Mostrar mensagens com a etiqueta frutos silvestres. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta frutos silvestres. Mostrar todas as mensagens

terça-feira, 24 de Dezembro de 2013

Queijo Brie panado com compota de frutos vermelhos


A minha casa cheira a Natal. A mesa da sala, foi campo de uma linha de montagem. Recortar e escrever etiquetas. Embrulhar e colocar fitas nos presentes de Natal. Na cozinha estende-se uma parafernália, de formas e outros utensílios. No ar, sente-se um cheirinho bom a mel, azeite e especiarias, que nos enche os sentidos sempre que ali vamos fazer alguma coisa.

O Natal é família. E nesta altura faço questão de passar a noite da consoada com os meus sogros e no dia de Natal viajo até Santarém. Sou eu sempre que faço os doces para a mesa de Natal em casa dos meus pais, com excepção dos coscorões, que a minha mãe faz como ninguém. Nos doces, a minha mãe adora bolos de fatia e este ano o eleito será um bolo de mel e azeite. Depois do almoço, sentamo-nos à volta da lareira e entre um café ou um copo de ginjinha - dependendo para onde está a nossa motivação - haverá muita, muita conversa, e tenho a certeza que o bolo vai saber muito bem.

Mas antes de voltar para a cozinha, deixo-vos uma sugestão de entrada para o almoço de Natal, queijo Brie panado com compota de frutos vermelhos que desenvolvi para a rubrica Momentos Président avec Plaisir.

Queijo Brie panado com compota de frutos vermelhos

Ingredientes:
1 queijo Brie Président
50 g de pão ralado
2 g de alho granulado (em pó)
Uma pitada de pimenta-de-caiena
Pimenta-preta q.b.
1 ovo
30 g de manteiga sem sal


1. Colocar o queijo durante 30 a 40 minutos no congelador, para depois se cortar mais facilmente.

2. Numa taça misturar o pão ralado com o alho e as pimentas.

3. Bater o ovo.

4. Cortar o queijo.

5. Passar o queijo pelo ovo e de seguida envolver no pão ralado.

6. Levar ao lume uma frigideira com a manteiga. Assim que derreter, colocar o queijo. Deixar alourar de ambos os lados.

7. Colocar o queijo panado em papel absorvente, à medida que se retira da frigideira.

8. Servir o queijo quente com compota de frutos vermelhos.


Compota de frutos vermelhos

Ingredientes:
450 g de frutos vermelhos (congelados)
450 g de açúcar amarelo
1 pau de canela
1 dl de vinho do Porto Ruby


1. Colocar todos os ingredientes num tacho e levar ao lume.

2. Deixar ferver até obter o ponto estrada. Retirar o pau de canela e triturar a mistura com a varinha mágica.

3. Passar o doce por uma rede.

4. Guardar num frasco.



O queijo quente, com a crosta de pão ralado, servido com o doce ligeiramente ácido fica muito bom. A todos, votos de um Natal muito feliz.

quinta-feira, 1 de Agosto de 2013

Sumo de frutos vermelhos com sementes de chia


Para receber o mês de Agosto deixo-vos uma sugestão de um refrescante e delicioso batido de frutos vermelhos com sementes de chia. Estas sementes, muito ricas nutricionalmente, ajudam a melhorar a textura do sumo. Desenvolvi esta receita para a edição de Junho de 2013 da revista Saber Viver integrada num artigo sobre sementes.

Ingredientes:
200 g de frutos silvestres congelados
0,5 dl de sumo de limão
4 dl de sumo de laranja
15 g de sementes de chia
1 colher de sopa de mel
Cubos de gelo para servir


1. Colocar todos os ingredientes num liquidificador e triturar.

2. Servir com cubos de gelo.

sexta-feira, 11 de Fevereiro de 2011

Jantar em casa do casalinho maravilha ...


Um dos votos para 2011 foi promover mais encontros, mais almoços e/ou jantares, em suma muito mais convívio. E como para se cumprir é preciso marcar eu, desde Janeiro que tenho procurado preencher a minha agenda. O último em que participei foi no jantar que os meus cunhados Hugo e Cláudia, o casalinho maravilha como carinhosamente os chamamos, organizaram na sua nova casa. Os cunhados Cristina e Paulo juntamente com as minhas duas queridas sobrinhas também participaram neste evento.


Começámos o jantar com azeitonas e umas bruschettas. Depois o Hugo e a Cláudia, serviram uma sopa de legumes, que o Hugo fez na sua Bimby.


O prato principal foi filetes de peixe com mistura chinesa ao papelote. O peixe foi acompanhado com umas deliciosas batatinhas assadas no forno e salada. O vinho escolhido foi um tinto Casa Antiga reserva Douro 2007.


Para sobremesas a Cláudia fez uma mousse que intitulou Delícia do Bosque, que todos apreciaram.


Ingredientes
1 gelatina de morango
400 g de frutos silvestres
400 ml de natas
1 lata de leite condensado
2 folhas de gelatina

1. Fazer a gelatina seguindo as indicações da embalagem. Colocar a gelatina numa taça e deixar solidificar.

2. Bater as natas. Adicionar o leite condensado, os frutos silvestres triturados e as folhas de gelatina derretidas.

3. Misturar e colocar em cima da gelatina. Levar ao frigorífico antes de servir.

Depois da Delícia do Bosque, foi ainda servida uma mousse de chocolate com After Eight, feita pela Cristina. Ainda houve "tempo" para um Doce Lá de Casa, como lhe chamaram, e um bolo de ameixa com gelado de nata, que eu fiz.


A noite prolongou-se. Falámos de educação, do canal Food Network, do MasterChef in America que é apresentado pelo "terrível" chef escocês Gordon Ramsay e da apresentação dos Globos de Ouro 2011 por Ricky_Gervais. E por fim, no sofá a concorrer com especialistas no Buzz. Foi uma noite muito divertida e em excelente companhia. A repetir!

terça-feira, 24 de Agosto de 2010

Figos recheados com queijo e presunto em molho de frutos silvestres


Este ano a fruta eleita de férias em Santa Luzia, Tavira, foram os figos. Descobri os figos da mina, os castelhanos e uns de casca verde que não soube o nome. No dia em que regressei, a minha sogra ofereceu-me uma caixinha cheia de figos da mina para trazer. Uupi! Que coisa boa! :)

Fomos comendo alguns sempre que abríamos o frigorífico, mas antes que acabassem resolvi dar-lhes um uso especial. Já há algum tempo que tinha, na revista Saberes & Sabores nº 118 de Dezembro de 2003, esta receita marcada. Com estes figos maravilhosos já não tinha desculpas para não colocar as mãos à obra e fazer esta receita como entrada num dos nossos almoços prolongados no quintal, num destes dias de grande calor.


Ingredientes:
100g de frutos silvestres congelados
1 colher de sopa de açúcar mal cheia
2 fatias de pão torrado
6 figos frescos grandes
6 colheres de sobremesa de queijo para barrar com ervas
3 fatias de presunto
cebolinho fresco

1. Colocar os frutos silvestres num tacho com o açúcar. Levar a lume brando. Depois dos frutos estarem descongelados, com a varinha mágica triturá-los. Passar a calda por um passador de modo a retirar as grainhas da fruta.

2. Lavar os figos e cortá-los em cruz, mas sem separar os gomos. Abrir os figos em flor e recheá-los com o queijo de ervas.

3. Colocar o molho de frutos silvestres nos pratos. Colocar por prato dois figos recheados. Em cada figo colocar 1/2 fatia de presunto.

4. Decorar com o cebolinho e servir com o pão torrado.

O cebolinho pode ser picado e depois colocado em cima dos figos que também resulta muito bem.


terça-feira, 29 de Junho de 2010

No domingo houve festa ...

No domingo o Ricardo fez anos e houve festa. Eu, a minha sogra e o meu cunhado Hugo organizámos a ementa. O aniversariante apesar de ter feito alguns pedidos, acabou por se sujeitar aos nossos desígnios. Para almoço queria sardinhas assadas ao que nós dissémos não! :) Acabou por ter o seu desejo concretizado no sábado, em casa dos meus pais. Depois de muita insistência por parte do Ricardo e de dizer, com ar pesaroso, que ainda bem que era ele que fazia anos porque ninguém ligava aos seus pedidos, o Hugo resolveu mudar de planos e fez o seu magnífico cheesecake, regado com uma explosão de frutos vermelhos.

Eu fiz a entrada, almofadinhas de alheira servidas com salada de folhas verdes que toda a gente adorou.

A minha sogra fez um arroz de tamboril com camarão servido com coentros picados que ficou soltinho e muito saboroso.

Para sobremesas, tivemos o cheesecake, já um clássico nos nossos encontros de família.

Um pudim de coco, feito pela minha sogra.

As filhoses da minha mãe, que o Ricardo adora, e o bolo de aniversário.

A escolha do bolo de aniversário teve como critério as frutas preferidas do Ricardo, morangos, cerejas, framboesas e mirtilos.

O bolo ficou muito agradável e fresquinho ficou uma maravilha.

A tarde passámo-la de volta das princesas da família, a Marta e a Inês.


Bolo Tentação de Morango

Massa do bolo:

Ingredientes:
4 ovos
2 chávenas de chá de açúcar
2 chávenas de chá de farinha de trigo
1 chávena de chá de leite quente
4 colheres de sopa de chocolate em pó
1 colher de sopa de fermento em pó
margarina (para barrar)

Preparação:
1. Bater as claras em castelo;

2. Bater as gemas durante dois minutos e adicionar-lhes o açucar aos poucos, mas sempre sem parar de bater. Quando o creme ficar fofo, juntar a farinha aos poucos, alternando com o leite quente, batendo sempre o preparado;

3. Acrescentar o chocolate em pó e o fermento e bater tudo muito bem;

4. Misturar as claras em castelo delicadamente. Com uma colher, colocar a massa numa forma rectangular, previamente untada com margarina;

5. Levar ao forno até cozer.


Recheio:

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 lata de leite (medida pela do leite condensado)
500 g de morangos
1 colher de sopa de farinha Maizena

Preparação:
1. Lavar bem os morangos, reservando os cinco maiores e dividindo os restantes em duas partes;

2. Juntar uma das porções dos morangos com o leite condensado, o leite e a farinha Maizena e triturar tudo na liquidificadora;

3. Colocar este preparado numa panela e levar ao lume até engrossar;

4. Picar a outra metade de morangos e adicionar ao creme, assim que este estiver frio.


Cobertura:

Ingredientes:
300 ml de natas
100 g de açúcar

Preparação:
1. Bater as natas juntamente com o açucar até ficarem em chantilly.


Montagem do bolo:
1. Cortar o bolo na horizontal, em duas partes iguais;

2. Colocar uma das partes do bolo num prato decorativo e regá-lo com leite e açucar;

3. Espalhar o recheio e cubrir com a outra metade do bolo;

4. Espalhar a cobertura com o auxílio de uma espátula;

5. Decorar o bolo a gosto com o sortido de morangos, cerejas e frutos silvestres;

6. Levar ao frigorífico pelo menos durante duas horas antes de servir.


Receita cedida pelo Restaurante Pátio da Pi
Rua António dos Reis, 145, 2710-302 Linhó, Sintra, Tel.: 21 924 2357
Publicada no jornal Dica da Semana distribuído pelo Lidl.

quinta-feira, 14 de Maio de 2009

Piza ao almoço entre amigos

No sábado passado fomos almoçar a casa dos meus amigos Gilda e Luís. Os planos iniciais eram eles virem cá a casa numa quinta-feira e jantarmos piza, mas devido aos horários de trabalho não foi possível e marcou-se logo o almoço de sábado. A Gilda também convidou os nossos amigos Nuno e Sandra.

Assim que chegámos a Gilda já tinha o molho de tomate para a piza feito. Em vez de polpa de tomate, usou tomates pelados de conserva. Nós levámos a massa para a base, feita na máquina do pão.

Enquanto fazíamos as pizas diga-se que fomos sempre petiscando. Enquanto as pizas estavam no forno, começámos o nosso almoço com linguiça, chouriço e farinheira assados, a acompanhar fatias de broa de milho. Também tivemos pimentos padron assados, paparis e caju que o Nuno trouxe vindos de Goa.

Vamos então ao relato das nossas invenções à volta da piza:

Eu fiz uma piza de mexilhões em escabeche, previamente escorridos, camarões e queijo mozzarella ralado.



Depois de sair do forno, servi a piza com folhas de rúcula e fatias de courgette ligeiramente grelhadas com um fio de azeite.

O Ricardo na sua piza colocou rodelas de farinheira, azeitonas recheadas com pimento, tomate cereja, cogumelos frescos, pimentos padron e queijo.




O Luís usou para a sua piza linguiça, chouriço picante, azeitonas recheadas com pimento, tomate cereja, cogumelos frescos, pimento vermelho assado e quejo mozzarella ralado.





O Nuno e a Gilda fizeram uma piza a meias. O Nuno colocou na sua metade de piza chouriço que veio de Goa , achar, caju, cogumelos e queijo mozzarella.





A Gilda na sua metade colocou folhas de manjericão fresco, tomate cereja, azeitonas pretas, pesto, pimentos padron e queijo mozzarella ralado.





Para sobremesa a Gilda serviu um semi-frio de frutos silvestres que estava uma delícia, o que nos obrigou a repetir.


Eu levei uma mousse de chocolate.

As pizas que mais sucesso fizeram foram a do Luís e da dupla Gilda & Nuno, pelos menos tendo em conta o que sobrou.