sexta-feira, 30 de Outubro de 2009

4 por 6: Creme de batata e alho-francês e Arroz de farinheira e couve

Hoje para o menu do 4 por 6 apresento um creme de batata e alho-francês e para prato principal um arroz de farinheira com couve lombarda.

A receita do creme foi inspirada na «Potage Parmentier» de Julia Child. Há uns tempos atrás li o livro Julie e Julia. No primeiro capítulo o modo como Julie fala desta sopa despertou-me a curiosidade: «primeiro descascam-se duas batatas cortam-se em bocados. Cortam-se alguns alhos-franceses, lavam-se bem para lhes tirar a terra - os alhos-franceses são pequenos aspiradores de lama. Atiram-se estes dois ingredientes para dentro de uma panela, juntamente com água e sal. Deixa-se cozer em lume brando durante quarenta e cinco minutos, mais ou menos, e depois, das duas uma: ou se «esmagam os vegetais na sopa com um garfo» ou passam-se num passevite (...) Depois de esmagados os ingredientes, basta misturar duas boas porções de manteiga e está feita. JC diz para polvilhar com salsa, mas não é necessário. Já fica suficientemente bonita assim e tem um cheiro maravilhoso, o que não deixa de ser estranho quando se pensa nisso. Aquilo não leva mais nada, a não ser alhos-franceses, batatas, manteiga, água, pimenta e sal.»

A simplicidade desta sopa agradou-me e resolvi confeccioná-la, mas à minha maneira.


Creme de batata e alho-francês

Ingredientes:
4 batatas
3 alhos-franceses (apenas a parte branca)
1 cebola
água
sal
azeite

1. Descascar as batatas e a cebola. Cortar em pedaços.

2. Lavar muito bem o alho francês. Cortar me pedaços.

3. Colocar os legumes numa panela. Tapar de água e temperar com sal a gosto. Levar ao lume a cozer.

4. Depois dos legumes cozidos, triturá-los com a ajuda da varinha mágica. Regar com um fio de azeite e deixar levantar fervura.


Como é sugerido, podem servir a sopa polvilhada de salsa ou coentros picados.

Arroz de farinheira e couve

A primeira vez que fiz arroz de farinheira, gostei. Quando vi a receita de risotto de farinheira e couve, promovido pela Caçarola na revista Blue Cooking nº 35 de Janeiro deste ano, marquei-a logo na minha lista de receitas a confeccionar.

As receitas são indicações, pontos de partida e como tal não segui a receita original passo a passo. Assim tem muito mais piada!

Fiz algumas alterações: - usei arroz carolino, acrescentei a cenoura, usei azeite em vez de manteiga, usei o caldo de escaldar a couve em vez de caldo de legumes e suprimi o queijo parmesão.


Ingredientes:
6 folhas de couve lombarda escaldadas
2 cebolas
2 dentes de alho
0,5 dl de azeite
1 dl de vinho branco
1 cenoura
1 farinheira cozida
320 g de arroz
1,2 L (aprox.) de água de escaldar as folhas de couve

1. Picar as cebolas e os dentes de alho para um tacho. Adicionar o azeite e levar ao lume, deixar refogar até a cebola estar quebrada. Adicionar a cenoura cortada em pequenos cubos.

2. Adicionar o arroz e mexer. De seguida adicionar o vinho branco e mexer também, sempre em lume brando.

3. Ir adicionando a pouco e pouco a água de escaldar a couve. A água deve estar quente.

4. Minutos antes de o arroz estar pronto, adicionar a couve cortada em pedaços e a farinheira sem pele, desfeita.

Este arroz fica muito bom. A couve dá-lhe textura.

Vamos então às contas:

A partir de hoje encontram à venda o nº 17 da revista Gingko com uma reportagem sobre o projecto 4 por 6, como já referi neste post.

11 comentários:

  1. Oi
    Gostei muito da
    receita.
    É bem facil de
    fazer.
    Tudo de bom
    pra você.
    Beijos...
    Lúcia.

    ResponderEliminar
  2. Eu faço um risotto de farinheira que fica delicioso.
    Este arroz tem um aspecto bem tentador! :)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Acho incrível este projeto 4 por 6, muito boa iniciativa!!!

    Tem cada receita maravilhosa que nem dá p/ acreditar!!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Adorei a sopa e o risoto! Parabéns!

    ResponderEliminar
  5. Comidinha reconfortante :)

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  6. Adoro farinheira, sem desprimor para a sopa mas este arroz tem um aspecto magnífico :)

    ResponderEliminar
  7. O arroz está com um aspecto de comer e chorar por mais! E a sopa também deve estar bem boa!!

    ResponderEliminar
  8. Que maravilha! Fiquei com fome..
    bjs

    ResponderEliminar
  9. Gostei muito do artigo que saiu na Ginkgo, é sempre interessante ver as caras de quem está por trás destes projectos inovadores.

    Estão de parabéns.

    ResponderEliminar
  10. a sopa achei o maximo tao poucos ingredientes e e uma maravilha. o arroz entao esta divinal.
    que boa refeiçao,
    beijinhos e desculpa a minha longa ausencia

    ResponderEliminar
  11. Obrigado pela receita, fiz para o jantar e ficou magnifico, a repetir.

    ResponderEliminar