domingo, 10 de Dezembro de 2006

Pão Caseiro

Em algumas aldeias, na zona de Santarém, ainda encontramos pão caseiro. E é uma verdadeira maravilha, acabado de sair do forno com um pouco de manteiga, nem vos digo! Já cheguei a comer pão quente com azeite e açúcar. Assim, parece uma mistura um pouco estranha, mas é muito bom.

Estas tradições acabam por se perder pois é um trabalho muito duro. Com a força de braços amassam, quase sempre mais de 5 kg de farinha num alguidar de barro. É aproximadamente 1 kg por pão.

A amassadura fica algumas horas a levedar. Este processo é dificultado nesta altura do ano devido ao frio. No entanto, o alguidar é bem tapado com uma manta grossa, que ajuda a conservar o calor.

Todo este processo envolve sabedoria e muito saber fazer, desde o amassar o pão, pois não se pode colocar água a mais e tem que se perceber se a massa já está boa ou não, o fermento (antigamente as pessoas faziam o seu próprio fermento), o acender o forno, o próprio tender o pão, deitá-lo, vê-lo a crescer, tapar ou não a boca do forno para que não fique queimado, tudo isto envolve muita técnica.

No final, o resultado vale a pena! O cheirinho a pão acabado de cozer é inesquecível e, para quem não sabe, pão quente não se corta com faca, pois como diz a sabedoria popular "corta as forças à amassadeira".

São servidos?

10 comentários:

  1. Obrigada pela "encomenda"! ;o)
    Como sempre está marvilhoso!
    Parabéns à "Padeira" de serviço!

    ResponderEliminar
  2. Realmente o amassar do pão é um processo muito moroso e penoso mas que no final vale a pena!

    O cheiro e o sabor do pão acabado de fazer é algo que não se esquece e que sempre que se pode volta-se a viver! (neste caso, comer)

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  4. De Leiria para baixo, da fronteira até ao mar, o pão ainda se come. Devem ser restos herdados dos mouros (cuja arte de fazer pão era e é exímia), antes de Santarém ser a defesa avançada de Lisboa. Para cima dessa linha é borracha. Isto na generalidade, é óbvio, e mais nuns sítos do que noutros.

    ResponderEliminar
  5. Eu adoro pão! e este tem mesmo aquele aspecto delicioso... quentinho com manteiga e um leitinho quentinho com "brasa"!!
    Só tu para me fazeres crescer água na boca!
    Bijuquinha

    ResponderEliminar
  6. sou servida, claro...

    tão bem me lembro da minha avó servir-me ao lanche uma fatia de pão com manteiga e açúcar. Que lembranças boas!

    Parece que sinto o cheirinho a pãozinho quente, hummm...

    que post maravilhoso! Parabéns

    ResponderEliminar
  7. Que delícia de história! Não conhecia essa sabedoria popular que recomenda não cortar o pão quente... vou adotar em minha casa :)
    Quanto ao azeite com açúcar, deve mesmo ficar bom! Quando era pequena, a vó me dava pão com nata e açúcar.
    Obrigada por despertar essa lembrança doce
    ;***

    ResponderEliminar
  8. Eu ainda tenho o prazer de comer pão caseiro pois a minha sogra faz de 15 em 15 dias. Uma maravilha.

    ResponderEliminar
  9. eu tambem faço o pão que comemos cá em casa , uma maravilha

    ResponderEliminar