sexta-feira, 21 de Janeiro de 2011

64 anos ... Parabéns, Pai!

O meu pai fez anos numa destas terças-feiras de Janeiro. Para comemorar o seu aniversário resolvi convidá-lo a vir passar um domingo a Lisboa, com a minha mãe. Portanto, no passado domingo recebi os meus pais e os meus sogros para um almoço cá em casa. Mas antes de almoço, resolvi satisfazer um desejo do meu pai e fomos visitar o Oceanário. Desde a Expo 98 que, de vez em quando, me falava no assunto. Na altura disse-lhes que como o Oceanário era uma das coisas da exposição que ficava, que o visitaríamos noutra altura. Entretanto passaram-se treze anos. Treze anos, imaginem! Tanto tempo. :)

O final da manhã foi passado no Oceanário e foi encantador ver como o meu pai se deliciava a ver os peixes, a tentar adivinhar como se chamavam, a surpreender-se com as lontras, os pinguins, o dragão marinho e com o próprio oceanário.

Para o almoço servi como entradas azeitonas verdes e pretas, queijo fresco e pão com sementes feito na máquina do pão pelo Ricardo, ainda quentinho. Para prato principal servi polvo à lagareiro com batatas, que estava tenrinho e as batatas novas, uma delícia!

Servi também entrecosto assado no forno, acompanhado por salada. Esta receita de entrecosto é sempre uma surpresa. Os meus pais perguntaram-me logo como é que eu tinha temperado o entrecosto que estava tão saboroso, tenro e estaladiço. A receita é mesmo uma surpresa, de tão simples que é. Só colocaste sal, piripiri e azeite? - dizia-me a minha mãe. Está tão bom. Passado um bocadinho, chegou a perguntar-me, mas não colocaste alho? Não, mãe, foi só mesmo sal, piripiri e azeite. :)

O bolo de aniversário foi um bolo de tâmaras e nozes que encontrei no blogue Baunilha e Caramelo, que é para mim uma referência no que diz respeito a sobremesas e tem sempre óptimas sugestões, que por sua vez adaptou desta receita. O bolo ficou macio e muito saboroso.


Bolo de tâmaras e nozes

Ingredientes:
250 g de tâmaras (cortadas em pedacinhos e sem caroço)
300 ml de água a ferver
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
120 g de manteiga sem sal (à temperatura ambiente)
180g de açúcar amarelo
1 pacotinho de açúcar baunilhado (7,5 g)
2 ovos (à temperatura ambiente)
100 g de nozes picadas grosseiramente
280 g de farinha com fermento

1. Colocar as tâmaras num recipiente, juntar o bicarbonato de sódio e a água a ferver. Misturar e deixar arrefecer completamente.

2. Pré-aquecer o forno a 190º. Forrar um tabuleiro de 30x20 cm com papel vegetal e untar com margarina.

3. Bater os açúcares com a manteiga, até obter um creme esbranquiçado. Juntar os ovos um a um, batendo sempre muito bem entre as adições. Alternadamente adicionar a farinha e a mistura das tâmaras (já à temperatura ambiente) e misturar bem.

4. Adicionar as nozes e envolver muito bem.

5. Deitar a massa na forma. Levar ao forno. Depois de cozido retirar do forno e deixar arrefecer um pouco antes de desenformar.

Em relação à receita original não fiz nenhuma alteração significativa. Apenas acrescentei mais um pouco de nozes, pois quando retirei o caroço às tâmaras, estas acabaram por pesar um pouco menos dos 250g que tinha comprado e as nozes acabaram por compensar. :)

Para além do bolo servi um arroz-doce com chá de camomila e ananás dos Açores.


Acompanhámos as sobremesas com um vinho branco Grandjó de colheita tardia, doce e muito perfumado.

A tarde foi passada na conversa. A rir, a falar de coisas boas. Com este encontro, tentei que o meu pai comemorasse o seu 64º aniversário de uma forma diferente. Pelo menos sei que conseguiu concretizar um desejo e que adorou!

12 comentários:

  1. as tuas fotografias e o texto transpiram amor e carinho. Obrigada por partilhares connosco, Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns pelo aniversário e pela filha que lhe preparou uma festinha linda,bjokinhas

    ResponderEliminar
  3. Que almoço fantástico! Nada melhor que a companhia dos que nos são mais queridos.
    Gostei de tudo,
    beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  4. Minha querida, eu diria que foi um dia perfeito!
    Da visita ao Oceanário a esse repasto delicioso, que mais poderia um pai para comemorar o aniversário?
    Os dias passam, transformam-se em anos e vamos deixando para trás as coisas que queremos fazer: pois a ida ao Oceanário já aí canta! :) :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Bolo perfeito, passeio perfeito, tudo perfeito. Parabéns para o papai e p/ vc tbém!
    bjs,

    ResponderEliminar
  6. concordo plenamente com Barida...sente-se o carinho e a ternura no teu texto..muitos parabens ao teu pai e parabens por lhe transmitires o teu amor..beijinhos!
    p.s.: seguirei as receitas!:)

    ResponderEliminar
  7. Parabéns para o teu papá ...e que dizer desse dia magnifico que lhe proporcionas-te Laranjinha, uma refeição magnifica um bolo delicioso que mais se pode desejar??...muita saúde para vós pois claro.

    Beijinhos e bom fim de semana!!

    ResponderEliminar
  8. Estava tudo com excelente ar mas eu sou super fã de polvo, por isso vou ficar à espera da receita ;)

    Muitos Parabéns ao Pai e a Ti por lhe teres dado um dia tão bem passado.

    Beijinhos,
    Carlota

    ResponderEliminar
  9. Tantissimi auguri di buon compleanno al tuo papà.
    Ciao

    ResponderEliminar
  10. Parabéns ao teu pai.Um dia concerteza muito feliz para ti e para ele.Recordei por breves instantes a minha ida ao oceanário com o meu pai, uma tarde que nunca esquecerei.

    Um almoço com tanta coisa boa.Gostei do bolo, especialmente por ter as tâmaras, adoro esse fruto.


    Bjs

    ResponderEliminar
  11. Parabéns ao teu pai e a ti pelo maravilhoso repasto!

    Gostei de tudo mas fiquei de olho no arroz doce, como fazes? Podes dar a receita?

    Até hoje nunca consegui acertar neste doce de colher que gosto tanto!:(

    Desde já, obrigada!


    Beijinhos

    ResponderEliminar