Próximos workshops
Lisboa 29 de Novembro de 2014
Sábado:
10h30 - 13h00      Entradas e Aperitivos para Festas
 
 
14h30 - 17h00      Doces de Natal
Inscrições limitadas 30  formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP

domingo, 13 de Novembro de 2011

20 receitas com abóbora e o coche da Cinderela


Eu adoro abóboras, especialmente grandes e com formas estranhas. Tenho pelas abóboras um fascínio especial, como se elas escondessem segredos ou possuíssem características que as deixassem à mercê de poderes mágicos. Mas este fascínio deve ter uma razão de ser, não acham? A nossa imaginação e as ideias que construímos sobre as coisas e sobre o mundo começa logo na infância, por exemplo, com as histórias infantis e depois nunca mais para. Sinto-me mais descansada, pensar que este fascínio é algo puramente cultural e não fruto de uma qualquer avaria psicológica.

A primeira referência cultural de que me lembro foi retirada da história da Cinderela, que povoa o imaginário de qualquer criança. Quem é que não sonha em ser princesa, nem que seja por um dia, e casar com um príncipe encantado? A Cinderela consegue. A rapariga pobre, mal tratada pela madrasta e pelas terríveis irmãs, com a ajuda de uma fada madrinha consegue ir ao baile e dançar com o príncipe. E o que é que a fada madrinha transforma em coche para levar a Cinderela ao baile? Uma abóbora. E de certeza que a fada madrinha não escolheu a abóbora mais pequena para fazer o coche? Nem uma muito bonitinha? Eu não acredito que tenha sido!

De há uns anos a esta parte, chegou até nós a tradição anglo-saxónica do dia das Bruxas, onde as abóboras são esvaziadas e transformadas em lanternas vegetais. Recortam-se os olhos e a boca e são colocadas à noite para meter medo, para afastar os espíritos errantes do mal, tal como reza a lenda.

Na cozinha a abóbora é muito versátil e rentável. Numa abóbora, pode-se aproveitar a polpa, a casca (para servir uma sopa, por exemplo), as sementes e as flores. Podemos consumi-la de variadas formas, desde cozida, assada, guisada e em sobremesas. Cá por casa procuro ter sempre abóbora. Quando tenho em abundância corto-a em cubos e congelo, para depois ir usando, principalmente nas sopas.

Para aproveitar as abóboras da época, hoje, deixo-vos 20 receitas em que este fruto é protagonista:

Sopas e cremes:
- Creme de abóbora com gengibre e crocante de presunto;
- Creme de abóbora, funcho e cominhos;
- Creme de legumes assados;
- Dias de céu azul e uma sopa de abóbora;
- Sopa de abóbora assada com grão;
- Sopa de abóbora com azeite de coentros;
- Sopa de abóbora com gengibre;
- Sopa de abóbora e cenoura;
- Sopa de abóbora e tomate assado;
- Sopa de couve-flor e abóbora assadas com coentros.

Pratos:
- Arroz com abóbora e tomate assado;
- Arroz de abóbora manteiga com folhas de manjericão;
- Caril de vaca com batata-doce e abóbora;
- Frittata de peixe com abóbora;
- Porco assado com batata-doce e abóbora;
- Salada de abóbora manteiga assada com lentilhas.

Sobremesas:
- Bolo de abóbora;
- Bolo de abóbora com cobertura de chocolate;
- Doce de abóbora;
- Queques de abóbora.

Bons cozinhados com abóbora!

6 comentários:

  1. Bem, até fiquei com os olhos alaranjados...
    A abórora é sempre a minha salvação, como dura muito tempo, posso ter umas quantas para me salvaguardarem em momentos de escassez de outros vegetais... E agora com esta tua maravilhosa lista ideias não hão de faltar!
    Bem haja***

    ResponderEliminar
  2. A abóbora sempre me acompanhou na minha infância... mas apenas transformada em deliciosas sopas... ;) Agora... e com a ajuda da blogosfera e as revistas de culinária já se transformaram em algo mais... e algo igualmente delicioso...
    Obrigado por partilhares todas estas boas sugestões...
    Beijinhos e boa semana...

    ResponderEliminar
  3. Ai a abóbora... No outro dia o Marco (o esposo) fez um risotto de abóbora que estava uma maravilha, como tudo o que se cozinha com abóbora :)
    A verdade é que a abóbora é muito versátil, quer seja na culinária (os milhões de pratos onde a podemos utilizar, desde salgados a doces) como na vida em geral (o halloween, as histórias infantis, a agricultura...). E se formos a pensar bem no assunto, a história da Cinderella é mais uma prova da versatilidade da abóbora!
    Para mim, a cor e o sabor deste legume batem tudo, já para não falar nos vários tipos de abóboras que existem, lindos lindos de morrer. E como são mais abundantes na minha altura do ano favorita, mais um ponto a favor.

    ResponderEliminar
  4. eu tambem adoro aboboras. gosto de frittata de abobora e couve (kale) , soupa crème de abobora com leite de coco e tantos outros pratos
    obrigada pelas suas receitas vou experimentar uma delas.
    Idalina

    ResponderEliminar