Próximos Eventos
Lisboa 24 de Março de 2019
Domingo:
09h30 - 13h30      Workshop Vamos fazer Pão?
 
 
15h00 - 19h00      Workshop Vamos fazer Pão?
Inscrições/Vouchers: escola@istofaz-se.pt   218 078 640 IstoFaz-se
Porto 30 de Março de 2019
Sábado:
10h30 - 14h00      Workshop Pré-preparações p/ as Refeições da Semana
 
 
15h30 - 19h30      Workshop Pão e Broa
Inscrições/Vouchers: work@sott.pt   WORK espaço criativo

segunda-feira, 18 de março de 2019

Gratinado de massa com abóbora


Comer, de forma equilibrada, é o meu lema. Todos sabemos que devemos evitar o consumo de produtos processados, que deveríamos procurar reduzir o consumo de sal e de açúcares refinados. Cá em casa, gosto de ir intercalando pratos de carne e de peixe. Procuro ter sopa, regularmente, às refeições. De há uns tempos para cá, que decidi que temos que aumentar o consumo de legumes, e passei a incluí-los também nos pequenos-almoços. Para além disso, faço muitas vezes saladas, como acompanhamento ou prato principal.

Uma das formas, que encontrei para conseguir consumir mais legumes, foi fazer algumas pré-preparações. Escolho um dia, normalmente é à segunda-feira e asso abóbora, batata-doce, beringelas, beterrabas, por vezes faço um tabuleiro com uma mistura de legumes. Costumo também cozer brócolos e couve. Quando chego a casa tarde, ou de manhã para os pequenos-almoços, ter os legumes já pré-preparados, ajuda imenso e poupa-nos tempo, e como já estão prontos, é mais fácil incluí-los nas nossas refeições.

Um destes dias, para dar destino a um pedaço que tinha de abóbora assada, decidi fazer uma massa. Resultou num prato delicioso, sem carne e sem peixe. Pois, por vezes, também gostamos de fazer este tipo de refeições no sentido de procurarmos o nosso equilíbrio.

quinta-feira, 14 de março de 2019

Granola de coco e azeite


O pequeno-almoço é uma refeição que valorizo muito. Procuro ir variando esta primeira refeição do dia. Temos tanta coisa boa que podemos servir ao pequeno-almoço. Por que motivo não variamos esta refeição com mais frequência?

Para nos facilitar a vida, podemos fazer várias pré-preparações para os nossos pequenos-almoços. Uma das coisas que podemos pré-preparar é granola. Hoje em dia, encontra-se facilmente granola à venda, mas podemos ser nós a fazê-la, em casa. Nos últimos tempos, tenho feito a receita que partilho, hoje, convosco. É deliciosa!

quarta-feira, 13 de março de 2019

Carne de porco estufada


Três meses estão quase passados deste ano, de 2019. Há alturas, em que gosto de olhar para trás e ter uma ideia das coisas que vou fazendo. Nestes primeiros dias do ano, já consegui ler alguns livros. A leitura faz parte dos meus dias e procuro encontrar estratégias para ler mais.

Comecei o ano com um autor açoriano de quem gosto muito, Joel Neto. Li o seu Meridiano 28. Em Fevereiro, escolhi Ensina-me a Voar sobre os Telhados de João Tordo e Os Loucos da Rua Mazur, de João Pinto Coelho, primeira obra que leio deste autor.

Para ler, em Março, tenho O Estuário de Lídia Jorge, uma autora a que gosto de regressar. De há dois anos para cá, que procuro ler mais autores portugueses ou de língua portuguesa. Acho importante conhecermos a nossa literatura e os nossos autores, sejam os mais jovens como os consagrados.

E entre as leituras há também a comida. Há pratos, que faço vezes sem conta. São práticos e versáteis, e têm a vantagem de agradarem a todos, cá em casa. Uma dessas receitas é a carne de porco estufada. É um prato que resulta sempre bem e permite ir variando os acompanhamentos. Quando faço, procuro dobrar as doses e congelar.

terça-feira, 12 de março de 2019

Compota de pimento vermelho


Há uns tempos atrás, fui convidada pela Pescanova para uma demonstração de cozinha com o chef Miguel Mesquita e o actor Lourenço Ortigão. Nessa manhã, assisti à preparação de um prato de bacalhau, uma brandade. E uma das coisas, que colocaram a acompanhar o prato, foi compota de pimentos vermelhos, que nos ensinaram também a preparar.

Assim que provei, foi uma verdadeira revelação. Compota de pimentos vermelho? Afinal, era tão bom! No dia seguinte, decidi, logo, experimentar e fiz a receita exactamente como o chef Miguel Mesquita explicou.

segunda-feira, 11 de março de 2019

Dourada no forno com tomilho e limão


Mais uma semana que começa. Confesso que gosto das segundas-feiras. Há todo um conjunto de rotinas associadas a este dia, que me agradam. Para mim, cada segunda-feira, significa que tenho mais uma semana de oportunidades, em que posso fazer coisas novas, em que posso aprender. Cada segunda-feira, é uma janela de oportunidades, é um recomeçar.

As segundas-feiras são o dia em que organizo a minha semana. Sabem que me habituei e tenho que ter sempre uma agenda em papel, com determinadas características e especificidades. Apesar de ter também uma agenda electrónica, a de papel é ainda a minha preferida. Anda comigo para todo o lado e é com ela que me organizo. Escrevo na agenda os meus compromissos profissionais, os workshops, os showcookings, as reuniões, os almoços de trabalho e os de lazer, com os amigos. Faço para cada dia, a lista de tarefas a realizar, para além das listas de isto e daquilo. Até, dos livros que quero comprar! A agenda é um bocadinho da minha vida.

As segundas-feiras, podem e devem ser, o dia em que começamos a semana, cheios de energia e com muita força para enfrentar os obstáculos com que nos possamos deparar. E para que seja um dia sem preocupações, deixo-vos, hoje, uma receita deliciosa que se faz num abrir e fechar de olhos. Boa semana!

sexta-feira, 8 de março de 2019

6 presentes para oferecer no Dia do Pai


A 19 de Março celebra-se o Dia do Pai. E o que é um pai para nós? Um ser especial que merece o nosso carinho. Deu-nos a mão quando começámos a aprender a andar. Protegeu-nos. Pai, que foi o nosso primeiro herói. Esteve presente nas festas organizadas pela escola. Foi o pai que se sentou connosco, em casa, tantas vezes para nos ajudar a fazer os trabalhos da escola.

Deu-nos e dá-nos conselhos sobre a vida. Ampara-nos, mesmo quando já crescidos, vacilamos. Ouve-nos quando precisamos. E o que merecem estes seres que estão sempre disponíveis para nós, e a quem chamamos pai? Todas as coisas boas da vida. Todos os abraços e beijos que lhe pudermos dar. Neste dia devemos mimar ainda mais o nosso pai.

Em parceria com a Cook & Lifestyle, para quem ainda não decidiu o que oferecer no Dia do Pai, deixo-vos 6 sugestões de presentes:

quinta-feira, 7 de março de 2019

Waffles de batata-doce com fios de bacon


Comer bem, de forma equilibrada, é um dos meus lemas em termos de alimentação. Procuro variar de forma regular o que se come, cá em casa, incluindo o pequeno-almoço. Adoro começar o dia com um prato colorido e se tiver vegetais, melhor.

A Primor recebeu, pelo sexto ano consecutivo, a distinção Escolha do Consumidor 2019 em duas categorias, uma delas o bacon. Quando recebi o convite para criar uma receita com os seus fios de bacon, pensei logo em fazer um prato para servir ao pequeno-almoço.

Juntei ao bacon, batata-doce, ovos, salsa e temperei. O resultado foram uns waffles deliciosos e muito fáceis de fazer. Podemos usar o bacon no nossos pequenos-almoços de tantas formas!

quarta-feira, 6 de março de 2019

Sopa de abóbora com couve e quinoa


Começamos a contar os dias para a chegada da Primavera. Eu, pelo menos, sou assim. É uma das épocas do ano de que mais gosto. Fica tudo colorido. A vida renova-se. Os dias ficam mais bonitos.

O Inverno, também, tem o seu encanto e a piada está em tentarmos aproveitar o bom de cada estação. Olhar para a vida com uma atitude positiva, torna tudo mais fácil. Incluindo aqueles dias, em que chegamos a casa, com os pés frios e as varetas do guarda-chuva partidas!

Nesta altura do ano, apetecem as comidas quentes. Os pratos de forno, os estufados, as sopas a fumegar. Por exemplo, troco as saladas frias por legumes cozidos ou salteados e faço mesmo muitas sopas.

Uma das últimas que fiz, foi para dar destino a uma couve-coração de boi que tinha cortada, das minhas pré-preparações. A sopa faz-nos tão bem! É uma forma de comermos mais legumes, mas é, também, uma forma de nos reconfortarmos nos dias agrestes de Inverno.

segunda-feira, 4 de março de 2019

Panquecas de aveia com abóbora assada


O que está dentro de um abraço?

« [O] abraço é um gesto tão grande e profundo que entra na categoria do inexplicável » [José Tolentino Mendonça, Elogio da Sede, p.25]. Há quanto tempo não recebemos um abraço? Daqueles que nos fazem lembrar o conforto, o carinho recebido da nossa mãe ou do nosso pai, durante a infância. Um abraço apertado, que nos faz sentir desejados, amados, preciosos. Um abraço que nos faz sentir vivos e que afasta a dor.

Quando me encontro com as minhas sobrinhas, de 8 e 11 anos, digo-lhes que o nosso cumprimento é, sempre, com um beijinho e um abraçinho! Elas riem-se e acham piada porque até rima. Mas o contacto de um abraço é precioso. É uma forma de criarmos laços.

Todos sabemos que há vários tipos de abraços. Uns dados a correr, outros dados com amor, outros dados para festejar ou felicitar. Os abraços são trocas de energia que, por força das emoções, também ajudam a sarar feridas da alma, ajudam-nos a olhar para a vida com mais alegria, matam a sede de afecto. Aquecem-nos.

Virginia Satir diz que « Precisamos de quatro abraços por dia para sobreviver. Precisamos de oito abraços por dia para nos manter. Precisamos de doze abraços por dia para crescer. »

E deixo-vos, hoje, um abraço, forte e apertado, juntamente com umas deliciosas panquecas de aveia a que juntei abóbora assada. Não se esqueçam, todos os dias são dias bons para darmos e recebermos abraços!

sexta-feira, 1 de março de 2019

Sandes de filetes "forno" com salada de couve


Há dias, em que apetece fazer uma refeição rápida, mas deliciosa. Quando a Pescanova me desafiou a preparar uma receita com os seus filetes de pescada para o forno tipo caseiro, pensei em primeiro lugar, no modo como os gosto de comer. Adoro-os servidos com um arroz malandrinho de feijão manteiga ou um arroz de ervilhas, com uma salada russa ou um puré.

Mas, resolvi servi-los de uma forma deliciosa e que já não comia, há algum tempo. Por isso, decidi fazer sandes de filete de pescada a acompanhar uma salada de couves com cenoura. Ficou maravilhoso! É uma sugestão para uma refeição rápida e prática e é óptima até para levar para o trabalho.