Próximos Workshops
Lisboa 8 de Dezembro de 2016
5a-feira:
17h00 - 18h00      Entradas e Petiscos para a Ceia de Natal na loja Maria Granel
Lisboa 10 de Dezembro de 2016
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas para a Mesa de Natal
 
 
14h30 - 17h30      Presentes de Natal
Inscrições: formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP
Lisboa 11 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 11h30      Pequeno-almoço no dia de Natal na loja Maria Granel

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Areias de Cascais


As memórias de infância povoam o nosso imaginário e fazem de nós aquilo que somos. Por mais que nos afastemos, mais cedo ou mais tarde essas recordações voltam e temos vontade de recuperar hábitos que nos deixaram felizes.

Em casa da minha mãe havia sempre um saco com bolinhos secos. Bolinhos que se aguentavam meses e sabiam sempre bem. Os que me lembro melhor eram uns torcidos pincelados com gema de ovo com um ligeiro aroma a limão. Eram servidos em todas as ocasiões. Se nos apetecia uma coisinha doce ao pequeno-almoço esses bolinhos combinavam tão bem, até davam para ensopar no leite. Depois de almoço, uma vez por outra lá vinha um prato cheio de bolinhos para a mesa ou quando, aos domingos ficávamos em família a ver filmes à tarde na televisão. Era ver quem agarrava o último que ficava a olhar para nós, entre muitos risos e sessões de cócegas. Momentos que ficam e que me fazem sorrir passados já alguns anos.

Agora também eu gosto de ter cá em casa sempre prontos a servir uns bolinhos secos, que se aguentam meses fechados num frasco que guardo na cozinha. Ora se servem com o café ao pequeno-almoço, ora acalmam a fome enquanto se prepara o jantar e aos domingos, são uma excelente companhia para um chá a meio da tarde.

Hoje deixo-vos estes bolinhos, uma receita tradicional portuguesa, que preparei para a rubrica Sidul, sempre presente nos doces momentos.


Areias de Cascais

Ingredientes para aprox. 55 areias:
450 g de farinha T55
150 g de açúcar fino para bolos Sidul
210 g de banha (ou de manteiga)
Raspa da casca de 1 limão
Canela e açúcar fino Sidul para polvilhar q.b.


1. Colocar a farinha e o açúcar em monte.

2. Fazer uma cova no meio e deitar aí a banha ou a manteiga e a raspa da casca de limão.

3. Trabalhar a mistura só com a ponta dos dedos a mistura até obter uma areia. Formar com a massa uma bola.

4. Tender pequenas bolinhas.

5. Levar as areias a cozer num tabuleiro forrado com papel vegetal, em forno pré-aquecido a 180ºC durante 20 minutos. As areias devem ficar claras.

6. Passar as areias ainda quentes por açúcar e canela.

14 comentários :

  1. Respostas
    1. Viagem Doce Viagem,
      Obrigada.
      Estes bolinhos são uma excelente companhia para uma chávena de chá nestes dias de Inverno.
      Um beijinho e boas viagens!

      Eliminar
  2. Óptimo aspecto. Agora até comia um!
    As minhas memórias, remetem-me para uns bolos secos em forma de trança com sabor a canela, delícia :)

    http://153040.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Diogo,
      com um chá ou café, nestes dias de Inverno, estas areias sabem tão bem!
      Um beijinho.

      Eliminar
  4. Lindas!!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Acompanhados de um chá quentinho são um consolo nestes dias frios de inverno.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miss Smile,
      sim. E tão fáceis de fazer.

      Um beijinho.

      Eliminar
  6. Parabéns pelo blog, há muito tempo que o sigo. A minha memória de infância em relação a doces é um bolo de laranja que minha mãe fazia. Neste momento tenho muitas laranjas, estou a pensar fazê-lo em memória da minha mãe. Um beijinho e espero segui-la por muito tempo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luísa,

      muito obrigada. Os sabores das nossas memórias são tão especiais. E sabe tão bem recordar.

      Um grande beijinho.

      Eliminar
  7. Areias.
    É por este singelo nome que conheço estes bolinhos. Ficam ótimos com banha, já com manteiga ñ são a mxm coisa.
    Parabéns pelo seu blog. Sou fã.

    ResponderEliminar
  8. Areias.
    É por este singelo nome que conheço estes bolinhos. Ficam ótimos com banha, já com manteiga ñ são a mxm coisa.
    Parabéns pelo seu blog. Sou fã.

    ResponderEliminar