Próximos Eventos
Porto 16 de Novembro de 2019
Sábado:
10h00 - 13h30      Workshop Pré-preparações das Refeições da Semana
 
 
15h30 - 18h30      Workshop Receitas Rápidas p/ Jantar
Lisboa 23 de Novembro de 2019
Sábado:
10h00 - 13h30      Workshop Salgadinhos para Dias de Festa
 
 
15h00 - 19h00      Workshop Vamos Fazer Pão?
Inscrições/Vouchers: escola@istofaz-se.pt   218 078 640 IstoFaz-se

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Bacalhau com amêijoas e grão-de-bico


Nos últimos dias, tenho andado de um lado para o outro. Na passada sexta-feira foi para a Praia da Vitória, na Ilha Terceira, para participar no festival literário Outono Vivo. Para além de uma entrevista para o programa Atlântida, apresentado por Sidónio Bettencourt, tive ainda a possibilidade de falar do livro Petiscos do Rio e do Mar, feito em co-autoria com Virgílio Nogueiro Gomes. Regressei no domingo à noite, mas antes, deliciei-me com o bom tempo e com muitas das coisas boas que a Ilha Terceira nos tem para oferecer.

Na segunda-feira, rumei para o Porto. Voltei ao programa Praça da Alegria para confeccionar um perfumado caril de peru com abóbora e lentilhas vermelhas. Viram? É um prato de conforto para esta altura do ano.

Ao regressar, ontem, a casa, decidi preparar uma receita que se faz, num abrir e fechar de olhos. Sempre que posso gosto de ter pré-preparações já feitas ou comida no congelador à espera de dias em que não tenha tempo para estar na cozinha. Para além disso, gosto de ter, também, alguns ingredientes que me permitam preparar uma refeição rapidamente. Todos os anos faço molho de tomate e congelo em doses. Gosto de demolhar e congelar bacalhau. Gosto de ter algumas embalagens de produtos congelados que considero práticos no momento de cozinhar, principalmente nos dias em que temos pouco tempo, como ervilhas, couves de Bruxelas, milho, salmão, amêijoas ou bacalhau desfiado fresco.

As nossas cozinhas reflectem a nossa vida. Há dias, em que queremos que a comida chegue à mesa com um estalar de dedos. Se tivermos preparados, conseguimos!

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Granola com tâmaras, chocolate e caju


O pequeno-almoço é uma refeição que valorizo. Por norma, gosto de tomar o pequeno-almoço em casa. E quando sei que de manhã vou ter pouco tempo, costumo deixar logo tudo preparado de véspera.

Para os pequenos-almoços costumo fazer panquecas, waffles, pudins de chia, overnight oats. Gosto de ter no frigorífico ovos cozidos, iogurte e queijos. Na despensa, procuro ter flocos de aveia e granola.

A granola é, muitas vezes, feita por mim. Ao fazermos a nossa comida, temos a vantagem de escolhermos os ingredientes e decidirmos, neste caso, por exemplo, se queremos mais ou menos doce, mais ou menos frutos ou frutas secas. Podemos juntar mais canela, gengibre, raspa de um citrino, entre muitas outras hipóteses. Fazermos em casa a nossa granola permite-nos variar as combinações e ajustá-las ao nosso gosto.

Para os pequenos-almoços ou lanches da semana, deixo-vos uma receita de granola com tâmaras, chocolate e caju. Fica deliciosa.

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Creme de cenoura e cherovia assadas


Ir ao Porto é, sempre, tão gratificante. Ontem, voltei para participar no programa Praça da Alegria da RTP. Preparei um prato rápido para o jantar. Depois de um fim-de-semana prolongado, sabe bem colocar o jantar, na mesa, para a família, sem perder muito tempo.



A comida tem o poder de nos inspirar, reconfortar. Consegue trazer alegria aos nossos dias. Sempre que viajo, uma das coisas que quero comer, assim que chego, é sopa. Um prato de sopa, feita com legumes, é verdadeiramente mágico.

Gosto de ir variando as minhas sopas. Na última que fiz, juntei cherovias e cenouras. Ficou tão boa! As sopas de legumes assados ficam ainda mais saborosas.

segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Bolo de chocolate com azeite


No dia 1 de Novembro, celebra-se o Dia Mundial do Veganismo ( World Vegan Day ). Segundo a Wikipedia, « Veganismo é uma ideologia de vida que procura excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração animal, seja na alimentação, vestuário ou qualquer outro meio. Os veganos não consomem alimentos de origem animal, como carne (incluindo peixes, moluscos e insetos), laticínios, ovos e mel - além de evitar materiais derivados de animais, produtos testados em animais e lugares que usam animais para entretenimento ».

Faço uma alimentação omnívora, de inspiração mediterrânica e atlântica, que inclui carne, peixe, cereais e legumes. No entanto, tento, muitas vezes, fazer refeições sem carne e sem peixe. Como sabem, sou uma defensora do consumo de legumes. Até os costumo incluir nos meus pequenos-almoços.

Para assinalar esta data, a Oliveira da Serra desafiou-me a preparar uma receita. Resolvi fazer um tentador bolo de chocolate com azeite!

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Feijoada de bacalhau


No domingo fui visitar os meus pais e decidi levar o almoço. Quando cozinhamos para a família procuramos fazer, sempre que possível, pratos que toda a gente goste ou, que sejam de uma maneira ou outra, consensuais. Quando cozinhamos para aqueles de quem gostamos, queremos pôr na mesa felicidade, queremos que a nossa comida seja uma dádiva de conforto, que seja amor.

Como nesta altura do ano, apetece comida de tacho, decidi preparar uma feijoada de bacalhau, aproveitando uma receita que desenvolvi para a Pescanova que me desafiaram a preparar um prato com as suas postas de bacalhau demolhado.

Há pratos, que sabemos que fazem logo sucesso. E esta feijoada de bacalhau conquistou os comensais que se reuniram à mesa no passado fim-de-semana. Não sobrou nada!

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Chips de cherovia


Fazer a limpeza ao frigorífico é uma das indicações que dou, a quem faz as pré-preparações para as refeições da semana. Antes de enchermos o frigorífico com as compras da semana, é importante vermos o que temos e pensarmos como podemos dar destino aos ingredientes que sobraram.

Para aproveitar sobras de legumes, costumo assá-las no forno. Corto cebola, pimento, abóbora, batata-doce, curgete e junto tomate cereja. Tempero com azeite e sal. E vai para o forno. Os legumes que uso, variam de semana para semana, de acordo com o que tiver. Esta foi a forma que encontrei para usar sobras de legumes, sem ser em sopa.

A semana passada, para dar destino a duas cherovias que tinha na gaveta dos legumes, decidi fritá-las. Ao estilo das batatas-fritas. Cá em casa, adorámos!

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Marmelada com pêra e maçã


O Outono chegou de vez. Mudou a hora. Os dias ficam mais pequenos. A noite chega logo ao final da tarde. Muda o tempo e com ele as nossas vontades. Na cozinha, passamos a preferir pratos de conforto, assados no forno, sopas a fumegar, comidas de tacho e privilegiamos as bebidas quentes. Mudamos o guarda-roupa. Queremos casacos e roupas quentinhas.

No domingo estive em Santarém. Depois de visitar o quintal, de apanhar os últimos marmelos e romãs da época, a minha mãe e eu, sentámo-nos em frente à lareira acesa. Fiz um chá. Coloquei uns biscoitos na mesa e levei para a minha mãe provar a marmelada com pêra e maçã, que tinha feito há uns tempos. Até se comeu assim, simples, cortada à fatia. Gosto tanto de marmelada! Deixo-vos, hoje, a receita.