Próximos Eventos
Lisboa 21 de Outubro de 2018
Domingo:
10h00 - 13h00      Vamos fazer Risotto?
 
 
15h00 - 18h00      Receitas Rápidas para o Jantar
Inscrições: escola@istofaz-se.pt   218 078 640 IstoFaz-se

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Cataplana de bacalhau com batatas e pimentos


O mês de Agosto está quase a chegar ao fim. Este é um dos meses que associo sempre a férias. A idas à praia. Aos almoços com a família. A passeios sem horas marcadas. Aos bailaricos.

Quando a Pescanova me desafiou a preparar uma receita com os seus lombos de bacalhau, pensei logo em muitos dos almoços que se faziam em Santarém para toda a família, um guisado com batatas e bacalhau que nos enchia os olhos de sorrisos. Usava-se o tomate e os pimentos da horta. E no fim, ainda se ensopava o pão caseiro, no molho. Recordações deliciosas!

Agora, foi a minha vez de fazer, cá em casa. Foi para um almoço de domingo e soube tão bem. Cataplana de bacalhau com batatas e mistura de pimentos.

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Sopa de tomate com lentilhas vermelhas


Há quem não acredite, mas a verdade, é que as sopas têm poderes mágicos. Um simples caldo de galinha dá-nos força, aconchega-nos o corpo e a alma quando estamos enfermos. Num dia de chuva e frio, sentarmo-nos à mesa e termos um prato de sopa fumegante à nossa espera é qualquer coisa de especial.

Eu gosto de sopas, em qualquer altura do ano. Sou daquelas pessoas que acredita que comer um prato de sopa nos reconforta. Que nos ajuda a comer mais legumes. Que é uma excelente maneira de iniciar uma refeição. Se querem que os vossos filhos comam sopa, já sabem que o exemplo começa em casa.

Todas as semanas faço sopa. A última que fiz foi para dar destino a algum do tomate que trago, nesta altura, da horta, em Santarém. Adorámos!

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Coelho frito


Há alturas, em que gosto de fazer pratos diferentes com ingredientes que, hoje em dia, encontramos facilmente à venda, como a quinoa, bulgur, entre outros. Há alturas, em que procuro fazer uma alimentação diferente e faço esparguete de legumes, manteigas de frutos secos, entre outras coisas boas, de que actualmente se fala. Mas há alturas, também, em que tenho vontade de fazer alguns pratos que via fazer em casa da minha mãe e que deixaram boas recordações. Eram pratos que reuniam a família à volta da mesa e de que toda a gente adorava.

Um destes dias, para dar destino a uns pedaços de coelho que tinha congelado, decidi fazer uma receita de que já tinha saudades. Coelho frito. Tão simples e tão bom!

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Salada caprese com figos


Uma das minhas saladas preferidas de Verão, é sem dúvida, a caprese. Uma salada simples, com poucos ingredientes mas que resulta de forma deliciosa. Perfeita para servir como entrada, num dia de festa ou para um momento a dois. Fantástica para aqueles dias em que queremos fazer uma refeição rápida, depois de uma ida à praia ou de um passeio pelas ruas de Lisboa. Ideal, para saborear com companhia, num final de tarde, em que queremos petiscar e conversar sobre as coisas boas da vida.

No verão, quando o tomate nos chega na sua plenitude de sabor, a salada caprese é mesmo muito boa! A versão apresentada, hoje, é com figos.

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Sandes de pasta de delícias do mar


O Verão pede comidas frescas e deliciosas. Comidas que se façam num abrir e fechar de olhos. Confesso que nesta altura do ano muitas das refeições cá de casa são feitas de uma forma mais ligeira. Coloco, muitas vezes, na mesa, uma sopa e uma salada. Ou só uma salada e legumes grelhados. Ou então, há dias, em que fazemos sandes e para terminar a refeição uma salada generosa de fruta.

Uma das últimas sandes que fizemos para um almoço, cá em casa, foi até antes de irmos de férias para o Algarve. Eu gosto, de uma vez por outra, fazer refeições assim. Descomplicadas. Frescas.

sábado, 25 de agosto de 2018

Pudim de tapioca com coco e manga


Agradecer à vida pelas coisas com que nos vai brindando é um dos meus lemas. Viver é algo tão precioso, único, que devemos sentir, como uma bênção, a nossa existência. Há medida que os anos passam, vamos tendo consciência que o tempo é finito e que devemos aproveitá-lo, da melhor forma que conseguirmos. Como dizia o professor John Keating, no filme O Clube dos Poetas Mortos, Carpe Diem. Nunca mais me esqueci desta mensagem! Lembram-se?

Hoje é um dia especial. Um dia em que gosto de agradecer à vida. Um dia em que me sinto grata por tudo. Hoje é o dia em que nasci. E os aniversários são excelentes motivos para festejar, para rir, para partilhar momentos doces com aqueles de quem gostamos. Por isso, deixo-vos, hoje, uma sobremesa fresca e deliciosa, feita para a rubrica Tipiak, mas que quero partilhar com todos os que me visitam e me incentivam a continuar a cozinhar e a falar de coisas boas. Grata pela vida. Obrigada a todos vocês, queridos leitores, que me vão fazendo companhia. Que venham mais 46!

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Caril de peru com lentilhas e abóbora


No Verão tento fugir dos pratos de forno. Confesso que nem sempre consigo, porque adoro assados, para além de serem tão práticos. Mas ligar o forno, nesta altura do ano, significa que vou ter a casa ainda mais quente! Por isso, vou tentando encontrar alternativas.

Um destes dias, descongelei peito de peru. A primeira sugestão, em que pensei, foi em fazê-lo no forno. Assim que tive a ideia, arrependi-me logo. Estava tanto calor! E se fossem uns bifinhos grelhados ou na frigideira com limão e ervas frescas? Não! Estava-me a apetecer algo mais exótico e cheio de sabor. A solução foi fazer um caril. Resultou tão bem! Para acompanhar, fiz uma salada de alface e comemos tão bem!

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Salada caprese com presunto


O que um ingrediente consegue fazer na minha cozinha! Acreditam que tenho feito, nas útimas semanas, pelo menos, uma salada caprese para iniciarmos os almoços de fim-de-semana! A desculpa que dou, em jeito de brincadeira, assim que coloco a salada na mesa, é que tenho que dar destino ao tomate que trago da horta.

Mas a verdade é que adoro esta salada nesta altura do ano! É fácil de preparar, fresca e todos adoram. Nunca sobra nada. A versão de hoje leva presunto.

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Granola com morangos desidratados


Adoro começar o dia com um bom pequeno-almoço. Quem acompanha o Cinco Quartos de Laranja no Instagram pode ver o que faço para os pequenos-almoços, cá em casa. Todos os dias apresento uma sugestão diferente. Maravilhoso, não é?

A comida é um prazer, uma maneira de estar e de viver, por que motivo havemos de comer sempre o mesmo, na primeira refeição do dia? De há uns anos para cá, que tento variar. No início, pode parecer difícil, mas a verdade é que temos tantas alternativas ao leite com café e às torradas ou ao pão com manteiga.

Para os pequenos-almoços ou lanches costumo fazer muesli ou granola. Nos últimos tempos, voltei a fazer granola, que é uma mistura de flocos de cereais com sementes e frutos secos, onde adicionamos mel ou outro adoçante, a gosto, antes de ir ao forno. A última que fiz foi com morangos desidratados. Ficou maravilhosa!

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Sopa de tomate amarelo assado


O Verão é tempo de tomate, e nesta altura do ano ele chega à minha cozinha, em abundância. Tenho a sorte de ter um quintal onde a minha mãe faz uma horta com muitas coisas boas. Uma dessas coisas é o tomate.

Planta todos os anos diferentes variedades de tomate, redondo, de cacho, chucha, coração de boi, cereja, pêra e amarelo. Este ano, enganou-se e plantou tomate amarelo como se não houvesse amanhã. Como não aprecia, cabe-me a mim dar-lhe destino. Uma das primeiras coisas que fiz foi uma sopa. Fica com uma cor linda!

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Vamos fazer pão: Pão de azeitonas


Fazer pão em casa deixa-nos felizes. Faz-nos felizes! Escolher as farinhas, amassar, ver a massa crescer, dar-lhe forma, e depois colocar o pão no forno, é algo muito especial. A magia de fazer pão completa-se quando o partilhamos com os outros.

Um pão feito por nós assume uma dimensão que se assemelha ao brilho das estrelas, numa noite de Verão. Todos podemos fazer pão. Todos conseguimos fazer pão em casa. O primeiro passo é começar. Vamos fazer pão?

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Espetadas de peru com tomate-cereja e abacaxi


Adoro o Verão! É das minhas estações do ano preferidas. Gosto dos dias de sol, das idas à praia, das roupas leves e de usar sapatos abertos ou chinelos. O Verão permite-nos uma maior liberdade. Parece que temos sempre mais tempo, nesta época, do que nas outras, talvez porque os dias são grandes e cheios de luz.

Gosto da abundância que o Verão nos traz. Na horta, temos alfaces, couves, as últimas curgetes, e muito tomate. Já apanhamos ameixas, pêssegos, e os primeiros figos. O Verão é uma estação que nos convida a sair. A aproveitar os dias bonitos de sol. Convida-nos a sentar à mesa e desfrutar de comidas frescas e muitos grelhados.

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Salada caprese com tomate e pêssego


Ter uma horta é, para mim, um grande privilégio. Nesta altura do ano, chega-nos o tomate na sua plenitude de sabor e em grande abundância.

No fim-de-semana que passou, no sábado, fui até Santarém e trouxe a primeira grande colheita de tomate deste ano. No Domingo, decidi começar logo a dar destino a este fruto.

Para entrada do almoço, fiz uma salada caprese com tomate e pêssego. Ficou maravilhosa. A salada caprese é uma das minhas saladas preferidas para iniciar uma refeição, nesta altura do ano. Para além de saborosa, é muito fresca.

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Manteiga ou pasta de avelã com canela


Na cozinha, como na vida, há hábitos que se adquirem e que ficam. Desde que decidi fazer manteigas de frutos secos, cá em casa, que nunca mais se acabaram. Agora, há sempre um frasco no frigorífico. Para usar em gelados rápidos, em sobremesas ou para barrar no pão, como se de uma guloseima se tratasse, estas manteigas são mesmo maravilhosas.

Comecei por fazer manteiga de amendoim, que adoro e que tento ter sempre, em casa. Mas como gosto daquela que tem pedaços, ultimamente tenho comprado. A seguir fiz manteiga de amêndoa e digo-vos, adorei! Foi como que uma revelação. O que é que eu andei a perder! Entretanto fiz de nozes, de caju e deixo-vos, agora, a receita de manteiga ou pasta de avelã. Nesta receita coloquei um pouco de açúcar de coco, porque senti necessidade de equilibrar o sabor. Espero que gostem.

Uso as manteigas ou pastas de frutos secos em batidos, nos pequenos-almoços - que podem ir acompanhando diariamente na página de Instagram do Cinco Quartos de Laranja - em waffles ou panquecas, para barrar em torradas, em tostas de arroz, ou para comer com fruta fresca. Há dias, em que corto uma banana para uma taça e junto-lhe uma colher de chá de manteiga de frutos secos e vou ao céu. Tão bom! Adoro.

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Crostini com queijo, doce de pêra e pistácios


O Verão pede gelados, mergulhos no mar, sol, areia, cervejas fresquinhas, grelhados, petiscos e entradas que não exijam muito tempo na cozinha.

Gosto de cozinhar e se for necessário posso passar uma manhã, uma tarde, ou o tempo que for necessário, para preparar um prato ou uma refeição que assim o exija. Mas há alturas, em que também sabe bem, não estar muito tempo na cozinha e prepararmos uma refeição ou uma entrada num abrir e fechar de olhos.

Deixo-vos, hoje, uma sugestão muito prática para servirem como entrada nestes dias quentes de Verão, em que não apetece muito cozinhar. Espero que gostem!

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Costeletas de borrego grelhadas com molho de coentros


Procuro, cada vez mais, fazer uma alimentação equilibrada, com carne, peixe, frutas e legumes. Mudarmos o modo como comemos não é, à partida, fácil, mas quando queremos ter uma vida mais feliz e vivermos com saúde, é fundamental fazermos mudanças. As mudanças devem ser feitas, aos poucos e poucos, e sempre adequadas ao estilo de vida de cada um.

Uma das coisas, que sinto que comecei a fazer, de forma consciente, foi introduzir mais legumes nas minhas refeições. Quando vou ao supermercado, o carrinho de compras vem quase sempre cheio com uma selecção, variada, de verduras. Quem estiver predisposto a mudar a sua alimentação deve estar também disponível para cozinhar de outras maneiras. A receita que partilho, hoje, convosco é de costeletas de borrego grelhadas, que tanto adoro. E para acompanhar, se fosse há uns anos atrás, possivelmente teria feito batatas-fritas, arroz, ou um puré de batata. O que hoje em dia procuro é encontrar um equilíbrio.

Gosto de comer comida saborosa, que me deixe feliz e satisfeita. Mas, agora, tento fazer combinações e receitas em que os legumes possam também estar na mesa de uma forma mais constante. Confesso que hoje em dia sinto que preciso de ter legumes e verduras nas minhas refeições. Precisamos de "vida" nos pratos, mesmo comendo de tudo um pouco.

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Salada de macarrão com feijão verde e queijo feta


A pouco e pouco, regresso às rotinas. Ontem, foi dia de tratar de algumas burocracias. Hoje, espero conseguir organizar as refeições fazendo algumas pré-preparações e sopa. Mas, a verdade é que ainda estou com espírito de férias! Soube tão bem parar um pouco.

Antes de rumar ao Algarve, para uns dias de praia, procurei limpar o meu frigorífico, principalmente, dos alimentos perecíveis. As saladas, com um pouco de isto e daquilo, foram uma boa opção.

Deixo-vos, hoje, uma que preparei para dar destino ao feijão verde e ao primeiro tomate que trouxe da horta, em Santarém. Soube tão bem! As saladas são óptimas em todas as altura do ano, mas agora, no Verão, com os ingredientes da época, tornam-se ainda mais especiais.

terça-feira, 7 de agosto de 2018

Palitos de cherovia assada


Os últimos dias foram de férias. Este ano decidimos apanhar sol e passar uma semana na praia. Estivemos no Algarve e depois na costa Alentejana. Os momentos de pausa ajudam a recuperar energias, a quebrar a rotina, dão-nos força e equilíbrio para continuar. Podem ver alguns dos meus momentos de férias no Instagram do Cinco Quartos de Laranja.

Antes de ir de férias, costumo "dar a volta" ao frigorífico. Congelo aquilo que sei que não vamos conseguir consumir: leite aberto, sopa, alguns legumes e frutas. As frutas umas descasco-as e corto-as prontas a colocar nos batidos ou sumos, e outras, como as bananas, congelo-as muitas vezes com a casca. Faço mais saladas e tento aproveitar todos os restinhos que há no frigorífico de, por exemplo, tomate seco em óleo, azeitonas, pepinos em conversa, e queijos, que são uma das nossas perdições, cá em casa.

Como sei que os legumes assados se comem muito bem, por exemplo, faço um tabuleiro de legumes, asso, e torna-se um excelente acompanhamento ou um complemento às saladas. A couve-roxa, que costumo ter cortada para as saladas, nestas alturas, coloco-a na mesa salteada em azeite e alho e come-se num instante! O importante é não desperdiçarmos comida.

Na caixa dos legumes, no frigorífico, antes de ir de férias, tinha uma cherovia, também conhecida por pastinaca - e que parece uma cenoura branca - à espera de destino. Como já não ia fazer sopa, nem purés, decidi cortá-la em palitos e cozinhar uma espécie de "batatas-fritas" para acompanhar umas generosas sandes que servi num dos nossos almoços tardios. Ficaram tão boas!

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Tostas de batata-doce com queijo creme e tomate


Agosto é o mês de férias. Foi assim, para mim, durante mais de 15 anos, quando dava aulas. Este ano, decidimos tirar férias, também, nesta altura do ano. Férias com direito a sol, areia e mar. Confesso que já tinha saudades de fazer férias na praia. Precisamos de apanhar sol em prol da vitamina D.

E para quem me acompanha no Instagram do Cinco Quartos de Laranja, sabe o quanto adoro os pequenos-almoços. Todos os dias, tenho publicado o meu pequeno-almoço. E decidi, hoje, partilhar um dos últimos que fiz, em casa, tostas de batata-doce com queijo creme e tomate. Fica mesmo muito bom. Uma maneira diferente de começar o dia. As tostas de batata-doce podem ser feitas previamente. E tornam o pequeno-almoço muito colorido e são uma boa alternativa às torradas de pão, que também adoro, mas de vez em quando, sabe bem variar.

As tostas de batata-doce podem ser servidas com mil e uma coisas. Com ovo estrelado, com manteigas de frutos secos, com abacate, com húmus, ou como hoje vos apresento. Experimentem!