segunda-feira, 22 de Novembro de 2010

Notícias de um fim-de-semana ...


Comecei o sábado com uma consulta no dentista. O objectivo foi voltar a fazer uma mini cirurgia a um problema que teima em não ficar resolvido. A cidade estava calma. A confusão prevista por causa da cimeira da Nato, não se sentiu, na sexta e no sábado, acho que se circulou muito bem em Lisboa.

Devido à intervenção cirúrgica, tive todo o fim-de-semana a uma dieta quase só de líquidos. Leite, iogurtes líquidos, batidos de banana com gelado, banana esmagada com laranja, que o Ricardo pacientemente me prepara e sopa.

Assim que cheguei da clínica fiz um creme para comer a meio da tarde. Sem grandes ideias e com uma vontade enorme de me despachar, usei o que tinha à mão.

Ingredientes:
2 pedaços de abóbora
4 cenouras
1 cebola
1 batata-doce
água
sal
azeite

Coloquei os legumes previamente descascados e partidos em pedaços numa panela. Coloquei um pouco de sal e tapei com água. Depois dos legumes cozidos, triturei-os com a varinha mágica. Adicionei um fio de azeite, mexi o creme e tapei a panela.

O creme ficou uma delícia. Também é verdade que quando se está com fome, tudo nos sabe bem, mas aqui não foi o caso, o creme ficou mesmo agradável.

Como a recuperação exigia, fazer gelo, grande parte do fim-de-semana foi em casa. Aproveitei e vi finalmente o filme Food, Inc.. O filme apresenta a produção industrial de alguns produtos alimentares, principalmente a carne, o milho e a soja. Alguns dos aspectos apresentados são também referidos no livro O Dilema do Omnívoro de Michael Pollan, que aparece no filme, assim Joel Salatin, um agricultor que aposta numa agricultura e criação de animais sem "químicos".

No filme, tal como no livro, impressionou-me o modo como somos consumidores passivos de milho, o modo como o gado bovino é criado nas produções industriais - a milho - o facto de a indústria alimentar estar a ser gerida por apenas algumas grandes empresas, apesar da enorme variedade de produtos que aparecem nas prateleiras dos supermercados, e de como essas empresas contratam advogados e fazem valer os seus objectivos.

Outras receitas com referência a Michael Pollan e ao livro O Dilema do Omnívoro:
- Salmão em crosta de azeitona preta e amêndoa;
- Salada de batata com ovo, ervilhas, agrião e alcaparras;
- Frango assado com ervas e limão;
- Salada de beldroegas com pêssego e queijo fresco e a importância de comer vegetais.

19 comentários:

  1. O food inc é muito bom!
    Assim como esta sopinha bem reconfortante.
    Já ir ao dentista, não está com nada - as melhoras. :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Ainda não vi mas ando muito curiosa. Espero que recuperes rapidamente e o problema fique, finalmente, resolvido :) O creme ficou lindo, não me admira que tenha ficado delicioso :)

    ResponderEliminar
  3. ui uma ida ao dentista e sempre desconfortavel
    espero que ja estejas melhor. nao conheço o filme nem o livro:-(
    mas o creme esta bem ao meu gosto
    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Um caldo desses cai sempre muito bem!

    ResponderEliminar
  5. Gasparzinha,
    ao ver o filme curiosamente lembrei-me que também já tinhas visto. Achei preocupante a força daquela empresa, Monsanto, mesmo no final do filme, que detinha a patente da soja. É pena que em Portugal não existam ou não sejam divulgadas quintas como a do Joel. Eu fiquei fã.
    Um beijinho e muito obrigada.

    ResponderEliminar
  6. Olá, o creme está com uma textura e cor lindas, é optimo para comer em qualquer ocasião, achei o filme muito interessante, rápidas melhoras...
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  7. Ameixinha,
    achei que o filme tinha muitas das coisas referidas no livro do Michael Pollan. A questão do milho, o modo como se produzem as vacas (a milho!), a questão da industrialização alimentar (produzir barato e assim democratizar o consumo) e a força das empresas alimentares. Mas no final, a mensagem é que cabe a cada um de nós decidir e escolher que tipos de produtos queremos comer. Refere que é importante saber a origem daquilo que consumimos. Acho que esta questão ainda não chegou cá.Ou melhor, penso que a maioria das pessoas ainda não se preocupa com a origem do que come.
    Um beijinho e muito obrigada,

    ResponderEliminar
  8. Moranguita e Chopp,
    muito obrigada pelos vossos comentários.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  9. Olá Duxa,
    sim, concordo, este creme é óptimo para qualquer ocasião. :)

    Obrigada e um beijinho

    ResponderEliminar
  10. Gostei muito desta sopa, principalmente por levar batata doce. Deixou-me curiosa e com vontade de experimentar.
    As melhoras!

    ResponderEliminar
  11. Obrigada, Colher-de-Pau. A sopa fica mesmo muito agradável. Experimenta, acho que vais gostar.

    ResponderEliminar
  12. Lindinha,

    Espero que estejas melhor.

    Ainda não vi o filme, mas pelas tuas palavras fiquei com muita vontade de ver.

    bjs

    ResponderEliminar
  13. Obrigada, minha querida Pipoka.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  14. O creme ficou um aspecto delicioso
    e com uma cor linda. O filme esta
    interessante. Quem nao gosta de
    uma boa sopinha... alem de ser
    super saudável :) As melhoras.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Ainda não vi o filme, mas preocupa-me bastante aquilo que comemos, eu olho sempre para os rótulos, apesar de não sabermos se é verdade o que dizem.Enfim.

    Ir ao dentista é que não é nada agradável, as tuas melhoras.Mas comer essa sopa já me agrada e muito.

    Bjs

    ResponderEliminar
  16. Olá Laranjinha! Vi o Food Inc. na semana passada e devo dizer- te que foi determinante na maneira como vejo a alimentação. Existe um outro documentário que aconselho: "Nos enfants nous accuseront" que fala da questão da utilização de pesticidas e outros químicos na agricultura e a forma como isso afecta a saúde humana, especialmente a das crianças. Apesar do custo um pouco mais elevado, já comecei a apostar nos produtos biológicos! Votos sinceros de melhoras de alguém que sabe muito bem o que é ter "questões dentárias!

    ResponderEliminar
  17. Espero que hoje já estejas completamente recuperada. A Sopinha devia estar deliciosa e também fiquei com muita curiosidade de provar sopa com batata doce. Gosto muito dela de todas as maneiras, mas em sopa nunca tinha visto!
    Quanto à problemática das empresas como a Monsanto, tem muito que se lhe diga. Eu não vi esse filme mas já li diversas reportagens e acho um crime de lesa Humanidade, o que esses senhores se permitem, impunemente! Esquecem-se de que eles também comem e, contaminando tudo, também ficam à mercê de produtos adulterados e contaminados.É como a história do Feiticeiro...
    A questão dos pesticidas, está bem mais próxima de nós. As populações admiram-se com tantos animais a nascerem com 2 sexos; cada vez há mais casais inférteis; e hoje sabe-se que uma das causas desses problemas foram e ainda são, os adubos e os pesticidas que atacam os órgãos sexuais dos animais, racionais inclusivé.
    Um assunto para meditarmos! Bjs. Bombom

    ResponderEliminar
  18. Adoro sopinhas assim simples. As melhoras! *

    ResponderEliminar
  19. Nê,
    muito obrigada pelos votos de melhoras e pela indicação do documentário. Não conhecia.

    Rita, Sandra, Catarina,
    muito obrigada pelos vossos comentários.

    Bombom,
    já tinha saudades das suas visitas. Pois é, pouco a pouco vamos vendo e sofrendo as consequências de produzirmos sem olhar ao modo como o fazemos.

    Um beijinho a todas,

    ResponderEliminar