Próximos Eventos
Lisboa 26 de Outubro de 2019
Sábado:
10h00 - 13h00      Workshop Pré-preparações e Refeições da Semana
 
 
15h00 - 19h00      Workshop Vamos Fazer Pão?
Inscrições/Vouchers: escola@istofaz-se.pt   218 078 640 IstoFaz-se

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Perna de borrego assada em papelote


A mesa tem um papel tão importante na construção da nossa humanidade. Ontem, festejámos em família, à mesa, o aniversário do meu sogro Joaquim. Houve risos, conversas, comida, bolo de chocolate, fruta e café. Mas o principal, destes momentos, são aquilo que os outros nos dão. Eles são o alimento para o nosso bem-estar, para a nossa alma. O convívio, a partilha, ajudam-nos a ser melhores. A mesa é local de celebração, mata-nos a sede e a fome, e ajuda-nos a construir valores.

José Tolentino Mendonça, na sua obra Elogio da Sede, diz-nos:
« Porque é que nos sentamos à mesa uns com os outros para tomar uma refeição? Não será apenas por razões materiais ou económicas, mas sobretudo por razões de vida. Sentamo-nos juntos em torno do alimento, porque nos alimentamos não só de comida, mas uns dos outros. Temos uma verdadeira necessidade da presença, da hospitalidade, da palavra, do cuidado e do afecto dos outros. À volta de uma mesa reconhecemo-nos melhor, alimentamo-nos mutuamente com um alimento invisível: o da relação. »

Comer é um acto comunitário. A mesa liga-nos uns aos outros. Reconforta-nos. Comer com os outros é uma forma de felicidade, porque a nossa fome não é só de pão. A receita que vos deixo, hoje, é para ser partilhada, à mesa, com aqueles que vos alimentam a alma.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Como organizar e preparar as refeições da semana de forma fácil


Planear e organizar as refeições da semana é, cada vez mais, uma necessidade para muitas famílias. Existem dois métodos para preparamos e organizarmos as refeições da semana:

1) Confeccionamos e preparamos as refeições por inteiro;

2) Batch cooking. Este é o método que utilizo porque me permite variar mais.

O que é o batch cooking?
De uma maneira geral, é cozinharmos um conjunto de ingredientes diferentes, guardá-los no frigorífico, e com eles construir as refeições. Este método permite-nos cozinhar diferentes coisas e depois, com elas, criar uma nova refeição, todos os dias, misturando e combinando os ingredientes que pré-preparámos. Imaginem que fazem brócolos cozidos. Num dia servem assim a acompanhar uma carne ou peixe. No outro dia, servem com massa e carne desfiada, no outro salteiam em azeite e alho e têm mais um acompanhamento. Faz sentido para vocês?

Este é o método que gosto de utilizar. Faço o planeamento das refeições por ingredientes. Num dia escolhido, por vezes é o domingo, outras é à segunda-feira, faço um conjunto de pré-preparações que depois uso na confecção das minhas refeições. Tendo em conta os meus gostos, a necessidade de variar o que como, este é o método que melhor se ajusta à realidade, cá de casa. Por outro lado, liberta-me do peso dos menus pré-definidos. Mas o método não tem que ser rígido.

Independentemente do método escolhido, o importante é começarem a criar uma rotina. Não queiram fazer tudo de uma só vez. Comecem por fazer uma ou, duas coisas. Por exemplo, comecem por fazer a base da sopa para as refeições da semana.

Costumo fazer uma base de sopa de legumes e depois, com essa base, faço outras sopas. Sempre que posso, faço uma boa panela de sopa e congelo metade, em doses. Na semana seguinte, ou na outra, já não preciso de fazer sopa. E descongelo, à medida, que se vai comendo.

Como é que eu escolho o que vou pré-preparar?
Procuro fazer pré-preparações que envolvam legumes, hidratos e proteínas.

Legumes
Procuro incluir legumes, a todas as refeições, incluindo ao pequeno-almoço e ter já algumas coisas pré-preparadas facilitou-me a concretização desta minha pretensão. Não iria acordar mais cedo para assar batatas-doces ou beterrabas para usar na primeira refeição do dia. Quando chego a casa tarde, agora com as pré-preparações, é muito mais fácil colocar legumes na mesa, seja como acompanhamento ou incluídos no prato principal.

Nas minhas pré-preparações é habitual assar batata-doce, couve-flor, beringelas, abóbora, beterrabas e um tabuleiro com uma mistura de legumes. Muitas vezes, assar legumes é uma forma de dar destino a algumas das sobras que tenho. Os legumes são escolhidos de acordo com o que encontro no mercado. Aproveitar o que cada estação do ano nos dá é um excelente princípio para também irmos variando o que comemos.

No Verão, por exemplo, faço sempre molho de tomate e passata.

Para as pré-preparações, privilegiem os legumes assados no forno ou cozinhados a vapor, de modo a que fiquem al dente e com pouca água. Para as saladas, gosto de as preparar no momento. Costumo apenas, previamente, lavar alface e cortar couve, roxa ou couve coração-de-boi, couves que uso, se for necessário, em salteados.

Hidratos
Todas as semanas procuro ter hidratos nas minhas pré-preparações. Podemos cozer previamente quinoa, massa, bulgur ou fazer um cuscuz. Podemos cozer gão-de-bico, feijão, espelta, cevada, lentilhas. Se numa semana pré-preparam quinoa e lentilhas, na semana seguinte podem ter grão-de-bico e espelta cozida. Caso não tenham tempo para cozer, as leguminosas de conserva são muito práticas. É sempre bom ter umas latinhas na despensa.

Gosto por vezes de fazer húmus. Procuro ter sempre pão. Asso batata, semana sim, semana não, principalmente batata-doce.

Proteínas
Podem optar por proteína animal ou vegetal. Carne, peixe, ovos, seitan, tempeh, tofu, leguminosas, etc.

Cozo quase todas as semanas ovos para irmos comendo ao pequeno-almoço, lanches ou como ingrediente para alguma das refeições. Por exemplo, faço muitas vezes uma salada que, cá em casa, adoramos com ovo cozido, grão-de-bico e brócolos cozidos. Há alturas, em que vou variando e junto atum de conserva, queijo feta, etc. As opções são imensas e devem ser sempre adaptadas ao gosto de cada um, e muitas das vezes, ao que se tem em casa.

Os métodos de preparação privilegiados para as pré-preparações da carne e do peixe são os estufados ou guisados e os assados no forno.

As pré-preparações devem incluir legumes, hidratos e proteínas para podemos fazer refeições equilibradas ao longo da semana. Usando este método, vão ver que organizar e preparar as refeições da semana se torna mais fácil.

A comida pré-preparada deve ser arrefecida rapidamente, colocada em caixas e conservada no frigorífico ou no congelador. Só devemos reaquecer a comida uma vez. Retirar para a mesa apenas a quantidade que se irá comer.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Goraz assado no forno com batatas e tomate


O peixe é um dos ingrediente que procuro ter, sempre, todas as semanas, nas refeições cá de casa. Tento ir intercalando entre pratos de peixe, carne e umas opções vegetarianas.

O meu pai gosta de ir, de vez em quando, à pesca e brinda-me, para minha felicidade, com algum do peixe que apanha. Um dos últimos que chegou à minha cozinha foi um goraz, lindo. O destino que decidi dar-lhe foi o forno. Adoro este tipo de peixe assado no forno sem muitos temperos. Fiz para um almoço de domingo e, cá em casa, foi muito apreciado. Espero que gostem.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Húmus de beterraba assada


Adoro húmus. O húmus é uma pasta que tem na base da sua preparação grão-de-bico. E depois podemos acrescentar a esta base, outros sabores. Confesso que até agora os meus preferidos são o húmus de pimento vermelho assado e o de beterraba assada. Pelo menos, são estes, que tenho feito de forma regular, nos últimos tempos, e até nos meus workshops.

O húmus serve para barrar no pão, para servir em saladas, ou para colocar numa mesa de petiscos. Eu costumo fazer umas tostas com húmus, ovo e abacate para o pequeno-almoço. Ficam tão boas!

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Entrecosto estufado com cenoura


Há receitas muito práticas e que podemos confeccionar em doses extra e congelar. Não temos que cozinhar, todos os dias, principalmente quem tem uma vida ocupada e chega, tarde, a casa, depois de um dia de trabalho. O tempo é precioso e é tão importante desfrutá-lo com a família. Por isso, organizar as refeições da semana, ajuda imenso. Termos, também, já feitas algumas pré-preparações, é meio caminho andado para termos as refeições prontas em 15 minutos.

Esta semana, nas minhas pré-preparações fiz entrecosto estufado com cenoura. Congelei uma parte e a outra servi em duas refeições. Podem acompanhar este entrecosto com legumes cozidos, batata-doce assada, leguminosas, purés, arroz, entre outras deliciosas ideias.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Sopa de couve lombarda com cenoura


A sopa é prato habitual, cá em casa. É, quase sempre, a forma escolhida de iniciarmos as nossas refeições. A sopa ajuda-nos a ingerir mais água e é uma forma de aumentarmos a quantidade de legumes consumidos durante o dia. E depois, podemos comer uma sopa diferente, todos os dias. As combinações são quase infinitas. Ora colocamos, na base, cenoura, ora abóbora. Ora colocamos batata ou juntamos curgete. Podem ter leguminosas. Podem ser cremes ou serem sopas com textura. Penso que há sopas para todos os gostos e épocas do ano.

No Inverno, prefiro sopas mais reconfortantes. Junto-lhes, muitas vezes, grão ou feijão, e tento aproveitar os legumes da estação. A sopa que fiz esta semana foi para dar destino a uma couve lombarda que me tinha sobrado das compras da semana passada. Uma das coisas que noto ao fazer as pré-preparações das refeições da semana é que aproveito tudo o que tenho no frigorífico de forma mais eficiente, evitando os desperdícios.

Relembro que no domingo, 24 de Março de 2019, irá decorrer, em Lisboa, o workshop Pré-preparações e Refeições da Semana.

Cá em casa, há, pelo menos, uma sopa diferente todas as semanas. E na vossa? Costumam variar a sopa?

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Batido de banana com mirtilos


No início de cada ano, faço uma lista de 12 objectivos que gostaria de tentar realizar. São, sempre, pequenas coisas que no fundo me ajudam a cuidar mais de mim, que me incentivam a aprender ou a melhorar, que me ajudam a tentar fugir da rotina do meu dia-a-dia.

Escolho realizar pequenas coisas que me façam sentir feliz, que me permitam chegar ao final de um dia, grata pelo que fiz ou pelo que tentei. Podem ler os meus objectivos para 2019.

Não vivo obcecada com os objectivos. Se cumpro ou não. Os objectivos não têm que ser um factor de stress na vossa vida, são linhas de orientação, são indicações de acção. Se por um lado, vou tentando gerir com naturalidade, a verdade é que é importante irmos revendo o que escrevemos. É fundamental reavivarmos a nossa memória daquilo que decidimos tentar realizar.

Ontem, depois de conversar com uma amiga, sobre os objectivos que tinha definido para este ano e que estava a tentar cumprir, decidi olhar para o que escrevi e perceber o que é que já tentei ou não fazer. É importante olharmos para trás, para depois, seguirmos em frente ou, se for caso disso, fazer uma curva e mudar de direcção. Se tiverem que alterar algum objectivo, façam-no. Mudem a lista. O importante é tentarem fazer coisas que vos ajudem a sentirem-se realizadas.

Um dos meus objectivos para este ano envolve pequenos-almoços e como os podemos tentar variar. Quem acompanha o Instagram do Cinco Quartos de Laranja, já deve ter visto, que tento fazer um pequeno-almoço diferente, todos os dias, o que é um exercício fabuloso. Deixo-vos, hoje, uma sugestão que poderão servir na primeira refeição do dia e que se faz num abrir e fechar de olhos. Espero que gostem.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Coelho estufado com cenouras e ervilhas


O Inverno pede o aconchego das roupas quentes. Pede tardes de domingo, passadas em frente da lareira, enquanto se conversa sobre a vida, ou sobre a horta com a família. Bebem-se bebidas quentes, chás, leites ... fazem-se bolos que perfumam as cozinhas e aquecem o coração.

No Inverno, sabem tão bem os pratos de forno ou de tacho. Cá em casa, nos últimos tempos, temos dado preferência a esta comida de conforto. Um dos últimos pratos que fiz, foi coelho estufado com cenouras e ervilhas. Ficou tão bom!

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Os 10 pequenos-almoços de 2018 preferidos pelos leitores


A primeira refeição do dia é tão importante. Uma das minhas rotinas matinais é tomar o pequeno-almoço, em casa. Muitas vezes preparo-o de véspera.

Costumamos variar os almoços e os jantares, mas fazemos muitas vezes a mesma coisa para o pequeno-almoço. Adoro uma chávena de leite quente ou de café, com torradas ou um pão com queijo. É comida de conforto e sabe-nos bem começar o dia desta forma. Durante anos, o meu pequeno-almoço foi como refiro aqui.

Ao longo dos tempos, fui percebendo que podemos variar o que se come na primeira refeição do dia. Por que motivo comemos sempre o mesmo? Eu sei que é cómodo, mas variar também pode ser um hábito maravilhoso e que nos ajuda a ter uma alimentação mais equilibrada. Em 2019 vamos variar o nosso pequeno-almoço?

Relembro que sábado, 23 de Fevereiro de 2019, das 10h30 às 13h30, irá ter lugar o workshop Pequenos-almoços Rápidos, Práticos e Saudáveis no WORK espaço criativo, no Porto. Inscrições através do eMail: work@sott.pt

Durante o ano de 2018, fui partilhando algumas sugestões com o intuito de vos ajudar a variar a primeira refeição do dia. E dos pequenos-almoços que partilhei, houve uns que fizeram furor.

Os 10 pequenos-almoços preferidos pelos leitores em 2018, foram:


Destes, qual o vosso preferido?

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Dobrada com feijão branco


Há pratos que lembram os almoços em família. Um dos pratos que fazemos para partilhar em família, é o Cozido à Portuguesa. É um prato para dias de festa. Ou melhor, na minha família, fazemos uma festa em dia de cozido.

Outros pratos, que me lembro, que a minha mãe chegou a fazer quando juntávamos muitas pessoas à volta da mesa são, por exemplo, a mão de vaca guisada com grão ou molhinhos guisados com feijão branco. Têm as receitas no livro Petiscos e Miudezas à Portuguesa. São maravilhosas, para quem gosta deste tipo de comida.

Outra receita que se fazia, muitas vezes, era a dobrada. Prato que adoro e que já não comia há vários anos. Um destes dias, para um almoço de domingo, pensei: É hoje que faço uma dobrada de vaca guisada com feijão branco. E assim foi. Às vezes sabe bem fazer pratos para matar as saudades que a nossa memória teima em avivar.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Pão com ovo e bacon para o pequeno-almoço


Celebra-se, hoje, a magia do Amor! Feliz Dia dos Namorados!

Gosto de datas que nos lembram a importância de sentimentos bons. Amar. É um dos mais elevados valores da nossa vida. Seja um amor eterno, seja uma paixão passageira, seja um amor/loucura, o amor de um dia, seja o amor pelos filhos, pelos pais ... a verdade, é que amar é nobre, é delicioso, mágico! Faz-nos bater o coração e sentir uma alegria transbordante. Amar torna-nos pessoas melhores.

O Dia dos Namorados é para ser vivido com carinho. Se puderem surpreendam a pessoa que mais amam. Ofereçam beijos, abraços. Uma rosa, uma caixa de bombons, um presente especial. O amor é para ser vivido. Proporcionem momentos bons, daqueles que ficam guardados no coração. Um jantar à luz das velas. Um lanche com vista para o Tejo. Um passeio de mão dada por um jardim da cidade. Enviem mensagens de amor. Escrevam cartões ou bilhetes românticos. Cá em casa, hoje, decidi mimar o amor da minha vida, o meu eterno namorado, com um pequeno-almoço especial.

São estas pequenas coisas que dão colorido à nossa vida! E, como diz a canção, Love is in the air ...

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Bolo de chocolate para festejar os 13 anos do Cinco Quartos de Laranja


Parabéns a você, nesta data querida ...

Hoje é dia de festa, o Cinco Quartos de Laranja faz 13 anos!

Nem imaginam como me sinto feliz. É tão bom poder festejar esta data com todos vocês que me acompanham, ao longo dos anos. Sabem que manter um blogue de comida com publicações quase diárias, é um processo muito exigente. Mas, a verdade é que eu adoro. Cozinhar, escrever, partilhar muitas das coisas que faço com todos os que me visitam é uma forma de felicidade. Por isso, quando olho para trás e penso no dia em que decidi criar este blogue, sinto-me muito grata.

O Cinco Quartos de Laranja tem-me permitido aprender. Aprender sobre técnicas e processos de cozinha e sobre alimentação. Passei a ler muito mais sobre como devemos comer. Ajudou-me a procurar fazer refeições mais equilibradas e saudáveis. Levou-me a fazer pão. Com ele viajo tantas vezes para o Porto. Fui há uns anos até Paris. Tive uma participação regular na televisão. Publiquei livros. Passei a fazer showcookings. O ano passado levou-me até à Islândia.

É um projecto que me coloca desafios, todos os dias. Trouxe-me pessoas fabulosas para a minha vida. Mas, o mais importante de tudo, é poder contar com o vosso carinho e apoio, todos os dias. São vocês que me ajudam a construir este projecto. Que comentam, que me dão sugestões, que participam nos meus workshops. Obrigada a todos vocês, queridos leitores, por fazerem destes 13 anos do Cinco Quartos de Laranja uma data especial.

E festa que é festa, tem que ter bolo! Para festejar, hoje, ofereço a todos os que me visitam uma fatia deste delicioso bolo de chocolate. Espero que gostem!

Um grande beijinho a todos vocês.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Sopa de couve-flor com lentilhas vermelhas


Penso que deveríamos comer, de forma regular, sopa, às refeições. Criem este hábito e até podem fazer da sopa uma refeição. Quantas vezes ao jantar, cá em casa, tendo sopa tudo parece mais fácil, principalmente quando não temos muito tempo para estar na cozinha. Uma sopa e uma salada. Uma sopa e uns wraps. Uma sopa e umas tostas. São opções rápidas para almoços e jantares apressados.

Costumo fazer uma boa panela de sopa. Guardo no frigorífico a quantidade que sei que vamos consumir e congelo o que sobrar em doses. Comam sopa pela vossa saúde. É uma forma de fazermos uma alimentação equilibrada, com ingredientes reais, autênticos.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

As 10 receitas de pão preferidas pelos leitores em 2018


Pão é sinónimo de vida, de convívio. Quando fazemos pão pensamos que é para colocar na mesa e partilhar com aqueles de quem mais gostamos, que é normalmente a família e os amigos.

O pão é um alimento ancestral e comum a várias culturas. Cresci, a ver a minha mãe, a fazer pão. Ainda, hoje, faz e orgulha-se muito do pão que coloca na mesa. A verdade, é que quando começamos a fazer pão, a compreender as massas, há qualquer coisa, dentro de nós, que muda. Apaixonamo-nos por este processo, que atravessou gerações. E começamos a sentir-nos felizes com o pão que fazemos.

Fazer pão é um processo mesmo muito especial! Vamos fazer pão?

No dia 24 de Março de 2019, volto a fazer o workshop Vamos Fazer Pão?, em Lisboa, das 15h00 às 19h. Já podem fazer a vossa inscrição.

As 10 receitas de pão preferidas pelos leitores em 2018, foram:


Destas, qual a vossa preferida?

Ver também as 10 receitas de pão preferidas pelos leitores em: 2017.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Panquecas de trigo sarraceno com beterraba


Gosto de tomar o pequeno-almoço e de preferência, todos os dias, com algo diferente. Gosto que haja variedade. Tomar o pequeno-almoço é uma forma de nos enchermos de energia para começar bem o dia.

Sabem que procuro fazer uma alimentação variada e equilibrada. Tento incluir muitos legumes nas minhas refeições, inclusive ao pequeno-almoço.

Uma das coisas, que me ajudou a conseguir incluir mais legumes nos meus pratos, foi fazer pré-preparações. No início da semana, asso, por exemplo, batata-doce, abóbora e beterraba e depois vou usando.

Um destes dias, como tinha beterraba assada decidi incluí-la numa receita de panquecas. E, cá em casa, adorámos. Podemos tentar comer mais legumes. E não o temos que fazer de forma aborrecida ou por castigo. Há tantas maneiras deliciosas de incluirmos legumes nas nossas refeições, mesmo ao pequeno-almoço.

Relembro que no dia 23 de Fevereiro de 2019 regresso ao Porto para mais um workshop Pequenos-almoços rápidos, práticos, saudáveis onde iremos preparar muita coisa boa para começarem a variar a primeira refeição do dia. Inscrições em: work@sott.pt

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Arroz de lingueirão


Há pratos que nos deixam boas memórias. Há uns anos atrás passei uns dias no Algarve e foi ali, na zona de Tavira, que me lembro de ter comido os melhores arrozes de lingueirão. Lembro-me que foi num fim-de-semana e tive a possibilidade de provar este prato em dois restaurantes diferentes. O Costa em Cacela Velha, ficava mesmo junto ao mar. Penso que era assim que se chamava, e o Infante na Praia Verde.

Numa ida às compras, um destes fins-de-semana, vi à venda lingueirão com um ar super apetitoso. Não resisti e foi logo nesse dia o nosso almoço cá em casa. A receita partilho-a, hoje, convosco.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

12 ideias de presentes para oferecer no Dia dos Namorados


Dia dos Namorados. Que presente comprar para oferecer?

Esta é a pergunta que habitualmente fazemos, assim que a data se aproxima. Na altura de escolher, dizemos que queremos algo especial, que surpreenda e que seja útil. Comprar para os outros como se fosse para nós, é uma dica que normalmente nos pode ajudar quando pensamos em presentes.

Gosto de datas bonitas, dias que celebrem coisas boas. E por isso, um dia para festejar o amor merece ser vivido de forma especial. Acarinharmos quem nos ama é uma forma de cuidar.

Em parceria com a Cook & Lifestyle, decidi partilhar convosco algumas sugestões de presentes para oferecer no Dia dos Namorados:

Para Ela:
- Ralador grosso master - Os utensílios de cozinha que nos facilitem a vida são sempre bem-vindos. Eu não dispenso o meu ralador;
- Avental em couro rosa - Tenho um e adoro. Acho que fica tão giro. É um avental mesmo especial;
- Tábua gota de jacarandá - As tábuas são sempre presentes especiais. Para servir com queijos, enchidos. E as tábuas de jacarandá, madeira exótica do Brasil, são lindas!
- Horta urbana Véritable smart edition - Para quem como eu gostava de ter uma horta e vive num apartamento, esta é uma opção fantástica;
- Avental de linho - Os aventais são sempre presentes úteis para quem gosta de cozinhar;
- Utensílio para assar/fritar no forno - Um utensílio que me deixou curiosa. Permite cozinhar alimentos como batatas, castanhas, de forma uniforme no forno. Adoro a ideia.

Para Ele:
- Bota em pele verde;
- Cinto de couro Yves;
- Bolsa para 7 facas em pele ferrugem;
- Conjunto de cocktail;
- Avental em couro conhaque - Estes aventais em couro são feitos à mão e poderão ser um presente muito apreciado para quem gosta de cozinhar;
- Saca-rolhas Lance castanho - Para quem se ocupa da garrafeira, este é daqueles presentes que é sempre útil.

Caso tenham dúvidas sobre que presente escolher, uma boa opção é oferecer um cartão presente. Assim quem recebe pode escolher o que mais gosta.

No próximo dia, 14 de Fevereiro, surpreendam o amor da vossa vida! ;)

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Pá de porco com cerveja


Adoro pratos de forno. Nesta altura do ano, ajudam-nos a aquecer a casa e trazem o conforto das comidas quentes para a mesa. Para além disso, são muito práticos. Enquanto o forno trabalha para nós, podemos usar esse tempo para fazermos outras coisas.

Um dos últimos pratos de forno que fiz, cá em casa, foi uma pá de porco com osso assada com cerveja. Ficou deliciosa!

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

As 10 saladas preferidas pelos leitores em 2018


Acho que as saladas têm o poder de nos deixarem felizes. São sempre coloridas. Podemos misturar mil e um ingredientes. Podem ser a solução para dar destino a algumas sobras. Sabem bem em todas as épocas do ano. Faço saladas todo o ano. Saladas para acompanhar um prato principal assim como saladas, que por si só, se tornam uma refeição.

As saladas, são também uma forma de incluirmos mais legumes nas nossas refeições, que como sabem é um dos meus princípios, em termos de alimentação. Pela nossa saúde devemos comer legumes, de preferência, muitos!

As saladas fazem parte de muitas refeições, cá em casa. Faço, pelo menos, uma salada por semana como refeição em si. E entre as que vou partilhando, há umas que se destacam e conquistam outros palatos.

As 10 saladas preferidas pelos leitores em 2018, foram:


Destas, qual a vossa preferida?

Ver também as 10 saladas preferidas pelos leitores em: 2012, 2013, 2014 e 2017.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Bolo de limão e amêndoa


Adeus, Janeiro. Bem-vindo, Fevereiro!

Não sei se será psicológico, mas com a chegada de Fevereiro, começamos logo a pensar em dias de sol, na Primavera ... ou pelo menos, eu começo! Apesar de termos ainda frio, chuva, a verdade é que os dias passaram a ser maiores, a noite chega mais tarde e acho que isso nos dá uma certa esperança na mudança. Gosto do que cada estação do ano nos oferece, mas os dias de sol, com luz, trazem-me muito mais energia e vontade de fazer coisas. São dias que me inspiram!

Mas enquanto o bom tempo não se instala de vez, deixo-vos um bolo delicioso que fiz a semana passada para acompanhar um chá quente. É um bolo que me faz recuar no tempo.

Quando o Ricardo o provou, disse-me: - « Sabes quem é que ia gostar muito deste bolo? » - « Sim », respondi. - « A minha mãe! ». É do tipo de bolos que costumava fazer aos domingos, quando vivia em Santarém e que ela, ainda hoje, adora.

Espero que gostem e que o façam para partilhar com aqueles que mais gostam!