quarta-feira, 21 de Março de 2012

A que sabe a Primavera? - 25 receitas


A que sabe a Primavera? Esta foi a pergunta que fiz a alguns escritores amigos e eis o que me responderam:

“Este ano aqui na Nova Inglaterra já o Inverno soube a Primavera. Estranhamente, porque não me lembro de nada semelhante. Por isso nem dei pela sua chegada no calendário; faz muito já que ciranda lá por fora a brincar no jardim. Todavia creio que a pergunta puxa para uma resposta mais metafísica. Ora, com o rolar da idade, a Primavera sabe cada vez mais a sabia. Mas isso é coisa de sexagenário como eu. Você, Isabelinha, e o Ricardo ainda habitam nela. Espero bem que saibam sabê-la em pleno.”


“A Primavera sabe a um cesto aconchegado de frutas frescas, sumarentas e coloridas de sorriso alegre.
A Primavera sabe a pétalas vaidosas que provocam curiosidade nas papilas gustativas e embelezam os outros ingredientes.
A Primavera sabe a doces leves e prazerosos como a suave brisa que percorre a nossa pele ao ser tocada com delicadeza.
A Primavera sabe a tudo o que nos recorda natureza e impulsiona o desejo de partilhar uma refeição ao ar livre com quem nos faz feliz.”


“A Primavera sabe a Páscoa. Sabe a borrego assado no forno, com um ligeiro travo a cravinho da Índia, ou guisado, com ervilhas. Sabe a queijadas de requeijão, a bolos de faca de Vila Boim e aos biscoitos da minha avó, cuja receita ninguém sabe onde pára. Sabe a amêndoas com canela e a confeitos de chocolate de todas as cores. Sabe a Elvas, a noites de lua cheia e à Procissão do Mandato. Sabe a tardes de sol, a pescarias no Guadiana e a aguaceiros inesperados a caminho de Juromenha. Sabe a olhares rendidos, a doces beijos roubados e a desencontros amargos. Sabe a livros de Stevenson e a música de Vivaldi e de Bach. Sabe a tempo em fuga e às memórias que ficam.”


“Não sei já a que sabe a Primavera, as alterações no clima misturam tudo e é incerto que a Primavera saiba a um gosto só. Mas se a Primavera for um estado mental, então ao paladar da imaginação apetece-lhe recolocar o grelhador no quintal e atear desejos e brasas onde crestarão as carnes ou os peixes da felicidade comensal. Acontecerá uma espécie de milagre que transmuta o tinto em branco, fresco. Haverá saladas e frutas. Mas na melhor Primavera cai a chuva, como uma melancolia súbita, que entardece e é bonita. Nesses casos sigo o preceituário dos avós: afiguro, revisito essa cozinha que dá para o mesmo quintal, onde a chuva cai, inunda o ralo, sonora. Almoço, com gosto, o prato de feijão-frade dos dias pluviais, que acompanhasse um bacalhau assado no forno.”


“A Primavera sabe a flores frescas do campo. Devemos preparar as papoilas gustativas.”






“A primavera é um caminho que se faz com olhos nas flores e os ouvidos no canto dos pássaros, é uma outra possibilidade que o tempo nos dá para refazermos o resto do ano, uma nova caixa de lápis de cor. A primavera sabe a novas possibilidades, como uma caixa de chocolates por abrir e, como disse a mãe de Forrest Gump, you never know what you're gonna get.”



“A minha Primavera sabe a abreijos de filhos ou como diz o meu filho Martim "faz calor dentro da minha boca" (quando ela, a Primavera, chega). A receita do meu filho é um sortido caro de receita esquecida mas que nunca se esquece.”






Para hoje escolhi uma selecção com sabor a Primavera, que ontem nos brindou com a sua chegada. Para saborearmos a estação, nada melhor do que 25 pratos com ingredientes da época:

Sopas, saladas e entradas:
- Ovos mexidos com espargos;
- Salada de espargos com ovo quente;
- Salada de espargos, com ovo, salmão e mozzarella;
- Salada de favas;
- Salada de mozzarella com tomate, morangos e manjericão;
- Sopa de bacalhau com grelos e ovos;
- Sopa de feijão branco com acelgas;
- Sopa de feijão frade com grelos;
- Sopa de legumes com feijão branco.

Prato principal:
- Arroz de favas;
- Arroz de grelos com camarão e feijão encarnado;
- Bacalhau assado com batatas;
- Bacalhau salteado com grelos;
- Borrego estufado com ervilhas;
- Coelho com favas;
- Favas guisadas;
- Frango com favas;
- Risotto de ervilhas, cogumelos, manjericão e limão;
- Tagliolini nero com lulas salteadas e puré de ervilhas.

Sobremesas:
- Carpaccio de laranja com calda de anis;
- Gelado de baunilha com molho de morango;
- Morangos com mel;
- Parfaits de frutos vermelhos com chantilly de lima e gengibre;
- Risotto de morango;
- Salada de fruta com molho de iogurte e sementes de papoila.


Para mim, a Primavera sabe a dias de céu azul sem nuvens, a ervilhas e favas doces e tenras. A morangos frescos e suculentos. Sabe a espargos selvagens acabados de colher. A tardes de leitura com um sumo fresco na mão. Sabe a flores e a abundância. Sabe a saladas e a pratos coloridos. Sabe a vida e ao vigor do renascer.

E para vocês, a que sabe a Primavera?

8 comentários:

  1. Sabe a flores, a limonada, a saladas coloridas, a refeições descomplicadas, dias de chuva miudinha com o arco-iris a espreitar :)

    ResponderEliminar
  2. A minha primavera sabe a saudade, saudade do perfume das flores, do cheiro a terra molhada, e passeios de bicicleta...
    Belissima compilação Laranjinha, um grande bem haja uma vez mais!
    Desejos de uma colorida Primavera :)

    ResponderEliminar
  3. A minha primavera sabe a pratos leves e coloridos, a vinhos frescos e leves, a pic-nic no domingo a tarde, a gelados em esplanadas junto ao rio, a pés descalços em relva rasteira... a Primavera sabe a promessa de felicidade :)

    http://copodesaltoalto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. que belo presente laranjinha :)
    A primavera sabe a partilha
    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Primavera, sabe a liberdade, a alegria, vontade e inspiração. Sabe a programas ao ar livre, idas à praia com casaco na mão. Sabe a sumos de laranja numa esplanada com o livro ideal, sabe a passeios no parque com lancheira na mão... sabe mesmo tão bem a chegada da Primavera!

    ResponderEliminar
  6. Muito obrigada pelos vossos comentários.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  7. A Primavera sabe a laranjas doces, cheira a flores silvestres e a verde tenro, soa a concertos saídos das copas que aos poucos se formam nas árvores. A Primavera é sempre a infância e os jogos ao ar livre; é sempre a adolescência e os primeiros amores; é sempre o desejo de aí voltar.

    ResponderEliminar
  8. Para mim a Primavera sabe a favas tenras, a coentros, a frutas frescas, a saladas multicoloridas, ao primeiro contacto com a areia da praia, a sumos de fruta, a sobremesas com morangos e frutos silvestres! E a gelados! Se bem que a gelados sabem também o Verão, o Outono e o Inverno... ihihihi :)

    ResponderEliminar