau e adicionaram carne picada (opcional). Voltaram a mexer;

iii) fritaram a massa às colheradas em óleo de girassol bem quente.

Estas almôndegas foram servidas com um molho feito com alho picado, sal, óleo de girassol e água. É curioso como o molho faz a diferença, para mim as almôndegas ficaram muito mais saborosas regadas com ele.

As almôndegas foram acompanhadas com uma salada de couve coração de boi cortada fininha, pimento verde e cenoura. Eu acabei por colocar também nozes picadas. A salada foi temperada com pimenta e maionese.

A sobremesa escolhida foi Ameixas com Nozes e Leite Condensado, uma sobremesa que a nossa anfitriã Lyudmyla disse gostar imenso. E que eu também adorei.

Para confeccionar Ameixas com Nozes e Leite condensado é preciso:

i) ameixas secas de preferência sem caroço;

ii) nozes;

iii) leite condensado;

iv) sumo de ginja com açúcar, mel e vinho ou então vinho do Porto quente com um pouco de mel;

v) regar as ameixas secas com o preparado de vinho e deixar que as ameixas absorvam o líquido;

vi) rechear as ameixas com noz, mas de modo a que noz fique escondida na ameixa;

vii) servir as ameixas regadas com leite condensado.

Para beber fomos brindados com Kompot, que é uma bebida feita com fruta da época (uvas, ameixas, maçãs, etc) cozida com casca em água temperada de açúcar. Depois da fruta cozida deixar arrefecer e servir. A cor é dada pelo uso de frutas como a uva encarnada ou morangos. Pelo que percebi também poderá levar vinho. Esta bebida é muito agradável.

Antes de iniciarmos a nossa refeição fizemos um brinde com vodka. Ritual este que foi repetido três vezes num espírito de grande alegria. ;)

No curso de sábado e no de domingo, o que mais gostei, para além do que aprendi, foi o ambiente simpático, acolhedor e divertido que ali se viveu. Para além disso conheci pessoas que adorei e passei momentos muito divertidos. Um desses momentos foi à mesa durante o almoço. Foi um prazer conviver com o Marco, o Nuno, a Adriana e a Isabel.
Ao final da tarde ainda houve tempo para ouvir a música dos Melech Mechaya e assistir ao espectáculo dos Jaipur Brass Band.

Espero que esta iniciativa se volte a repetir. Para mim ajudou-me a descobrir um pouco mais de Lisboa e das pessoas que lhe dão vida.

10 comentários :

  1. Como disse na tua postagem anterior, estas experiências só nos enrriquecem. É sempre bom aprender sobre outras culturas. :)

    ResponderEliminar
  2. Ok, estou oficialmente roída de inveja! ;-)

    (ver comentário no post anterior)

    ResponderEliminar
  3. Também desconhecia a culinária ucraniana mas fiquei feliz por saber que gostam de ameixas :)

    ResponderEliminar
  4. Obrigada por partilhar connosco a experiência!

    Anabela

    ResponderEliminar
  5. mas que bela aventura!!!
    deve ser divertido!
    axo que referi a cozinha da india... hehe

    ResponderEliminar
  6. Tbm estive lá aprendendo sobre a cozinha ucraniana.Tbm não sabia bem ao que ia, mas gostei.A Ludmila e o marido duas pessoas com uma ótima energia.As fotos estão ótimas.

    Isabel albuquerque

    ResponderEliminar
  7. O título de seu post me chamou atenção e adorei lê-lo todinho (e matar algumas saudades de infância!)
    Minhã mãe é da Ucrânia e eu não conhecia a sobremesa de ameixa (que deve ser deliciosa!).
    Lindas fotos.
    Parabéns

    ResponderEliminar
  8. Cheguei até aqui através da Pipoka.
    Que legal esse evento. Eles têm uma culinária muito saborosa.
    Também participei de um workshop de comida ucraniana em Curitiba e fiz 2 posts falando da comunidade ucraniana na minha região, que tem 400 mil integrantes. Veja os posts:
    http://nacozinhabrasil-gina.blogspot.com/2009/05/comunidade-ucraniana-no-parana-parte-ii.html
    http://nacozinhabrasil-gina.blogspot.com/2009/05/um-pedaco-da-ucrania-no-parana_11.html
    Bjs.

    ResponderEliminar
  9. Mais uma partilha interessante...
    Beijinhos...

    ResponderEliminar
  10. Obrigado por dividir isto conosco.
    Um abraço

    João Mario

    http://picadinhodebacana.blogspot.com

    ResponderEliminar