terça-feira, 19 de Abril de 2011

Peixe em Lisboa, vinhos e muitos chefs


A semana passada fui ao festival gastronómico Peixe em Lisboa, no Pátio da Galé, junto ao Terreiro do Paço, em Lisboa. O dia estava quente, com o sol a espreitar em força no céu azul, um dia convidativo a uma fuga para a praia. Dado o bom tempo soube muito bem, assim que entrei, sentar-me numa das várias mesas da esplanada central. Depois de me ambientar um pouco, de ver as ementas dos diferentes espaços e de quase não conseguir conter o meu entusiasmo ao ver, em tão pouco tempo, tantos chefs conhecidos, resolvi começar a petiscar. Antes ainda passei pelos vinhos José Maria da Fonseca e não resisti a um moscatel roxo rosé Soares Franco, bem fresquinho. ;)

Da minha passagem pelos vários restaurantes, provei a sopa de tomate e o falso cheesecake do 100 Maneiras. Confesso que fiquei a olhar para o hambúrguer feito com pão com tinta de choco e recheado com salmão!


Do chef José Avillez não resisti ao bacalhau à brás com "azeitonas explosivas". As azeitonas explodiam na boca e sabiam agradavelmente a azeitona verde. Vieiras marinadas com guacamole e pão crocante, magnífico o modo como as vieiras combinam com o cremoso abacate e ainda cavala braseada com gaspacho de cerejas. Sempre que vejo este tipo de pratos, penso que tenho que valorizar cá em casa a cavala, que é um peixe a que normalmente torço o nariz e sem razão.


Depois da comida, visitei o mercado gourmet. Encontrei um espaço a vender peixe fresco, queijos, vinhos, azeites, chás, diferentes tipos de sal, conservas, etc. Não resisti a provar o gelado de poejo e o de eucalipto. O sabor do gelado de poejo para mim não foi novidade, agora o de eucalipto, sim, e adorei! O sabor assemelha-se ao odor que tenho do eucalipto, um aroma fresco, amentolado, forte. Achei interessante o modo como algumas marcas se começam a associar a conhecidos chefs. Todos os caminhos que prestigiem a nossa gastronomia são bem vindos. Antes de sair do mercado gourmet, não resisti a provar um pastel de nata da pastelaria Alcoa, ali representada.


No final do dia participei numa harmonização de vinhos com o chef Luís Baena. Foi um prazer enorme e de certa forma uma oportunidade única, ver o chef Luís Baena a cozinhar, a falar sobre comida e a cozinha portuguesa, e ao lado, o enólogo Domingos Soares Franco da casa vinícola José Maria da Fonseca, a falar-nos das suas produções.

Do menu constou uma salada de tubérculos, espinafres e maçã com migas de bacalhau. O segredo está nas duas horas que se deverão passar a puxar as migas. Tudo o que é cozinhado lentamente, ganha em sabor. Há diferença entre cozinhar umas migas de forma rápida ou lentamente. A entrada foi acompanhada com um vinho branco Pasmados.

De seguida vimos preparar um arroz caldento, feito com arroz carolino, e ligado com queijo São João produzido no Pico, Açores. O arroz foi servido com um filete de peixe imperador e uma espuma de salsa. Este prato foi acompanhado com o moscatel roxo rosé, um vinho subtil, com um travo leve. Há quem dissesse que este vinho era conhecido como o vinho do sushi.

Para sobremesa foi-nos servido gelado com telha de alecrim, sublime. Acompanhado com um vinho generoso moscatel roxo de Setúbal.


Durante o jantar Luís Baena falou-nos da excelência de vários produtos portugueses. Falou também do estado da cozinha portuguesa - alma não lhe falta! - e que é importante que deixe de estar adormecida. Para tal, esta precisa de evoluir. E foi com a alma a sentir que valeu a pena, que saí ao princípio da noite, do Pátio da Galé. Para o ano quero voltar ao Peixe em Lisboa!

8 comentários:

  1. Que engraçado tinha pensado ir nesse dia, mas um imprevisto impediu-me.Também gostei muito do evento e para o ano queria voltar :(

    ResponderEliminar
  2. Tive muita pena de não puder ir. :(
    Mas para o ano há mais!! :)

    Ao ver essa comida tão boa, até me deu água na boca.

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Olá, Laranjinha! :-)

    Eu não tive oportunidade de ir, mas espero passar por lá na próxima edição.

    Parabéns, mais uma vez, pelo blogue que está cada vez mais interessante.

    Bem haja pela partilha!

    Felicidades.

    ResponderEliminar
  4. Pena não haver eventos destes no Porto. Adorei a reportagem.
    bjs

    ResponderEliminar
  5. Ena, tantas caras conhecidas. E esse gelado de eucalipto realmente é novidade, fiquei curiosa :)

    ResponderEliminar