quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Pato assado com laranja e vinho do Porto


Escrever um blogue quase todos os dias é um exercício de grande imaginação e criatividade. Exige rigor, disciplina e muita, muita motivação. Muitas são as vezes em que me questiono sobre o que me leva a fazê-lo, a pensar numa publicação praticamente diária, a fazer receitas o mais variadas possível, a misturar ingredientes, a cada vez procurar mais fontes de inspiração, a contar pedaços da minha vida, a inventar histórias, a criar personagens, a relatar viagens, a falar dos livros e dos filmes que escolho ler e ver.

Quando me questiono a resposta a que chego é quase sempre a mesma. Fazer o Cinco Quartos de Laranja dá-me imenso prazer, posso até dizer que me deixa feliz. É um factor extra que alegra os meus dias. Penso que isto poderá parecer estranho, mas a verdade é que este blogue já faz parte do meu dia-a-dia. Adoro ler os comentários e as sugestões que me enviam, mesmo que às vezes não consiga responder com a rapidez que gostaria. Por outro lado, o blogue permite-me realizar o sonho de aventura, de satisfazer a minha curiosidade por experimentar novos sabores, novas combinações, aprender técnicas e fazer coisas novas. Explorar e partilhar. O blogue tornou-se um dos caminhos para eu aprender muitas coisas mais. E eu gosto disso. Torna-se até viciante.

Foi a motivação de fazer coisas diferentes, de misturar sabores que me levou a fazer este pato com laranja e vinho do Porto. Não segui nenhuma receita. A minha inspiração veio da infância. Lembro-me que quando era miúda passou um filme na televisão que se chamava Pato com Laranja. Ouvi falar do filme com grande entusiasmo, mas os meus pais não mo deixaram ver. Penso que tinha umas cenas "picantes"! Curiosamente acabei por nunca ver o filme, mas a ideia do pato com laranja ficou. Devem existir inúmeras receitas, mas esta que hoje vos apresento é a minha versão.


Ingredientes:
1 pato com 2,4Kg
3 dentes de alho picados
1 cebola pequena picada
1/2 laranja cortada em pedaços com a casca
1 ramo de tomilho
sal e pimenta
1 colher de sopa de manteiga
sumo e raspa de 2 laranjas
1 estrela de anis
1 pau de canela
1dl de vinho do Porto
2 colheres de sopa de mel
150g de abóbora manteiga
300g de uvas
2 marmelos


1. Aquecer o forno a 180ºC.

2. Numa taça colocar sal, pimenta, o alho, a cebola, o tomilho e a 1/2 laranja cortada. Misturar e rechear o pato com esta mistura.

3. Colocar o pato num prato de forno e barrá-lo com uma colher de sopa de manteiga misturada com uma pitada de sal.

4. Levar ao forno durante 45 minutos.

5. Misturar o sumo de laranja com o mel, a estrela de anis, o pau de canela e o vinho do Porto. Levar ao lume e deixar ferver durante cinco minutos.

6. Regar o pato com metade da mistura anterior e deixar assar durante mais 20 minutos.

7. Colocar em volta do pato o marmelo descascado e cortado em fatias, a abóbora cortada e as uvas. Regar o pato com o restante molho. Levar ao forno durante mais 55 minutos para acabar de assar.


Este pato ficou muito saboroso. A carne combinou deliciosamente com o marmelo, a abóbora e as uvas. Quando assei o pato não o virei, o que levou que a parte de cima ficasse mais tostada do que a parte de baixo. Mas se preferirem que o pato fique dourado por inteiro, recomendo que o virem quando vai ao forno nos primeiros 45 minutos.

17 comentários:

  1. Olá Laranjinha.
    Identifiquei-me muito com as tuas palavras.
    O teu pato está com um aspecto soberbo.
    Beijinhos
    Sarinha

    ResponderEliminar
  2. Concordo contigo querida Laranjinha, os blogues vão começando a fazer parte da nossa vida e entranha-se de tal maneira que depois é dificil sair...
    Pensar que a mim tudo começou como uma forma de terapia, escape...pois o céu cai-me em cima com a noticia do cancro do meu marido, fui abaixo mas obrigada a levantar-me e apoiar quem tanto de mim precisava, o marido e os 4 filhos mas, quando estava só e a precisar de estar ocupada, lembrei-me do blogue e até hoje aqui estou, ainda a lutar mas a nunca deisistir...
    Desculpa o desabafo mas identifiquei-me com o que disseste e lembrei-me do que me motivou também...

    Beijinhos e obrigada por mais esta deliciosa receita onde, como sempre, não falta a Laranjinha!!

    ResponderEliminar
  3. Parece ótimo seu pato!! Só quem escreve um blog para saber o trabalho que dá, não é?
    bjs

    ResponderEliminar
  4. A tua versão do Pato com Laranja.. podia dar um filme até certamente "picante".. n sei mas o mel e as frutas bem que dariam uma cena de um filme bastante sensual já pensaste nisso :) Gostei de ver a tua motivação diária para blog.. é engraçado a maneira como um blog nos muda a maneira de pensar :) beijos e continua a postar que eu cá adoro!

    ResponderEliminar
  5. Eu adoro ler os seu posts :) Agrada-me imenso passar e ficar aqui um pouco, que me sinto tão bem. Para além disso deliciomente com verdadeiros manjares

    Como sempre adorei o pato, nhmmm nhmmmm

    Beijocas
    Paula

    ResponderEliminar
  6. Laranjinha,
    Ao ler o teu post, sobre a inspiração para fazeres esta receita, reportei-me também eu para aminha infância.
    Lembro-me de ouvir falar nesse filme em miúda, mas também eu nunca cheguei a vê-lo.
    Já fiz algumas receitas de pato com laranja, mas nunca ficaram como eu idealizei :/
    Quanto ao teu, deixa-me que te diga que ficou 5*****, pois a pele ficou crocante e isso acho que foi o que nunca consegui.
    Por outro lado, gabo-te a "paciência" e tiro o chapeu de postares todos os dias :)

    Bjoca grande

    ResponderEliminar
  7. Ai que bom!!! tenho de experimentar, so me falta comprar uvas e abobora:)

    ResponderEliminar
  8. Olá Laranjinha,
    é bom ler-te, é tão bom tentar saborear só de olhar as tuas fotos maravilhosas, com as tuas sugestões deliciosas...é importante para ti continuares aí e também para mim, e para muitas pessoas, pois gosto muito de aprender e sempre que aqui venho, aprendo uma coisa nova...obrigada. O motivo para ter um blog passa sempre pela partilha e ter vontade de aprender :)

    Ficou deliciosa a tua sugestão!

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  9. Parece-me que ter um blog é ter vontade de partilha e com o passar do tempo passa a ser algo que nos preenche.
    Como sempre, receita deliciosa, bem apurada, mesmo a convidar para uma refeição.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  10. Laranjinha, é por pessoas como tu que me fazem apetecer continuar com esse projeto. Continua assim como és e a maravilhar-nos com todas as tuas histórias, fotos e receitas. Assim o desejo.
    Já esse pato, não deixa de ser mais uma receita deliciosa que transborda criatividade e aromas excecionais. Parabens.

    Um beijinho muito grande.

    ResponderEliminar
  11. hum..q delícia! adoro pratos com pato*
    eu gosto mt do teu blog, cheio de amor, criatividade e acredito, mt trabalho!
    tb gosto mt de fazer receitinhas novas, experimentar novos sabores.. mas tenho pena que não cozinhe mais mas neste momento vivo sozinha aqui nos states e n tem sentido.e infelizmente sinto q nunca é altura para explorar este meu gosto pela cozinha.
    por isso, como deves imaginar, adoro que os meus amigos venham cá a cs!! time to cook,yes!

    ResponderEliminar
  12. Como eu gostaria de ter essa tua motivação. Mas não. Não tenho.Agora que eu faço questão de aqui passar sempre que posso lá isso é verdade.
    Continua que eu cá estou para te ler e aprender.
    Beijinhos e Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  13. Como eu adorava ter tempo para escrever todos os dias no meu blogue. Infelizmente não dá e mal tenho uns minutinhos para espiar este e outros blogues para inspiração.
    Gostei desta receita. Nunca assei um pato inteiro, mas sinto-me tentada a experimentar :)

    ResponderEliminar
  14. Olá Laranjinha! Lembro-me bem da polémica que esse filme gerou! Era muito pequenita, mas lembro-me de que no dia seguinte não se falava de outra coisa! Também nunca o vi, mas ao que consta este teu pato é bem melhor ;). O blog é mesmo um estímulo para fazermos sempre mais e melhor e o teu é o exemplo perfeito disso. Parabéns!
    Um beijinho
    Teresa

    ResponderEliminar
  15. SaritaT,
    muito obrigada.

    Paula Mariana,
    os blogues transformam as nossas vidas, abrem-nos a porta para novos amigos, para partilharmos coisas boas que fazem o coração bater mais rápido de entusiasmo e coisas menos boas que nos acontecem. São uma forma de "libertação" ou de terapia, como referes e concordo absolutamente. Levam-nos a pensar em outras coisas fora do nosso quotidiano. Mas como dizes, o importante é nunca desistir e lutar. As melhoras rápidas do teu marido e um beijinho cheio de força e coragem para ti.

    Andréa Potsch,
    é bem verdade!

    Marmita,
    tens toda a razão, este pato tem potencial para o argumento de filme muito interessante! :) Muito obrigada pelas tuas palavras de apoio.

    Paula,
    muito obrigada. Espero que continues a passar por cá.

    Isa Lourenço,
    muito obrigada pelas tuas palavras.

    Ramona Alina,
    se experimentares, depois diz como correu.

    Sofia Lopez,
    muito obrigada pelas tuas palavras. Para mim são um incentivo.

    Cozinha Tricolor e Susana,
    muito obrigada.

    Soblushed e Tuquinha,
    muito obrigada.

    Ondina Maria,
    eu também foi a primeira vez que assei um pato inteiro. Mas gostei muito. Experimenta.

    Teresa,
    lembro-me que na altura não se falava noutra coisa. Se fosse hoje ninguém ligava nenhuma. Muito obrigada pelas tuas palavras de incentivo.

    Um beijinho e votos de um bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  16. Olá Laranjinha, estou a pensar fazer esta receitas mas o pato que tenho é caseiro, achas que é o indicado para fazer no forno não ficará demasiado rijo?

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rute,
      se quiseres podes dar-lhe uma cozedura primeiro e depois levar ao forno para corar com o molho.
      Espero que gostes.
      Um beijinho.

      Eliminar