Próximos Workshops
Lisboa 10 de Dezembro de 2016
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas para a Mesa de Natal
 
 
14h30 - 17h30      Presentes de Natal
Inscrições: formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Panquecas à Americana

Quando estive em Nova Iorque, no último Verão, procurámos um local tipicamente americano para tomar o pequeno-almoço. Daqueles que costumamos ver nos filmes. Com os bancos corridos e as empregadas a servir café.

A primeira vez que entrei no Olympic, na 8ª Avenida, fiquei durante uns segundos espantada. Era um restaurante - diner tal e qual como tinha imaginado pela minha cultura cinematográfica. O balcão central com os bancos de pé alto e as mesas com os bancos corridos. É curioso como a cultura cinematográfica nos influencia, molda o nosso imaginário, especialmente a dos filmes americanos.

A imagem da jovem bonita, elegante, de cabelo apanhado e que toma notas do pedido, foi deitada por terra. Ali os empregados eram maioritariamente homens, de origem hispânica. Lembro-me apenas de uma mulher. Chamavam-lhe Maria. Pequena, de corpo robusto e muito desembaraçada. Era notório o respeito que lhe tinham.

O meu primeiro pequeno-almoço na big apple foi panquecas com syrup, café e sumo de laranja. Engraçado, pensava que o syrup era muito mais doce, quase um parente do mel. Talvez pela cor e pela aparência, mas enganei-me.
Na bagagem trouxe uma embalagem de syrup para usar quando fizesse panquecas. Ficou guardada até há bem pouco tempo. Em conversa com a minha colega Sandra Marques sobre panquecas e receitas, ela falou-me de uma receita que adorava. Acabou por me trazer a revista Saberes & Sabores de Novembro de 2003, com uma receita de panquecas à americana. Que já experimentei e voltei a repetir.

Ingredientes:
300 g de farinha
1 colher de sobremesa de fermento em pó
3 colheres de sopa de açúcar
sal
2 ovos
2 dl de leite
60 g de vaqueiro culinesse

1. Misturar a farinha com o fermento, o açúcar e uma pitada de sal numa tigela. Abir um buraco ao centro.

2. Desfazer os ovos com um garfo e misturar-lhes o leite e a vaqueiro culinesse.

3. Deitar o preparado no meio da mistura de farinha e mexer com uma vara de arames até obter uma massa lisa.

4. Deitar um pouco de margarina numa frigideira, de preferência anti-aderente, e levar ao lume a aquecer. Assim que esteja quente, deitar a massa com a ajuda de uma concha ou colher na frigideira.

5. Rodar a massa de modo a que cubra o fundo. Passado um minuto voltar a panqueca. Deixar cozer do outro lado e retirar para um prato. Fazer a mesma operação até esgotar a massa.

Em relação a esta receita acabo sempre por juntar mais leite (a olho), pois a massa fica um pouco grossa. Não uso a vaqueiro culinesse. Uso margarina, mas levo-a a derreter num recipiente ao microondas. Uso-a depois de a deixar arrefecer.

Ontem, dividi a massa em três partes. Numa juntei sementes de papoila, ideia que roubei aqui e noutra juntei meia maçã reineta ralada, pois quando falei com a minha amiga Sofia ela referiu-me que costuma fazer com maçã, e a outra parte fiz apenas com a massa sem mais nada. Servi as panquecas com o syrup e doces variados.

As panquecas constituíram um pequeno-almoço saudosista, a lembrar férias. Talvez devido ao feriado ou, quem sabe, já a pensar nas próximas.

17 comentários :

  1. Adorei as ideias da maçã e das sementes de papoila para variar um pouco das panquecas tradicionais. Aqui em casa faço sempre panquecas para o pequeno almoço do fim de semana.

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Minha linda, foi um prazer conhecer-te no nosso jantar com a Fer. A ver se repetimos!

    E eu que também fiz panquecas! A minha receita é diferente mas fiquei de olho nestas. Sementes de papoila vai bem com tudo! ;-)

    Bj grande e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Pois é, as de sementes de papaula já vimos na Agdá....adorei saber que você também as aprovou!
    Agora, com maçã, achei super interessante! Também vou experimentar!
    Beijinhos,

    ResponderEliminar
  4. Nunca me tinha ocorrido a ideia de "variar" o conteúdo da massa das panquecas. Aprecio muito a sua criatividade e aqui ficam os meus Parabéns.Tenho encontrado muitas receitas a referir diversos tipos de sementes para enriquecer a alimentação. A princípio pensei que era mais uma moda...mas fui investigar e fiquei admirada com o valor nutritivo que elas contêm.As de papiola são ricas em Vitamina E, B1, magnésio,ferro,fosfato de Cálcio e ajudam a eliminar o colesterol.Bom fim de Semana.Bjs.Bombom

    ResponderEliminar
  5. nunca fiz panquecas... parece mentira, não é?
    e é uma coisa de que gosto muito.

    ResponderEliminar
  6. Adorei as tuas panquecas,nunca me tinha lembrado misturar sementes de papoila...beijinhos doces

    ResponderEliminar
  7. Panquecas é sempre uma delicia. Gostei das variantes da massa!

    ResponderEliminar
  8. Como portuguesa a viver temporariamente nos Estados Unidos, e louca por panquecas, não posso deixar de comentar este post do seu blog que acho muito interessante e que vou sempre dando uma espreitadela!

    Como estou de regresso a Portugal em breve, também eu já ando saudosista das maravilhosas "american fluffy pancakes".

    Deixo-lhe o site de um restaurante aqui das redondezas conhecido por ter "the best Connecticut pancakes". Dê uma olhadela no menú pois tem inúmeras ideias para variar as suas panquecas: www.chipsrest.com
    ;) enjoy!

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. Panquecas! Estou doido para provar o maple syrup também, comprei uma jarrinha faz pouco.. espero que tenha valido a pena

    Vitor Hugo
    http://pratofundo.com/

    ResponderEliminar
  11. Como por aqui não encontramos aqueles pães maravilhosos para o "pequeno almoço" (como dizem em Portugal), temos que nos contentar com panquecas e afins. Que legal que vc experimentou.

    ResponderEliminar
  12. Adoro panquecas...Quando era mais novinha fazia e tinha a destreza de as virar no ar com a sertã!

    ResponderEliminar
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  14. o q é vaqueiro culinesse??poso subistituir por outra coisa??

    ResponderEliminar
  15. A vaqueiro é uma marca cá em Portugal de margarina. A Vaqueiro culinesse é margarina com uma consistência mais para o líquida e à temperatura ambiente.

    O que costumo fazer é derreter a margarina e depois usá-la quando está quase à temperatura ambiente.

    ResponderEliminar
  16. Olá! gostava mt de fazer esta tua receita mas estou k mt receio pq fiz antes uma receita k vi noutro lado e saiu tudo mal. saíram todas cruas por dentro e rijas, em vez de ficarem fofinhas. fiz como diz aqui (em lume brando/médio) mas não apreceram bolhinhas/furinhos na massa. :-) elas sabiam tanto a farinha! podem ajudar, por favor no k terei feito mal? obrigada.

    ResponderEliminar