segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Gratinado de batata-doce


Dezembro chegou. E com ele o frio cortante que nos obriga a procurar o conforto de uma lareira, o aconchego de uma bebida quente e todos os pratos de forno que conseguirmos fazer. Gosto de Dezembro. Gosto das ruas enfeitadas, das árvores de Natal que dão vida a algumas praças, cheias de luzes a piscar. Gosto de ver as montras e de pensar nos presentes que quero oferecer aos que me são próximos e queridos.

Dezembro é tempo de partilha, de nos sentirmos gratos por tudo o que temos. Olharmos para a vida e agradecermos por cada dia, por cada pessoa boa que se cruza no nosso caminho, por cada sorriso que fazemos nos outros, pelos projectos que desejamos e que esperamos concretizar. Dezembro é tempo de lembrança. A mim, sabe-me tão bem receber postais, manuscritos de alguém que parou no meio deste frenesim que é cada vez mais a nossa vida e enviou-me palavras escritas cheias de coisas boas. Dezembro, é tempo de retribuir.

E enquanto por cá se monta a árvore de Natal, se escolhem os postais a enviar, deixo-vos uma sugestão quente, para encher de calor e alegria a vossa cozinha, que desenvolvi para a edição de Julho de 2013 da revista Saber Viver, inserida num apontamento sobre "super-alimentos".


Ingredientes:
450 g de batata-doce
2 dl de leite
2 dl de natas
2 colheres de sopa de tomilho-limão fresco
50 g de queijo da Ilha
15 g de queijo parmesão
Sal e pimenta-preta q.b.


1. Descascar e cortar com uma mandolina a batata-doce em rodelas finas.

2. Numa taça bater as natas com o leite, sal e pimenta preta a gosto.

3. Colocar uma camada de fatias de batata-doce num recipiente de forno untado com manteiga. Por cima polvilhas com as folhas de tomilho. Repetir a operação até terminar a batata-doce.

4. Regar a batata-doce com a mistura de natas e leite. Polvilhar com os queijos.

5. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 30 minutos.


Quem preferir, pode substituir metade da batata-doce por batata, caso ache que fica "muito" doce. Este gratinado é uma excelente opção para acompanhar pratos de carne.

15 comentários :

Su Delícia disse...

Que belo aspecto!
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

Laranjinha disse...

Susana,
obrigada. E fica tão bom este gratinado.
Um beijinho.

Ondina Maria disse...

Adorei a sugestão Isabel, principalmente se for meio-meio de batata doce e normal. Já fiquei com vontade de fazer um para hoje à noite :)

Unknown disse...

Acho que é mesmo este o acompanhamento que vamos dar à nossa carne no forno, prevista para a refeição de hoje ao jantar. :-) Parece um bocadinho calórica, mas... "um dia, não são dias"!
Beijinhos e obrigada por estas partilhas sempre tão apetitosas!

Ana

Lia Lemon and Vanilla disse...

Que delícia isabel. Adoro e já levo a receita!
Beijinhos,
Lia.

Diogo Marques disse...

Eu cá prefiro assim, bem DOCE! :D Que maravilha de prato!
_____________________
aculpaedasbolachas.com

Telita disse...

Que delícia deve ter ficado.

______________________
Ana Teles | Telita
blog: Telita na Cozinha

Sara Patrão disse...

que coisa maravilhosa vou experimentar :)

Unknown disse...

Eu adoro batata-doce! De certeza que fica ótpima esta receita ;) E reconfortante.
Beijinho.

Cacau disse...

Tenho que experimentar! O tomilho-limão fresco é fácil de encontrar? Acho que nunca vi.

Laranjinha disse...

Cacau,
eu costumo comprar o tomilho-limão, por exemplo, nas grandes superfícies, na parte dos produtos ditos biológicos, mas na zona dos frescos.
Um beijinho.

Cacau disse...

Obrigada, vou procurar!
Beijinho*

Tertúlia da Susy disse...

Adorei e vou guardar a receita.
Bjs, Susana

Cacau disse...

Mais uma questão, 450 gr de batata doce dá +- quantas? Este fim de semana queria fazer! :)

Laranjinha disse...

Cacau,
é uma batata grande ou duas médias.
Espero que goste.
Um beijinho.