Próximos Workshops
Lisboa 6 de Maio de 2017
Sábado:
14h00 - 18h00      Vamos fazer pão?
Inscrições: escola@istofaz-se.pt   218 078 640 IstoFaz-se

sábado, 30 de março de 2013

No programa Boa Tarde da SIC a apresentar ovos para a Páscoa


Na passada quinta-feira estive no programa de televisão Boa Tarde da SIC, desta vez apresentado por Ana Marques.

Neste programa com um sabor a festa fui apresentar uns ovos coloridos para decorar a mesa da Páscoa. Curiosamente a minha sogra gostou tanto da ideia que, ontem, os ovos que apresentei estiveram a decorar a mesa no almoço de família e houve alguém que no final quis ficar com eles para um outro almoço que iremos ter. Não me poderiam dar melhor elogio.


As idas à televisão são sempre especiais. Gostei de estar ao lado da Ana Marques, que me colocou muito à vontade. Ao meu lado tive um pasteleiro da Quente & Bom com folares, ninhos e impressionantes ovos de chocolate e a Ana Santos que apresentou bolachas, cake pops e outras doces propostas alusivas a esta época festiva.

( aos 3m45s )

quinta-feira, 28 de março de 2013

Ovos coloridos para decorar a mesa da Páscoa


A Páscoa é uma festa da família. Todos os anos por tradição há em casa dos meus pais um almoço de Páscoa. Junta-se à mesa a família mais chegada. E o almoço faz-se, quase sempre de borrego ou cabrito assado no forno com batatas, para sobremesa doces em que a amêndoa não falta. Mas nem só de comida vive a mesa da Páscoa, para partilharmos este momento feliz com a família a decoração é também importante. Este ano, deixo-vos uma ideia colorida e económica para decorar a mesa da Páscoa.

Esta produção foi feita para a edição de Março de 2013 da revista Saber Viver.


Materiais:
corantes alimentares (azul, vermelho e amarelo)
ovos cozidos
1 saco de plástico por ovo
1 colher de sobremesa


1. Partir a casca do ovo com a colher.

2. Colocar o ovo dentro de um saco e adicionar o corante.

3. Envolver bem o ovo no corante. E deixar descansar durante aproximadamente 10 minutos.

4. Retirar o ovo do saco, passá-lo por água e retirar-lhe a casca.

5. Colocar os ovos descascados em cima de uma rede para secarem. Se os ovos ficarem molhados, acabam por passar a sua cor uns aos outros.

6. Colocar numa taça ráfia. Em cima dispor os ovos coloridos.


Quem preferir pode apresentar estes ovos coloridos como marcadores de lugares. Basta acrescentar uma pequena bandeirinha onde se escreva um nome. Podem ainda ser decorados com um pequeno laço colorido. Bem, no fundo, o que importa é usar a imaginação.

Votos de uma Páscoa Feliz.

quarta-feira, 27 de março de 2013

Conchas com cogumelos, espinafres e ovo escalfado


Os dias de chuva pedem conforto. Uma fatia de bolo morno a meio da tarde, com uma chávena de café enquanto se olha para as gotas de água a escorrerem na janela da sala, uma sopa quente cheia de legumes para restabelecermos as forças, um assado no forno demorado para ajudar a aquecer ou então, um delicioso prato de massa, rico, para nos dar energia e sorrisos em dias cinzentos que já se queriam primaveris.

Esta receita foi feita para a edição de Janeiro de 2013 da revista Saber Viver.

Ingredientes:
320 g de conchas (conchiglie)
70 g de barriga de porco fumada
2 dentes de alho
1 dl de azeite
8 folhas de sálvia
150 g de espinafres
350 g de cogumelos brancos
30 g de queijo parmigiano reggiano ralado
4 ovos escalfados
pimenta preta para servir


1. Cozer a massa seguindo as indicações da embalagem.

2. Colocar o azeite numa frigideira e levar ao lume. Adicionar os dentes de alho picados, a barriga de porco cortada em tirinhas e as folhas de sálvia picadas. Deixar frigir um pouco.

3. Acrescentar as folhas de espinafre e os cogumelos cortados. Temperar com sal a gosto.

4. Assim que as folhas de espinafres estejam cozidas, retirar do lume, juntar a massa cozida e previamente escorrida.

5. Polvilhar com queijo ralado e servir com os ovos escalfados. Moer pimenta preta por cima dos ovos.



Enquanto o Inverno não se despede e a Primavera se instala de vez, resta-nos o consolo de um prato de massa reconfortante.

terça-feira, 26 de março de 2013

Pequenos-almoços em 5 minutos: Sandes de requeijão e salmão


Deixo-vos a quinta sugestão para o pequeno-almoço de uma série de propostas todas diferentes e de acordo com diferentes gostos que fiz para a edição de Fevereiro de 2013 da revista Saber Viver. São sugestões para quem não toma o pequeno-almoço e que podem ser feitas em cinco minutos. São acima de tudo, ideias para motivar as pessoas a não saírem de casa sem tomar o pequeno-almoço com a desculpa da falta de tempo.

Ingredientes:
1 pão de soja ou de sementes
25 g de requeijão
1 fatia de salmão fumado
Espinafres baby q.b.
Pimenta-preta q.b. (facultativo)


1. Abrir o pão ao meio e barrar um das metades com o requeijão. Temperar com um pouco de pimenta preta.

2. Dispor por cima do requeijão o salmão e as folhas de espinafre. Fechar o pão. Cortar ao meio e servir.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Sopa de urtigas


As urtigas são uma planta que encontramos facilmente a invadir os nossos jardins e hortas. Ninguém se esquece que as urtigas picam e que quando lhes tocamos o mais provável é ficarmos com as mãos e os braços a arder. São tão comuns, que muitos de nós nunca pensariam em incluí-las na nossa alimentação.

Desde que soube que os supermercados biológicos Brio tinham à venda urtigas, fiquei ainda com mais curiosidade em as usar. Nessa altura, lembrei-me de um conselho de Michel Pollan, quando li Em Defesa da Comida. Que devemos comer alimentos silvestres sempre que pudermos. Na altura questionei-me sobre que alimentos silvestres teria ao meu alcance e enumerei muito poucos: amoras, espargos silvestres e beldroegas. E as urtigas? De tão comuns que nem sequer me lembrei!

As urtigas têm tantas ou mais vitaminas que os espinafres, são ricas em vitamina C e ferro. Devem ser colhidas antes de começarem a florir. Escolher de preferência sempre as pontas e as folhas mais tenras. Aconselho a usarem umas luvas sempre que as manipularem. Apesar de apanhadas e com o frio da refrigeração, a intensidade do picar diminui, mas o que é certo é que há sempre uma ou outra ponta que continua "assanhada".

O sabor? É bom. É um sabor intenso a verde, qualquer coisa entre os espinafres e as nabiças. E já agora, o poder picante das urtigas perde-se em contacto com a água quente. São capazes de experimentar? Passem pelo Brio e perguntem pelas urtigas.

Ingredientes:
150 g de folhas de urtigas
650 g de courgettes
525 g de batatas
2 cebolas
3 dentes de alho
0,5 dl de azeite
1,5 l de caldo de legumes
sal e pimenta preta q.b.
azeite q.b. para servir


1. Numa panela colocar as cebolas cortadas, as batatas descascadas e cortadas, os dentes de alho picados e as courgettes cortadas com a casca.

2. Temperar com sal e regar com o caldo. Levar ao lume até os legumes estarem cozidos. Dois minutos antes de desligar o lume, adicionar as folhas de urtigas e deixar cozer.

3. Adicionar o azeite e a pimenta a gosto. Triturar a mistura com a varinha mágica. Se necessário rectificar o sal.

4. Servir a sopa com um fio de azeite.

sexta-feira, 22 de março de 2013

Embrulhos de bacalhau no forno


Os assados fazem parte regulamente das refeições cá de casa. Adoro ligar o forno e colocar desde legumes, carne ou peixe num tabuleiro com uma mão cheia de aromáticos e deixar assar lentamente. Para além do cheirinho bom que enche a cozinha, o resultado final que chega à mesa é sempre delicioso.

Um dos métodos que uso para confecionar legumes, peixe ou por exemplo, peitos de frango, é en papillote. Ou seja, embrulhar em papel vegetal ou folha de alumínio o que pretendemos cozinhar. O importante é que os embrulhos fiquem bem fechados para que os ingredientes cozinhem nos seus próprios sucos. Um dos ingredientes que gosto de cozinhar desta maneira é o bacalhau.

Estes embrulhos de bacalhau assados no forno foram feitos para a revista Saber Viver de Dezembro de 2012.

Ingredientes:
4 postas de bacalhau
2 dentes de alho
50 g de pimento vermelho
1 colher de chá de pimentão doce
1 colher de chá de pimenta rosa em grão
1 raminho de salsa
1 dl de azeite


1. Colocar cada uma das postas de bacalhau num quadrado de papel vegetal.

2. Por cima de cada posta colocar, os dentes de alho laminados, um pouco de pimentão doce, duas tiras de pimento vermelho, duas a três hastes de salsa, e pimenta rosa.

3. Regar as postas de bacalhau com o azeite.

4. Fechar o papel vegetal e embrulhar cada posta em papel de alumínio.

5. Levar ao forno pré-aquecido a 200ºC durante 30 minutos.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Salada de espargos grelhados com ovos de codorniz


Em Março, o Inverno, inquieto, chora gotas de chuva e dá os últimos gritos de agonia metamorfoseados em dias frios e cinzentos. Mas nas entranhas da Terra soam trombetas e a mãe Natureza fica em alerta. Acordam-se as fadas e os duendes adormecidos pela força do Inverno. Os animais preparam-se. Os anjos descem à Terra. No ar sente-se uma energia mágica. Pequenos seres invisíveis tocam nas árvores, passam por todos os jardins e pedaços de terra, pelas florestas e pequenas árvores escondidas e com sons que não conseguimos entender, chamam as cores e os cheiros bons que acompanham cada flor. As amendoeiras enchem-se de branco neve, os pessegueiros de rosa desejo, as ameixoeiras de branco florido e todas as outras árvores de fruto não resistem ao mesmo chamamento. Não há jardim que resista a esta força mágica.

Os ventos empurram as nuvens e o Sol não resiste a espreitar o espetáculo florido que a chegada da Primavera exige. As andorinhas cantam e fazem os ninhos nos beirais das casas. E nos humanos assistimos a esta mudança, com um sorriso de esperança e de renovação.

Março é um mês feliz.

E para festejar a chegada, ontem da Primavera, deixo-vos uma salada colorida e cheia de sabor, com um ingrediente, os espargos que enchem os campos nesta altura.


Ingredientes:
320 g de espargos
125 g de tomate cereja
12 ovos de codorniz
100 g de agrião
50 g de queijo parmesão cortado em lascas

Ingredientes para o molho vinagrete com mostarda:
6 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de vinagre de vinho tinto
1 colher de sopa de mostarda em grão
sal q.b.


1. Colocar um tacho ao lume com água. Assim que levantar fervura colocar os ovos de codorniz e deixar cozer durante dois minutos.

2. Arranjar e grelhar os espargos.

3. Numa taça colocar os agriões, o tomate cereja cortado ao meio, os ovos de codorniz descascados e cortados ao meio e os espargos. Salpicar com as lascas de queijo.

4. Numa taça emulsionar muito bem o azeite, o vinagre, a mostarda e o sal. Regar a salada com este molho.


Fiz esta salada para a edição de Fevereiro de 2013 da revista Saber Viver.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Um workshop com o chef Nuno Diniz


Num sábado bonito cheio de sol, estive num workshop de cozinha com o chef Nuno Diniz, organizado pela IVO Cutelarias, no conhecido espaço Kiss The Cook, em Lisboa. O chef Diniz é uma referência a nível nacional, não só enquanto chefe de cozinha, mas também como formador na área e cara conhecida da versão portuguesa do programa Top Chef. A primeira vez que fui ao Kiss the Cook adorei o conceito e o espaço. E desde essa altura, tenho tido a sorte de poder voltar várias vezes.

Foi uma tarde bem passada e muito divertida. Fartei-me de falar e de aprender coisas novas. Na minha bancada estiveram, os chefs Luís Barradas e Nuno Barros e o foodie Rodrigo Meneses. O workshop serviu para todos testarmos as facas e outros diversos utensílios da IVO Cutelarias, enquanto íamos seguindo as preciosas indicações do chef Nuno Diniz e com a prestável ajuda do Bruno Caseiro. Conheço as facas IVO há muitos anos. Quando dei os meus primeiros passos no corte de carnes, utilizei as facas desta marca sob a supervisão do meu pai.


Depois de uma breve apresentação, de colocarmos os aventais seguimos todos para os nossos postos de trabalho. A primeira receita que confeccionámos foi tomate recheado com alheira e puré de abóbora. Para este prato assámos a abóbora com tomilho, alecrim e uma casca de limão, envolvida em papel de alumínio. De seguida, a alheira foi passada na frigideira, sem gordura, e partida aos pedaços sem a pele. Por fim, juntou-se uma mão cheia de pinhões. Depois de retirar a tampa e vazar o tomate, deixámo-lo a escorrer um pouco. Antes de o rechearmos, polvilhámos o interior com sal e regámos com um fio de azeite. O tomate recheado com a alheira fica de ir ao céu e pedir por mais. Os pinhões com a alheira é uma combinação curiosa que resulta muito bem. De certeza a experimentar um destes dias cá em casa.

O segundo prato confeccionado foi lavagante em sua bisque. Para mim foi a primeira vez que cozinhei lavagante. Em relação ao lavagante tenho sempre a imagem divertida da Julie, no filme Julie & Julia, quando decide colocar as lagostas vivas dentro da panela e entretanto a tampa salta e esta fica sem saber muito bem como lidar com estes deliciosos bichos. Com esta ideia na cabeça, pus-me a imaginar o divertido que seria ver as tampas de mais de dez panelas a saltar!


Começámos por cozer o lavagante durante aproximadamente cinco minutos. Depois colocámos o corpo de fora e deixámos cozer as pinças mais dois a três minutos. Assim que retirámos da panela, passámos o lavagante por um banho gelado para parar a cozedura. Uma das coisas que adorei fazer foi descascar o lavagante. O meu estava cheio de ovas o que improvisado, no momento, com umas fatias de pão deu logo ali aso a um pequeno petisco e muitos sorrisos de contentamento.

De seguida colocámos chalotas, alho-francês, aipo, funcho e cenouras numa panela com azeite e deixámos suar um pouco. Um dos momentos divertidos foi quando flamejámos as cascas de lavagante e camarão, previamente caramelizadas em manteiga. Ver o álcool a arder é sempre tão impressionante.


Acompanhámos a nossa refeição com o vinho rosé Monte Capucho 2011 e o tinto Memória Reserva 2010 da Quinta dos Capuchos. O workshop durou a tarde toda e foi muito bom estar ali na conversa, rodeada de pessoas interessantes, num ambiente de aprendizagem e de partilha.


Outro olhar sobre este workshop:
- Um lavagante sem nome por Rodrigo Meneses.

terça-feira, 19 de março de 2013

Feliz Dia do Pai - As participações


O Cinco Quartos de Laranja em parceria com a Herdade do Peso promoveram um desafio intitulado Feliz Dia do Pai. Este desafio chegou ao fim. Publico agora as doze participações submetidas, todas elas com ideias de harmonização muito interessantes. A todos que concorreram o meu muito obrigada!



1
Paula Borralho
No Dia do Pai, à minha mesa quero ter, arroz de coelho com tomate, bem regado com um bom tinto da Herdade do Peso.
2
Rute Oliveira
Para ver um pai feliz é fazer um arroz de lulas com vinho tinto e acompanhar com o vinho da Herdade do Peso,o teu pai vai passar a desejar que todos os dias sejam Dia do Pai.
3
Marco Mendes
Aprendi que meu pai é um herói sensacional, ele não apareceu em revistas, cinemas ou jornais, mas sempre esteve presente na minha vida, a ensinar-me que o verdadeiro super poder é o amor, é por isso que no Dia do Pai gostaria de harmonizar uma saborosa perna de borrego assada com mostarda em grão com um Herdade do Peso Tinto Colheita 2010, uma combinação vinda do coração e que chega à mesa com muita paixão.
4
Paulo Borja
Com Herdade do Peso e umas Vieiras gratinadas, não há Dia do Pai que resista a tão bela orquestrada!
5
Paulo Borja
Com pataniscas de camarão e um Herdade do Peso a acompanhar, o Dia do Pai não podia ter mais sabor!
6
Paula Borralho
No Dia do Pai, o vinho da Herdade do Peso irei beber e salada de beterraba com massa cuscus e queijo comer.
7
Ana Oliveira
O meu pai não mediu esforços para nos construir um castelo ... tratando-me com muita realeza, fez-me princesa do seu coração e deu-me de herança a sua alegria, gentileza e dedicação, e como rei, ele é o símbolo supremo de poder e o título de "Melhor Pai do Mundo" desde sempre ele faz por merecer - como um troféu não tenho para lhe dar, um bom prato de Borrego com Garam Masala e Lentilhas Vermelhas, acompanhado com um fabuloso vinho Herdade do Peso Tinto Colheita 2010, eu lhe vou preparar!
8
Carla Costa Lobo
Todos os dias festejo o dia pai, é bom poder fazê-lo. Mas no dia em especial vou, mais uma vez, presenteá-lo com o meu bom humor, a minha amizade e o meu carinho mas não me vou esquece de brindar com um vinho tinto da Herdade do Peso, sei que ele vai adorar!
Como tenho tudo planeado vou coçar por lhe servir a BRUCHETA DE TOMATE ASSADO COM VINAGRE BALSÂMICO, sei que tudo o que possa vir a seguir não fará diferença.
9
Ana Assis
Arroz de grelos com farinheira o prato perfeito, para comemorar o Dia do Pai, acompanhado com o tinto da Herdade do Peso perfeito.
10
Humberto Assis
Como eu gostaria de comemorar o Dia do Pai: na mesa carne de vaca guisada com cogumelos e especiarias e um tinto da Herdade do Peso.
11
Ana Assis
Para um Dia do Pai original, queijo chévre panado com coulis de pimento vermelho e um tinto da Herdade do Peso, era combinação perfeita.
12
Marta Chambel
Mmmmm ... hoje é dia daquele magnífico prato de costeletas de borrego com alecrim e puré de ervilhas acompanhadas do tinto preferido do meu pai ... Herdade do Peso.

A Herdade do Peso escolheu a participação #11 da Ana Assis pela harmonização proposta que será agora contactada de maneira a que possa receber o mais rapidamente possível as três garrafas de vinho Herdade do Peso tinto colheita 2010.

Um resto de feliz Dia do Pai!

Pequenos-almoços em 5 minutos: Pão torrado com tomate e queijo


Tenho o hábito de nunca sair de casa de manhã sem o estômago aconchegado. Mesmo quando tenho pouco tempo. Neste sentido, hoje, deixo-vos aqui mais uma sugestão, muito simples, para um pequeno-almoço que se prepara em menos de cinco minutos que apresentei na edição de Fevereiro de 2013 da revista Saber Viver.

Ingredientes:
1 fatia de pão de mistura
1/2 dente de alho
1 tomate chucha pequeno
25 g de queijo de cabra curado
sal grosso q.b.
Orégãos secos q.b.
Azeite q.b.


1. Torrar o pão. Passar a metade do alho no pão.

2. Cortar o tomate em rodelas finas e colocar em cima do pão. Polvilhar com sal grosso a gosto.

3. Esboroar o queijo e colocar em cima do tomate.

4. Polvilhar com orégãos secos e regar com azeite.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Tagliatelle de quinoa com brócolos e requeijão


Uma das coisas que trouxe das minhas viagens por Itália foi a paixão pelas massas. Para além da enorme variedade que têm, confeccionam-nas com uma simplicidade e sabor surpreendente.

Uma das coisas que adoro quando visito o supermercado biológico Brio é a quantidade de ingredientes que tenho vontade de experimentar. Um destes dias, descobri, nos frescos, que tinham urtigas e fiquei logo com vontade de as usar. Uma das minhas melhores lembranças de um prato que comi em Itália foi tagliatelle de urtigas com molho de lagosta, num restaurante em Bolonha. Inesquecível. Para além dos frescos, adoro espreitar a zona dos frutos secos, dos azeites e vinagres, dos cereais e das massas.

Na visita desta semana descobri tagliatelle de quinoa. Eu adoro quinoa. Tenho-a usado principalmente em saladas e no meu livro, Cozinha para Dias Felizes, apresento-a numa sopa cheia de legumes. Esta tagilatelle, feita com farinha de quinoa em vez de trigo, deixou-me curiosa e não resisti a trazer uma embalagem para experimentar.

Tagliatelle de quinoa com brócolos e requeijão

Ingredientes:
250 g de tagliatelle de quinoa
350 g de brócolos
molho de tomate q.b.
1 requeijão
3 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
sal q.b.
folhas de manjericão para decorar


1. Cozer a massa em água temperada de sal.

2. Arranjar os brócolos e cozê-los em água temperada com sal, durante quatro minutos e sem tapar a panela. Depois de cozidos, escorrer e picar grosseiramente.

3. Numa taça colocar a massa cozida, o molho de tomate e os brócolos picados. Envolver.

4. Por cima dispor um requeijão desfeito grosseiramente com as mãos.

5. Polvilhar com o queijo ralado e servir decorado com folhas de manjericão.


Molho de tomate

Ingredientes:
800 g de tomate pelado em lata
1 cebola
2 dentes de alho
2 folhas da rama de alho-francês
1 folha de louro
1 dl de azeite
sal e pimenta preta q.b.


1. Colocar o azeite num tacho e levar ao lume. Adicionar os dentes de alho picados e deixar frigir um pouco. Acrescentar a cebola picada e a folha de louro.

2. Juntar o tomate pelado. Com a ajuda de uma colher, desfazer o tomate.

3. Acrescentar as folhas de alho-francês. Temperar com sal e pimenta preta a gosto. Deixar cozinhar.

4. Quando o preparado tiver absorvido grande parte do molho, retirar do lume.

5. Retirar a folha de louro e as folhas de alho-francês.

6. Com a ajuda de um passe-vite triturar o preparado.


A massa de quinoa foi uma agradável surpresa. Da próxima vez que voltar ao Brio já sei o que não pode faltar no meu carrinho de compras. Esta massa com os brócolos e o requeijão de fabrico artesanal fica deliciosa, quase que me transporta pelos canais de Veneza, num dia bonito de sol.

sexta-feira, 15 de março de 2013

25 receitas para surpreender o melhor pai do mundo


No Dia do Pai, temos a tradição de organizar um jantar com a família mais chegada. Ontem, já começámos a pensar no que iremos fazer. Em casa da minha sogra, consultámos o Cozinha para Dias Felizes e a assinalámos a Massa pevide com tomate e camarão (pág. 54) e os Medalhões de pescada no forno com mostarda e salsa (pág. 133).

Para vos ajudar a escolher o menu para o Dia do Pai, aqui ficam algumas sugestões:

Entradas:
- Salada de cogumelos grelhados com queijo feta;
- Sardinhas no pão com pimento vermelho;
- Tartelettes de salmão com requeijão de alho e ervas.

Sopas:
- Sopa de abóbora assada com tomilho e bacon;
- Sopa de beterraba com cominhos e queijo feta;
- Sopa de espinafres com agrião.

Saladas:
- Salada de bacon com queijo feta e tomate;
- Salada de bulgur com abóbora assada e queijo de cabra;
- Salada de grão com camarão.

Prato principal:
- Açorda de camarão com tomate;
- Arroz de bacalhau com brócolos;
- Arroz de tomate com alheira e manjericão;
- Cogumelos Portobello recheados com alheira;
- Costeletas de borrego com puré de batata-doce e cominhos;
- Filetes de peixe com bulgur e chouriço;
- Pastéis de legumes com farinheira e salada de tupinambo;
- Peixe com puré de batata-doce e alho-francês;
- Suflé de bacalhau;
- Tarte de bacalhau com azeitonas.

Sobremesas:
- Bolo de tangerina;
- Bolo de tiramisu;
- Brownie de chocolate com nozes;
- Crème brûlée;
- Tarte de amêndoa e leite condensado;
- Tarte húmida de chocolate.


E para acompanhar estas deliciosas receitas, a Herdade do Peso oferece três garrafas de vinho aos leitores do Cinco Quartos de Laranja. Saibam como.

quinta-feira, 14 de março de 2013

3 garrafas da Herdade do Peso para o Dia do Pai


O Dia do Pai é sempre um momento especial para muitos de nós. Eu sempre que posso gosto de comemorar este dia, com uma refeição ou com algo simpático que assinale este momento, que possa fazer sorrisos e deixar recordações felizes. Muitas das boas memórias que tenho à mesa são com a minha família, em que o meu pai teve sempre um papel muito importante. Muito do peixe que cozinho vem das suas idas à pesca. É ele que cuida carinhosamente da horta e que acede pacientemente aos meus muitos pedidos. Ora quero acelgas, ora ruibarbo, ora chalotas cultivadas no quintal. Algumas das boas recordações à volta da mesa conto-as no meu livro Cozinha para Dias Felizes.


Para comemorar o Dia do Pai, o Cinco Quartos de Laranja em parceria com os vinhos da Herdade do Peso promovem um desafio intitulado Feliz Dia do Pai em que serão oferecidas três garrafas do vinho alentejano da Herdade do Peso.

O desafio está aberto a todos os leitores, com morada válida em Portugal continental e ilhas, e para participar deverão:
- Escrever um comentário nesta página, até às 12h30 de 19 de Março de 2013, uma frase alusiva ao Dia do Pai, que inclua obrigatoriamente:
- A marca Herdade do Peso;
- O nome de uma das mais de 100 receitas do livro Cozinha para Dias Felizes que na sua opinião combine bem com o vinho tinto da Herdade do Peso.
- Indicar, obrigatoriamente, ainda o primeiro ingrediente da receita escolhida, o nome e um eMail para poderem ser eventualmente contactados;
- Ter mais de dezoito anos;
- Cada leitor poderá concorrer as vezes que quiser.

No Dia do Pai será anunciada a melhor participação considerada válida que no entender da Herdade do Peso satisfaça os seguintes critérios:
i) O prato escolhido combine harmoniosamente com o vinho a oferecer;
ii) A originalidade da frase.

A Herdade do Peso oferecerá três garrafas do vinho Herdade do Peso tinto colheita 2010.

Passem pelas livrarias, procurem o Cozinha Para Dias Felizes e participem!

Jantar em 10 minutos: uma reconfortante massa chinesa com legumes e filetes de cavala


Jantar em dez minutos, há dias em que é mesmo a única opção, pelo menos para mim, quando chego a casa tarde, em dias de reuniões. Para quem como eu sente esta necessidade, hoje deixo mais uma sugestão prática e muito rápida, sem esquecer o sabor.

Lembro-me de usar a massa chinesa regularmente quando andava na faculdade e não queria perder muito tempo na cozinha. Uns minutos em água quente e já está. Depois basta saltear legumes, muitos de preferência, e adicionar proteína, se assim o entendermos. Para além da massa, recomendo sempre ter na despensa umas conservas. Dão tanto jeito nestas alturas!

Esta receita foi feita para a edição de Novembro de 2012 da revista Saber Viver.

Ingredientes:
2 latas de filetes de cavala
1 cenoura
1 cebola
170 g de folhas de espinafre
350 g de cogumelos fatiados
0,5 dl de molho de soja
1 colher de sopa de molho de ostra
0,5 dl de óleo de amendoim
170 g de massa chinesa
2 colheres de sopa de sementes de sésamo


1. Colocar o óleo no wok ou numa frigideira funda. Assim que estiver quente, colocar a cebola, a cenoura cortada em palitos e os cogumelos. Saltear mexendo regularmente.

2. Acrescentar as folhas de espinafres, os filetes de cavala previamente escorridos e os molhos. Mexer. Deixar cozinhar durante um a dois minutos e retirar do lume. Os legumes devem ficar crocantes.

3. Preparar a massa chinesa seguindo as indicações da embalagem.

4. Escorrer a massa e juntá-la ao preparado de legumes e cavala.

5. Servir polvilhado com sementes de sésamo.