Próximos Workshops
Lisboa 4 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h00 - 13h00      Doces Tradicionais de Natal
Inscrições: escola@istofaz-se.pt   218 078 640 IstoFaz-se
Lisboa 10 de Dezembro de 2016
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas para a Mesa de Natal
 
 
14h30 - 17h30      Presentes de Natal
Inscrições: formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Figos em calda de Moscatel


Bem-vindo Setembro. Este é mais um mês que associo a mudanças e definição de objectivos ou projectos. Pensar em pequenas coisas para fazer ajudam-nos a apreciar e a valorizar a vida de outra forma. Todos andamos ocupados. O trabalho, os filhos, a escola, dar apoio à família, cozinhar, levar o carro à oficina, são tarefas que absorvem a nossa vida. Mas no meio de toda a azáfama, a mim, sabe-me bem, pensar em pequenas coisas que ajudem a dar colorido aos nossos dias. Por isso, gosto de traçar objectivos. É uma forma de me organizar e de procurar fazer coisas que de outra forma talvez não fizesse. Para os meses de Julho e Agosto tracei alguns objectivos, pequenas coisas. Alguns fui logo partilhando convosco à medida que iam sendo realizados. Deixo-vos, hoje, o balanço final:

1. Organizar um piquenique com a família e/ou amigos;

2. Voltar ao ginásio - qualquer altura é uma boa altura!;

3. Cozinhar durante uma semana receitas com tomate. Realizei a semana tomática;

4. Voltar a fazer gelados de pauzinho. Fiz uma receita, de morango e laranja que partilhei com a família num almoço cá em casa;

5. Escrever uma história, por semana, à volta da comida em Julho e Agosto. Acabei por escrever apenas uma história. Quem sabe se até final do ano, consigo dar asas à imaginação e escrever mais umas quantas;

6. Abraçar mais vezes as pessoas de quem gosto. Tentei. Este é daqueles objectivos que deve estar sempre presente. O tempo passa tão depressa e quando damos por nós, aqueles de quem gostamos podem já cá não estar. Ou nós!;

7. Apanhar amoras silvestres;

8. Apanhar um ramo de orégãos no campo;

9. Ir à praia e ver o pôr do sol. Gosto de ir à praia ao final do dia. Este ano não fui tantas vezes como gostaria, mas deu para caminhar na praia a dois e ver o pôr-do-sol sentados na areia;

10. Comer gelados numa esplanada. Acreditam que este ano ainda não comi gelados fora de casa!! Todos os anos gosto de ir, no Verão, a uma gelataria perto do Jardim da Estrela ao final da tarde. Espero que o consiga agora em Setembro;

11. Fazer pão com a minha mãe. Fazer pão é uma tarefa que exige planeamento e tempo. Este é um dos objectivos que ainda quero concretizar;

12. Escrever postais à família e aos amigos. O tempo de férias é ideal para escrever a quem gostamos. Faço-o principalmente quando viajo;

13. Preparar pequenos-almoços tardios, a dois, ao fim-de-semana. Os fins-de-semana foram aproveitados para quebrarmos a rotina do dia-a-dia. Houve pequenos-almoços com sumos de fruta, torradas, pão fresco, requeijão, ovos mexidos, tomate assado e bolinhos secos;

14. Cozinhar com as sobrinhas. Preparei com as minhas duas sobrinhas pães de leite. Usaram a imaginação e moldaram os pães das mais variadas formas, tranças, corações, etc. No final, os sorrisos de felicidade ao verem o tabuleiro a sair do forno, foi muito gratificante. Sabe tão bem construir memórias;

15. Aproveitar a fruta da época para doces e compotas.


E para comemorar a chegada de Setembro, deixo-vos uma receita doce e feliz, como espero que este mês seja para todos nós.


Figos em calda de Moscatel

Ingredientes:
20 figos
200 g de açúcar
200 ml de vinho Moscatel de Setúbal
1 pau de canela
200 ml de água


1. Colocar os figos, passados por água, dentro de um tacho, de modo a que não fiquem sobrepostos.

2. Adicionar o açúcar, o pau de canela, o Moscatel e a água. Levar ao lume durante 30 minutos, ir virando os figos de vez em quando. Tapar o tacho e reservar.

3. No dia seguinte, levar o tacho ao lume, sem tampa, durante 20 minutos. Ir virando os figos de vez em quando. Tapar o tacho e guardar para o dia seguinte.

4. Levar os figos ao lume durante 10 minutos, virando os figos. Ter atenção para que a calda não caramelize.

5. Guardar os figos e a calda num frasco esterilizado e bem vedado.


Os figos não devem estar muito maduros. Depois da calda feita, devem estar inteiros.

Para esta receita segui as indicações da Susana Pepino, uma leitora do blogue que partilhou na página de Facebook do Cinco Quartos de Laranja, num dia de troca de ideias à volta de figos, o modo como preparava os figos em calda. São precisos três dias, no primeiro dia fervem 30 minutos, no segundo 20 minutos e no terceiro 10 minutos. Usa-se 10g de açúcar por cada figo. Adorei a sugestão e decidi experimentar cá em casa, dada a abundância de figos que me chegou do quintal dos meus pais. Na receita, acrescentei a canela e o Moscatel.

Os figos em calda ficam divinos. Comidos com iogurte grego, gelado ou sericaia, são de ir ao céu! Esta vai ser mais uma receita que quero fazer sempre que tiver figos. Ficam tão bons! O que eu andei a perder durante estes anos. Experimentem.

8 comentários :

  1. Respostas
    1. Cozinha100segredos,
      eu fiquei fã. Tão bons.

      Eliminar
  2. Um feliz Setembro para ti tb, Isabel! E (pelo menos para mim) é o mês em q se começam a delinear as coisas para o mês do Natal :) Bjinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anjo-de-mel,
      obrigada. :)
      Estes figos em calda para oferecer no Natal, resultam muito bem.
      Um beijinho.

      Eliminar
  3. Figs are my fave summer fruit... I have not taste them like your recipe shows.

    http://beautyfollower.blogspot.gr/

    ResponderEliminar
  4. também é delicioso com foie gras!

    ResponderEliminar
  5. A receita parece deliciosa, é feita em 3 dias... estou ansiosa por conseguir apanhar os meus figos, que são sempre mais tardios. Achei graça aos objetivos e, de facto, se os traçarmos, será esse o primeiro passo para os concretizarmos. Beijo grande!
    Susana

    ResponderEliminar
  6. optima sugestão!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar