Mostrar mensagens com a etiqueta receita rápida. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta receita rápida. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 3 de Setembro de 2014

Batido de morango com iogurte grego


As férias fecham um pequeno ciclo que se volta a renovar com a chegada de Setembro. Este é um mês de recomeços, de mudanças. E nesta altura do ano volto a fazer um balanço dos objectivos que tracei, do que quero continuar a fazer. Traçar metas, escrever no papel algumas das coisas que quero fazer no curto prazo ajuda-me a manter um rumo. É uma forma de me organizar e que acho muito importante.

Enquanto, faço o meu balanço e revejo os meus objectivos, deixo-vos uma receita que desenvolvi para a edição de Maio/Junho de 2014 da revista Comer, inserida num artigo sobre o morango.

Batido de morango com iogurte grego

Ingredientes para 4 pessoas:
500 g de morangos
60 g de framboesas
200 g de iogurte grego natural
15 g de flocos de aveia integrais
85 g de mel


1. Colocar todos os ingredientes num liquidificador e triturar.

2. Distribuir o preparado por copos e servir.

terça-feira, 26 de Agosto de 2014

Esparguete com tomate cereja e barriga de porco fumada


Nesta altura do ano adoro dar destino ao tomate que me chega doce e suculento da horta da minha mãe em Santarém. Num destes dias de férias para uma refeição que se quis muito rápida decidi juntar tomate, esparguete e barriga de porco fumada. Há pratos que são de uma simplicidade enorme mas que se revelam cheios de sabor. É o caso da receita que hoje vos trago.

Esparguete com tomate cereja e barriga de porco fumada

Ingredientes para uma pessoa:
100 g de esparguete
15 tomates cereja
60 g de barriga de porco fumada
0,5 dl de azeite
2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
1 colher de sopa de salsa picada
Sal q.b.


1. Cozer o esparguete em água temperada com sal.

2. Levar ao lume a barriga de porco cortada em cubinhos. Deixar frigir um pouco.

3. Adicionar o azeite e o tomate cereja cortado ao meio. Deixar cozinhar um pouco.

4. Adicionar o esparguete, previamente escorrido, à mistura anterior. Temperar com sal a gosto e mexer muito bem. Retirar do lume.

5. Servir polvilhado com o queijo e a salsa.


Bom apetite!

sexta-feira, 9 de Maio de 2014

Batata com brócolos e atum


As sextas-feiras são sempre especiais, principalmente porque se sente a chegada do fim-de-semana. Com estes dias bonitos de sol, já apetece fazer planos, juntar a família e partir para uma refeição ao ar livre.

E quando se quer aproveitar o bom tempo e sair de casa, dá muito jeito fazer umas refeições rápidas com os ingredientes que se têm à mão, como é o caso da receita de batata com brócolos e atum que apresento hoje e que desenvolvi para a edição de Março de 2014 da revista Saber Viver.

Batata com brócolos e atum

Ingredientes para 1 pessoa:
1 batata assada
100 g de brócolos cozidos
2 dentes de alho
20 ml de azeite
1 lata de filetes de atum em azeite
Sal e pimenta-preta q.b.


1. Levar os dentes de alho picados com o azeite ao lume. Deixar frigir um pouco e acrescentar os brócolos cortados.

2. Temperar com sal e pimenta-preta a gosto. Saltear os brócolos durante um minuto.

3. Fora do lume, misturar os brócolos com o atum, previamente escorrido.

4. Servir a mistura de brócolos e atum com a batata assada cortada ao meio.


Como assar as batatas:
1. Lavar muito bem as batatas.

2. Picar as batatas com um garfo.

3. Temperar com sal e regar com um pouco de azeite.

4. Levar ao forno pré-aquecido a 220ºC durante 50 minutos.

terça-feira, 1 de Abril de 2014

Batata assada com frango e maionese


Na edição de Março de 2014 da revista Saber Viver desenvolvi um conjunto de receitas práticas a partir de apenas uma batata assada. A ideia era preparar uma refeição com ingredientes acessíveis e com apenas uma batata por pessoa. Uma das receitas que preparei foi esta:

Batata assada com frango e maionese

Ingredientes para uma pessoa:
1 batata assada
70 g de peito de frango assado
3 tomates cereja
Mistura de folhas de alface q.b.
1 colher de sopa de maionese


1. Cortar o peito de frango em fatias.

2. Cortar a batata ao meio.

3. Dispor uma camada de folhas de alface no meio da batata, de seguida o tomate cortado ao meio, o frango e por fim a maionese.


Como assar as batatas:
1. Lavar muito bem as batatas.

2. Picar as batatas com um garfo.

3. Temperar com sal e regar com um pouco de azeite.

4. Levar ao forno pré-aquecido a 220ºC durante 50 minutos.

sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2014

Salada quente de acelgas


Depois do fim-de-semana passado no Porto, de conhecer novos restaurantes, de fazer uma caminhada junto ao mar, que para mim é sempre revigorante e inspirador, esta semana parece que foi curtinha. Para além de apresentar o livro da Catarina na terça-feira, ontem, assisti à cerimónia da entrega de prémios do concurso Lisboa à Prova. Ao ouvir o nome dos premiados, descobri novos restaurantes que fiquei com curiosidade de visitar e gostei de ver muitos que conheço terem o seu trabalho reconhecido. Estes prémios são muito importantes para reforçarem este sector. E ganhar uma distinção, é motivo de orgulho.

Cá por casa, esta semana, as comidas têm sido de conforto. Sopas, comidas de forno e saladas quentes. Por isso, hoje deixo-vos uma sugestão que fiz para a edição de Setembro de 2013 da revista Saber Viver, para aproveitaram as acelgas que agora também encontramos à venda, em molhos, nas grandes superfícies, mas servidas numa reconfortante salada.


Ingredientes:
300 g de acelgas
125 g de cuscuz
125 ml de água a ferver
115 g de bacon
300 g de grão cozido
1 cebola
2 dentes de alho
0,5 dl de azeite
25 g de manteiga sem sal
Sal e pimenta-preta q.b.


1. Regar os cuscuz com a água quente. Tapar o recipiente com película aderente e deixar descansar aproximadamente cinco minutos. De seguida, juntar a manteiga e com um garfo separar os grãos. Reservar.

2. Cortar os talos e as folhas das acelgas em pedaços, separadamente.

3. Colocar numa frigideira o azeite e o alho. Levar ao lume e deixar frigir um pouco. Adicionar a cebola picada.

4. Juntar os talos das acelgas e o bacon cortado em cubinhos. Deixar cozinhar três a quatro minutos, mexendo de vez em quando.

5. Por fim, acrescentar as folhas das acelgas e mexer.

6. Adicionar os cuscuz e o grão cozido. Temperar com sal e pimenta-preta a gosto. Mexer e servir.


A todos, votos de bom fim-de-semana!

terça-feira, 4 de Fevereiro de 2014

Salada de agrião com pêra e queijo azul


Os dias de Inverno pedem pratos que gritem conforto. Bebidas a fumegar, comidas de forno que nos abrem o apetite. Mas há dias de Inverno em que chegamos a casa e não temos tempo. Impacientes por ter a comida na mesa e podermos descansar um pouco da azáfama do dia-a-dia. Não temos tempo para descascar, picar e cozer. Não temos tempo para temperar, deixar a marinar e colocar no forno. A opção para estes dias em que chego a casa sem tempo é muitas vezes uma salada com o que temos à mão. Hoje, deixo-vos uma sugestão com uma combinação vencedora, queijo azul e pêra que fiz para a edição de Setembro de 2013 da revista Saber Viver.


Ingredientes:
150 g de agrião
1 pêra grande
150 g de queijo azul
50 g de nozes
1/2 cebola roxa
3 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
Sal e pimenta-preta q.b.


1. Cortar a pera ao meio. Retirar o caroço e cortar em fatias muito finas.

2. Numa taça colocar o agrião, a pera cortada, o queijo azul cortado em pedaços, as nozes picadas grosseiramente e a cebola roxa cortada em meias luas.

3. Numa taça misturar o azeite, o vinagre, sal e pimenta preta a gosto. Mexer.

4. Regar a salada com o molho, mexer e servir.

quinta-feira, 17 de Outubro de 2013

Mini tartes de morango


Os últimos dias têm sido preenchidos, mas mesmo assim, tento sempre arranjar tempo para algumas coisas que gosto de fazer. No fim-de-semana, para além de dar um bom avanço no romance de Jane Austen, Emma, fui também ao cinema. Escolhi ir ver o documentário Abelhas e Homens, de Markus Imhoof. Impressionou-me o produtor americano que anda de plantação em plantação, na altura da floração com cerca de quatro mil enxames, que transporta em camiões, para que as abelhas polinizem as flores. Em contraste, na China, há uma região onde não existem abelhas e a polinização é feita à mão pelo homem. Uma região sem abelhas, nunca pensei que fosse possível! O filme aponta algumas causas para o problema da morte das abelhas e mostra-nos como a natureza também consegue reagir, falando-nos como se comportam as abelhas africanas - espécie não domesticada - às pragas e aos pesticidas. Uma espécie de "super abelhas".

No final da semana passada tive a possibilidade de participar num workshop de café promovido pela Associação Industrial e Comercial do Café (AICC). Para mim, foi uma verdadeira viagem pelo mundo destes grãos tão aromáticos, que fazem parte do meu dia-a-dia. Aqui tive a possibilidade de aprender imensas coisas. Desde a história do aparecimento do café, até ao desenvolvimento e comercialização deste produto. Foi-nos explicado como é plantado, colhido e tratado (via seca ou via húmida). Existem mais de sessenta espécies de café no entanto, apenas duas têm valor comercial.

Este foi um workshop prático, que decorreu no espaço da Academia do Café, em que aprendemos as características do arábica e do robusta, para depois os podermos identificar já torrados num recipiente onde estavam todos misturados. Eu não sei bem porquê, mas só encontrava grãos de robusta! O arábica tem um grão de forma mais alongada, de cor verde, é cultivado entre os novecentos e os dois mil metros de altitude, com pouca cafeína mas de acidez acentuada. O robusta, tem um grão de forma arredondada, cor castanha, cultivado a partir dos duzentos metros de altitude, com bastante cafeína e baixa acidez. O robusta tem um sabor forte, enquanto o arábica tem um aroma intenso e um sabor suave.

Depois de percebermos as diferenças, fizemos exercícios para identificar os diferentes sabores, doce, amargo, ácido e salgado. Assim em prova cega, tive algumas dificuldades em identificar o ácido, curiosamente. Um outro exercício, que achei também curioso, foi cheiramos diferentes fragrâncias, de pão, baunilha, etc., tínhamos que as identificar e fazer a correspondência com o café arábica ou com o robusta. Bem, um pouco difícil, mas muito divertido. Aprendemos vários aspectos práticos sobre o café, por exemplo, para ser considerado um expresso tem que ter pelo menos sete gramas de café e que as melhores chávenas para um expresso são as com forma de U. Finalizámos o nosso workshop a fazer e a decorar um capuccino.

Desta iniciativa trouxe a ideia de que nós, consumidores e apreciadores de café, deveríamos estar mais informados. Tanta coisa foi falada sobre as características de um bom café, os cuidados que por exemplo as pastelarias devem ter com as suas máquinas, entre muitas outras informações. Quem gostar de café, tem todo o interesse em informar-se junto da AICC, pelas inscrições para novos workshops e cursos. E nada melhor do que a seguir a uma sobremesa, tomar um café. Eu adoro. Por isso hoje deixo-vos uma sugestão doce, que apresentei na edição de Agosto de 2013 da revista Saber Viver.


Ingredientes:
280g de massa fina congelada
500 g de morangos
2 colheres de chá de hortelã seca
80 g de açúcar
Açúcar em pó para polvilhar
Hortelã fresca para decorar


1. Forrar dois tabuleiros de forno com papel vegetal.

2. Dispor nos tabuleiros as rodelas de massa.

3. Numa taça misturar os morangos cortados em quatro, a hortelã e o açúcar. Mexer.

4. Distribuir os morangos pelas rodelas de massa. Dobrar as pontas da massa e uni-las de modo a formar uma pequena caixa.

5. Levar ao forno pré-aquecido a 200ºC durante 10 minutos.

6. Servir as tartes polvilhadas com açúcar em pó e decoradas com folhas de hortelã frescas.


Já estou a beber o meu café. E vocês?

sexta-feira, 11 de Outubro de 2013

Salada de canónigos com laranja e atum


O Outono quando chegou vinha zangado, carrancudo, com chuva e dias cinzentos. Mas depois de marcar a sua posição, deixou que o sol e o céu azul se instalassem para nossa felicidade. Com dias bonitos, apetece saladas cheias de cor. Por isso, hoje deixo-vos uma deliciosa e colorida sugestão que desenvolvi para a edição de Setembro de 2013 da revista Saber Viver, uma salada de canónigos com laranja e atum.


Ingredientes:
125 g de canónigos
2 latas de atum
2 laranjas
75 g de azeitonas pretas
1 cebola roxa
3 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de vinagre de vinho branco
Sal e pimenta-preta q.b.


1. Descascar e cortar a laranja em gomos.

2. Numa taça colocar os canónigos, os gomos de laranja, o atum, previamente escorrido, as azeitonas e a cebola roxa cortada em meias luas.

3. Numa taça emulsionar o azeite, com o vinagre, sal e pimenta preta a gosto.

4. Regar a salada com este molho. Mexer e servir.


Gosto imenso da combinação atum com laranja. Para além das saladas, também resulta muito em pratos de massa. Já experimentaram?

quarta-feira, 18 de Setembro de 2013

Como aproveitar frango assado | Fusilloni com frango e molho de tomate


Há dias em que procuramos soluções para dar destino ou uma outra roupagem a sobras. Comer sempre o mesmo cansa. E termos frango assado para o jantar e no dia seguinte, por exemplo levar na marmita o almoço ou fazer uma refeição em casa, não é lá muito apelativo. Hoje deixo-vos uma ideia saborosa e fácil de preparar para quando temos sobras de frango e preparar uma deliciosa refeição que desenvolvi para a edição de Maio de 2013 da revista Saber Viver.

Ingredientes:
450 g de frango assado
250 g de massa fusilloni
80 g de azeitonas pretas às rodelas
1 embalagem (340g) de molho de tomate e manjericão
30 g de queijo parmesão ralado
Sal q.b.


1. Cozer a massa em água temperada com sal, seguindo as instruções da embalagem.

2. Desfiar o frango.

3. Numa taça colocar o frango desfiado, as azeitonas e o molho de tomate.

4. Depois de cozida e previamente escorrida, adicionar a massa ao preparado anterior. Mexer muito bem.

5. Polvilhar com o queijo parmesão e servir.

terça-feira, 23 de Julho de 2013

Tosta de queijo Président Snack com nozes e tomilho


As férias estão quase a chegar e há dias em que dou por mim só a pensar no que irei fazer. Nas comidas, nos livros que ainda quero ler, nos locais que quero visitar. Este ano quero ir mais vezes à praia. Começo a sentir falta de ter praia, de andar junto ao mar, de apanhar uma cor douradinha. Em tempos de férias costumo ler romances. É a altura do ano preferida para mim para estas leituras. Têm alguma sugestão de romances que juntem nas suas páginas comida ou a paixão pela comida?

E enquanto vou fazendo a lista de coisas que quero fazer nestas férias, deixo-vos uma sugestão prática para uma entrada ou refeição rápida que desenvolvi para a rubrica Momentos Président avec Plaisir.

Ingredientes:
1 embalagem de queijo Président Snack
6 fatias médias de pão regional
1 colher de sopa de azeite
1 colher de sopa de tomilho fresco
20 g de nozes
150 g de acelgas baby ou mistura de folhas verdes
1 pêssego
Azeite q.b.
Vinagre de vinho tinto q.b.
Sal e pimenta-preta q.b.


1. Cortar o queijo em fatias.

2. Dispor em cada fatia de pão três fatias de queijo.

3. Levar o pão com o queijo a tostar até o queijo começar a derreter.

4. Regar o queijo com uma colher de sopa de azeite. Polvilhar com as folhas de tomilho e as nozes cortadas grosseiramente.

5. Servir as tostas com uma salada de acelgas, pêssego cortado em fatias, temperada com sal, pimenta, azeite e vinagre de vinho tinto a gosto.


Cá em casa tenho uma torradeira industrial como as que encontramos nos cafés, por isso costumo fazer as tostas assim. Mas quem não tem, poderá usar o forno.

segunda-feira, 22 de Julho de 2013

Batido de iogurte com mirtilos e cereja


No Verão uma das coisas que gosto de fazer é um lanche fresco a meio da tarde. As opções andam em torno das sandes bem recheadas, dos morangos acabados de lavar e comidos ao natural, uma taça com cerejas doces que se devoram umas atrás das outras e que às vezes nos deixam os dentes e a língua pintadas de vermelho roxo ou um copo bem cheio de batido de frutas geladinho. Na minha última ida aos supermercados biológicos Brio não resisti aos frutos vermelhos. Trouxe mirtilos, morangos e cerejas. Tão bons!

Ingredientes:
1 iogurte de soja (400g) de mirtilos-vermelhos e groselha-preta
65 g de mirtilos
70 g de morangos
115 g de cerejas
75 g de geleia de arroz
1,5 dl de leite de aveia
15 cubos de gelo


1. Retirar os caroços às cerejas.

2. Colocar todos os ingredientes num liquidificador e reduzir a puré.

3. Servir de imediato, bem fresco.


Este batido revela uma complexidade de sabores muito interessante. O leite de aveia foi uma boa surpresa.

sexta-feira, 7 de Junho de 2013

Tomate cereja recheado com queijo e salmão fumado


Tenho recebido, ultimamente, de alguns leitores pedidos de sugestões de comida leve, fresca para partilhar com os amigos numa festa, por exemplo. Uma das coisas que dá imenso jeito para um encontro com amigos, e toda a gente gosta de ir depenicando, são entradas, pequenos entreténs de boca, ou como se diz em inglês, finger food. E foi a pensar num ambiente de festa, que desenvolvi esta receita de pasta de queijo Président Rondelé Ail et Fines Herbes para o início de uma nova rubrica semanal intitulada Momentos Président avec Plaisir.


Ingredientes:
125 g de queijo Président Rondelé Ail et Fines Herbes
350 g de tomate cereja
50 g de salmão fumado
1 colher de chá de orégãos secos
pimenta-preta q. b.


1. Cortar a parte de cima do tomate de modo a fazer uma tampa.

2. Limpar o tomate de sementes e retirar o interior.

3. Cortar ligeiramente a parte de baixo para que o tomate fique na vertical.

4. Colocar o tomate virado para baixo, num prato, para escorrer.

5. Numa taça misturar o queijo com o salmão fumado picado, o interior do tomate picado, e os orégãos. Temperar com pimenta preta a gosto.

6. Rechear o tomate com o preparado de queijo. Colocar a parte de cima cortada no tomate.

7. Levar ao frigorífico até a altura de servir.



Adoro o sabor a alho desta pasta de queijo. Esta entradinha é muito fresca, ideal para os dias quentes. Para além de saborosa, faz-se num instante.

quinta-feira, 23 de Maio de 2013

Suspiros com natas, morangos e mirtilos em 5 minutos


Para os dias em que temos pouco tempo para preparar uma sobremesa nada melhor do que ter no nosso receituário duas ou três ideias que se façam num ápice. Imaginem que recebem amigos e que adorariam fazer uma pavlova, mas como não há tempo, deixo-vos hoje uma ideia com suspiros, natas e fruta fresca. São servidos?


Ingredientes:
1 embalagem de suspiros (90g)
200 ml de natas
45 g de açúcar
morangos e mirtilos para servir
folhas de hortelã para decorar


1. Bater as natas bem frias com o açúcar.

2. Dispor em suspiros num prato, regar com as natas. Decorar com os morangos cortados, os mirtilos e folhas de hortelã.


Fiz esta sobremesa para a edição de Março de 2013 da revista Saber Viver.

sexta-feira, 10 de Maio de 2013

Tartelettes de mascarpone e maracujá em 5 minutos


Entre o trabalho e os dias bonitos que chegaram e que nos deixam com muita vontade de ir à praia, tenho procurado visitar alguns restaurantes novos. Passei pelo Café São Luiz, no conhecido teatro São Luiz, e pelo U Chiado, que às quintas-feiras tem música ao vivo. Ambos merecem uma visita.

Consegui ver uns episódios do programa da Rachel Khoo, The Little Paris Kitchen, e fiquei ainda com mais vontade de visitar Paris!



Fui à apresentação do novo catálogo para a casa do Continente. Gosto sempre de ver as novidades que apresentam para o lar, especialmente para a cozinha. Ao folhear o catálogo, vejo sempre tanta coisa que me faz falta.

Nas leituras comecei o livro Poesia - Eugénio de Andrade. Curiosamente, há alturas em que sinto necessidade de ler poesia, é como se precisasse de satisfazer uma sede de palavras. Fresquinho para explorar tenho na minha estante de gastronomia, Culinária Portuguesa de António Maria de Oliveira Bello.

Vi a segunda metade da entrevista na televisão ao Miguel Esteves Cardoso e à sua mulher Maria João. E adorei.

A cozinha tem andado a meio gás, com muitas receitas rápidas para aproveitar as coisas boas que a Primavera nos oferece. Ervilhas de quebrar salteadas, servidas com quinoa e queijo feta. Ervilhas cozidas salteadas com ovos mexidos servidas em fatias de pão fresco e nas sobremesas, tartelettes de mascarpone e maracujá, que se fazem enquanto o diabo esfrega um olho. Estas tartelettes deverão ser comidas no momento. Guardadas, a massa rapidamente absorve uma parte da humidade do creme.


Ingredientes:
1 embalagem de queijo mascarpone
125 g de iogurte natural grego
60 g de açúcar em pó
8 bases de tartelettes de massa folhada prontas a rechear
2 a 3 maracujás


1. Bater o mascarpone com o iogurte e o açúcar.

2. Rechear as tartelettes com a mistura anterior.

3. Abrir os maracujás e retirar a polpa.

4. Distribuir a polpa de maracujá pelas tartelettes e servir de imediato.


Fiz esta sobremesa para a edição de Março de 2013 da revista Saber Viver.

terça-feira, 7 de Maio de 2013

Lentilhas vermelhas com ovos escalfados


Maio maduro Maio, quem te pintou é assim com a letra de uma das belíssimas músicas de Zeca Afonso que começo hoje o dia. Maio é um mês de campos coloridos. Lindos. Para onde quer que se olhe, encontramos flores, amarelas, brancas, azuis, violeta, vermelhas. As paisagens de Maio parecem saídas de um quadro de Claude Monet. Inspiradoras.

Maio Maduro Maio

Maio maduro Maio, quem te pintou
Quem te quebrou o encanto, nunca te amou

Raiava o sol já no Sul, Ti ri tu ri tu ri tu ru Ti ri tu ru tu ru
E uma falua vinha lá de Istambul

Sempre depois da sesta chamando as flores
Era o dia da festa Maio de amores
Era o dia de cantar, Ti ri tu ri tu ri tu ru Ti ri tu ru tu ru
E uma falua andava ao longe a varar

Maio com meu amigo quem dera já
Sempre no mês do trigo se cantará
Qu'importa a fúria do mar, Ti ri tu ri tu ri tu ru Ti ri tu ru tu ru
Que a voz não te esmoreça vamos lutar

Numa rua comprida El-rei pastor
Vende o soro da vida que mata a dor
Anda ver, Maio nasceu, Ti ri tu ri tu ri tu ru Ti ri tu ru tu ru
Que a voz não te esmoreça a turba rompeu


E é assim ao ritmo da música de Zeca Afonso que vos deixo hoje também uma sugestão colorida e saborosa.


Ingredientes:
250 g de lentilhas vermelhas
1 cebola
2 dentes de alho
1 dl de azeite
300 g de tomate pelado em lata
10 g de ras al hanout
5 g de harissa
2 cenouras
100 g de chouriço
7 dl de água quente
coentros picados para servir
1 a 2 ovos escalfados por pessoa
sal q.b.


1. Num tacho colocar a cebola e os alhos picados. Regar com o azeite e levar ao lume. Deixar refogar até a cebola quebrar.

2. Acrescentar o tomate, as lentilhas, o ras al hanout, a harissa, as cenouras cortadas em cubos, o chouriço cortado às rodelas e a água. Temperar com sal e deixar cozinhar.

3. Servir as lentilhas com ovos escalfados polvilhados com coentros picados.


Fiz esta receita para a edição de Janeiro de 2013 da revista Saber Viver.

terça-feira, 23 de Abril de 2013

Bulgur com beringela grelhada e atum


Há alturas em que temos necessidade de fazer coisas que deixámos mas que sentimos falta. Fazer exercício tem sido uma delas. Desde que me envolvi na organização e escrita do Cozinha para Dias Felizes, que os ténis e o meu equipamento estavam bem arrumados no armário. A semana passada tomei uma resolução e voltei aos treinos. Corro duas horas por semana, em dois dias alternados. Comecei por fazer um exercício conhecido, que é correr dois minutos, depois andar outros três, isto durante uma hora. Nos dias seguintes ao primeiro treino, nem vos digo. Acho que não sentia nenhuma parte do meu corpo. Mas, o dorido compensou a sensação boa que o exercício físico nos traz. Recomendo.

Voltei também a fazer um plano de leituras. Por ano leio aproximadamente trinta livros, entre romances e livros de cozinha. Este ano, as minhas leituras têm andado mais lentas, contando apenas: Abraço de José Luis Peixoto, Cozinhar com Jamie Oliver, Todas as Palavras de António Manuel Pina e Cozinha com Identidade do chef Fausto Airoldi, lançado no evento Peixe em Lisboa, com prefácios de Maria de Lourdes Modesto e Henrique Sá Pessoa, textos de Virgílio Nogueiro Gomes e fotografia de Adriana Freire.

Mas na minha lista de leituras para este ano já tenho: Emma de Jane Austen. Assisti a apenas uma sessão do Clube de Leitura de Jane Austen na livraria Bertrand dinamizada pela minha amiga Paula Freire e o bichinho de ler este livro ficou.

Os Mistérios do Abade de Priscos de Fortunato da Câmara e The Sprouted Kitchen de Sara Forte já estão encomendados.

Cá em casa, acabadinhos de chegar para entretanto explorar tenho Small Plates & Sweet Treats de Aran Goyoaga, autora do blogue Cannelle et Vanille, que é para mim uma verdadeira inspiração e The Smitten Kitchen Cookbook de Deb Perelman, uma blogger americana que nos conta as delícias que saem da sua pequena cozinha em Nova Iorque. E para ir lendo com calma, Modernist Cuisine at Home de Nathan Myhrvold e Maxime Bilet.

Hoje entre exercício físico e muitas leituras, deixo-vos um prato de bulgur para os dias de sol que finalmente a Primavera nos fez chegar e que apresentei na edição de Outubro de 2012 da revista Saber Viver.

Ingredientes:
250 g de bulgur
7,5 dl de água quente
400 g de beringela
2 latas de atum
25 g de coentros picados
15 folhas de hortelã
1 dl de azeite
2 colheres de sopa de sumo de limão
sal e pimenta preta de moinho q.b.


1. Colocar o bulgur numa panela com sal a gosto. Regar com a água quente e levar ao lume numa panela com a tampa, durante nove minutos.

2. Cortar e grelhar a beringela.

3. Numa taça colocar o bulgur, a beringela grelhada, o atum previamente escorrido, os coentros, as folhas de hortelã cortadas com as mãos.

4. Regar com o azeite e o sumo de limão. Temperar com sal e pimenta a gosto. Mexer e servir.


Boas leituras. Feliz Dia do Livro!

quinta-feira, 18 de Abril de 2013

Sopa de frutos silvestres com gelado em 5 minutos


Eu adoro sobremesas. Terminar uma refeição com algo doce, corresponde a um pequeno mimo, que nos ajuda a fechar em beleza o nosso repasto. Há dias em que gosto de comer algo doce a meio da tarde. Quando recebo visitas inesperadas, coloco sempre uns petiscos na mesa e para terminar, gosto de servir um doce. Para estes momentos em que não se tem muito tempo para estar na cozinha, deixo-vos uma sugestão rápida e deliciosa, que vai surpreender e que se prepara em menos de cinco minutos. Fiz esta sobremesa para a edição de Março de 2013 da revista Saber Viver.

Ingredientes:
450 g de frutos vermelhos congelados
1,5 dl de vinho do Porto
100 g de mel
1 colher de sopa de açúcar
2 g de canela em pó
gelado de nata para servir
folhas de hortelã para servir
framboesas frescas para decorar


1. Colocar os frutos vermelhos, o vinho do Porto, o mel, o açúcar e a canela num tacho. Levar ao lume e deixar ferver durante aproximadamente 3 a 4 minutos.

2. Servir a sopa de frutos vermelhos com bolas de gelado, decoradas com folhas de hortelã.

quinta-feira, 14 de Março de 2013

Jantar em 10 minutos: uma reconfortante massa chinesa com legumes e filetes de cavala


Jantar em dez minutos, há dias em que é mesmo a única opção, pelo menos para mim, quando chego a casa tarde, em dias de reuniões. Para quem como eu sente esta necessidade, hoje deixo mais uma sugestão prática e muito rápida, sem esquecer o sabor.

Lembro-me de usar a massa chinesa regularmente quando andava na faculdade e não queria perder muito tempo na cozinha. Uns minutos em água quente e já está. Depois basta saltear legumes, muitos de preferência, e adicionar proteína, se assim o entendermos. Para além da massa, recomendo sempre ter na despensa umas conservas. Dão tanto jeito nestas alturas!

Esta receita foi feita para a edição de Novembro de 2012 da revista Saber Viver.

Ingredientes:
2 latas de filetes de cavala
1 cenoura
1 cebola
170 g de folhas de espinafre
350 g de cogumelos fatiados
0,5 dl de molho de soja
1 colher de sopa de molho de ostra
0,5 dl de óleo de amendoim
170 g de massa chinesa
2 colheres de sopa de sementes de sésamo


1. Colocar o óleo no wok ou numa frigideira funda. Assim que estiver quente, colocar a cebola, a cenoura cortada em palitos e os cogumelos. Saltear mexendo regularmente.

2. Acrescentar as folhas de espinafres, os filetes de cavala previamente escorridos e os molhos. Mexer. Deixar cozinhar durante um a dois minutos e retirar do lume. Os legumes devem ficar crocantes.

3. Preparar a massa chinesa seguindo as indicações da embalagem.

4. Escorrer a massa e juntá-la ao preparado de legumes e cavala.

5. Servir polvilhado com sementes de sésamo.

quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2013

Sardinhas no pão com pimento vermelho assado


Para refeições em que se exige rapidez, uma das coisas que gosto de ter em casa, sempre à mão, são conservas. Quando abro a porta da minha despensa encontro sempre, grão e feijão cozidos, azeitonas e várias latas de atum, polvo, bacalhau e sardinhas. À medida que as vou consumindo, tomo nota para que na próxima ida ao supermercado as possa repor. Em dias apressados, não há melhor truque do que usar umas quantas latas de conserva! Mas nem só de latas se faz uma refeição. Para o prato de hoje, que se confecciona em menos de dez minutos, aconselho também ter à mão pão e verduras.

Esta receita foi feita para a edição de Novembro de 2012 da revista Saber Viver.

Ingredientes:
3 latas de sardinhas em azeite
1 pimento vermelho assado
raspas de meio limão
salada de mistura de verdes
4 colheres de sopa de molho vinagrete
4 fatias de pão regional

1. Torrar as fatias de pão.

2. Depois de torrado, cortar as fatias de pão ao meio.

3. Cortar o pimento em pequenas tiras.

4. Distribuir as tiras de pimento pelo pão.

5. Em cada fatia de pão colocar uma sardinha.

6. Polvilhar as sardinhas com raspas de limão.

7. Servir as sardinhas no pão com salada de verdes temperada com molho vinagrete.


As zestes de limão dão um sabor fresco e delicioso a estas sardinhas no pão, a lembrarem dias coloridos de verão.