sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

10 receitas de bacalhau para o Natal


Os portugueses têm um relacionamento muito especial com o bacalhau salgado. Foi pescado durante décadas ao largo da Terra Nova e na Gronelândia. Dos bacalhoeiros saíam os pequenos barcos a remos e vela, tripulados por apenas um homem que se chegavam a afastar 500 metros para lançar a linha ao mar. Um processo solitário, onde colocavam todos os dias a vida em risco. Sabemos que muitos morreram. As campanhas podiam durar seis a sete meses. As condições de vida dos pescadores eram muito duras.

O bacalhau apareceu primeiro na mesa dos mais pobres e só a partir do século XIX é que começou a aparecer na mesa dos mais abastados e ligado a ingredientes mais nobres.

Hoje quando vamos ao supermercado encontramos uma grande oferta de bacalhau. Grande, pequeno, mais grosso, menos, etc. O mais caro é o bacalhau seco de cura amarela, tem apenas 12% de sal (os outros têm 17%). O chamado asa branca, é um bacalhau normal a que se retirou a pele escura da asa. Por isso, deve-se estar atento ao preço. Em relação ao peso, é considerado bacalhau corrente, o bacalhau até 1 kg, o crescido é quando tem até 2kg, o graúdo até 3kg, o especial com mais de 3kg e o jumbo, são bacalhaus com mais de 4kg.

Quando se pede para cortar o bacalhau é importante que as postas tenham uma altura idêntica, para que o processo de dessalga seja feito de forma uniforme. O bacalhau deve ser colocado de molho em água fria. Se for necessário, no Verão, acrescentar uns cubos de gelo ou até colocar o recipiente no frigorífico. As postas de bacalhau devem ser colocadas com a pele virada para cima e a água deverá ser mudada com mais frequência nas primeiras horas de dessalga. Poderão colocar as postas de bacalhau numa rede de modo a não tocarem no fundo, onde o sal se irá depositar.

Se o processo de demolha do bacalhau é importante, a confeção não fica atrás. Ninguém gosta de ter no prato um bacalhau seco, demasiado cozido (perde-se o colagénio, a gelatina que une as lascas) e sem sabor, por isso o processo de cozedura é fundamental. Para cozer o bacalhau, devemos colocá-lo em água a ferver temperada ou não a nosso gosto e reduzir o lume para que a água não volte a ferver. Assim que estiver cozido retirar. Quem preferir pode usar um termómetro, que introduzido na parte mais grossa da posta deverá marcar 40ºC. O bacalhau também poderá ser cozido em leite, se for para lascar ou para usar num Bacalhau à Brás. O bacalhau deve ser cozido em posta, com peles e espinhas.

No nosso receituário, encontramos mais de mil e uma maneiras de confecionar este peixe. É uma das nossas riquezas gastronómicas. Faz parte da mesa do dia-a-dia de muitos portugueses, mas no Natal, na noite de Consoada tem um papel especial, ligado ao peso da tradição. Para ajudar a planear esta noite especial, aqui ficam dez deliciosas sugestões para apresentar o nosso fiel amigo:

12 comentários:

  1. Um grande bem haja! Acabas-te de facilitar as minhas escolhas!! Agora já sei onde encontrar a melhor selec,ao de receitas de bacalhau!
    beijinho*

    ResponderEliminar
  2. UH!!!Bacalhau é tudo de bom! que delicia de receitas de bacalhau, seleção fenomenal, tem para todos os gostos. Amei. bjs Gina

    ResponderEliminar
  3. É bom de todas as maneiras, gosto de todas as opções. Curiosamente os Nórdicos destestam, não sabem o que perdem.

    ResponderEliminar
  4. Excelentes sugestões e dicas para a consoada. Aqui no Porto, o restaurante "Rogério do Redondo" (um dos nossos favoritos) serve "Bacalhau de cura amarela assado com arroz do mesmo", só à 2ª feira. É de comer e chorar por mais...

    ResponderEliminar
  5. Ondina,
    já tomei nota desse restaurante. Quando for ao Porto quero passar por lá.

    Sabor a Casa,
    é verdade. Nem sabem o que perdem. O bacalhau é tão versátil e tão saboroso.

    Gina e Pammy Sami,
    muito obrigada.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Laranjinha, obrigada pelo trabalho de juntares estas listas deliciosas de receitas. De entre estas, nem sei qual escolher. Já fiz três delas (bacalhau assado no forno com batatas, bacalhau com broa de milho e couve lombarda e bacalhau verde) e foram todas aprovadíssimas. Que remédio tenho eu senão experimentar as restantes sete. :-) Beijinho

    ResponderEliminar
  7. todas ela soao muito bem pensadas e muito boas parabebns beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  8. Bacalhau é um peixe pra qualquer data comemorativa. Um prato de festa!!!

    www.carolcoelhogastronomia.com

    ResponderEliminar
  9. Rita,
    as receitas de bacalhau são sempre uma delícia e as que referes são óptimas. Espero que gostes das restante sete! :)

    A Paixão da Isa,
    estas receitas que escolhi acho que combinam bem com um dia de festa.

    Carol Coelho,
    um prato de bacalhau sabe sempre bem e em alturas d festa ainda melhor.

    Um beijinho e votos de bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  10. É sempre um prazer visitar o teu blogue. Tudo nele me agrada. A qualidade do teu trabalho, e o de muitas outras amigas, faz-me sentir tão "pequenina"...
    Obrigada, por nos ofereceres tanto do teu tempo e do teu saber.
    Bjs

    ResponderEliminar
  11. e eu estou desejosa para comer bacalhau no natal!! :D
    aqui é mt caro..e o congelado, minha nossa, é de chorar! parece que estou a comer filetes de pescada! :S

    ResponderEliminar
  12. Humm

    qual a mais deliciosa??!!!

    Boa semana!

    Beijão Jê!

    ResponderEliminar