Próximos Workshops
Lisboa 8 de Dezembro de 2016
5a-feira:
17h00 - 18h00      Entradas e Petiscos para a Ceia de Natal na loja Maria Granel
Lisboa 10 de Dezembro de 2016
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas para a Mesa de Natal
 
 
14h30 - 17h30      Presentes de Natal
Inscrições: formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP
Lisboa 11 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 11h30      Pequeno-almoço no dia de Natal na loja Maria Granel

terça-feira, 21 de abril de 2015

Geleia de tangerina


As histórias à volta da comida e dos ingredientes despertam-me sempre a curiosidade. A receita que hoje vos trago é uma geleia de tangerina que confeccionei quando trouxe do quintal dos meus pais, em Santarém, uma caixa de tangerinas, lindas e perfumadas. Lembrei-me de partilhar a seguinte curiosidade: a origem dos nomes Tangerina, Mandarina e Clementina, citrinos que encontramos facilmente à venda.

Fortunato da Câmara, diz-nos no seu livro Alimentos ao Sabor da História o seguinte:

« Os Espanhóis levaram a laranja para o Novo Mundo. Enquanto a descoberta do caminho marítimo para a Índia, impulsionou de tal forma os portugueses para o comércio de laranjas que ainda hoje o fruto se chama "Portugal" em países como a Grécia, a Turquia ou a Roménia. É assim que surgem espécies como a Citrus reticulata, mais conhecida como mandarina e cuja pele se "despe" como se fosse uma peça de roupa. É que no séc. XVIII na região de Cochinchina, o missionário João de Loureiro classifica a mandarina como citrus nobilis. É provável que o botânico português tenha associado o fruto à cor de laranja vibrante que ostentavam as vestes dos altos funcionários do Império chinês, os mandarins. (...) Mais tarde surge então a tangerina (...). Esta laranja aromática nasceu em Marrocos, fruto do "casamento" entre uma mandarina e uma laranja azeda. A adstrigência deu-lhe um perfil mais refrescante que a laranja. Por ser pequena consideravam-na "comida de bolso". Era levada do porto de Tânger para Espanha, o que deu origem ao nome tangerina. (...)
Em 1892 o monge Vital Rodier chega à Argélia para dirigir o orfanato de Misserghin. Foi o religioso francês que abençoou esta nova "união" na família dos citrinos. O padre Clément, como era conhecido, "casou" uma mandarina com uma laranja doce. A experiência hortícola deu origem a uma variedade sem sementes e mais pequena que a "prima" tangerina, que foi baptizada de clementina em homenagem ao padre horticultor. »
Págs. 156 e 157

E é com estas pequenas histórias que vos deixo a receita de geleia de tangerina, que podem fazer também com mandarina ou clementina. Haja escolha!


Geleia de tangerina

Ingredientes para 850ml de geleia:
1200 ml de sumo de tangerina
750 g de açúcar com pectina para compotas
Zestes da casca de 2 tangerinas


1. Colocar todos os ingredientes.

2. Levar ao lume até atingir ponto de estrada, mexendo de vez em quando.

3. Assim que retirar do lume, colocar ainda quente em frascos.

6 comentários :

  1. Ficou com uma cor linda e por ser de tangerina deve ficar deliciosa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cozinha100segredos,
      obrigada. Esta geleia resulta muito bem.

      Eliminar
  2. Ainda temos a tangera. Há anos atrás lembro-me que no Algarve havia tangerina marroquina, será a mandarina?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luísa,
      há imensas variedades, mas não lhe sei dizer.

      Eliminar
  3. Gosto tanto de doces, compotas ou geleias.
    Ficou com óptimo aspecto.

    Beijinhos,
    Clarinha

    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/04/crinkles-de-laranja.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Clara,
      sempre que tenho fruta em abundância tento fazer. Adoro.

      Eliminar