Próximos Workshops
Lisboa 8 de Dezembro de 2016
5a-feira:
17h00 - 18h00      Entradas e Petiscos para a Ceia de Natal na loja Maria Granel
Lisboa 10 de Dezembro de 2016
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas para a Mesa de Natal
 
 
14h30 - 17h30      Presentes de Natal
Inscrições: formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP
Lisboa 11 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 11h30      Pequeno-almoço no dia de Natal na loja Maria Granel

quarta-feira, 10 de março de 2010

Lisboa Restaurant Week III edição - restaurantes Spot Lx, Il Gattopardo e Faz Figura


Na quarta-feira, dia 3 de Março, o restaurante escolhido foi o Spot Lisboa. Nas edições do Lisboa Restaurant Week já passei pelo Spot S. Luiz, onde jantei, fui bem servida e gostei e, também já visitei o Suite Food and Dance e não apreciei mesmo nada o conceito. Voltar ao Casino de Lisboa foi assim um risco.

Para entrada escolhi folhado de morcela com chutney de ananás assado e salada. Razoável, mas não surpreendente. Só quando voltei a consultar a ementa é que me apercebi que o folhado era com chutney de ananás. Devem-se ter esquecido de o colocar no meu folhado ou o sabor era tão ligeiro que nem me apercebi. O Ricardo optou pelo creme de castanhas com ragout de cogumelos, que estava bastante bom.

Para prato principal optei pelo peixe do dia panado sobre risotto de espargos verdes e compota de tomate e cebola. O risotto ficou aquém das expectativas. Chegou à mesa sem a cremosidade de um risotto. Já por outro lado, o naco de porco assado à moda da Bairrada sobre puré de batata e aipo com maçã verde me pareceu uma opção bem mais interessante. O naco era mesmo um naco e estava tenro, suculento, muito agradável.

No Spot Lisboa, foram as sobremesas que nos surpreenderam. Eu optei pela tarte de maçã caramelizada com gelado de baunilha e o Ricardo escolheu a mousse de caramelo com bolacha Maria e chantilly de chocolate. Ambas muito agradáveis.

Acompanhámos a refeição com um vinho tinto Monte da Peceguina de 2008.

O Spot Lisboa revelou-se um restaurante com um ambiente frio, um serviço lento e desatento. O que nos salvou foi a conversa e a boa disposição com que a Carlota nos brindou durante todo o jantar.

O quarto restaurante que visitámos, quinta-feira dia 4 de Março, foi Il Gattopardo no hotel Dom Pedro. Apesar dos chuviscos, antes mesmo de entrarmos no restaurante damos conta de um paparazzo que por ali andava de máquina fotográfica em riste. Entrámos no hotel e não encontrámos nenhuma vedeta ou personalidade famosa, rimos sobre a situação e, assim que chegámos ao restaurante, acabámos por esquecer o assunto.

A nossa refeição começou com o couvert: azeite e um cesto de pãezinhos variados. O menu para a iniciativa Lisboa Restaurant Week era fixo.

Começámos com gratinado de beringelas com tomate, manjericão e mozzarella, acompanhado de foccacia agridoce de açafrão. Maravilhoso. Servido com tomates secos e folhas de manjericão estaladiças.

O prato principal foi risotto com espargos e camarão. Cremoso. Perfeito.

À sobremesa foi servida tarte de amêndoa e mel de alecrim acompanhada com parfait de maracujá. Saboroso. A destacar o crocante da amêndoa.

O vinho escolhido foi o tinto Post Scriptum de 2007.

Il Gattopardo destaca-se pelo serviço irrepreensível, pelo espaço elegante e confortável.

Durante o jantar apercebemo-nos da chegada de um grupo, que dada a localização da nossa mesa acabou por passar por nós mais do que uma vez. Pessoal da bola, dizia a minha amiga Sandra. Mas no sábado, ao ver televisão apercebi-me por quem o paparazzo esperava. Jesus Luz, o jovem namorado da estrela pop, Madonna. E nós a pensar que era para a cobertura do nosso jantar! ;)

Sexta-feira, o nosso último dia da iniciativa e dia de aniversário da Sandra. O local escolhido foi o restaurante Faz Figura. Do local onde estacionámos o carro até ao restaurante não eram mais do que 200 metros. Chovia torrencialmente. Aguardámos um pouco no carro e quando abrandou metemo-nos ao caminho debaixo do único guarda-chuva que tínhamos. Assim que nos pusemos a andar começou a chover copiosamente. Entre voltar para trás e prosseguir, resolvemos continuar. A rua transformou-se num mar de água. O que é certo é que chegámos ao restaurante encharcados. A caixa com o brownie que fiz de presente para a Sandra e que segurei nas mãos todo o caminho, chegou com o laçarote destruído.

Depois da intempérie soube bem chegar ao Faz Figura, onde amavelmente nos receberam e nos ajudaram.

Já sentados na mesa, enquanto esperávamos pela aniversariante e pela nossa amiga Joana, fomo-nos entretendo com pão e azeitonas temperadas com laranja.

Para entrada escolhi folhado de queijo da serra com mel e alecrim servido com salada de folhas. O Ricardo escolheu rosti de alheira com maçã, Moscatel e cebola roxa.

Para prato principal optei pela perna de cordeiro de leite assada com espumante e Grand Marnier, servida com batatas. Tenra. Saborosa e com aromas de especiarias (sementes de cominhos, caril). O Ricardo escolheu o bacalhau assado com migas de broa e couve e molho de feijão Catarino. Magnífico. Gostei da recriação e sofisticação dada a alguns pratos tradicionais da cozinha portuguesa.

Para sobremesa, deliciei-me com um pudim Abade de Priscos com molho de Abacaxi e ainda provei o crumble de pêra com gelado de canela e mel, escolha do Ricardo.

O vinho escolhido foi Casa Ermelinda Freitas Syrah de 2007.

O Faz Figura é um restaurante com um espaço muito agradável, com uma excelente vista sobre o rio Tejo e com uma interessante oferta de cozinha portuguesa contemporânea.

E com o Faz Figura, chegou ao fim mais uma participação na iniciativa Lisboa Restaurant Week. Aguardamos, expectantes, a IV edição.

3 comentários :

  1. Ai meu deus... fiquei com uma fome!.... Que belos relatos que fazes, laranjinha.
    Babette

    ResponderEliminar
  2. Ai ai, podiam transportar isto para os Açores :D

    ResponderEliminar
  3. Que (www.)SimplesPretexto(.pt) para não se fazer comidinha! eheh ;)

    ResponderEliminar