Próximos Workshops
Lisboa 10 de Dezembro de 2016
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas para a Mesa de Natal
 
 
14h30 - 17h30      Presentes de Natal
Inscrições: formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP
Lisboa 11 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 11h30      Pequeno-almoço no dia de Natal na loja Maria Granel
Lisboa 18 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 12h00      Presentes de Natal na mercearia Morteiro & Santos

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Perna de borrego assada no forno com alecrim


Férias são também sinónimo de arrumações e mudanças cá em casa. Nesta altura do ano gosto de rever o closet. Identificar algumas roupas ou sapatos de Verão que já não uso, ou que por um motivo ou outro, acho que já não me ficam tão bem. Há vestidos, calças, casacos ou camisolas que adorei numa fase e agora quando as visto, acho que já não resultam. Também vos acontece o mesmo?

Eu sou daquelas que pessoas que reconheço ter certas dificuldade em deitar coisas fora. Gosto de guardar tudo. Houve uma altura em que guardava os bilhetes sempre que ia ao cinema ou ao teatro. Colava-os na agenda de papel. Tinha uma colecção de postais de cartazes de cinema que ia recolhendo, que enchiam duas caixas. Acumulei durante anos a revista Grande Reportagem. Retirava os selos das cartas e forrava caixas que depois usava para guardar a correspondência que ia recebendo. Roupas e sapatos, agora não servem mas quem sabe daqui a uns tempos - é uma forma de pensar que me tem acompanhado. Mas, esses tempos acabam por não chegar! Curiosamente, casei-me com alguém que consegue ser ainda mais apegado às coisas do que eu. Na altura, com uma casa grande, com cinco assoalhadas, uma despensa, marquise e um quintal, havia espaço para muita, muita coisa.

Quando mudei de casa pela primeira vez tive que deixar ir o meu apego às coisas. Recortei das revistas os artigos que queria guardar. Inspirei fundo e fiz uma grande limpeza nas roupas, sapatos e mais umas quantas tralhas, que guardamos e nunca mais usamos. Guardei durante mais de dez anos os dossiers com os apontamentos das aulas da faculdade. A verdade, é que quando precisava de recolher informação ou esclarecer dúvidas, nem os abria. A ligação sentimental com os objectos é muito mais forte, preciosa, do que propriamente prática ou útil.

Quem tem uma casa pequena e não gosta de deitar nada fora, mais cedo ou mais tarde, a falta de espaço dita que temos mesmo que rever o que queremos ter ou não. Estes dias cá por casa são de pequenas arrumações. Depois do closet virão as estantes. Chegaram novos livros. Há alguns que vão ter que ser mudados! Estas arrumações passam também pela arca frigorífica. É tempo de dar destino a tudo o que lá tenho, descongelar, limpar e voltar a encher! Uma das coisas que tinha congelado e que veio para a nossa mesa nestes dias, foi uma perna de borrego que decidi assar no forno. Delícia!


Perna de borrego assada no forno com alecrim

Ingredientes para 6 pessoas:
1 perna de borrego (1,5 kg)
4 dentes de alho
2 hastes de alecrim
500 g de batatas
450 g de tomate
100 ml de azeite
100 ml de vinho branco
1 pitada de piripiri moído
Sal e pimenta-preta q.b.


1. Cortar os dentes de alho em quatro.

2. Fazer pequenos cortes na perna de borrego e colocar o alho.

3. Retirar os pequenos raminhos das hastes de alecrim. Fazer pequenos cortes na carne e colocar o alecrim.

4. Temperar a carne com sal, pimenta e um pouco de piripiri.

5. Descascar e cortar as batatas ao meio. Colocá-las num tabuleiro de forno. Por cima, dispor a perna de borrego.

6. Regar com o vinho branco e de seguida com o azeite.

7. Levar ao forno pré-aquecido a 200ºC durante 1h45 minutos. 30 minutos antes, colocar o tomate cortado em gomos no tabuleiro.

8. Retirar do forno. Deixar descansar cerca de 10 minutos e servir.


Esta carne fica rosada por dentro. Se gostarem dela bem passada, deixem ficar no forno pelo menos mais 15 minutos. Para terem a certeza que está no ponto aconselho que usem um termómetro. Sugiro que acompanhem este prato com uma salada de verdes.

E vocês, férias é também sinónimo de arrumações e mudanças?

5 comentários :

  1. Humm que bom aspecto têm essa perna de borrego.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/07/risotto-de-alheira-de-bacalhau-com.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Clara,
      cá em casa adoramos assar carne de borrego assim.
      Um beijinho.

      Eliminar
  2. Esse é o tipo de comida de conforto que sabe bem em qualquer altura. Em relação às arrumações... ehehe digo que faço no verão e vou para praia, digo que faço de inverno e fico a ver filmes no sofá ou a fazer rodadas de bolachas, entra e sai do forno... Mas, no essencial, está tudo no sítio cá em casa ;) Beijinho e bom verão, com férias, praia, campo ou arrumações. Fica bem. Susana
    http://paparocadeliciosa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Um regalo em qualquer mesa! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Tenho de experimentar pois nunca fiz borrego, já comi fora de casa,
    Mais uma receita para a lista a experimentar ;)

    ResponderEliminar