quarta-feira, 30 de Abril de 2008

Borrego assado no forno com tomilho e vinho da Madeira

Gosto muito de carne de borrego, mas como já aqui referi, esta carne é muito especial e quando não é de boa qualidade não se consegue disfarçar. Notoriamente, nos pratos de borrego a qualidade faz a diferença. Eu prefiro comprar carne de borrego nacional, da região do Alentejo ou do Ribatejo.

O borrego é uma carne versátil, fica bem em sopa, num guisado, cozido, assado na brasa ou no forno, até já vi, no programa O Sentido do Gosto de José Bento dos Santos (que eu adoro!) fazer um presunto de perna de borrego.


Ingredientes
Carne de borrego (usei metade de uma mão de borrego cortada às fatias)
3 dentes de alho
pimenta preta em grão
Sal
2 colheres de sopa de polpa de tomate
Azeite
Tomilho fresco
1 dl de vinho da Madeira
Água
Batatas

Antes de começar a preparar o prato, liguei o forno.

Fiz uma pasta no almofariz com os alhos, a pimenta e o sal. Esfreguei a carne com este tempero. De seguida coloquei a carne num tabuleiro de barro que vai ao forno. Dispus, em volta da carne, batatas novas descascadas.

Adicionei ao preparado duas colheres de sopa de polpa de tomate. Dispus o tomilho. Reguei com o vinho da Madeira e um pouco de água (meio decilitro).

Levei ao forno para assar. A meio da cozedura virei a carne, para dourar de ambos os lados.

Foi a primeira vez que usei vinho da Madeira num prato. Ficou uma delícia. Acompanhei o borrego com ervilhas cozidas, apenas com uma pitada de sal.

Quando cozo ervilhas deixo a panela destapada, assim as ervilhas ficam muito verdes. Lindas.

15 comentários:

  1. Huuummmm! Esse borrego devia estar de se comer e chorar por mais! A julgar pelas tuas fotos... devia estar uma verdadeira delícia!Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Adorei este borrego.Está demais....beijinhos doces

    ResponderEliminar
  3. Ficou com um aspecto delicioso.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. as fotos estao fantasticas ! se eu encontrar o vinho madeira por aqui vou fazer esta receita ! beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Gostei muito da apresentação. Deu vontade de fazer.
    Você (ou alguém que faz comentários) saberia me dizer como esse "corte" é chamado no Brasil?
    Seria algo como chamam os italianos de "ossobucco"?

    ResponderEliminar
  6. também gosto muito de borrego pequenino ...uma verdadeira delícia!

    ResponderEliminar
  7. Deve ter ficado delicioso!!! Tb adoro borrego e parece que vou ter de comprar uma garrafa de vinho da madeira...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Há muitas pessoas que não gostam da carne de borrego, porque não sabem tirar o veio da perna que lhe dá o mau gosto.Mas uma peça de borrego do Alentejo bem temperada como a sua e com Vinho da Madeira, não há quem resista!
    Na minha aldeia, na Beira Baixa, só há cabritos, mas também são óptimos. Eu costumo temperar de véspera e lá usa-se "serpão" em vez de tomilho, ou seja são "primos" e o sabor é idêntico.
    Eu como não tenho Vinho da Madeira , uso com frequência para carnes assadas o Vinho do Porto ou geropiga.As suas fotos estão muito sugestivas! Parabéns. Bjs. Bombom

    ResponderEliminar
  9. Carlinhos Lima,
    este corte da carne é muito comum cá em Portugal. Quando se compra um pedaço de carne, por exemplo, uma mão ou uma perna de borrego é usual pedir para cortar em fatias a carne, mas sem tirar o osso. Mas é diferente do ossobuco italiano.

    Bombom,
    também sou fã da carne de cabrito. "Serpão" nunca tinha ouvido falar. Vou tentar perceber o que é.

    ResponderEliminar
  10. Só de olhar para estas fotos fico com água na boca! Estão maravilhosas também aquelas batatinhas que acompanham o borrego...
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. Anotado no meu livrinho de receitas a fazer! :)

    Sandra B.

    ResponderEliminar
  12. Este borrego com vinho da Madeira não deve ficar nada mal. Acho que vou experimentar. BJS

    ResponderEliminar
  13. O "serpão" é uma erva aromática da família do tomilho. Encontra-se muito na Beira Baixa e é utilizado sobretudo nas marinadas para cabrito assado no forno. Dá-se bem em terrenos pobres, mas tem de ser semeado através dos raminhos que vão ganhando raizes.O sabor é semelhante ao tomilho e eu também utilizo nas carnes de vaca.Bjs. Bombom

    ResponderEliminar
  14. Este prato está lindo e concerteza que o sabor não ficou atrás. Só costumo gostar da preparação feita pelo meu pai, mas este está ao mesmo nível! Ele vai ficar com ciúmes oncerteza! Bjcas

    ResponderEliminar
  15. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar