Próximos Workshops
Lisboa 4 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h00 - 13h00      Doces Tradicionais de Natal
Inscrições: escola@istofaz-se.pt   218 078 640 IstoFaz-se
Lisboa 10 de Dezembro de 2016
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas para a Mesa de Natal
 
 
14h30 - 17h30      Presentes de Natal
Inscrições: formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP

terça-feira, 9 de abril de 2013

A cozinha peruana no Peixe em Lisboa


De 5 a 14 de Abril de 2013 decorre no Pátio da Galé, em Lisboa, a iniciativa Peixe em Lisboa. Para além de podermos provar pratos de dez conceituados restaurantes, de assistir a aulas de cozinha, de saber mais sobre vinhos, de visitar um mercado gourmet, temos também a possibilidade de assistir à apresentação de alguns chefs nacionais e estrangeiros.

A primeira apresentação que este ano assisti foi à do chef peruano Virgilio Martínez dos restaurantes Central, em Lima e do Lima, em Londres. Da cozinha peruana o meu conhecimento era mais de desconhecimento, confesso, por isso gostei bastante de assistir a esta apresentação e ter a possibilidade de, principalmente, descobrir novos produtos.

O chef Virgilio Martínez explicou que no seu pais à medida que nos afastamos da costa, começamos a subir em altitude e vamos encontrando produtos diferentes. Este aspecto foi bem explícito no pequeno filme que apresentou. Este chef referiu ainda que procura habitualmente também vários produtos na região peruana da Amazónia.


Dos produtos que trouxe fiquei curiosa com umas batatas desidratadas, chuño blanco, que passou no ralador para mostrar como rapidamente se transformavam em pó, usado depois para espessar molhos. Outro foi umas castanhas ou noz de bahuaja, que são recolhidas entre Fevereiro e Março no Par­que Naci­o­nal Bahuaja-Sonene, e que têm a casca muito dura. Na natureza, só existe um animal que a perfura, abrindo assim o caminho para outros explorarem o interior cheio de castanhas protegidas por uma capa mais fina. Trouxe também outros ingredientes como por exemplo, vários tipos de quinoa, milho preto, sal de mina, folhas de stevia, cacau e yacón.

O primeiro prato que Virgilio Martínez confeccionou foi um ceviche com leite de tigre servido com quinoa. O leite de tigre é confeccionado com aipo, cebola branca, limas, coentros, gengibre e malagueta. Fica um molho ligeiramente ácido que casa muito bem com o peixe.

O segundo prato usou maca, uma raiz, que escolheu para acompanhar um salmonete servido com raviola e um molho verde, engrossado com sementes de chia.

Os outros pratos que apresentou foram, camarão marinado durante cinco horas com anchovetas e servido com esferificação de bactérias e tiradito, um prato similar ao sashimi, servido em cima da pele de paiche, ou bacalhau da Amazónia, um peixe que pode chegar a ter 200kg. A pele, deixa-nos logo impressionados.


No final, para além de provar os pratos, pude degustar alguns dos ingredientes que este chef trouxe. Gostei muito de conhecer algumas das características da cozinha peruana.


Outros olhares sobre esta apresentação:
- Virgilio Martínez cozinhou com grãos andinos e fruta amazónica por Alexandra Prado Coelho;
- Instantâneos do Peixe em Lisboa 2013: Apresentação de Virgilio Martínez por Miguel Pires.

3 comentários :

  1. Tudo tão lindo... vamos ver se consigo arranjar um tempinho para ir lá espreitar.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Que bonito! Mas a foto superior direita faz-me lembrar um escorpião :p

    ResponderEliminar
  3. Que bela experiência.. fico à espera para ver o que vais confeccionar com esses produtos ;)
    beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar