Próximos Eventos
Algueirão-Mem Martins 16 de Junho de 2018
Sábado:
11h30 - 12h30      Showcooking Festa e Amigos
 
Entrada livre Jumbo Sintra

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Frittata de batata-doce com fios de bacon de peru


Durante a semana, procuro cada vez mais, fazer pratos rápidos, práticos e cheios de sabor. Pratos em que possa colocar legumes ou que possam ser servidos com uma generosa salada.

Quando a Primor me desafiou a fazer uma receita com os fios de bacon de peru, produto que achei muito prático e que fiquei imediatamente com curiosidade em experimentar, pensei logo em fazer uma receita para um dos meus almoços. O resultado foi uma frittata com batata-doce e este novo produto da marca. Os fios de bacon de peru são muito práticos. Foi só juntar ao preparado.

Tudo aquilo que nos facilite a vida na cozinha é bem vindo, principalmente quando queremos preparar as refeições num abrir e fechar de olhos.

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Bolo de iogurte com manteiga de amendoim


Sempre que visito os meus pais, ao fim-de-semana, tenho por hábito levar um miminho doce para saborearmos com o café, a seguir ao almoço, ou para comermos durante a tarde entre muitas conversas felizes. Ir visitar os meus pais é sempre um momento bom. Enche-me o coração. Venho sempre com mais energia. Uns dias antes, já a minha mãe me telefona a perguntar o que quero para o almoço e diz-me o que está a pensar fazer. A minha ida transforma-se numa grande conversa sobre comida. É que temos que pensar também no que será o jantar. É por estes carinhos grandes e por muitas outras coisas que as mães deveriam ser eternas.

Da última vez que os visitei fiz um bolo de iogurte com manteiga de amendoim que adoraram. É um bolo simples, mas delicioso. Um destes dias, para acompanhar um chá, a meio da tarde, lembrei-me do bolo e voltei a fazê-lo. E mais uma vez, toda a gente gostou. Partilho, hoje, convosco a receita. Espero que gostem!

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Lasanha de beringela com atum e espinafres


Todas as semanas procuro variar a minha alimentação. Comemos um pouco de tudo. Carne, peixe, leguminosas, queijos, pão, enchidos, conservas, frutas e muitos, muitos legumes. Na ida ao supermercado, os legumes ocupam grande parte do meu carrinho de compras. Procuro trazer sempre, pelo menos, dois tipos de alface, batata-doce, tomate cereja, endívias, couve-roxa, rabanetes, curgetes, cenouras, cabeça de nabo, brócolos ou couve-flor, abóbora, e beringelas. As sopas fazem parte, de forma habitual, das refeições, cá de casa. E temos sempre uma salada para acompanhar os nossos pratos.

As saladas, procuro que sejam uma mistura rica de legumes, de preferência, coloridas, com alface, rabanete ou rábano ralado, espinafres ou rúcula, uma mão de couve-roxa, tomate, e uma vez por outra, cebola cortada em meias luas. Quando tenho, junto coentros frescos. Adoro o sabor dos coentros na salada. E foi uma boa salada que acompanhou o prato que partilho, hoje, convosco. Lasanha de beringela com atum e espinafres. Uma lasanha sem massa, que fica deliciosa!

terça-feira, 22 de maio de 2018

Entrecosto no forno com castanhas


A vida faz-se de momentos. De preferência, de bons momentos. Ou pelo menos, são esses que contam, quando fazemos o balanço dos nossos dias. Quando dava aulas, costumava perguntar aos meus alunos: - para que servem os muros? E a resposta que esperava, e que muitos me davam, era: - os muros servem para nós os ultrapassarmos. Os muros são desafios. E, nós, temos que os conseguir superar. Os muros que ultrapassamos ajudam-nos a saborear a vida com mais prazer.

Muitos dos bons momentos da nossa vida fazem-se pelo convívio com os outros. Da partilha. E quando o convívio e a partilha se juntam à volta da mesa, esses momentos ficam para a vida. São memoráveis. Um destes dias, para um almoço feliz, fiz um prato de forno com entrecosto e castanhas. Ficou tão bom! A comida ajuda-nos a criar bons momentos.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

A master class de pão artesanal com massas-mãe, no Porto, foi assim


No início deste mês de Maio, teve lugar no Porto, no WORK espaço criativo, o meu primeiro workshop de pão artesanal com massas-mãe. Fazer pão é maravilhoso e assim que começamos a entender as massas apaixonamo-nos. Acreditem! O pão feito por nós, com recurso às massas-mãe, tem um sabor incrível.

O workshop teve uma componente teórica onde se analisam os ingredientes básicos do pão, farinha, água, sal e levedura. Dá-se uma fórmula, a partir da qual, todos os participantes se poderão orientar quando começarem a fazer os seus pães, escolhendo diferentes farinhas ou usando ingredientes especiais como legumes, especiarias, frutos desidratados ou secos, entre outros.


São apresentados os diferentes pré-fermentos ou massas-mãe que podemos usar na confecção dos nossos pães. Trabalhámos com poolish, biga, massa fermentada e fermento natural. É explicado como se pode fazer de raiz um fermento natural, em casa. No workshop terão a oportunidade de aprender alguns conceitos relacionados com a prática de fazer pão com um isco, ou seja, com uma mistura de água e farinha mas que não leva fermento industrial. Todos tiveram a oportunidade de alimentar o seu fermento natural, ou massa-mãe, que levaram para casa.

Depois da parte teórica, passamos à acção. Toda a gente coloca as mãos na massa. Nos meus workshops de pão, amassa-se, sempre, à mão, pois ajuda-nos a perceber a consistência das massas. Fazem-se sempre diferentes tipos de pães. Pães para o dia-a-dia, de trigo ou com mistura de farinhas, e depois pães enriquecidos com legumes, frutos secos, entre outros ingredientes que acrescentam um toque único ao nosso pão.


No final, reunimo-nos à volta da mesa, e brindamos ao bom pão que tivemos a oportunidade de cozer. Vamos Fazer Pão?



Sábado, 26 de Maio de 2018, irá ter lugar na escola de cake design IstoFaz-se, cá em Lisboa, o workshop Pão Artesanal com Massas-mãe. Esta é uma oportunidade única e muito especial para quem quer fazer pão com massa-mãe. Fazem-me companhia?


EUR 100 Inscrições e mais informações:
escola@istofaz-se.pt   218 078 640   IstoFaz-se
( Realização do workshop sujeito a nº mínimo de participantes )

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Vamos fazer pão: Pão de espelta com bagas goji, sultanas e nozes


Fazer pão é uma deliciosa aventura. Cá em casa, faço pelo menos, um pão por semana. O sabor do pão feito por nós é especial, diferente de todos os que se compram. Uma das vantagens de fazermos pão em casa é, para além de controlarmos a quantidade de fermento que usamos, é podermos fazer a nossa mistura de farinhas.

Hoje em dia, felizmente, numa ida às compras encontramos farinhas diferentes que podemos usar na confecção dos nossos pães. Eu adoro misturar farinhas. O pão que partilho, hoje, convosco é de trigo e de espelta. Vamos Fazer Pão?

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Salada de espinafres com salicórnia, requeijão e nozes


Os dias bonitos de Primavera inspiram-nos a preparar pratos coloridos e felizes. Assim que os dias de calor chegam, cá em casa, começamos logo a pensar em fazer saladas para os nossos almoços ou jantares.

Deixei de colocar sal nas saladas, de há uns anos para cá. As recomendações da Organização Mundial de Saúde indicam que deveríamos consumir 5g de sal por dia. Se começarmos a fazer as contas ao sal que consumimos, desde o pequeno-almoço até ao jantar, verificamos que ultrapassamos, em muito, a recomendação.

O consumo de sal, em excesso, contribui para o desenvolvimento da hipertensão e potencia o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Por isso, é fundamental termos atenção à quantidade de sal que consumimos. O sal pode ser substituído nos nossos pratos por especiarias, ervas aromáticas, sumo de limão ou por salicórnia. Conhecem? A salicórnia é conhecida como os espargos do mar ou como sal verde. Tem na sua composição uma percentagem de sal e é óptima para usar em pratos de carne, peixe ou em saladas. Hoje em dia, já se encontra facilmente à venda nos supermercados.

Relembro, que no próximo sábado, dia 19 de Maio de 2018, às 16h, vou estar no Jumbo de Sintra para um showcooking com o tema "Menos sal, coração mais saudável". A entrada é livre. É só aparecerem. Fica o convite.