Próximos Eventos
Algueirão-Mem Martins 21 de Abril de 2018
Sábado:
16h00 - 17h00      Showcooking Receitas Práticas com Produtos Bio
 
Entrada livre Jumbo Sintra
Lisboa 22 de Abril de 2018
Domingo:
10h30 - 13h30      Workshop Vamos ao Brunch?
Inscrições: escola@istofaz-se.pt   218 078 640 IstoFaz-se

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Vamos fazer pão: Pão com farinha de grão


Fazer pão é verdadeiramente mágico. Misturamos ingredientes tão simples e depois o resultado final do nosso trabalho assim que chega à mesa enche-nos o corpo e a alma de satisfação. Adoro pão. Cresci habituada a ter sempre pão na mesa. Na casa dos meus pais uma das primeiras coisas que se coloca ainda hoje na mesa é o pão. Acho que não se fazem refeições sem o pão estar na mesa.

Hoje em dia costumo fazer pão todas as semanas para a irmos comendo. Uma das coisas que fazer pão em casa nos permite é ter a liberdade de podermos escolher as farinhas que queremos usar. A receita de hoje é com farinha de grão-de-bico. Gostam da sugestão? Vamos fazer pão?

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Peixe assado no forno com tomate e batatas


Os pratos de peixe são sempre bem-vindos, cá em casa. Como adoramos peixe assado no forno, ando sempre a tentar ver receitas e formas de o preparar.

Para um destes fins-de-semana que passou, decidi ligar o forno e assar um suculento goraz com batatas e muito tomate. Ficou tão bom!

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Pãezinhos recheados com salmão e ovo


Adoro pequenos-almoços! Ou melhor, adoro a comida que podemos colocar na mesa, quando fazemos da primeira refeição do dia, um momento especial. É tão bom tomarmos um pequeno-almoço em família com muitas coisas boas na mesa.

Relembro que no próximo domingo, cá em Lisboa, irá ter lugar o workshop Vamos ao Brunch?, onde iremos preparar várias receitas para quando quiserem preparar um pequeno-almoço para a família, ou para partilhar com alguém especial.

Cá em casa, sempre que podemos, fazemos um pequeno-almoço demorado e com tudo o que temos direito. Coloco na mesa pães, panquecas, sumo de fruta, café, compotas, queques ou umas fatia de bolo, fruta fresca, entre outras, deliciosas propostas. Um destes dias, para um pequeno-almoço de fim-de-semana tardio, preparei uns pãezinhos recheados com salmão e ovo. Souberam tão bem!

terça-feira, 17 de abril de 2018

Biscoitos de amêndoa


Todos os anos, na Páscoa, gosto de fazer presentes, pequenos miminhos, para oferecer juntamente com as tradicionais amêndoas. Já fiz bolos ninho, folares doces e salgados, pão-de-ló que com uma fita e um papel bonito transformam-se em deliciosos presentes. Mas aquilo que faço de forma mais recorrente, para oferecer nestas ocasiões, é bolachas e ou biscoitos.

Cá em casa, adoramos bolinhos secos. Acompanham sempre tão bem um café ou um chá. São óptimos para colocar na mesa do pequeno-almoço de domingo ou para entreter a gulodice numa tarde chuvosa enquanto se vê uma das nossas séries preferidas. Este ano, não foi excepção. Fiz biscoitos de amêndoa para oferecer a algumas pessoas queridas. Partilho, hoje, convosco a receita.

segunda-feira, 16 de abril de 2018

O workshop Doces e Folares de Páscoa, em Lisboa, foi assim


Cozinhar com os outros é uma forma de felicidade. Há partilha. Há gargalhadas. Há aprendizagens que se trocam. E no final, sentimo-nos todos de coração cheio pela deliciosa manhã, ou tarde, que passámos a preparar coisas boas para colocar na mesa.


No passado dia 25 de Março, teve lugar, cá em Lisboa, o workshop Doces e Folares de Páscoa. Foi uma manhã deliciosa, literalmente, com as mãos na massa. Neste workshop preparámos várias receitas com massas lêvedas, como o folar tradicional com o ovo cozido, o folar de rosas com doce de gila e amêndoa, um pão de canela doce entrançado, que fica maravilhoso, e um folar de enchidos que é sempre um verdadeiro sucesso assim que se começa a provar. Fizemos também um pão de ló tipo de Margaride e um bolo ninho de amêndoa decorado com chocolate e fios de ovos.

Numa manhã preparámos uma mesa cheia de coisas boas alusivas à quadra festiva da Páscoa. No final, juntámo-nos todos à volta da mesa e degustámos tudo o que foi preparado, entre sorrisos e boa disposição. Estes momentos são tão bons!


Relembro que no próximo dia, 22 de Abril de 2018, irá decorrer o workshop Vamos ao Brunch?, onde iremos preparar várias receitas para pequenos-almoços tardios e demorados, perfeitos para partilhar com a família ou num momento especial a dois. Fazem-me companhia?

EUR 45 Inscrições e mais informações:

escola@istofaz-se.pt   218 078 640   IstoFaz-se
( Realização do workshop sujeito a nº mínimo de participantes )

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Pão de canela com doce de ovos


Em finais de Fevereiro, passou na 24 Kitchen o programa da Tia Cátia, em que tive o prazer de participar. O convite partiu da Cátia Goarmon, numa das nossas sempre bem-dispostas conversas, e eu nem hesitei. O tema escolhido foi o pão.

No programa, preparámos um pão de mistura com figos e nozes, que conquista todos aqueles que o provam, os pãezinhos tigre, que são sempre uma delícia, e um pão doce, maravilhoso, recheado do doce de ovos e fios de ovos. É uma receita que costumo fazer nos meus workshops Doces e Folares de Páscoa.

Desde que o programa começou a passar, tenho tido vários pedidos para partilhar a receita. E aqui fica, hoje. Vamos fazer pão?

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Pudim de chia com morangos e amêndoa crocante


Há dias em que uma receita pode nascer do acaso, de um ingrediente que sobra, de uma imagem que se vê. Um destes dias fiz uma receita onde usei leite de coco. Abri uma lata e acabou por sobrar. Ia congelar o que tinha restado mas como estava a preparar o almoço pensei que seria boa ideia usar a sobra do leite de coco numa sobremesa. E assim fiz. O resultado foi um pudim de chia muito saboroso, fresco e com uma textura crocante dada pela amêndoa. Querem experimentar? Aqui fica a receita.

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Muesli com quinoa e trigo sarraceno


Cá em casa, adoramos os pequenos-almoços e de há uns tempos para cá, temos procurado variar o que comemos logo na primeira refeição do dia. Impulsionada pela vontade de variar, decidi começar a fazer o nosso próprio muesli, em vez de comprar. Tem sido uma saborosa aventura, pois podemos juntar cereais, sementes e frutas diferentes em combinações, mais ou menos usuais, mas sempre de acordo com os nossos gostos.

O último que fiz, juntei flocos de quinoa com trigo sarraceno. Delicioso! Já sabem que a quinoa, que é um alimento muito nutritivo, tem sempre um sabor mais herbáceo, mas com a mistura das frutas, acaba por se dissipar. Cá em casa estamos fãs de muesli. E vocês?

terça-feira, 10 de abril de 2018

Frittata de peru com espinafres


A Primavera chegou tímida e chorosa. A chuva é precisa, mas eu pertenço ao grupo de pessoas que se sente influenciada pelo tempo. Os dias de chuva, cinzentos, remetem para a nostalgia, exigem recolhimento. Os dias de sol, com céu azul trazem energia, alegria, a vontade de fazer coisas.

Enquanto os dias quentes não chegam, por cá, vou procurando fazer as comidas de forno que nos trazem aconchego para o corpo e para a alma. Um destes dias, para aproveitar as sobras de peru assado, resolvi fazer uma frittata para um dos nossos almoços. Soube-nos tão bem!

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Workshop Vamos ao Brunch? em Lisboa


Dia 22 de Abril de 2018, das 10h30 às 13h30, irá ter lugar o workshop Vamos ao Brunch? na escola de cake design IstoFaz-se, em Lisboa. Vai ser uma manhã muito especial.

O objectivo deste workshop é ajudar todos aqueles que procuram fazer do pequeno-almoço uma grande refeição para partilhar com toda a família. O brunch é um conceito que junta o pequeno-almoço e o almoço, uma refeição para aqueles dias em que há tempo para estar à mesa e partilhar muitas coisas boas.

Neste workshop iremos confeccionar receitas muito práticas entre elas uns deliciosos waffles de cenoura que iremos servir com frutas frescas e mel, panquecas com macã caramelizada muito tentadora, pão salgado, pães recheados, scones, sumos, queques, entre outras coisas boas que irão surpreender. Os workshops são sempre práticos. Toda a gente cozinha. Trocamos ideias, partilhamos dicas e a verdade é que aprendemos todos uns com os outros. Vai valer a pena!

No final, e para celebrar a nossa manhã, juntamo-nos à volta da mesa e degustamos tudo o que foi confeccionado. Fazem-me companhia?

EUR 45 Inscrições e mais informações:
escola@istofaz-se.pt   218 078 640   IstoFaz-se
( Realização do workshop sujeito a nº mínimo de participantes )

sexta-feira, 6 de abril de 2018

O lançamento do livro Petiscos e Miudezas à Portuguesa foi assim


Na passada terça-feira, dia 3 de Abril de 2018, às 18h30, na livraria Ferin, na rua Nova do Almada, em pleno Chiado, teve lugar o lançamento do meu último livro Petiscos e Miudezas à Portuguesa, editado pela Marcador editora, e que realizei em co-autoria com o conhecido gastrónomo Virgílio Nogueiro Gomes, uma das grandes referências, em Portugal, de história da alimentação.


A apresentação do livro esteve a cargo da reconhecida Maria de Lourdes Modesto, a autora do meu primeiro livro de cozinha - era ainda uma miúda - e uma das grandes referências da cozinha em Portugal. Conseguem imaginar o meu orgulho?! No seu discurso referiu que as partes menos nobres dos animais há muito que deixaram de ser comida de pobre, que é uma arte saber cozinhar com aprumo as miudezas e que quando pensa em algumas regiões do país, pensa logo na comida ou nos pratos referência da zona e deu como exemplo, o Porto e as suas famosas tripas, receita que consta no nosso livro. No final, citou Alain Ducasse que reconhece e enaltece o valor da triparia e das miudezas.


O lançamento de um livro é sempre, motivo de festa e sabe bem nestas alturas estarmos rodeados de amigos, da família e de pessoas que nos querem bem. Foi um final de tarde feliz com uma festa muito bonita. Depois da apresentação do livro seguiu-se um pequeno cocktail onde foi servida uma maravilhosa bola transmontana e para brindar, vinho Thyro DOC Douro. Poderíamos optar por tinto, branco, rosé e/ou por uma colheita tardia.


Muito obrigada a todos os que estiveram presentes. Foi um prazer partilhar este momento!

Sobre o livro, podem ainda ler:
- Petiscos para fazer e comer;
- Petiscos e Miudezas à Portuguesa.

quinta-feira, 5 de abril de 2018

Bolinhas energéticas de tâmaras com coco e sementes de chia


De há uns tempos para cá, decidi, alterar a minha alimentação. Cada vez mais, procuro fazer refeições equilibradas, com sopa, carne, peixe e muitos, muitos legumes. Deveríamos comer cerca de 450g de legumes (entre cozidos e crus), por dia. É isso, que tenho procurado fazer. Por outro lado, tenho também tentado diversificar o que se come, cá em casa, aos pequenos-almoços.

Decidi que a primeira refeição do dia não pode ser sempre o mesmo, não nos podemos render à monotonia do leite quente a acompanhar um pãozinho com queijo ou fiambre. É bom, mas podemos variar. Faço agora, muitas vezes, batidos, iogurte com sementes de chia, fruta fresca e muesli, omeletes, fruta recheada, panquecas ou waffles. Vivemos, hoje, numa época em que temos tantas alternativas e ingredientes fantásticos à nossa disposição. Por isso, o meu lema é variar sempre o que comemos.

Uma das coisas, que tento variar, também são os lanches ou os snacks a meio da manhã e da tarde. Uma das coisas que passei a fazer, com alguma regularidade, é bolinhas energéticas. São tão boas! Dá para matar a fome, entre refeições, ou para um reforço de energia quando vamos ao ginásio ou fazemos uma caminhada. São também, óptimas para levar numa caixa e ter sempre à mão na gaveta da secretária no nosso local de trabalho. Adoro este tipo de bolinhas. Deixo-vos, hoje, mais uma receita.

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Arroz de tamboril


O dia de ontem, foi um dia feliz. Ao final da tarde, teve lugar na livraria Ferin, em Lisboa, o lançamento do meu último livro Petiscos e Miudezas à Portuguesa realizado em co-autoria com o conhecido gastrónomo Virgílio Nogueiro Gomes, um dos grande conhecedores da história da alimentação em Portugal.

É um orgulho ter publicado este livro que procura revalorizar a cozinha portuguesa, usando as partes menos nobres dos animais e que fazem parte da tradição gastronómica portuguesa. A apresentar o livro esteve a reconhecida Maria de Lourdes Modesto, a autora do meu primeiro livro de cozinha e uma das grandes referências da cozinha em Portugal. Senti-me tão orgulhosa!

Para o almoço, deixo-vos, hoje, um prato que adoro, com sabores bem portugueses. Arroz de tamboril. Gostam?

terça-feira, 3 de abril de 2018

Pudim de gelatina com queijo quark e frutos vermelhos


A Primavera traz a vontade de renovação, de mudança. A natureza renasce depois de um período de frio e chuva. Os dias tornam-se maiores, cheios de luz. Esta mudança de estação traz-nos, por norma, mais energia. Vontade de fazer coisas. Sair de casa e aproveitar os dias bonitos.

Nesta altura do ano costumo sempre dar uma volta aos armários. Escolho sempre roupas que já não uso. Coloco em sacos para dar ou então reciclo-as. Às vezes, tenho calças e faço calções para usar no Verão. Há vestidos que se transformam-se em saias. Há t-shirts para passar para a gaveta das caminhas. Mudar ou renovar o guarda-roupa é um dos imperativos, cá em casa, na Primavera. Também costumam fazer o mesmo?

E depois de um fim-de-semana, à volta da mesa, com muitas amêndoas de chocolate e outras coisas bem doces, deixo-vos, hoje, a sugestão de uma sobremesa sem açúcar que é repetida muitas vezes cá em casa.

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Caril de couve-flor com grão-de-bico e espinafres


Há coisas que são sagradas e que não se alteram enquanto as conseguirmos manter. Uma dessas coisas, é o almoço de domingo de Páscoa, em família. Passamos a maior parte do ano de um lado para o outro, mas neste dia sabe tão bem, reunirmo-nos à volta da mesa e conversar. Falar das coisas da vida. Desabafar. Rir. E claro, comer!

Esta é uma altura de excessos à mesa. Começa-se pelos aperitivos, depois as entradinhas, o borrego assado com batatas, os doces da época e por fim, amêndoas e ovinhos de chocolate. Isto sem falar da garrafa de licor que temos que provar e do cálice do vinho do Porto para ajudar à digestão. A Páscoa é uma época maravilhosa!

De regresso a casa e ao equilíbrio à mesa, deixo-vos um caril vegetariano, delicioso. É bom termos, de vez em quando, refeições sem carne e sem peixe, mas com muitos legumes.