Próximos Eventos
Lisboa 11 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 11h30      Pequeno-almoço no dia de Natal na loja Maria Granel
Lisboa 11 de Dezembro de 2016
Domingo:
16h30 - 17h15      Showcooking bolo coroa de Natal
Lisboa 18 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 12h00      Presentes de Natal na mercearia Morteiro & Santos

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Pão-de-ló de Alfeizerão


O pão-de-ló húmido é uma das muitas receitas de origem conventual que marcam a nossa doçaria. Existem várias receitas. A primeira que conheci foi a do pão-de-ló de Rio Maior, que deve diferir da de Alfeizeirão, localidade perto de Alcobaça, apenas pelo nome.

Segundo Virgílio Nogueiro Gomes o pão-de-ló de Alfeizerão nasceu em Cós, no Mosteiro Cisterciense de Santa Maria de Cós, mas sem a certeza de ser confeccionado como hoje o conhecemos. O que hoje conhecemos "(...) vem dos finais do século XIX, com o mosteiro definitivamente fechado [as ordens religiosas foram extintas em 1834]. O rei D. Carlos visitava com alguma frequência o seu amigo fidalgo Vitorino Froes, «passando temporadas entre a quinta de Alfeizerão e uma casa em São Martinho do Porto». Foi pois numa dessas ocasiões que, com uma retirada antecipada do forno, ou por falta de prática, que o pão-de-ló ficou mal cozido. Eis senão que se prova, e a resposta foi de excelente aprovação. O próprio rei elogiou tanto aquela preparação que, a partir desse momento, parece que as poucas que saberiam fazer a receita começaram a retirá-los antecipadamente do forno, pela satisfação que davam. E assim se instala uma tradição que perdura." in Doces da Nossa Vida, p. 127.

Esta pequena história foi mesmo um doce engano para nosso deleite. Cá em casa adoramos este pão-de-ló.


Pão-de-ló de Alfezeirão
( in Cozinha Tradicional Portuguesa de Maria de Lourdes Modesto )

Ingredientes para 6 pessoas:
100 g de açúcar
6 gemas
2 ovos inteiros
50 g de farinha


1. Bater os ovos com o açúcar até obter um creme esbranquiçado.

2. Juntar pouco a pouco as gemas, previamente desfeitas.

3. Bater durante 10 minutos a mistura com a batedeira. Se baterem à mão, serão 20 minutos.

4. Adicionar com movimentos suaves a farinha, previamente peneirada.

5. Colocar o preparado numa forma redonda (24 cm) forrada com papel vegetal.

6. Levar ao forno pré-aquecido a 225ºC durante 10 minutos. Assim que sair do forno, retirar da forma com o papel vegetal.


O tempo de forno tem que ser mesmo os 10 minutos, qualquer minuto a mais e já não fica como é devido, húmido e deliciosamente bom!

20 comentários :

  1. Posso aplicar este bolo em que receita? Torta recheada, bolo recheado?

    ResponderEliminar
  2. Suze,
    este bolo é servido mesmo assim. É um doce tradicional português de origem conventual.

    ResponderEliminar
  3. Já fui mais apreciadora deste pão de ló, nos meus tempos de faculdade durante a época de exames retirava-me para S. Martinho para me "enclausurar" a estudar e ia sempre lanchar uma fatia deste pão de ló ehehehh.
    http://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Que lindo! Está mesmo a convidar para uma fatia :)
    Beijinhos*
    http://petiscana.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Delicioso, mesmo!
    Os azares na cozinha às vezes são bençãos!
    Babette

    ResponderEliminar
  6. Como é rica a Cozinha Tradicional Portuguesa que a Maria de Lurdes Modesto tão bem soube eternizar.
    Cá em casa o Pão de Ló tem um lugar especial, mas o de Alfeiterão é o preferido de um dos meus filhos.
    Gostei muito de conhecer a sua história. Obrigada por partilhares. Bjs. Bombom

    ResponderEliminar
  7. Huuummm :)
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Uma deliciosa bomba, para comer em ocasiões muito especiais :)

    ResponderEliminar
  9. Eu também faço um destes com uma receita muito parecida, mas aqui no Norte chamamos-lhe Pão de ló de Ovar ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpe discordar mas o que disse é o mesmo que dizer que os pasteis de nata se chamam pasteis de Belem, aqui no Norte o que podemos dizer é que é parecido com o Pão de Ló de Ovar pelo facto de ser cremoso, mas a confecção do Pão de ló de Ovar difere da confecção do Pão de ló de Alfeizerão

      Eliminar
  10. A minha receita leva 22 ovos. O que vale é só de vez em quando ... Mas está lindo. Obrigado por partilhar connosco.

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde,
    Que lindo pão de ló!!
    Pode por favor dizer-me se a a farinha é com fermento.
    Obrigada e parabéns pelo seu blog :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tuxa,
      a farinha é sem fermento.
      Um beijinho.

      Eliminar
  12. Boa tarde, gostei da receita que parece boa e simples. Hoje experimentei fazer, mas ficou um pouco volumosa :/ só agora reparei que devia ter usado farinha sem fermento :)

    ResponderEliminar
  13. Adoro todo o tipo de pão de ló, mas estes cremosos são com certeza os meus preferido, um delicioso engano ;)

    ResponderEliminar