quinta-feira, 2 de abril de 2020

Como demolhar bacalhau seco da Noruega?


Demolhar bacalhau parece ser uma tarefa complicada e difícil, mas a verdade, é que é tão fácil fazê-lo em casa. Basta ter em atenção alguns pormenores e começar. Vamos demolhar bacalhau?

Demolhar bacalhau, em casa, tem vantagens. Para além de fazermos a demolha a gosto - mais ou menos tomado do sal - verificamos, ainda, que em média, o bacalhau aumenta cerca de 30% depois da demolha! Se comprarmos 1 kg de bacalhau seco da Noruega, depois da demolha, ficamos com cerca de 1,300 kg. O bacalhau seco, bem curado, depois de demolhado rende, revelando-se uma escolha acertada em termos económicos. E podemos aproveitar todas as partes, desde o rabo ao cachaço, sem esquecer as peles e espinhas e, a água de cozedura. No bacalhau, tudo se aproveita!

Como demolhar bacalhau seco da Noruega?

Antes de demolhar
O bacalhau seco pode ser guardado à temperatura ambiente, mas o ideal é conservar no frigorífico até ao momento da demolha.

Iremos precisar de:
1 bacalhau seco da Noruega cortado em postas
1 recipiente ou caixa com tampa para a demolha
Água fria q.b.
Gelo q.b.

1. Para iniciar a demolha, passar as postas secas de bacalhau por água fria. O objectivo é retirar o excesso de sal do exterior.

2. De seguida, colocar as postas de bacalhau num recipiente, com a pele virada para cima e de preferência, sem as sobrepor, colocar água fria até encher. Caso usem água saída da torneira, adicionem cubos de gelo para que arrefeça rapidamente. Se tiverem possibilidade, coloquem uma rede ou um suporte no fundo para que as postas não fiquem em contacto com o sal que se vai depositando na base do recipiente.


3. O recipiente escolhido deverá ter o dobro do volume do bacalhau a demolhar e é importante que seja fácil de manusear, pois iremos trocar a água várias vezes. Costumo usar um recipiente de plástico, com tampa.

4. Guardar o recipiente no frigorífico. Muitas vezes, devido ao calor o bacalhau poderá adquirir um odor peculiar. Isto significa que a temperatura da água foi inadequada. Para mantermos a água da demolha sempre fria (inferior a 8ºC), guardar o recipiente no frigorífico.

5. Passadas 2 horas retirar toda a água e voltar a cobrir de água, depois disto, é aconselhável mudar a água de 8 em 8 horas.

6. O bacalhau da Noruega é classificado de acordo com o peso. Tempos de demolha por categoria:
  • - Bacalhau corrente (peso entre 0,5 e 1 kg): 36 horas;
  • - Bacalhau crescido (peso entre 1 a 2 kg ): 48 horas;
  • - Bacalhau graúdo (peso entre 2 a 3 kg): 55 horas;
  • - Bacalhau especial (superior a 3 kg): 72 horas.

É importante ter atenção aos tempos de demolha para que as postas de bacalhau não fiquem, por um lado demasiado salgadas ou, por outro, deslavadas, quase sem sabor.

As postas mais finas, com cerca de 1 cm de espessura (abas e rabo) vão demolhar em menos tempo e são estas as primeiras a retirar. Caso queiram, podem fazer a demolha por tipo de posta, em recipientes separados.

7. Para sabermos se o bacalhau está no ponto de sal desejado, há quem prove, retirando uma lasca. Ou então, podemos inserir um palito numa das postas e provar. Este último é o método que utilizo. Nada melhor do que provar para termos o bacalhau demolhado ao nosso gosto!

Depois de demolhado, o bacalhau pode ser confeccionado de imediato ou congelado.

Como aproveitar o bacalhau:
  • - Lombos e postas altas: Para assar no forno, na grelha, cozer ou confitar;
  • - Postas finas: Preparações que não necessitem de lascas grandes. Ideal para usar nas caldeiradas, guisados, gratinados como o bacalhau com natas;
  • - Abas e rabos: Ideais para receitas em que se use o bacalhau desfiado finamente. Bacalhau à Brás, saladas, açordas.

Pescado nas águas frias, num habitat puro e gelado, o bacalhau da Noruega, tem características de sabor e textura que o distinguem. Bem seco e curado, com cor palha, depois de capturado o bacalhau da Noruega é preparado de modo tradicional (até aos 47% de humidade máxima) e as postas mais altas, formam lascas bem definidas depois de cozinhadas. Na escolha do bacalhau, a origem é importante. Nas próximas compras não se esqueçam de incluir na lista o bacalhau seco da Noruega.

4 comentários :

  1. Obrigada Isabel, Nunca utilizei a grelha para colocar por baixo, mas faz todo o sentido, vou passar a fazer. E quanto à última demolha ser em leite? o que pensa disso?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Everyroot,
      o bacalhau, por uma questão de gosto e sabor, pode ser imerso, por um curto período de tempo, em leite. As postas ficam mais macias e o leite dá-lhe uma certa "doçura".
      Não tenho por hábito fazer este procedimento.
      No entanto, recordo-me, que por exemplo, a receita de Bacalhau à Gomes de Sá, pede para que o bacalhau fique em leite. :)

      Eliminar
  2. Obrigada pela dica não colocava a grelha,a partir de agora irei colocar.

    ResponderEliminar