Próximos Eventos
Porto 26 de Setembro 2020
Sábado:
10h00 - 13h30      Workshop Pré-preparações para as Refeições da Semana
 
 
15h00 - 19h00      Workshop Pão para o Dia-a-dia
Inscrições/Vouchers: work@sott.pt   WORK espaço criativo

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Vamos fazer pão: Pão de mistura com massa-mãe e sementes de sésamo


Fazer bom pão é uma arte. Desenvolver o sabor de um pão quando trabalhamos com uma simplicidade de ingredientes como farinha, sal, água e fermento, de modo a que se torne único e inesquecível, exige prática. Apesar de já fazer pão há alguns anos, a verdade é que todas as semanas tento fazer melhor. As massas têm caprichos. O tempo, a temperatura ambiente, o fermento, as farinhas influenciam o resultado final.

O importante para quem começa a fazer pão em casa é não desistir. Para fazer pão, há dois ingredientes indispensáveis: - tempo e paciência. A pouco e pouco, semana após semana, os resultados vão melhorando. Aprendem a controlar a hidratação das massas, a fermentação, e depois é só colocar a massa no forno para fazerem pão fresco, único, cheio de sabor para toda a família.

Aceitam o desafio, Vamos fazer pão?


Pão de mistura com massa-mãe e sementes de sésamo

Ingredientes:
100 g de fermento natural
300 g de farinha de trigo T65
100 g de farinha de centeio
300 g de água à temperatura ambiente
10 g de sementes de sésamo pretas
10 g de sementes de sésamo brancas tostadas
10 g de sal fino


1. Colocar as farinhas numa taça. Adicionar a água e mexer. Tapar a taça e deixar descansar durante 20 minutos.

2. Juntar o sal, o fermento natural e as sementes de sésamo. Amassar.

3. Tapar a taça. Passados 10 minutos, esticar e dobrar a massa, para isso colocar a massa em cima da bancada. Se necessário molhar as mãos para a massa não pegar. Pegar numa das extremidades e dobrá-la para o centro. Pegar na outra extremidade e estiquem-na sobre a primeira. Pegar na outra extremidade e levá-la até ao centro. Fazer uma espécie de embrulho, puxando a outra extremidade. Para terem uma ideia deste processo, vejam este vídeo.

4. Passados 10 minutos, repetir a operação mais uma vez, de esticar e dobrar. Depois, deixar levedar à temperatura ambiente durante 2 a 3 horas.

5. Enrolar um pão redondo. Colocar num cesto polvilhado com farinha. Tapar. Deixar a levedar no frigorífico de um dia para o outro. Fazer ao final do dia e deixar a levedar durante toda a noite e parte da manhã no frigorífico.

6. Retirar o cesto do frigorífico. Deixar à temperatura ambiente durante 2 horas.

7. Aquecer o forno a 230ºC com uma frigideira de ferro fundido lá dentro.

8. Colocar o pão na frigideira quente, com cuidado. Levar ao forno durante 35 minutos.


Esta massa aguenta-se dois a três dias no frigorífico. Gosto tanto de fazer pão!

8 comentários :

  1. Adoro fazer pão. Uma arte ancestral que nos faz bem.
    Obrigado Isabel por todo o incentivo e inspiração. um bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Maria,
      muito obrigada.
      O pão feito por nós tem sempre muito mais sabor!
      Um beijinho.

      Eliminar
  2. Mais um pão delicioso e com um resultado encantador. Fiz hoje pela primeira vez o fermento natural. Mas utilizei o mel, fiz apenas água e farinha. A receita é do livro do pão da Ângela Silva. Conheces o livro? Tens receitas deliciosas. Ultimamente ando com o vicio de fazer pão. Hoje fiz de beterraba. beijinho enorme

    https://saboresdoninho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cláudia,
      sim, pode-se fazer o fermento natural de várias formas. O mel serve como alimento! ;)
      Conheço o livro, sim.
      Fazer pão em casa torna-se um vício. Adoro pão com legumes.
      Um beijinho.

      Eliminar
  3. Como fazer o fermento natural!? Grata

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Di Fernandes,
      pode ver a receita do fermento natural aqui

      Eliminar
  4. Olá! Já experimentei esta receita, mas não ficou com tantos olhinhos como o seu!!Terá a ver com a hidratação da massa, ainda não percebi bem como deve ficar, a minha fica demasiado pegajosa, até tenho alguma dificuldade em moldar o pão. Será que era mesmo para ficar assim?!Eu usei a Bimby para o processo de amassar, será por isso?! Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Li,
      as massas muito hidratadas são difíceis de trabalhar. Mas este pão fica tão bom. Faço algumas vezes nos workshops.
      Há farinhas com mais capacidade de hidratação do que outras.
      Pode experimentar, diminuir a quantidade de água. Não sei se usou um fermento de centeio ou de trigo. O de trigo, por vezes é mais líquido.

      Eliminar