Próximos Workshops
Lisboa 4 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h00 - 13h00      Doces Tradicionais de Natal
Inscrições: escola@istofaz-se.pt   218 078 640 IstoFaz-se
Lisboa 10 de Dezembro de 2016
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas para a Mesa de Natal
 
 
14h30 - 17h30      Presentes de Natal
Inscrições: formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Bolo de abóbora com frutos secos


A cozinha faz-se de evoluções. Hoje em dia, a par de utensílios vários, temos diversos equipamentos que nos auxiliam e facilitam a vida. Preparar comida em casa é cada vez mais fácil graças ao desenvolvimento científico e tecnológico que coloca no mercado excelentes opções para preparamos refeições ou realizar processos num curto espaço de tempo. As nossas vidas são cada vez mais atarefadas, sobrando-nos pouco tempo para aquilo que mais gostamos e quando chega a hora de preparar refeições se tivermos uma ajuda, melhor.

Todos comemos, é uma verdade evidente e irrefutável. Tanto é um prazer como uma preocupação. Não há como fugir à comida. Quem cozinha, quem tem família, questiona-se várias vezes sobre as refeições a preparar: - O que é que eu faço hoje para o jantar? Não deixei carne a descongelar e agora? O que é que eu tenho em casa que possa preparar sem estar muito tempo na cozinha? A tecnologia, as invenções ajudam-nos a encontrar as melhores formas de nos alimentarmos e se pouparmos tempo, melhor ainda.

Começa hoje no Cinco Quartos de Laranja, uma nova rubrica de receitas que desenvolvi para o robot de cozinha Cuisine Companion da Moulinex.



Bolo de abóbora com frutos secos

Ingredientes:
335 g de abóbora manteiga sem casca e pevides
Raspa de 1 laranja
50 ml de sumo de laranja
4 ovos médios
100 ml de óleo
300 g de açúcar amarelo
300 g de farinha com fermento
1/2 colher de chá de gengibre em pó
1 colher de chá de canela em pó
1 pitada de noz moscada
1 pitada de cravinho
70 g de nozes
85 g de alperces secos
1 pitada de sal


1. Cortar a abóbora em pequenos cubos. Deitar 700ml de água na taça e colocar o cesto de vapor com a abóbora cortada. Seleccionar o programa de vapor durante 20 minutos.

2. Pré-aquecer o forno a 180ºC.

3. Depois da abóbora cozida, colocá-la num pano e espremer até obter 150 g de polpa. Retirar a água da taça.

4. Colocar a abóbora escorrida na taça com a lâmina amassar/triturar. Reduzir a puré a abóbora na velocidade 6 durante 1 minuto e 30 segundos. Com a espátula limpar o puré de abóbora dos lados da taça.

5. Adicionar ao puré os ovos, o sal, o óleo, a raspa e o sumo de laranja. Misturar na velocidade 7 durante 1 minuto.

6. Juntar o açúcar, a farinha, as especiarias, as nozes e os alperces picados grosseiramente, mexer na velocidade 6 durante 30 segundos.

7. Levar ao forno em forma redonda com buraco, previamente untada, durante 40 minutos. Antes de retirar, verificar a cozedura com um palito.

8. Desenformar o bolo depois de frio. Servir polvilhado com açúcar em pó.


Este bolo servido com uma chávena de chá num dia chuvoso de Outono, sabe mesmo muito bem!

14 comentários :

  1. Oh, uma receita que não vou copiar, sou anti este tipo de máquinas, confesso. Pode parecer parvoíce da minha parte mas aos meus olhos estas maquinetas, as bimbys, as yammys e afins englobam tudo aquilo que eu menos suporto em termos de lifestyle, são o porta estandarte de uma "fast paced living" e eu sou adepta do movimento "slow living". Mais a mais, também confesso que no fundo sou é uma grande "sopeira" que adoraaaaa ir para a cozinha ás 18h da tarde fazer o jantar loool. Ai se as feministas me lêem!!!
    http://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miranda,
      eu sou adepta de tudo o que nos facilite a vida, seja a Cuisine Companion, a 1,2,3, uma batedeira ou a varinha mágica, isto, claro, sem ser fundamentalista. A cozinha está sempre em evolução. Quer queiramos quer não, estas máquinas são instrumentos que nos ajudam. Tudo depende do uso que lhes damos e das nossas necessidades.
      Um beijinho e bons cozinhados.

      Eliminar
    2. Olá Miranda
      Por muito estranho que possa soar, sou igualmente adepta de uma vida mais calma e mais simples, menos ligada ao consumo desenfreado e mais às relações que nos enriquecem e tenho uma máquina destas! A etiquetagem de um estilo ou filosofia de vida associado a um robot de cozinha é redutor, não se é isto ou aquilo por se ter uma máquina assim, e quem a compra provavelmente não o faz para impressionar quem visita a casa...
      Pessoalmente não gosto de cozinhar, mas tenho uma grande família e se não for eu a chegar-me à frente, comemos massa com salsichas todas as noites. Tenho uma moulinex destas e, pasme-se, o facto de ter uma ajuda (para compensar a minha falta de paciência na coisa) fez com que fosse ganhando gosto e me atrevesse a fazer comida mais arrojada e saborosa.
      Não vale a pena ser anti robots de cozinha! A realidade é mais complexa do que julgamos à partida ;)

      Eliminar
    3. Se calhar é porque tem muito tempo...

      Eliminar
  2. Olá!
    Ainda não fiz bolo de abóbora, mas esta mistura com os frutos secos agrada-me. Acho que vai inspirar-me para um bolinho de fim de semana.
    um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paula,
      experimenta. Fica um bolo cheio de sabor. Cá em casa, adorámos.
      Um beijinho.

      Eliminar
  3. A mistura de ingredientes é deliciosa! Mas também se pode fazer o bbolo da forma tradicional, certo?

    http://www.paparocadeliciosa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deliciosa Paparoca,

      sim, pode-se fazer o bolo de forma tradicional.
      Espero que goste.
      Um beijinho.

      Eliminar
  4. uauuuuuuuuuuuu adorei o bolo e amo misturas assim, beijos

    ResponderEliminar
  5. Esqueci de dizer ,que a um mês atraz uma amiga fez um bolo de abobora mas não me deu a receita, era dos deuses . Agora tenho a minha mais uma vez obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria Izabel,

      espero que goste.
      Um beijinho

      Eliminar
  6. que belo bolinho!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Susana,

      obrigada. Aconselho a experimentar.
      Um beijinho.

      Eliminar