Próximos Eventos
Albergaria-a-Velha 2 de Junho de 2019
Domingo:
13h00      Workshop Vamos Fazer Pão?
 
 
17h00      Showcooking Receitas com Pão

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Goraz no forno com citrinos


As refeições, cá em casa, são na maioria das vezes, pensadas e executadas com produtos frescos que trago da horta ou que encontro no mercado. Irmos acompanhando o ritmo das estações, à mesa, é uma forma especial de aproveitarmos aquilo que a natureza tem de bom para nos oferecer.

Um destes dias, para dar destino a alguns citrinos que trouxe do quintal, em Santarém, resolvi juntá-los a um peixe no forno. O resultado, surpreendeu e agradou!

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Caril de camarão


Associo sempre os pratos de caril à Índia, país que nunca visitei, mas que me desperta a imaginação, apesar de saber que esta mistura de especiarias faz também parte de outras cozinhas, como por exemplo, a tailandesa.

Os pratos de caril, com os seus sabores fortes, exóticos, permitem-nos viajar. Quando como um caril penso no cheiro a mangas maduras, a viagens em elefantes. Penso em dias de calor intenso, penso nas séries inglesas que via em miúda e cuja acção se passava na Índia, como A Jóia da Coroa.

Penso em mercados com bancas de frutas exóticas, ervas secas e muitas especiarias. Penso no livro A Viagem dos Cem Passos. Quando como um caril, penso que há pratos que têm a capacidade de nos transportar para paragens longínquas e de nos fazer sonhar.

terça-feira, 21 de maio de 2019

Bolonhesa de peru


Batch Cooking, já ouviram falar? É um método que nos permite cozinhar em grandes quantidades para as refeições da semana. Já vos tinha falado deste conceito, aqui.

Tudo o que nos facilite a vida, no dia-a-dia, é muito bem-vindo. Por isso, em vez de cozinharmos todos os dias, uma das opções é escolher um dia e cozinhar em quantidades. Este método exige alguma organização da nossa parte, assim como da despensa e do frigorífico.

Consequentemente, é importante gerir as compras e fazer um inventário do que se tem e do que será preciso comprar. É também importante planear as compras e o que se irá cozinhar. É um método que nos permite reduzir o desperdício e, no fundo poupar. Para além de nos permitir colocar o jantar ou as restantes refeições na mesa, num abrir e fechar de olhos.

Um dos pratos que se adequa, de forma perfeita, a este conceito é o de carne à bolonhesa. Um destes dias, decidi fazer bolonhesa de peru. Usei peito de peru e piquei a carne, em casa.

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Creme de curgete com alho-francês e feijão branco


Sabem que adoro sopa. Procuro ter sopa sempre feita, em casa. Nos dias em que chegamos, a casa, tarde, se tivermos sopa, é meio caminho andado para colocarmos o jantar na mesa sem muito trabalho. Por vezes, uma sopa e uma salada com o que se tem no frigorífico, é suficiente para prepararmos uma refeição rápida e saborosa.

O fim-de-semana foi de trabalho. Estive no Porto para três workshops. No domingo à noite, quando chegámos a casa, apetecia-nos uma refeição leve e o conforto de um prato de sopa. E foi o que fiz. Sem muito trabalho. E soube-nos tão bem! Ter algumas coisas já feitas, em casa, ajuda imenso nestes dias em que chegamos sem tempo e sem disposição para estarmos na cozinha.

Ter sempre sopa feita é um hábito de quem procura fazer uma alimentação equilibrada.

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Papas de aveia no forno com banana e morangos


O pequeno-almoço é uma refeição que passei a valorizar. Decidi, já há alguns anos, que podemos variar o que comemos na primeira refeição do dia do mesmo modo que variamos os almoços e os jantares.

Podemos fazer pequenos-almoços tradicionais, com pão, manteiga e leite. Todos adoramos, é comida de conforto. Mas pode ser muito mais interessante aproveitarmos a variedade de ingredientes, que hoje, temos à nossa disposição, e fazermos pequenos-almoços diferentes. Para mim, fazermos uma alimentação saudável, é procurarmos comer de forma equilibrada, um pouco de tudo, com muitos legumes e sem excessos.

Uma das coisas que podemos fazer, é papas de aveia no forno. Podemos servir ao pequeno-almoço ou, até levar para os lanches, no local de trabalho. Comem-se bem, tanto quentes como frias. A consistência assemelha-se à de um bolo. Papas de aveia de forno, já experimentaram? Adoro!

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Frango assado no forno com laranja


A Primavera tem a beleza da adolescência, pela inconsistência. Até rima! Ora os dias parecem lembrar o Verão, ora entra numa espécie de depressão e traz o cinzento e o frio característicos do Outono e Inverno. Talvez, por isso, nesta altura do ano, as nossas refeições também oscilem, entre a comida de forno, de conforto, e os pratos mais leves e frescos.

Partilho, hoje, convosco uma receita que sabe muito bem, em qualquer altura do ano. É daquelas receitas que faz sempre sucesso assim que chega a mesa, frango assado no forno com laranja.

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Caril de couve-flor com batata-doce e grão-de-bico


Festeja-se, hoje, o Dia da Família. A família é o nosso pilar, no bons e nos maus momentos. No Natal, o melhor presente é estar com a família, com aqueles com quem contamos. É à família que queremos contar, em primeiro lugar, as coisas boas que nos acontecem. É com eles que queremos viver e partilhar a nossa alegria. São eles que nos dão força quando vacilamos. São eles que nos apoiam quando achamos que não vamos conseguir.

Cuidar, é um verbo que associo a ter família. A família são laços de amor incondicional para a vida. Sobre este tema, José Luís Peixoto, um autor português que muito admiro, escreveu assim:

« (...)
na hora de pôr a mesa, éramos cinco:
o meu pai, a minha mãe, as minhas irmãs
e eu. depois, a minha irmã mais velha
casou-se. depois, a minha irmã mais nova
casou-se. depois, o meu pai morreu. hoje,
na hora de pôr a mesa, somos cinco,
menos a minha irmã mais velha que está
na casa dela, menos a minha irmã mais
nova que está na casa dela, menos o meu
pai, menos a minha mãe viúva. cada um
deles é um lugar vazio nesta mesa onde
como sozinho. mas irão estar sempre aqui.
na hora de pôr a mesa, seremos sempre cinco.
enquanto um de nós estiver vivo, seremos
sempre cinco. »


in A Criança em Ruínas

E os momentos em família fazem-se, tantas e tantas vezes, à volta da mesa. Seja para partilhar uma refeição seja em dias de festa. A receita que partilho, hoje, convosco, é uma receita para os dias em que em família decidem fazer uma refeição sem carne e sem peixe.

terça-feira, 14 de maio de 2019

Salada de espargos com queijo mozzarella e presunto


Há frases e citações que são inspiradoras e que nos ajudam a pensar de forma positiva. De uma maneira ou de outra, acho que todos nós temos um ou, outro pensamento, que escolhemos para nos acompanhar em alguns momentos da nossa vida.

Uma das que me acompanha é esta: «What if I fall? Oh, but my darling, what if you fly?» Quando decidimos mudar de vida, as dúvidas acabam por mais cedo ou, mais tarde, chegar aos nossos pensamentos. Para mim, em qualquer situação da vida, a melhor estratégia é pensar de forma positiva. Por isso, esta frase ter um sentido especial, para mim. Perante a mudança, quem sabe se afinal não descobrimos que conseguimos voar!

«Só morremos, quando morrer a última pessoa que se lembra de nós.» Esta frase foi umas das que me ajudou a encontrar algum conforto perante a morte daqueles de quem gostamos. Depois de a ler passou a acompanhar-me.

Depois, existem, muitas outras, que escolhi porque me dão força, principalmente naqueles dias em que vacilamos. «Os muros existem para os ultrapassarmos» ou «Tudo parece impossível até que seja feito». Pensar, de forma positiva, é meio caminho andado para sermos mais felizes. E é isso que procuro ir conseguindo, todos os dias.

E vocês, que frases ou pensamentos vos inspiram?

Os dias bonitos de Maio convidam a pensamentos inspiradores e começam a pedir saladas frescas, cheias de cor!

segunda-feira, 13 de maio de 2019

Workshop Receitas Práticas com Coelho, em Lisboa


No sábado, dia 25 de Maio de 2019, em Lisboa, no Lisbon Cooking Academy, das 15h30 às 19h00 iremos ter o workshop Receitas Práticas com Coelho. A carne de coelho é uma carne brancas muito versátil e por isso podemos usá-la em mil e uma receitas para o dia-a-dia.

Neste workshop iremos preparar receitas muito práticas, para o dia-a-dia, seja para refeições em família, como também, para levar para o trabalho. Vai ser uma tarde muito especial à volta da cozinha. Iremos confeccionar hambúrgueres, coelho à Brás, estufado com vinho tinto, com arroz, entre outras, deliciosas opções. No final, degustamos tudo o que foi confeccionado.

A campanha europeia de incentivo ao consumo de carne de coelho vai oferecer convites duplos aos leitores do Cinco Quartos de Laranja para este workshop. O convite está feito. Quem quiser viver esta experiência basta:

- Levar consigo um exemplar do meu livro O Livro de Petiscos da Isabel;

- Inscrever-se através do preenchimento do formulário a seguir apresentado, até às 24h do dia 21 de Maio de 2019.

Serão seleccionados aleatoriamente 9 convites duplos para o workshop. Os contemplados serão contactados, a partir do dia 21 de Maio de 2019. Cada convite é válido para duas pessoas.

Sábado, dia 25 de Maio, vamos cozinhar com carne de coelho? Inscrevam-se!



sexta-feira, 10 de maio de 2019

Bolo de banana com nozes


Que bom que é fazer um bolo, ao fim-de-semana, para partilhar com a família. Quando vivia com os meus pais, era hábito haver um bolo ao domingo. Era como que um ritual que nos deixava a todos, felizes.

Não me lembro da primeira vez que comi um bolo de banana. Sei que faço bolo com banana, há já, uns anos e tenho, pelo menos, duas receitas, aqui, no Cinco Quartos de Laranja.

Adoro bananas. Acho que como uma banana, quase todos os dias e por isso, é fruta que procuro que não falte, cá em casa. Por vezes, quando me apercebo, algumas ficam maduras demais. Ou melhor, ficam mais maduras do que eu gosto. Por isso, há alturas em que procuro dar-lhes destino.

E um destes dias, o destino de algumas bananas maduras foi um bolo. Aproveitei a oportunidade e experimentei uma farinha integral com fermento, para bolos, e o resultado agradou a quem provou. Receita a repetir, cá por casa.

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Peru estufado com batatas e ervilhas


As ervilhas são uma das coisas boas que a Primavera nos oferece. Hoje em dia, encontramos facilmente ervilhas à venda, o ano todo, mas nesta época, parece que sabem ainda melhor!

Um destes dias, para aproveitar as ervilhas da estação, decidi fazer um prato que faz sempre sucesso, cá em casa, carne estufada com batatas e ervilhas. Desta vez, a carne que usei, foi de peru.

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Arroz de bacalhau com camarão


O bacalhau é um peixe que nós portugueses adoramos. Cá em casa, não é excepção. Confesso que gosto de ter sempre bacalhau demolhado, no congelador, pronto a usar. É um dos peixes mais versáteis que temos à nossa disposição.

No final do mês de Abril, estive no supermercado do El Corte Inglés a confeccionar receitas com o bacalhau do Atlântico da Pescanova. Um dos pratos, que preparei, foi um arroz de bacalhau com camarão. Ficou um prato rico e cheio de sabor. Deixo-vos, hoje, a receita.

terça-feira, 7 de maio de 2019

Sandes de fiambre da perna extra pimentas e abacate


Abril despediu-se com sol e céu azul. Aos poucos, já se nota a chegada do calor. Com o bom tempo chega, também, a vontade de fazer refeições mais leves. De levar almoços para o trabalho que não precisem de ser aquecidos. Começamos a planear as idas à praia, a pensar nos passeios, em família, de modo a podermos aproveitar o bom tempo da melhor forma possível.

Uma das coisas que gosto de fazer, nesta altura do ano, para refeições rápidas ou, para lanches mais substanciais, é sandes. Por isso, quando a Primor me desafiou a preparar uma receita com o seu fiambre da perna extra pimentas, resolvi preparar uma sandes. Fica tão boa!

Para comprarem este novo fiambre da Primor, devem dirigir-se às zonas de charcutaria dos supermercados e pedir para cortar ou fatiar. Vão ver que é muito saboroso.

segunda-feira, 6 de maio de 2019

Creme de favas com alho-francês


Preocupo-me, cada vez mais, com a minha alimentação. Comer comida verdadeira, é um dos conselhos que Michael Pollan nos dá, em alguns dos seus livros. Conselho que, intuitivamente, já sabemos, mas com as ofertas práticas que chegam aos supermercados, acabamos por não adaptar. Confesso que, quando vou ao supermercado, reparo nos carrinhos de compras que estão na fila, à minha frente. E a maioria das vezes, vejo que as compras têm muitos produtos processados. Todos sabemos que são mais baratos. Práticos. E por norma, agradam mais facilmente aos comensais. Por outro lado, de uma maneira geral, cozinha-se menos. A grande maioria das pessoas das gerações mais novas, não sabe cozinhar. Na minha opinião, a escola deveria ter um papel activo em termos de educação alimentar.

O papel da família é fundamental na transmissão de valores e hábitos. Cresci numa família que sempre valorizou o que se coloca na mesa. E uma das coisas que sempre fez parte das nossas refeições, foi a sopa. Comecem as refeição com um prato de sopa. Falem, à mesa, sobre o que é a vossa comida e sobre como foi preparada. Explicar a preparação, a origem dos legumes, é algo positivo.

A sopa, para além de ser uma excelente maneira de ingerirmos mais água e mais legumes, é uma prática de quem procura fazer uma dieta equilibrada. E depois, podemos fazer uma sopa diferente, todos os dias, mesmo que tenhamos a mesma base. Para as sopas, aproveitem os ingredientes da estação. Um dos melhores locais para ver e perceber o que é da época, são os mercados.

Cultivadas no Outono, colhem-se na Primavera. Em Maio é tempo de favas. Aproveitem-nas. Surpreendam a família e façam uma sopa.

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Musse de chocolate com ladyfingers


Quando vou a Santarém e juntamos a família, para o almoço, cabe-me, quase sempre, preparar e levar a sobremesa.

Adoro sobremesas. Mas a verdade, é que costumo quase sempre fazer bolos ou biscoitos. Um destes dias, decidi variar. Lembrei-me que nos meus tempos de adolescente costumava fazer uma sobremesa com musse de chocolate, bolachas Maria embebidas em café e natas batidas. Era fresco, não muito doce e toda a gente adorava. E foi o que fiz. Preparei a musse. Em vez das bolachas, usei ladyfingers ou palitos de champanhe e, às natas, adicionei um pouco de queijo creme. O resultado? Muito bom!

quinta-feira, 2 de maio de 2019

Hambúrguer de peru com maionese de limão


Maio chegou com sol. Os dias de sol são, sempre, tão inspiradores. Eu adoro este tempo em que as temperaturas são amenas, com céu azul. Aos poucos, começamos a querer vestir roupas mais leves e frescas. Já começamos a pensar nas idas à praia. De há uns anos para cá, que faço questão de ter, pelo menos, uma semana de férias na praia, em prol da vitamina D.

A mudança do tempo, traz também uma mudança na nossa alimentação. Começam a apetecer comidas mais leves. Colocamos a mesa no quintal, para fazermos refeições, ao ar livre, e aproveitar o que sol nos tem para oferecer. Em família, deixamos os almoços de cozido à portuguesa e abrimos a época dos grelhados.

Para recebermos Maio, de braços abertos, deixo-vos, hoje, uma receita de hambúrgueres de peru grelhados.