terça-feira, 29 de Novembro de 2011

O Fado e uma receita de frango assado no forno com maçãs


A cultura é tudo o que acrescentamos à natureza. Materialmente, uma casa, uma ponte. Imaterialmente, uma crença, uma canção. A cultura é o conjunto de hábitos, costumes, normas, tradições que passamos de geração em geração. Recebemos dos nossos antepassados, modificamos, acrescentamos, recriamos e passamos às gerações futuras. A cultura é factor de humanização, nela aprendemos a ser aquilo que nos caracteriza enquanto pessoas. Traçamos a nossa personalidade. Aprendemos uma língua. Aprendemos os hábitos e os costumes da nossa sociedade. A cultura molda-nos. Somos o resultado da cultura onde estamos inseridos.

A cultura é também um conjunto de símbolos, é a resposta que encontrámos para os problemas com que nos fomos confrontando. Por isso foram nascendo as ciências e as artes. E Portugal, terra de navegadores, os astronautas das caravelas que enfrentaram com valentia os oceanos e nos deram a conhecer novos mundos, terra de grandes pescadores, a pesca do atum e do bacalhau marcam a nossa história, terra de touros e cavaleiros, terra de poetas e de fadistas.

O fado tornou-se no domingo património imaterial da Humanidade. E isso é um grande motivo de orgulho para todos nós. Pensa-se que terá nascido na segunda metade do século XIX, em Lisboa, associado a um ambiente de boémia e de tabernas. Maria Severa, foi um dos primeiros ícones do fado, a que se seguiram muitos outros nomes como por exemplo, Alfredo Marceneiro, Hermínia Silva, Fernando Farinha, Fernando Maurício, Amália Rodrigues que levou o fado a várias partes do mundo com a sua maravilhosa voz, Carlos do Carmo - adoro ouvi-lo - e agora a nova geração de fadistas como Mariza, Camané, Mísia, Ana Moura, Aldina Duarte, Carminho, Marco Rodrigues, entre muitos outros.

O fado começou nos bairros típicos da cidade principalmente, Mouraria, Alfama, Madragoa e Bairro Alto e hoje é parte da nossa identidade. E associado ao fado está também a comida. Nasceu nas tabernas e hoje ouve-se nas diversas casas de fado, espalhadas pelos bairros típicos da cidade, especialmente a seguir a uma refeição. Para comemorar o reconhecimento do fado como património imaterial da Humanidade aqui fica um delicioso frango assado no forno com maçãs:


Ingredientes:
1 frango do campo
1/2 limão
3 hastes de alecrim
5 dentes de alho
2 colheres de sopa de manteiga
1 colher de chá de paprica
1,5 dl de vinho branco
500 g de batatas
6 cebolinhas ou chalotas
6 maçãs (Royal Gala ou Fuji)
Sal e pimenta-preta q.b.


1. Pré- aquecer o forno a 180ºC.

2. Rechear o frango com o limão, 3 dentes de alho e o alecrim.

3. Espremer os restantes dois dentes de alhos.

4. Misturar os alhos espremidos com a manteiga, a paprika, uma pitada de sal e pimenta a gosto. Com esta pasta barrar o frango.

4. Colocar o frango num tabuleiro de forno. Em volta dispor as batatas cortadas e as cebolinhas. Regar com o vinho branco.

5. Levar a assar durante aproximadamente 1h45 a 2h ou se usarem termómetro, até atingir os 180ºC. A meio, dispor as maçãs em volta e deixar acabar de assar.


Recomenda-se que esta refeição seja saboreada ao som de um fado. Qual seria a vossa escolha?

16 comentários:

  1. Laranjinha,

    Os teus textos estão cada vez mais apetecíveis - tal como as receitas com que nos brindas quase diariamente. Como amante do fado que sou, este post tocou-me especialmente. Tenho a mesma ideia que tu, relativamente à origem de fado. Contudo, ouvi (creio que na rádio) alguém dizer que o fado veio do Brasil e que entrou em Portugal pela "mão" das classes mais abastadas. Não creditei nesta teoria. Defendo a tua.
    Uma última nota para dizer que também gostei do frango. Não sei bem porquê, mas faz-me lembrar o filme "Julie & Julia". :D
    Beijinhos. :D
    Paula

    ResponderEliminar
  2. Viva o fado! Que bom ter sido reconhecido :)

    Adorei a sugestão, como sempre ótimo aspeto.
    As fotos estão um mimo

    Continuação de boa tarde
    Paula
    saboracasa.blogspot

    ResponderEliminar
  3. Que delicia e que lindo ficou o frango. Os meus ficam sempre com um ar tão desconchavado, mesmo que lhes amarre as pernas...:(
    Fado...seria Amália para começar, sem dúvida e depois uma pequena viagem até fadistas mais contemporâneos e já de nome incontornável.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Eu não sou muito de fotografar para publicação as minhas receitas. Mas quem o faz deve fazê-lo com a qualidade destas deste post, o que infelizmente é pouco vulgar. Parabéns. E com que bela cor ficou o frango!

    ResponderEliminar
  5. Talvez não optasse pelo fado como banda sonora mas escolhesse outras paragens também bem portuguesas: Zeca Afonso, Vitorino, José Mário Branco, Paulo de Carvalho, Sérgio Godinho. Músicas de intervenção (tão actuais aos dias de hoje! seriam ele visionários ou somos nós adeptos de reciclagem social?) que me trazem à lembrança os dias da minha meninice e os jantares com os meus pais em casa da minha avó, onde o frango assado também era recheado com 1 limão, alho e raminhos de ervas :)

    ResponderEliminar
  6. poxa,q frango mais bonito!
    que orgulho do nosso fado e da nossa comida, bolas!somos os maiores! ;)

    PS:no passado fds fui a uma loja que abriu aqui em Richmond (Penzeys Spices) e lembrei-me de ti ;)

    ResponderEliminar
  7. Uma sugestão perfeita para celebrar esta excelente notícia...
    Gostei tanto da cor que me perdi em frente do computador... Ficou perfeito...
    E gostei da junção das maçãs...
    Vai para a lista do quero fazer...
    Obrigado por partilhares...
    Beijinhos e bom resto de semana...

    ResponderEliminar
  8. Woooow ficou fenomal este franguinho... adorei!
    Parabéns pelo banquete :D e parabéns ao fado e a portugal :)

    ResponderEliminar
  9. Ficou com um aspecto delicioso! adorei as cores.. parabéns

    ResponderEliminar
  10. Acabei de preparar um. Só falta ligar o forno a tempo de estar pronto para o jantar. Na receita falas nas chalotas, juntas com as batatas ou só depois com as maçãs?

    As fotografias têm um aspecto fantástico. Parabéns!

    :)

    ResponderEliminar
  11. Paula,
    eu junto as chalotas com as batats. Desculpa só vi o comentário agora. Espero que tenha corrido bem. Vou corrigir a receita. Obrigada.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  12. soblushed,
    fiquei curiosa com a loja! :)

    Marmita, Miss B e Família Antunes,
    muito obrigada.

    Ondina,
    os músicos que escolhestes também combinam muito bem com este frango! ;)

    JVC,
    muito obrigada pelo seu comentário.

    Carla,
    a manteiga ajuda a dar-lhe um ar douradinho.

    Paula e Especialmente Gaspas,
    muito obrigada.

    Notas Soltas e Coisas Doces,
    é tão bom ler os teus comentários. Fico com um sorriso nos lábios. Muito obrigada.

    Um beijinho e votos de bom feriado.

    ResponderEliminar
  13. Correu tudo bem, também juntei logo com as batatas... e umas cenourinhas que eu adoro. Só falhou mesmo ouvir o fado, mas a gula falou mais alto e esqueci-me!

    Estava delicioso!

    Bjs xx

    ResponderEliminar
  14. Que cor maravilhosa ficou este franguinho, uma excelente mistura de sabores, e acompanhado de um fado, que gosto tanto, ainda melhor sabe.
    Um beijinho aos dois

    ResponderEliminar
  15. Laranjinha,
    agora eu é que fiquei de sorriso nos lábios. :D
    Já agora, o fado que eu escolheria seria "Chuva", cantado pela Marisa.
    http://www.youtube.com/watch?v=OzrUs08-SWs

    Beijinhos,
    Paula

    ResponderEliminar