Próximos Workshops
Lisboa 10 de Dezembro de 2016
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas para a Mesa de Natal
 
 
14h30 - 17h30      Presentes de Natal
Inscrições: formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP
Lisboa 11 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 11h30      Pequeno-almoço no dia de Natal na loja Maria Granel
Lisboa 18 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 12h00      Presentes de Natal na mercearia Morteiro & Santos

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Broas de milho e trigo


Na zona de Santarém é tradição no dia de Todos-os-Santos as famílias terem broas para oferecem às crianças que pedem o pão por Deus ou para colocar na mesa para receber a família. Em minha casa, sempre se fizeram broas e eu adorava todo o ritual de amassar, tender, colocar as broas em tabuleiros, serem pinceladas com ovo batido e seguirem para o forno. O cheirinho das broas acabadas de cozer é divinal.

Este ano, por altura do dia de Todos-os-Santos, numa das minhas idas a Santarém, uma das vizinhas dos meus pais, a Maria Alice, deixou-me umas broas para eu provar. Gostei tanto que lhe pedi a receita e resolvi fazer cá em casa para partilhar com a família e amigos de Lisboa. Hoje, deixo-vos a receita.


Broas de milho e trigo

Ingredientes para aproximadamente 130 broas:
1 kg de farinha de trigo
0,5 kg de farinha de milho
750 g de açúcar amarelo
25 g de canela
25 g de erva-doce
Uma pitada de cravinho em pó
Uma pitada de bicabornato
Casca de 1 limão
1 pau de canela
7,5 dl de óleo
2,5 dl de água
Açucar q.b. para polvilhar

1. Colocar a casca de limão, o pau de canela, o óleo e a água numa panela e levar ao lume até ferver.

2. Colocar os restantes ingredientes numa taça grande. Abrir uma cova ao meio e colocar a mistura fervida, retirando o pau de canela e a casca de limão. Mexer primeiro com a ajuda de uma colher, dado que a mistura está muito quente. De seguida amassar muito bem.

3. Moldar as broas, não as deixando muito grandes.

4. Colocar as broas em tabuleiros forrados com papel vegetal e levar ao forno pré-aquecido a 190ºC durante 15 a 20 minutos, até as broas ficarem cozidas.

5. Ao retirar as broas do forno, polvilhar ou passá-las por açúcar.


Estas broas, colocadas num saco com um laço bonito, resultam num bonito presente de Natal. As broas aguentam-se muito tempo.

Relembro que nos dias 22 e 23 de Novembro volto ao Porto para três workshops. A participação em cada um deles tem um custo de EUR 25 por pessoa e as inscrições são feitas através do eMail: work@sott.pt. Conto com a vossa participação.


Outra receita de broas:
- Broas de milho e mel.

17 comentários :

  1. É uma bela sugestão, estas receitas tradicionais deixam
    -me sempre de agua na boca,
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Elsa,

      obrigada. Estas broas sabem muito bem, com um café, assim a meio da tarde.
      Um beijinho.

      Eliminar
  2. Na minha terra costuma-se oferecer o bolinho. Mas estas broas também parecem uma boa sugestão...
    Paula

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paula,
      adoro as tradições do Dia de Todos os Santos. E como é feito o bolinho?

      Eliminar
    2. O bolinho leva farinha, açúcar, sal, fermento, erva-doce, água e frutos secos (nozes e passas, pinhões - ao gosto de cada um).

      Eliminar
  3. Hmm... estou ansioso por experimentar esta. Sabe se há problema em congelar parte da massa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo,
      nunca experimentei congelar, mas em vez de congelar, faça meia receita, por exemplo.
      Espero que goste.

      Eliminar
  4. Isabel,

    Cá em casa também é tradição fazer broas todos os anos e dar
    às crianças quando as mesmas vêm pedir.
    Todos os anos faço para além das habituais broas de batata que adoro, utro tipo de broas.

    Este ano preparei umas broas de mel,canela e nozes.

    (http://donadeliciaatelierdesabores.blogspot.pt/2014/11/broas-de-mel-canela-e-noz.html)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Dona Delícia,

      fiquei curiosa com as broas de batata, mas estas de mel, canela e noz, devem ser muito boas.
      Um beijinho.

      Eliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. Isabel,
    Sou brasileira, do Rio de Janeiro. Aqui temos muita influência da culinária portuguesa. Quero tentar fazer a sua receita de broa. Qual é o açúcar amarelo? Aqui temos o mascavo (brown), cristal (granulated), refinado (plain) e de confeiteiro (powdered).

    Adorei seu blog. Estou lendo regularmente e quero tentar várias das suas receitas.

    Beijo,
    Inês.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Inês,

      o açúcar amarelo é um açúcar refinado mas com algum melaço. Deixo este link para ver como é. Caso não encontre pode substituir por açúcar refinado.
      Espero que goste.

      Eliminar
    2. É, acho que não encontrarei o amarelo por aqui. Depois conto como ficaram as suas broas em versão brasileira, então.

      Muito obrigada, Isabel!

      Eliminar
  7. Têm um ar apetitoso!

    ______________________
    Ana Teles | blog: Telita na Cozinha

    feedly - bloglovin' - Facebook



    ResponderEliminar
  8. Estas broinhas parecem uma delícia, mas estranhei o uso de tanto óleo. A quantidade está correta? Não ficam muito gordurosas? Adorava experimentar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá bom dia,
      a receita é mesmo assim. :)
      As broas resultam muito bem. Atenção que a receita rende bastantes broas porque é no total 1,5 Kg de farinha.
      Votos de um Feliz Natal.

      Eliminar
    2. Obrigada!
      Experimentei estas broas no Natal e de facto ficaram uma maravilha.

      Bom ano!

      Eliminar