Próximos Workshops
Lisboa 8 de Dezembro de 2016
5a-feira:
17h00 - 18h00      Entradas e Petiscos para a Ceia de Natal na loja Maria Granel
Lisboa 10 de Dezembro de 2016
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas para a Mesa de Natal
 
 
14h30 - 17h30      Presentes de Natal
Inscrições: formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP
Lisboa 11 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 11h30      Pequeno-almoço no dia de Natal na loja Maria Granel

segunda-feira, 16 de março de 2015

Cataplana de polvo


O Cinco Quartos de Laranja tem-me conduzido a muitos e interessantes desafios. Um dos que tive a oportunidade de participar e que me deixou muito honrada foi aceitar o convite para realizar uma aula de cozinha no X Congresso Nacional dos Cozinheiros, que teve lugar de 4 a 7 de Julho de 2014.

O congresso realiza-se todos os anos e é uma excelente oportunidade para os amantes de cozinha verem ao vivo alguns dos mais importantes chefs portugueses e perceberem melhor um pouco do trabalho que estes têm desenvolvido, tanto em restaurantes nacionais como a nível internacional. Para mim, ver e ouvir estes grandes cozinheiros é sempre um privilégio. É uma forma de aprender e de ajudar a valorizar a inovação e a criatividade que os chefs colocam na sua profissão para assim levarem mais longe a gastronomia nacional.

Ao longo dos quatro dias de congresso assisti à apresentação de vários chefs entre eles, Paulo Morais de que tive a possibilidade de provar um delicioso hambúrguer de ramen que preparou na sua aula de cozinha, aprendi com os chefs pasteleiros Telmo e Andreia Moutinho os segredos de um suflé, o chef José Júlio Vintém trouxe-nos os cozinhados alentejanos com achigã, um peixe de rio. Com o chef Kiko Martins viajámos pelo mundo mas sobretudo pelo Oriente, o chef Henrique Sá Pessoa deixou-me a sonhar com o seu prato de cenouras com quinoa - sabem como eu adoro quinoa. Cozinhou as cenouras em azeite durante trinta segundos, juntou sumo de laranja e tapou o tacho, de seguida colocou as cenouras em água com gelo. As cenouras foram salteadas com mel e mostarda. Tinham um aspecto final muito apetecível!

( Fotografias fornecidas pela organização do CNC )

O chef João Sá falou-nos da cavala, o chef António Nobre mostrou-nos entusiasticamente como se fazem os enchidos alentejanos, que no final todos tivemos a oportunidade de degustar. Entre outros grandes chefs presentes, tive ainda a oportunidade de assistir à apresentação de Vítor Matos que nos trouxe os produtos bons das regiões do Douro e de Trás-os-Montes. Surpreendeu-nos a todos com os pepinos e as beringelas doces, que colocou nos seus coloridos pratos - em Novembro tive a possibilidade de provar, num jantar no restaurante Largo do Paço, na Casa da Calçada, uma deliciosa sobremesa em que incluía a beringela em xarope de sabugueiro, abóbora, pinhões e queijo da Serra da Estrela. Foram muitas as apresentações e como se costuma dizer, todas diferentes. Por isso, vale sempre a pena assistir.

A minha participação foi no primeiro dia, sexta-feira ao final da tarde e consistiu numa aula de cozinha, com o público a participar. Para esta aula tive o apoio da Docapesca e os pratos que confeccionei foram harmonizados com as cervejas Estrella Damm.

Escolhi preparar peixe espada em papelote com puré de batata-doce e alho-francês crocante e uma cataplana de polvo. Os filetes surpreenderam e toda a gente adorou a cataplana. No final, não sobrou nada! Deixo-vos, hoje, a receita. Experimentem.

( Fotografias fornecidas pela organização do CNC )

É já em Abril, nos dias 9 e 10, que irá decorrer a XI edição do Congresso Nacional dos Cozinheiros, no Centro de Congressos do Estoril.


Cataplana de polvo

Ingredientes para 4 pessoas:
800 g de polvo cozido
700 g de batatas
1 cebola grande
3 dentes de alho
100 g de bolbo de funcho
1 cenoura grande
1 pimento vermelho grande
1 malagueta
250 g de tomate pelado em conserva
1 dl de azeite
0,5 dl de caldo de cozedura do polvo
1 raminho de coentros
Sal e pimenta-preta q.b.


1. Cortar a cebola em meias luas. Picar os alhos.

2. Retirar a pele ao pimento com a ajuda de um descascador de legumes e cortá-lo em tiras.

3. Cortar o bolbo de funcho em fatias finas.

4. Colocar o azeite na cataplana. Levar ao lume e adicionar a cebola, a malagueta picada com as sementes, os alhos, o pimento e o funcho. Deixar cozinhar até a cebola quebrar.

5. Descascar e cortar as batatas e a cenoura às rodelas.

6. Cortar o polvo em pedaços pequenos.

7. Com a ajuda da varinha mágica reduzir o tomate pelado a puré.

8. Adicionar o polvo e a cenoura ao refogado na cataplana. Mexer. Temperar com sal e pimenta preta a gosto.

9. Juntar as batatas, o caldo de cozedura do polvo e o puré de tomate.

10. Polvilhar com coentros picados.

11. Fechar a cataplana e deixar cozinhar durante, aproximadamente, 30 minutos em lume baixo.

6 comentários :

  1. Ai o aspeto desta cataplana! E o meu marido que adora polvo ia ficar deliciado com esta maravilha! Há anos que sonho com uma cataplana mas sempre que vou para comprá-la acabo por investir o dinheiro noutra coisa que no momento me parece mais necessária. Mas acho que desta vez não vou resistir!

    ResponderEliminar
  2. ainda não experimentei os chocos e já estou a sonhar com o polvo...

    ResponderEliminar
  3. Adoro polvo e adorei esta receita!

    http://deaprendizachef.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Adoro esses eventos! Pena que aqui em São Miguel só exista uma vez no ano! Aprendemos tanto... A tua Cataplana deve ter sido um espectáculo! Tenho que experimentar! Fiquei curiosa com a outra receita dos filetes de peixe espada.
    Beijinhos e mais uma vez parabéns!

    ResponderEliminar
  5. Ao visitar alguns blogs me deparei com o seu, e quero dar-lhe os parabéns por partilhar o seu saber, gostei por isso deixo aqui um convite:
    Ficaria radiante se visita-se o meu blog, e leia alguma coisa, meu blog é um blog cristão que fala de diversos assuntos.
    É o Peregrino E Servo.
    Desejo muita paz e saúde.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Olá!
    Gostámos muito do seu blog. Obrigada por partilhar receitas maravilhosas!
    Adorámos esta receita e como cá em casa todos gostamos de polvo, é com certeza uma receita a experimentar.
    Beijinhos,
    Lucília e Isabel

    ResponderEliminar