Próximos Eventos
Porto 12 de Janeiro de 2019
Sábado:
10h30 - 13h30      Workshop Pequenos-almoços Rápidos, Práticos, Saudáveis
 
 
15h30 - 19h30      Workshop Vamos Fazer Pão?
Inscrições/Vouchers ofertas de Natal: work@sott.pt
Lisboa 19 de Janeiro de 2019
Sábado:
10h00 - 13h00      Workshop Pré-preparações e Refeições da Semana
 
 
15h00 - 19h00      Workshop Vamos Fazer Pão?
Inscrições/Vouchers ofertas de Natal: escola@istofaz-se.pt

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Pernas de coelho no forno com laranja e batatas


A carne de coelho faz parte da nossa tradição gastronómica. Maria de Lourdes Modesto incluiu na sua obra Cozinha Tradicional Portuguesa, várias receitas com coelho. Em minha casa, o coelho sempre foi uma carne apreciada e servida em muitos momentos em que se reunia a família. Hoje em dia, encontramos facilmente esta carne à venda nos talhos e nos supermercados.

Sobre o coelho e o seu consumo, decidi falar com duas personalidades ligadas à gastronomia portuguesa, por um lado, Justa Nobre, uma das mais mediáticas chefs do nosso país, e Virgílio Nogueiro Gomes, conhecido gastrónomo e autor de vários livros.

Para Justa Nobre, a carne de coelho sempre se consumiu na zona onde cresceu, Trás-os-Montes, era muitas vezes servida como prato de domingo. É uma carne que gosta de cozinhar de diversas maneiras - assada, frita, estufada - e já serviu coelho no seu restaurante O Nobre.

Aconselha-nos a marinar a carne, uma a duas horas, antes de a cozinharmos. Uma das suas receitas preferidas de coelho, é a que tem no seu livro Justa Nobre, Cozinha com Paixão, em que o coelho bravo é servido com um arroz de farinheira. Quando era miúda, diz-nos, que adorava massa fina com coelho. A carne de coelho é também servida em dias de festa e se Justa Nobre tivesse que a servir num jantar de Natal, a receita escolhida seria Coelho à Caçador.

Virgílio Nogueiro Gomes, transmontano, refere que « o coelho faz parte das nossas tradições gastronómicas, especialmente nas regiões do interior, e até na Ilha de Porto Santo. O coelho foi dos primeiros e mais fáceis animais a ser domesticado. Acresce que é de fácil reprodução. »

Quando pensamos em receitas com carne de coelho o nosso pensamento vai logo para pratos salgados mas a verdade, é que pode ser usado em receitas doces. Virgílio Nogueiro Gomes diz-nos que « temos um doce em Vila Viçosa cujo creme é engrossado com carne branca de coelho cozida e depois pisada no almofariz. Dá uma consistência mais subtil e sem gosto à farinha. Depois açúcar, gemas de ovo, amêndoa e canela. »

Curiosa, perguntei-lhe se o coelho fazia parte da mesa dos reis, ao que respondeu: « Não há muita evidência. Há citações em relação à lebre, mas quando havia caça. Em Gil Vicente, aparece coelho em cinco obras, e lebre em duas. »

O coelho era uma carne incluída nas refeições da sua família, em Trás-os-Montes. Refere-nos que « Sim, havia coelho, mas não era a carne dominante. E depois passou a ser uma referência alimentar de forma preventiva, ou disciplinar, para diminuir o colesterol. Não era uma dieta, mas trazia uma nova qualidade alimentar. Lembro-me de que não havia uma época especial para comer coelho. Confesso que o coelho apetece confecionado no tacho e com muito molho. »

Uma das suas receitas preferidas de coelho, é À Moda da Bruxa de Valpaços e refere, ainda, que « há restaurantes de cozinha tradicional que têm confeção habitual de coelho como "O Churrasco" na Rua das Portas de Santo Antão. »

No restaurante, ou em casa, um prato de coelho é muito bem-vindo. Deixo-vos, hoje, uma receita desenvolvida, no âmbito da campanha europeia de incentivo ao consumo de carne de coelho, e a pensar nos momentos em que juntamos a família à mesa, ou recebemos amigos em casa. Pernas de coelho no forno com laranja e batatas. Deliciosa! Digna da mesa de um rei.


Pernas de coelho no forno com laranja e batatas

Ingredientes para 6 pessoas:
6 pernas de coelho
5 dentes de alho
1 colher de chá de pimentão-doce
1 folha de louro
1 ramo de salsa
60 ml de azeite
200 ml de vinho branco
12 cebolinhas para assar
500 g de batatas pequenas para assar
2 laranjas
Sal e pimenta-branca q.b.

1. Temperar as pernas de coelho com os dentes de alho espremidos, sal, pimenta, o pimentão doce, a salsa picada, a folha de louro e o vinho branco. Deixar a marinar pelo menos 1 hora.

2. Cozer as batatas durante cerca de 10 minutos. Cortar as batatas ao meio e dispô-las numa travessa de forno, juntamente com as cebolinhas.

3. Juntar a carne e a marinada. Regar com o sumo de uma laranja.

4. Cortar a outra a laranja em meia luas e dispô-las na travessa entre a carne e as batatas.

5. Regar com o azeite.

6. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 45 a 60 minutos. A meio virar a carne.

10 comentários :

  1. Tão bom, gosto tanto!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mary,
      obrigada. Fica tão bom.
      A carne de coelho é muito versátil.
      Um grande beijinho.

      Eliminar
  2. Adoro coelho mas nunca comprei no supermercado, recorro sempre a vizinhos que os criam e aqui por estas bandas (zona de Aveiro) é sempre confeccionado com carqueja que apanhamos nas matas.
    Esta receita parece excelente! Obrigada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria,
      com carqueja deve ficar tão bom. Houve uma altura em que na família também tínhamos coelhos. Como gostamos, agora, compro.
      Um beijinho.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Isa,
      resulta tão bem. As pernas de coelho são óptimas.
      Um beijinho.

      Eliminar
  4. Gosto muito de coelho e a minha mãe que é de Valpaços sempre incluiu o coelho nas refeições. Ela sempre o fez estufado, mas sem dúvida que irei experimentar esta. Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria,
      adoro coelho estufado. Fica tão bom.
      Mas pode ser cozinhado de outras maneiras. É experimentar.
      Um beijinho.

      Eliminar
  5. Aqui no Brasil é difícil achar, só congelado, pelo menos no Rio. E nas tascas de Lisboa em 2011 e 2015 não encontrei refeições com coelho, nem mesmo no Alentejo ou no norte. Quem puder dar endereços de restaurantes com essa carne normalmente no cardápio, agradeço. Para a próxima viagem. Adoro feito no vinho tinto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria,
      aqui em Lisboa, encontra coelho no restaurante "O Churrasco".

      Eliminar