Próximos Workshops
Porto 30 de Setembro de 2017
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas Rápidas para o Jantar
 
 
15h30 - 19h00      Vamos Fazer Pão?

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Manteiga de alho preto


Quem visita o Cinco Quartos de Laranja sabe como gosto de descobrir e experimentar ingredientes menos comuns na nossa cozinha. Desde há algum tempo que vos gostava de falar sobre o alho preto, muito usado na cozinha asiática, principalmente na coreana.

Provei pela primeira vez este alho, com um sabor adocicado, macio e com um toque ligeiramente ácido, a fazer lembrar a doçura e acidez do vinagre balsâmico, numa apresentação de produtos japoneses e fiquei logo com vontade do o usar cá em casa.

O alho preto resulta de um processo de "fermentação" natural, em que o alho é mantido a uma determinada temperatura e humidade, durante várias semanas. O alho preto tem um cheiro e sabor muito diferentes do alho cru. Existem várias receitas com este ingrediente, incluindo gelados. Mas eu, comecei por usar o alho preto numa manteiga.

Manteiga de Alho Preto

Ingredientes:
1 cabeça de alho preto
150 g de manteiga sem sal
Sal e pimenta-preta q.b.
Flor de sal para servir


1. Descascar os dentes de alho.

2. Colocar os alhos descascados e a manteiga num copo. Temperar com sal e pimenta-preta a gosto.

3. Triturar a mistura com a varinha mágica.

4. Servir a manteiga polvilhada com um pouco de flor de sal.


quem faça este alho em casa. Por cá, já alguém se aventurou?

terça-feira, 29 de julho de 2014

Bolachas de chocolate


Os últimos dias têm sido agitados. Por um lado, fechar todas as tarefas que tenho pendentes associadas ao final do ano lectivo, por outro, as actividades e compromissos que vou assumindo através do Cinco Quartos de Laranja. Este mês de Julho levou-me duas vezes ao Porto, uma para um workshop de Doces de Chocolate e outra para uma tarde a cozinhar no Porto Wine Fest. Voltar ao Porto, é sempre muito gratificante para mim. Este mês concretizei um dos meus desejos que era visitar Paris. Finalmente, pisei a Cidade das Luzes.


Julho trouxe-me também a publicação do meu segundo livro, Delicioso Piquenique, sobre o qual foi realizado um anúncio de televisão que passou em todos os canais da RTP e que me deixou muito contente. Quando se vê o resultado de vários meses de trabalho ganhar forma, é assim uma satisfação enorme. Espero que gostem do Delicioso Piquenique.


E Julho traz-me também as férias! E para quem como eu, entra hoje de férias ou que já está em plena fase de descanso, deixo-vos estas bolachas de chocolate que preparei para o workshop de Doces de Chocolate que realizei no Porto.

Ingredientes:
200 g de farinha sem fermento
80 g de manteiga sem sal fria
1 ovo médio ou pequeno
100 g de açúcar
70 g de chocolate em pó
1 pitada de sal
1 colher de café de canela em pó
1 colher de sopa de extracto de baunilha


1. Trabalhar a manteiga com o açúcar e o sal.

2. Adicionar a farinha, o chocolate, o ovo , a canela e o extracto de baunilha. Mexer.

3. Envolver a massa em película aderente e levar ao frigorífico durante pelo menos 1h.

4. Estender a massa com um rolo em cima de uma superfície polvilhada com farinha.

5. Colocar as bolachas num tabuleiro de forno forrado com papel vegetal.

6. Levar ao forno pré-aquecido a 200ºC durante 15 minutos.


A massa para estender e moldar as bolachas deve estar bem fria. Há alturas, para acelerar o processo, coloco-a um pouco no congelador. Nota-se a diferença nas bolachas quando são feitas com a massa bem fria e quando não são. Caso façam estas bolachas agora em férias, aconselho a rechearem-nas com gelado. Pura tentação!

O tamanho dos ovos fazem diferença nas bolachas. Por isso, voltei a fazer a receita, com 80g de manteiga em vez 100g.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

O que me inspira nas cidades de Lisboa e Porto


A American Express desafiou-me a divulgar os locais que me inspiram em termos gastronómicos, nas cidades de Lisboa e Porto. Locais que tenham cheiros e sabores a comida. Locais onde eu goste de parar, olhar e que associe por algum motivo a coisas boas e saborosas.

Nos últimos tempos tenho ido com alguma frequência à cidade do Porto. E é tão fácil apaixonarmos por esta cidade tão cheia de locais inspiradores. Sempre que volto à Invicta gosto de conhecer novos espaços que me permitam descobrir mais da gastronomia local. Alguns dos sítios que me inspiram nesta cidade são:

- A vista da ponte D. Luís, acesso pedonal, para o Douro. Os barcos que partem e chegam, a azáfama das pessoas a passear no cais da Ribeira, levam-me a pensar em juntar os amigos e muitos petiscos típicos do Porto à mesa, como as famosas sandes de pernil com Queijo da Serra, as bifanas cortadas com molho picante e no final um cálice de vinho do Porto branco fresco, sabe mesmo bem!

- A rua Formosa com as suas mercearias antigas, os cheiros quentes dos enchidos, dos queijos, dos presuntos pendurados junto às montras, das frutas maduras. O pão fresco, as conservas e os vinhos inspiram-me a uma refeição de petiscos, uma mesa cheia de amigos e muitas gargalhadas felizes.

- A rua Heróis de França, em Matosinhos. Conseguem imaginar uma rua cheia de restaurantes, cada qual com uma esplanada e o seu respectivo assador a carvão? Terão que vir conhecer esta rua perto da lota de Matosinhos. O cheiro dos pimentos verdes, das salsichas, dos bifes, do bacalhau ou do peixe fresco quase acabado de pescar a cederem aos encantos das brasas, fazem desta rua um local de cheiros apetecíveis. Uma rua que inspira a sentar e a saborear uma refeição em que os grelhados são reis.


Nasci no Ribatejo, mas Lisboa tornou-se a minha cidade. A cidade que escolhi para viver. Lisboa tem tanto para descobrir. Alguns dos locais que me inspiram são:

- As ruas estreitas de Alfama às quais associo sempre ao cheiro das sardinhas assadas servidas com fatias de pão fresco ou saboreadas ao ar livre numa das muitas esplanadas dos vários restaurantes com que nos cruzamos a cada passo dado, num dia quente de Verão. É uma das experiências que quem passa por Lisboa deve procurar ter. As tabernas ou tascas, inspiram a uma paragem para uma cerveja e um pires com tremoços. Ao cair da noite, o Fado invade as ruas.

- O mercado biológico do Príncipe Real repleto de ervas aromáticas, os legumes diferentes que ali se encontram inspiram-me a cozinhar e a experimentar coisas novas, compradas directamente a quem produz. Foi aqui que descobri a mizuna.

- A vista para o Tejo da Ribeira das Naus, um local para descontrair. Ler um livro. Apanhar sol na relva. Comer uma sandes. Beber uma limonada. Ouvir o som da água a correr. Há dias em que quase se sente o cheiro da canela, da noz-moscada, do gengibre que as naus dos nossos descobridores traziam do regresso das Índias. Aromas que se misturam com o cheiro a marisco, amêijoas, ostras, que o Tejo nos faz chegar. Lisboa aqui, sabe ainda melhor.

- O parque da Bela-Vista de onde gosto de ver chegar e partir os aviões ao pôr-do-sol. O silêncio, o verde, inspira-me a piqueniques com a família. Estender a toalha numa das muitas mesas que ali se encontram à sombra dos pinheiros. E para partilhar, frango assado de churrasco, pataniscas, pastéis de bacalhau e muitas coisas boas que sabem ainda melhor quando apreciadas ao ar livre.

- A Feira do Relógio com uma zona de comida onde nos permite encontrar muitos produtos portugueses, desde pão de várias regiões, frutas e legumes, alguns oriundos da zona Oeste, até ovos, vinhos, caracóis, queijos e enchidos. Mas o que me inspira é a possibilidade de poder também comprar produtos típicos das cozinhas de alguns países africanos e asiáticos tudo no mesmo espaço. Esta diversidadee reflecte-se na variedade étnica das pessoas que normalmente frequentam esta feira. Uma visita obrigatória aos domingos de manhã.


Este desafio foi também aceite por outros bloggers de diferentes áreas, nomeadamente, a Ana Sofia Martins do Universo da Ana Sofia, o Bruno Claro do Correr Lisboa, a Maria Guedes do Stylista e a Sancha Trindade do A Cidade na Ponta dos Dedos.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Queques com dois chocolates


Adoro chocolate. Bolos e sobremesas em que entre chocolate, são sempre sucesso garantido cá por casa. Há alturas em que ando mais ocupada, sinto que gasto muito mais energias, nesses momentos, para mim, sabe tão bem algo doce com sabor a chocolate. Os queques que vos apresento, hoje, fazem maravilhas ao nosso estado de espírito. São óptimos também para uma festa ao ar livre, ou até para um piquenique.

Queques com dois chocolates

Ingredientes:
200 g de farinha com fermento
140 g de açúcar amarelo
30 g de chocolate em pó
1 ovo grande
1 dl de óleo
1,5 dl de leite
80 g de pepitas de chocolate com 70% de cacau
50 g de pepitas de chocolate branco
Uma pitada de sal


1. Numa taça, juntar todos os ingredientes. Mexer muito bem.

2. Untar 12 formas de queques com manteiga ou com óleo em spray.

3. Distribuir a massa pelas formas.

4. Levar ao forno pré-aquecido a 190º durante 17 a 20 minutos.


Estes queques fazem-se num abrir e fechar de olhos. Caso não encontrem pepitas de chocolate branco, podem substituir por chocolate de leite ou negro com percentagem de cacau inferior a 70%. O ideal é encontrar dois chocolates que façam contraste em termos de sabor.

São servidos?

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Locais que me inspiram ...


As cidades escondem locais secretos que nos inspiram. Gosto de andar a pé por Lisboa. De olhar para o Tejo, de ver o pôr-do-sol de uma das suas sete colinas. Gosto dos cheiros de Lisboa. Gosto da frescura do rio com fragrância salgada a mar a lembrar-me o sabor das ostras, do aroma quente no Outono vindo dos assadores de castanhas que invadem as ruas da baixa, do cheiro doce dos pastéis de nata perfumados com canela saboreados num dos jardins da cidade. As ruas estreitas dos bairros típicos, os elétricos amarelos, a luz que nos enche a alma e nos recebe de braços abertos, fazem de Lisboa uma cidade cheia de locais inspiradores.

A American Express desafiou-me a divulgar os locais que me inspiram em termos gastronómicos, nas cidades de Lisboa e Porto. Locais especiais, vividos, que me despertem os sentidos e que associe ao mundo da comida. Este desafio foi também lançado a outros bloggers portugueses de música, moda e lifestyle.

Para este desafio preciso da vossa ajuda. Que locais vos inspiram em termos de comida nas cidades de Lisboa e do Porto? Locais que associem a um prato, onde gostem de comer uma sandes, um mercado de rua que vos leve a cozinhar?

Os locais inspiradores não podem ser espaços comerciais. Podem ser ruas, mercados de rua. Têm que ser locais da cidade que vos atraiam por algum motivo especial, sempre com ligação à comida. Não podem ser museus ou monumentos. Devem ser locais com profusão de aromas, cheiros a pão acabado de fazer, a café fresco moído na hora, a misturas exóticas de especiarias, um sítio onde gostem de parar para se sentar e comer ao ar livre. Locais que vos inspirem, mas com ligação à comida.

Digam-me, através dos comentários a este apontamento, quais são os vossos locais inspiradores, em Lisboa ou no Porto. Estou curiosa em descobri-los também.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Workshop Doces de Chocolate no Porto


No sábado estive no Porto para um workshop de Doces de Chocolate no Espaço WORK IT. Foi uma manhã doce e bem passada. É sempre um prazer voltar ao Porto.


Este workshop tinha como objectivo trabalhar diferentes chocolates, nomeadamente, de leite, negro, branco e em pó. Para além disso, procurei selecionar receitas variadas. Fizemos bolos, queques, trufas, panna cotta, risoto, souflé, scones, trufas, carpaccio de morango com chocolate, entre outras.


Fiquei muito orgulhosa com o resultado final. As sobremesas ficaram lindas. O grupo trabalhou muito bem, num ambiente simpático e bem disposto.



Há algum tema que gostassem que eu abordasse nos meus próximos workshops? Deixem as vossas sugestões no formulário. Obrigada.


quarta-feira, 9 de julho de 2014

Delicioso Piquenique, o making of ...


Numa tarde quente de finais de Junho participei na realização de um pequeno anúncio de televisão. Um anúncio ao meu livro Delicioso Piquenique para passar em todos os canais da RTP. A televisão fascina-me como, ao mesmo tempo, me deixa com muitas borboletas apavoradas a saltar na minha barriga. Espero que gostem do resultado final.


Depois de algumas repetições e enganos naturais destas situações, juntei-me à equipa de filmagens para saborear uns queques de linguiça com queijo feta da pág. 15 e um bolo salgado cortado às fatias de queijo feta com azeitonas e tomate seco da pág. 20, do Delicioso Piquenique, que preparei esta ocasião.


As gravações decorreram no restaurante Open - Brasserie Mediterrânica, na rua de Santa Marta, aqui em Lisboa. Um espaço moderno e inspirador. Fiquei com vontade de voltar e de provar alguns pratos da ementa de cozinha mediterrânica.

Um agradecimento especial à Raquel Batalha que foi a minha maquilhadora e perante as vicissitudes do momento, tornou-se na fotógrafa de serviço.

O lançamento do livro é no dia 10 de Julho no Chillbar – Lisboa na Rota das Sedas. Um bar com um espaço ao ar livre, muito acolhedor. Ideal para juntar os amigos como se de um piquenique se tratasse. Gostava de vos ter comigo neste dia. Por isso, deixo-vos o convite:


** 5ª feira, 10 de Julho de 2014 às 19h, no Chillbar – Lisboa na Rota das Sedas **

terça-feira, 8 de julho de 2014

Lançamento do Delicioso Piquenique

Queridos leitores,

gostava muito de partilhar este momento com cada um de vós. Por isso, deixo-vos este convite.
Conto convosco?


** 5ª feira, 10 de Julho de 2014 às 19h, no Chillbar – Lisboa na Rota das Sedas **

Delicioso Piquenique, o meu novo livro


Queridos leitores,

Delicioso Piquenique é o título do meu segundo livro, editado pela Marcador, e que chegou às livrarias no dia 2 de Julho de 2014.

Publicar um livro é um momento especial. Juntam-se muitas emoções e criam-se expectativas. Assim que recebi o primeiro exemplar, abri-o várias vezes. Olhei. Vi. Li e reli. Sei que sou suspeita, mas acho que vão gostar muito do resultado final. Depois dizem-me, combinado?

Este segundo livro apresenta mais de cem receitas práticas para comer fora de casa, num piquenique, numa ida à praia, num lanche com os amigos, numa festa ou para levar para o trabalho. Espero que Delicioso Piquenique vos inspire a preparar refeições práticas e saborosas.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

A cozinhar na Feira do Livro de Lisboa 2014


Este ano voltei à Feira do Livro de Lisboa para dois showcookings, um na terça-feira, dia 10 e outro no dia 15 de Junho de 2014, ao final da tarde. Em ambos, preparei duas receitas do meu livro Cozinha para Dias Felizes, um batido de banana com framboesas e morangos (pág. 242) que fresquinho soube muito bem. Confeccionei também uma salada de beterraba com massa cuscus e queijo (pág. 163). Uma salada colorida, óptima para levar para a praia ou um piquenique.


Gostei muito do contacto com as pessoas e principalmente dos leitores que fizeram questão de me ir cumprimentar, mesmo com o calor abrasador que se fazia sentir. Muito obrigada a todos por tornarem estes momentos muito especiais.


E especial é também este mês de Julho que irá trazer uma grande novidade!

Workshop Doces de Chocolate no espaço WORK IT no Porto


No sábado, dia 12 de Julho de 2014, regresso ao Porto para um workshop no espaço WORK IT dedicado a Doces de Chocolate onde iremos preparar mais de uma dezena de receitas práticas com diferentes tipos de chocolate. Vai ser uma manhã divertida e bem doce. No final do workshop haverá degustação de todas as sobremesas realizadas.

Conto com a vossa participação. Inscrevam-se!

Para mais informações:
work@sott.pt   91 700 1802   espaço WORK IT


Que temas gostavam que eu abordasse nos meus próximos workshops? Deixem as vossas sugestões no formulário. Obrigada.


quarta-feira, 2 de julho de 2014

Cascas de batata com maionese picante


Julho sabe a dias de Verão, mesmo que nos últimos tempos pareçam um pouco envergonhados. Uma das coisas que os dias quentes pedem é petiscos. Petiscos para partilhar com a família e os amigos. Por isso, hoje deixo-vos uma receita de cascas de batata com uma deliciosa maionese picante que desenvolvi para a edição de Março/Abril de 2014 da revista Comer para petiscar com quem se gosta mais.

Ingredientes para 4 pessoas:
Cascas de 3 batatas grandes por pessoa (com um pouco de polpa)
Óleo de amendoim para fritar q.b.
Sal q.b.

Ingredientes para maionese picante:
1 gema de ovo
5 g de pasta de harissa
2 dl de óleo
15 ml de sumo de limão
Sal e pimenta-preta q.b.


1. Passar as cascas por água fria. Secá-las com um pano.

2. Fritar as cascas em óleo bem quente.

3. Depois de fritas, escorrer as cascas em papel absorvente. Temperar com sal. Servir de imediato.

4. Numa taça mexer, com uma vara de arames, a gema de ovo, com a harissa, uma pitada de sal e pimenta-preta a gosto.

5. Adicionar o óleo em fio sem deixar de mexer.

6. Juntar o sumo de limão e mexer. Se necessário retificar os temperos.

7. Servir as cascas de batata com a maionese picante.


A primeira vez que ouvi falar em cascas de batatas fritas, achei um pouco estranho. Mas assim que provei, fiquei fã. Experimentem e depois digam-me se tenho ou não razão.