Próximos Workshops
Lisboa 10 de Dezembro de 2016
Sábado:
10h30 - 13h30      Receitas para a Mesa de Natal
 
 
14h30 - 17h30      Presentes de Natal
Inscrições: formacao@acpp.pt   21 362 2705 ACPP
Lisboa 11 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 11h30      Pequeno-almoço no dia de Natal na loja Maria Granel
Lisboa 18 de Dezembro de 2016
Domingo:
10h30 - 12h00      Presentes de Natal na mercearia Morteiro & Santos

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Crème brûlée e a invenção do Amor


Sempre que o Dia dos Namorados chega lembro-me de um poema que acho delicioso e que fala da invenção do amor com carácter de urgência:

A Invenção do Amor
(...)
Um cartaz denuncia que um homem e uma mulher se encontraram num bar de hotel
Numa tarde de chuva entre zunidos de conversa e inventaram o amor com carácter de urgência
Deixando cair dos ombros o fardo incómodo da monotonia quotidiana

Um homem e uma mulher que tinham olhos e coração e fome de ternura
E souberam entender-se sem palavras inúteis
Apenas o silêncio
A descoberta
A estranheza de um sorriso natural e inesperado

Não saíram de mãos dadas para a humidade diurna
Despediram-se e cada um tomou um rumo diferente embora subterraneamente
Unidos pela invenção conjunta de um amor subitamente imperativo
(...)


Daniel Filipe
A Invenção do Amor e Outros Poemas
Lisboa, Editorial Presença, 1972

É urgente o amor. É imperativo que os homens e as mulheres se encontrem. Que cedam aos desígnios do coração. Que ofereçam flores, que guardem entre as páginas velhas de um livro a angústia e a solidão, que saiam para a rua com carácter de urgência e procurem num sorriso, num olhar um sinal para serem felizes!

E para este dia especial em que um homem e uma mulher inventaram o amor, deixo-vos uma deliciosa sobremesa.

Crème Brûlée

Ingredientes:
500 ml de natas
100 g de açúcar
4 gemas de ovo
1/2 vagem de baunilha


1. Colocar as natas num tacho juntamente com a baunilha aberta. Levar ao lume, só para aquecer, sem deixar ferver.

2. Bater as gemas com o açúcar.

3. Juntar as natas aquecidas à mistura de gemas, rejeitando a vagem de baunilha.

4. Colocar o preparado em ramequins.

5. Levar os ramequins num tabuleiro, com água até metade dos ramequins, ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 35 a 40 minutos.

6. Retirar os ramequins. Deixar arrefecer e levar ao frigorífico 4 horas antes de servir.

7. Antes de servir, cobrir o creme com açúcar e queimar com um pequeno maçarico de cozinha.

8. Servir decorado com framboesas.


Segui a receita do chef Marc Bauer. A todos, votos de um feliz Dia dos Namorados. E por favor, reinventem o amor com carácter de urgência!

14 comentários :

  1. Adoro creme brulée e estes ficaram mesmo apetitosos e lindos, para celebrar o amor!!
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar
  2. Olá Isabel,
    Que curioso teres trazido um poema do Daniel Filipe. Tantas vezes li este livro na minha juventude que quase o sabia de cor e lembrei-me dos seus poemas ontem quando li o anúncio do próximo Convidei para Jantar. O livro ficou em Portugal e embora certamente conseguisse encontrar os seus poemas na net, penso que já escolhi outro. Gostei muito do teu post, da urgência do amor e do créme brûlée, quem sabe pelo calor da paixão. Que todos os teus dias sejam dias de namorar!
    Bjnhos

    ResponderEliminar
  3. Este crème brûleé ficou fantástico!! Que lindo :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. Com sobremesas destas o Amor só pode vir ao de cima...e bem docinho também!!!
    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
  5. Olá, Isabel...
    Que fantastico aspecto do creme bruleé ;)...vou levar comigo um bocadinho :)... Bjokas..

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Gostei muito Isabel! Adoro Creme Brulée!

    Beijinhos e bom fim de semana;

    Aurea Sá

    ResponderEliminar
  7. Nunca fiz mas brevemente irei experimentar.
    Kiss, Susy

    ResponderEliminar
  8. Maravilhoso e super saboroso...uma excelente sugestão!
    beijinhos e bom fim de semana
    Paula

    ResponderEliminar
  9. Se lhe trocarmos o brulée por canela, I'm game :p

    ResponderEliminar
  10. Isabel, por posts como estes se vê que tem um blog fora do comum ;) Parabéns pelos 7 anos e obrigada por tudo o que dá aos leitores!

    http://amarmitalisboeta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  11. Tão bom! :)

    Jota
    http://searchncook.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Este crème é uma delícia e se houver amor à mistura ainda é melhor :)

    ResponderEliminar
  13. Que delícia! E essa forminha, que linda. Estava doida pra comer um e até pensei em atravessar a cidade e ir até o Le Vin Bistro (http://www.locamob.com.br/sao-paulo/restaurantes/franceses/le-vin-bistro---jardins) que vende um ótimo, tudo pela vontade! hahaha Mas, agora tentarei em casa. Obrigada.

    ResponderEliminar