quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Como conservar ervas aromáticas, em azeite, no congelador?


As ervas aromáticas tornam tudo mais saboroso, seja uma sopa, uma massa, um prato de forno, uns ovos mexidos ou até uma salada. O ideal seria termos uma horta e irmos usando à medida que precisamos. Mas, para quem vive num apartamento, nem sempre é possível, apesar de, cá em casa, ter uma pequena horta.

Como podemos ter o sabor das ervas frescas, no dia-a-dia, nos nossos pratos? Como podemos dar destino a algumas ervas que comprámos e sabemos que não vamos utilizar em tempo útil?

Uma das soluções, poderá passar por conservar as ervas aromáticas em azeite, no congelador. Mas como o podemos fazer?

1. Preparar as ervas
O primeiro passo, é lavar as nossas ervas aromáticas, independentemente de onde quer que tenham vindo. Depois de bem lavadas, secar com papel absorvente.


2. Como conservar as ervas aromáticas em azeite
Para este processo iremos precisar de cuvetes de gelo. Escolham, de preferência, formas de gelo com tampa.
  1. Picar as ervas aromáticas, depois de lavadas e secas. Caso queiram, dependendo da escolha das ervas, poderão deixar pedaços inteiros, como as folhas ou pequenos raminhos;
  2. Preencher cerca de 2/3 de cada forma de cubo de gelo com as ervas;
  3. Regar com azeite até encher cada um dos cubos da cuvete. Em vez do azeite, podem optar por água, manteiga sem sal derretida ou óleo de coco;
  4. Tapar. Levar ao congelador.

Depois de congelado, poderemos manter os cubos nas cuvetes. Ou, caso prefiram, podem retirar os cubos de ervas congelados em azeite para um saco de plástico, com fecho hermético ou, para uma caixa. Depois é ir usando.

Consumir as ervas aromáticas congeladas em azeite no prazo de 3 meses.


3. Como escolher as ervas aromáticas
Há ervas aromáticas que resultam melhor congeladas do que outras. Por exemplo, a hortelã e o manjericão, famosas pelo seu aroma e sabor, usadas normalmente frescas, podem ser congeladas, mas por serem ervas que exigem frescura, não são as mais indicadas.

Cebolinho, salsa, coentros, apesar de serem muitas vezes usadas frescas, podem ser conservadas assim, em azeite.

O tomilho, o alecrim e a sálvia, que usamos tantas vezes em assados, estufados ou em pratos de arroz, também podem ser congeladas usando este método. Como têm folhas rijas, resultam muito bem.

A escolha do azeite é também importante. Optem por azeite virgem extra. Este é um azeite de qualidade superior, possui sabor e cheiro intensos a azeitona sã, a sua acidez é igual ou inferior a 0,8% e não apresenta defeitos organolépticos.


4. Vantagens
Com este método podemos ter sempre ervas aromáticas prontas a usar nos nossos cozinhados. Podemos fazer as nossas misturas de ervas ou optar por cubos com apenas uma variedade. A escolha é nossa.

Torna-se muito prático. Podemos usar os cubos de ervas aromáticas em azeite em mil e uma receitas.

Ao preservamos as nossas ervas aromáticas estamos, também, a evitar o desperdício de alimentos nas nossas cozinhas.

Sem comentários :

Publicar um comentário