terça-feira, 27 de setembro de 2016

Caril de pescada


Cá em casa adoramos peixe. Penso que, nos últimos tempos, até fazemos mais refeições de peixe do que de carne. Gostamos de peixe grelhado, estufado, assado no forno, escalfado e frito. Quando se fala em fazer peixe cozido com legumes, por exemplo, as opiniões dividem-se. Eu gosto. Mas há quem cá em casa torça logo o nariz assim que se fala em peixe cozido.

Em relação à comida procuro ser consensual e as refeições são um momento de partilha, devem-nos proporcionar prazer e alegria. Por isso, muitas vezes, tento encontrar alternativas ao peixe cozido. E foi isso que fiz quando a Pescanova me desafiou a preparar uma receita com as postas de pescada do Cabo. O resultado foi um delicioso caril de peixe.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Workshop Tartes, Massas e Pizas


Os workshops estão de regresso a Lisboa. No sábado, dia 8 de Outubro de 2016, vamos ter um workshop intitulado Tartes, Massas e Pizas, na ACPP - Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal.

Das 14h30 às 17h00, vamos preparar receitas com diferentes tipos de massas. Iremos fazer tartes e tartelettes com massas doces e salgadas usando diferentes recheios. Iremos fazer massa fresca para um prato de tagliatele com molho de cogumelos. Vamos preparar a massa de piza e o molho de tomate com manjericão e depois a partir de uma selecção de ingredientes preparamos diferentes pizas. Vamos fazer Tartes, Massas e Pizas numa tarde divertida? Aceitam o desafio?

De manhã, das 10h30 às 13h00, teremos também o workshop Tapas e Petiscos. Quem se inscrever nos dois workshops terá 10% de desconto.

Conto convosco?

Inscrições e mais informações:
formacao@acpp.pt   21 362 2705   ACPP
( Realização do workshop sujeito a nº mínimo de participantes )

Workshop Tapas e Petiscos em Lisboa


Os workshops do Cinco Quartos de Laranja estão de volta. Começamos com Tapas e Petiscos, já no próximo dia 8 de Outubro de 2016, na ACPP - Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal, aqui em Lisboa.

Das 10h30 às 13h00, iremos confeccionar várias receitas muito práticas para petiscar ou tapear com a família e os amigos. Vai ser uma manhã muito bem passada e cheia de sabor! Iremos preparar polvo à Galega, pão recheado com queijo, ceviche de bacalhau, tiras de pota à moda de Setúbal com maionese de ervas, tostinhas de queijo Brie com cebola roxa caramelizada, entre muitas outros petiscos de fazer crescer água na boca. Para além dos salgados, vamos preparar também sobremesas. Iremos ter musse de leite condensado, panna cotta e um tentador brownie de chocolate. Vamos petiscar?

À tarde, das 14h30 às 17h00, teremos o workshop Tartes, Massas e Pizzas. Quem se inscrever nos dois workshops terá 10% de desconto.

Conto convosco?

Inscrições e mais informações:
formacao@acpp.pt   21 362 2705   ACPP
( Realização do workshop sujeito a nº mínimo de participantes )

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Vamos fazer Pão: Pão Tigre


Um dos pães que encontramos facilmente à venda é o chamado Pão Tigre. É um pão com uma cobertura crocante de farinha de arroz, que quando vai ao forno racha, fazendo um padrão que faz lembrar a pele de ... um leopardo ou girafa. Mas o nome pelo qual este pão é mundialmente conhecido é como Pão Tigre. Em Inglaterra, a cadeia de supermercados Sainsbury's em resposta à carta de uma cliente de três anos, Lily Robinson, decidiu rebatizá-lo como Pão Girafa. Independente do nome, o que é certo é que é um pão que muita gente aprecia pela sua irresistível e tentadora cobertura.

Pode-se fazer um pão ou pequenos pães Tigre. Eu prefiro fazer em bolinhas. Depois de cozer o pão e deixá-lo arrefecer, congelo-o e durante a semana é mais fácil ir fazendo a gestão dos pequenos-almoços e lanches. É tão bom ter sempre pão fresco em casa. E feito por nós tem um valor tão especial. Vamos fazer pão? O desafio desta semana é Pão Tigre. Quem quer experimentar?

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

10 receitas de polvo que vão querer experimentar


O polvo é um ingrediente muito apreciado cá em casa. Gosto de o usar em arroz, saladas, guisados mas muitas vezes acaba assado no forno com batata branca ou com batata-doce. Nos últimos anos, para o almoço em família, no dia de Natal, o prato escolhido leva polvo. Adoramos!

Para quem gosta de polvo, deixo-vos, hoje, 10 receitas que vão querer experimentar:


Destas dez, qual a vossa receita preferida de polvo?

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Doce de melancia


A minha relação com a melancia nem sempre foi um caso de amor feliz. Quando como, gosto. Mas raramente penso em comprar melancia. Gosto de ver as fatias vermelhinhas cortadas. Lembro-me de pequenas guerras sempre que o meu pai descobria que tinham comido o coração à melancia. E não pensem que era eu! Havia sempre alguém que se antecipava a todos os nós. A minha mãe adora melancia!

Desde que comecei o blogue confesso que tenho tentado usá-la mais. Utilizei-a em saladas e em sumos. No meu livro, Cozinha para Dias Felizes, tenho até uma gelatina de melancia.

Como nesta altura do ano adoro usar a fruta da estação para fazer doces e compotas achei que estava na altura de fazer um doce de melancia. O resultado surpreendeu. O doce ficou com uma cor linda e quando alguém prova, faz um ar surpreendido e exclama: « De melancia?! Acho que nunca tinha provado doce de melancia! »

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Carne à Bolonhesa


Há receitas que faço muitas vezes e por um ou outro motivo ainda não tinha publicado aqui no blogue. Agora com o regresso à escola das crianças e ao trabalho dos adultos, partilho convosco uma receita de carne à Bolonhesa.

Sempre que faço carne à Bolonhesa faço em quantidade suficiente para fazer uma refeição e congelar em caixas o que sobrar. Se há receita prática para congelar em doses e depois ir usando nas refeições da semana, para a família, é esta.

Preparem uma boa quantidade de carne. Coloquem em caixas. Marquem em cada caixa a data de confecção, usando uma etiqueta. Congelem. A carne à bolonhesa tem mil e uma aplicações. Podem servi-la com esparguete ou outra massa que gostem, cá em casa gostamos de servi-la com couve-flor ou outros legumes cozidos em substituição dos hidratos de carbono. Podem usá-la em lasanhas, em cannelloni, numa pizza, num empadão, numa moussaka, em tartes ou pastéis, em tortilhas, usar para rechear curgetes, beringelas ou outros legumes, servir em tacos ou tortilhas, vol-au-vents, entre muitas outras aplicações. Ter a carne à Bolonhesa pronta é uma ajuda fabulosa para preparar as refeições da semana rapidamente. E claro, toda a gente vai adorar!