segunda-feira, 31 de Outubro de 2011

Costeletas de borrego marinadas e Kitchen Stories


Há fins-de-semana que sabem a pouco mesmo que não tenhamos parado. Este fim-de-semana, fui às compras com a família uma manhã inteira e até consegui comprar uns presentes a pensar no Natal, almoçámos umas favas guisadas com enchidos feitas pela sogra e passámos a tarde na conversa.

Vi o filme Kitchen Stories, sugestão da minha amiga Cristina. O filme trata a história de dois homens na cozinha. Um é sueco, Folke Nilsson, e trabalha como observador para o Home Research Institute (HFI) que tem como objetivo estudar a eficiência na cozinha. O outro é norueguês, Isak, idoso, solteiro que vive na pequena localidade rural de Landstad e aceitou participar no estudo que procura observar o comportamento dos homens solteiros na cozinha. O mesmo estudo feito às mulheres suecas revelou que fazem milhares de quilómetros por ano nas suas cozinhas. E os homens? Como será?

A função do observador é essa mesma, observar e não interagir. O filme no início tem poucas falas, um pouco parado, mas à medida que Folke começa a conhecer a vida do velho Isak, começa também a ficar curioso. Pouco a pouco começa a interagir com Isak e assim a encontrar resposta para algumas das questões que os hábitos de Isak lhe levantavam. Aqui começa uma amizade entre os dois, que vai trazer problemas a Folke. A partir daí o filme revela-se mais interessante e até divertido. Já agora, Isak nunca cozinha nada na sua cozinha. No entanto, a cozinha é um local de encontro e de muitas histórias.

Este fim-de-semana a minha cozinha também não parou. Fiz uma sopa de abóbora assada com tomate que servi com queijo feta e coentros frescos picados, assei batatas-doces que adoro, uso-as muitas vezes como acompanhamento ou em saladas, descasquei romãs, cortei melão em cubos e servi com presunto, e fiz na frigideira umas costeletas de borrego que acompanhei com cuscuz para o almoço de sábado.


Costeletas de borrego marinadas com alecrim

Ingredientes:
6 a 8 costeletas de borrego
2 dentes de alho picados
sumo de 1 limão
1 colher de sopa de alecrim fresco picado
sal e pimenta
azeite
4 colheres de sopa de vinagre balsâmico
1/2 colher de chá de amido de milho


1. Temperar as costeletas com sal, pimenta, sumo de limão e o alecrim. Deixar a marinar uma ou duas horas antes de confecionar.

2. Colocar azeite numa frigideira até tapar o fundo. Levar ao lume. Assim que estiver quente colocar as costeletas e o vinagre balsâmico. Deixar cozinhar as costeletas, quando necessário virá-las.

3. Depois das costeletas fritas, retirar e colocar num prato ou travessa de servir.

4. Coar o molho de fritar as costeletas e voltar a colocá-lo na frigideira. Adicionar o amido de milho. Mexer. Levar ao lume e deixar engrossar o molho, mexendo com uma vara de arames.

5. Servir as costeletas com o molho.


Cuscuz com romã e coentros

Ingredientes:
200g de cuscuz
2dl água quente
2 colheres de sopa de manteiga
sal
6 colheres de sopa de bagos de romã
1 raminho de coentros picados


1. Tapar os cuscuz com a água quente. Reservar uns minutos.

2. Colocar a manteiga numa frigideira funda. Levar o lume. Quando a manteiga estiver derretida colocar os cuzcuz. Temperar com sal. Mexer muito bem de modo a que os cuscuz absorvam a manteiga por igual.

3. Retirar do lume. Colocar os cuscuz numa taça. Adicionar os coentros picados e os bagos de romã. Mexer e servir.


Acompanhei as costeletas com cuscuz com bagos de romã e coentros e uma salada de alface. Os cuscuz ficam óptimos com os bagos doces da romã e os coentros frescos. São um excelente acompanhamento para pratos de carne.

16 comentários:

  1. Umas costeletas bem suculentas Laranjinha e também muito bem acompanhadas, adorei a apresentação.
    O filme ainda não vi mas agora fiquei curiosa, obrigada pela sugestão.

    Beijinhos e tem uma fantástica semana!!

    ResponderEliminar
  2. ESSAS COSTELETAS FICARAM BEM TENTADORAS.
    PENA QUE AQUI EM CASA NINGUÉM GOSTA DESSA CARNE.
    BOA SEMANA
    BJS

    ResponderEliminar
  3. Hummmm devem ter ficado deliciosas.

    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Um prato festivo, típico de fim de semana. Adoro borrego e um dos meus acompanhamentos favoritos é cuscuz :)

    ResponderEliminar
  5. Ameixinha,
    eu também sou fã da carne de borrego. Adoro. Os cuscuz com os bagos de romã souberam muito bem.

    Sandra G.
    as costeletas ficaram muito saborosas. O alecrim deu-lhes um toque especial

    São33,
    é verdade, também conheço algumas pessoas que não apreciam nada a carne de borrego. Mas eu adoro. E como sei que são criados ao ar livre, a comer erva e pasto seco, a carne ainda sabe melhor.

    Paula Mariana,
    muito obrigada.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Fiquei bem curiosa em relação ao filme. A refeição está soberba, desde as costeletas ao acompanhamento. Lindo o cuscuz.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Carla,
    muito obrigada.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  8. Estas costeletas de borrego ficaram com muito bom aspecto. Adorei:)
    Bjs.

    ResponderEliminar
  9. esta tudo a meu gosto adoro essa carne o teu prato esta 5* beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Ilda e A Paixão da Isa,
    muito obrigada. Eu adoro costeletas de borrego e estas temperadas com o limão e o alecrim ficam muito saborosas.

    Um beijinho e boa semana.

    ResponderEliminar
  11. Olá Laranjinha,
    Confesso que não é das carnes que mais aprecio, talvez porque quando provei não estava bem preparada e desde então não arrisco fazer nem comer...mas sou muito sincera, a apresentação ficou fantástica, deu-me vontade de experimentar e talvez mudar de ideias...o acompanhamento ficou perfeito e original :)
    Beijinho e uma boa semana

    ResponderEliminar
  12. Sofia,
    eu tenho a teoria que a maioria das pessoas não gosta de carne de borrego porque a que se encontra muitas das vezes à venda, não é de borregos felizes, como se costuma dizer, daqueles que crescem a pastar. Mas não há nada como tentar novamente. Escolhe um sítio que venda borrego nacional.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  13. A tua cozinha esteve imparável!...
    Que bom! Confesso que pelos meus lados tenho andado com pouca inspiração... fases, não é? Às vezes basta uma semana mais complicada de trabalho para alterar as motivações.
    Mas daqui saem sempre boas sugestões. De receitas e de filmes;)
    Bbaette

    ResponderEliminar
  14. fiquei curiosa com o filme!
    As costoletas estão com aspeto super delicioso

    ResponderEliminar
  15. Babette,
    há alturas em que a cozinha fica para segundo plano. Como costumo dizer, o blogue não nos paga as contas. E temos que gerir as nossas prioridades.

    Sabor a Casa,
    muito obrigada.

    Um beijinho e votos de bom feriado.

    ResponderEliminar
  16. Que bonita amaneira como apresentaste o teu prato.. mais uma obra de arte, parabéns! um beijo

    ResponderEliminar