sexta-feira, 21 de junho de 2019

Gaspacho à alentejana


Chega, hoje, o Verão. As lembranças de infância fazem com que pense no Verão como a época de férias, por excelência. Lembro-me de ter quatro meses de férias da escola e de pensar sobre o que iria fazer com tanto tempo livre. Na altura, o regresso à escola era em Outubro. Acho que me fartei de brincar. Ou pelo menos é essa a memória que o tempo me deixou.

Em Agosto, chegavam os emigrantes vindos de França e toda a aldeia, onde vivia, ganhava vida. Havia festas e bailaricos. Nas festas de Verão cantavam as Doce, o Toy, a Agáta, a Ana com a sua Laranja, Laranjinha, o Clemente, e tantos outros... Nas matinés, havia os slows e a malta mais nova adorava. Havia almoços em casa dos tios e dos primos. O café da terra enchia-se de movimento. As férias eram sinónimo de festa e de estarmos uns com os outros. Toda a gente, no final do Verão, já sabia uma ou outra palavra em francês. E de França vinham também novos sabores. Queijos, guloseimas, manteigas, açúcar em cubinhos, chocolates ...

Os filhos das primeiras gerações de emigrantes já não sentem o apelo do regresso como os seus pais. Alguns, já nada têm que os ligue à terra, a não ser a casa dos avós que, entretanto, deixou de ter vida. O mês de Agosto, passou a ser igual a tantos outros, em algumas aldeias pequenas. Já há alguns anos que a escola primária, onde aprendi a escrever, a ler ... a sonhar, fechou! Os tempos mudam, os sítios alteram-se e nós também.

Nas mudanças, há sempre, coisas boas e, outras, menos boas. O importante é aproveitarmos sempre a nossa vida da melhor forma. Olhar para trás e reviver é bom, mas aproveitarmos o momento presente é muito melhor.

Chega, hoje, o Verão! É tempo de reunir a família para almoços ao ar livre ou para petiscar nas esplanadas. Chegou a altura de aproveitar o bom tempo e fazer sardinhadas. Comprar febras e entremeada para assar na grelha.

No Verão, vai-se à praia. Comem-se gelados e bolas de Berlim. Fazem-se saladas e sopas frias. Anda-se de chinelos e calções. Bebe-se sangria e cervejas geladinhas. A vida no Verão parece que não tem preocupações. É como na infância em que o tempo de férias parecia infinito e eternamente doce.

Para celebrar a chegada do Verão, deixo-vos a receita de Gaspacho à alentejana. Nos dias de calor, sabe tão bem! Viva o Verão!


Gaspacho à Alentejana

Ingredientes para 4 pessoas:
4 tomates chucha maduros
2 dentes de alho
1/2 pimento verde
1 pepino
900 ml de água gelada
2 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de vinagre de vinho tinto
Orégãos secos q.b.
Sal q.b.


1. Num almofariz, esmagar os dentes de alho com o sal, até formar uma papa.

2. Colocar a papa de alho e sal numa saladeira. Adicionar o azeite, o vinagre e os orégãos.

3. Retirar a pele e as sementes, triturar um tomate e juntar ao preparado anterior.

4. Cortar o restante tomate, o pepino e o pimento em pequenos cubos. Regar com água gelada e servir.


Ao servir, coloquem na mesa uma taça com cubinhos de pão de véspera e outra de presunto. Podem fazer com antecedência e guardar no frigorífico. O gaspacho é bom bem fresco.

3 comentários :

  1. Óptima sugestão!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  2. Adoro, mas só feito pela minha mãe. O meu nunca fica bom...porque será?

    ResponderEliminar